Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Mais oito presos são transferidos de Pedrinhas

Novas transferências de presos de Pedrinhas
Mais oito detentos de complexos penitenciários da capital maranhense, em São Luís, serão transferidos, nesta quinta-feira (13), para vagas disponibilizadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça, em presídios federais.

A ação faz parte do pacote de medidas emergenciais criado pelo Ministério da Justiça e pelo governo do Maranhão, como forma de coibir os problemas do sistema carcerário do Estado.

Esta foi a terceira etapa da transferência. Ainda não foram divulgados os locais para onde os presos, transferidos nesta quinta, irão, por questões de segurança. Apenas os nomes dos detentos foram divulgados.

São eles: Francisco Wagno Sousa Mesquita, conhecido como “Irmão”, que seria assaltante de banco, e estava no Centro de Custódia de Preso de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas; Claudionor Reis Cantanhede, conhecido como “Carroceiro”, e estava na CCPJ do Anil; Fábio Bezerra Sousa, conhecido como “Paulista”, também, da CCPJ do Anil; Daniel Oliveira Sousa, também, da CCPJ do Anil; José Leandro Sousa Barbosa; Idenilson Pereira Santos; Almir Ferreira dos Santos; e João Batista Silva Mendonça, todos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pedrinhas.

O nome de Leandro Santos Sousa chegou a ser anunciado, mas, até o momento, ele não chegou ao local de embarque.

Para o embarque dos detentos, realizado no Aeroporto Marechal Cunha Machado, foi criado um forte esquema de segurança, com agentes da Polícia Militar, da Superintendência de Investigações Criminais (Seic) e do Grupo de Escolta e Operações Especiais (Geop), segundo informações do repórter Domingos Ribeiro.

Antes do embarque, os detentos passaram por um exame de corpo de delito no Aeroclube. Depois, eles serão entregues aos agentes penitenciários federais.

Na última quarta-feira (12), oito presos foram transferidos para o Presídio Federal de Segurança Máxima da cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. No dia 20 de janeiro, nove detentos, também, foram transferidos para o mesmo presídio. Com a transferência desta quinta, somam-se 25 detentos transferidos, dos 35 anunciados.

Com informações do Imirante

Um comentário:

  1. Esses pilantras tinham que ser transferidos era andando amarrados em rabo de cavalos até o seu destino final, e nesse rol de pilantras deveriam está todos os ex-prefeitos mau-feitores do povo de Cândido Mendes, aí no Maranhão!!! eu me chamo Charles e tenho muito orgulho de ter sido criado aí nesse estado maravilhoso.

    ResponderExcluir