quinta-feira, 3 de julho de 2014

Deputado diz que oposição tem parcela de culpa na crise que assola o sistema carcerário do Maranhão


Deputado Roberto Costa critica oposição
O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Roberto Costa (PMDB), destacou as ações da governadora Roseana Sarney para modernizar e melhorar o sistema prisional do Maranhão. Ele afirmou que os problemas existentes hoje, em Pedrinhas, são reflexos de tudo que a oposição não fez pelo sistema carcerário no passado.

Roberto Costa também usou o  pequeno expediente da Casa para lembrar que o sistema de segurança defendido pela oposição é similar ao adotado pelo governo do Rio Grande do Sul, que segundo o parlamentar é conhecido por ser uma das maiores carnificinas do mundo.

O deputado anunciou os investimentos feitos pela governadora e que devem ser entregues até o fim do ano. "No dia 5 de agosto dois presídios serão inaugurados: o São Luís III, com 400 vagas, e o Presídio de Coroatá, com mais de 400 vagas. Seis novos presídios ainda serão inaugurados, a exemplo de Timon, Imperatriz e Bacabal que estão com as obras em andamento. No total quase três mil novas vagas serão integradas ao sistema carcerário do Maranhão", destacou.

Roberto Costa lembrou que, por meio do concurso público realizado pela governadora Roseana Sarney, atualmente, 104 agentes penitenciários já nomeados passam pelo processo de qualificação, além de dois mil novos policiais, motocicletas e viaturas colocados nas ruas para reforçar o sistema de segurança no estado. Costa citou ainda as contratações de escrivães e delegados que estão sendo feitas para o interior atendendo antigas reivindicações da população.

“As melhorias no Sistema Penitenciário de Pedrinhas tem sido visíveis. A questão das melhorias na saúde, a questão da própria segurança interna. Existem fatos que acontecem sim, é claro que acontecem, mas o Governo tem tomado todas as medidas necessárias e está firme em relação a todos os investimentos que estão sendo feitos", reforçou.

Roberto Costa citou ainda, a existência de um comitê gestor direcionado ao sistema prisional do Maranhão, do qual ele faz parte e é composto, inclusive, por integrantes do Ministério da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário