Comercial da Prefeitura de SL

Comercial da Prefeitura de SL

sábado, 19 de julho de 2014

Gestante dá a luz no sofá depois de ligar para o SAMU e Corpo de Bombeiros e não ser atendida

A gestante teve a filha no sofá
Uma mulher identificada por Valdineia Costa Marinho, 32 anos, que mora no Residencial Resende- Vila Embratel, na área Itaqui-Bacanga, acabou dando a luz na casa de uma amiga, mesmo tendo solicitado socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgância (SAMU) e do Corpo de Bombeiros Militar. Apesar do susto, a criança, batizada pelo nome de Vitória, nasceu no sofá da residência e passa bem.
Segundo a mãe da gestante, Maria Auxiliadora Costa, que trabalha como agente de saúde, sua filha estava sentindo fortes dores durante a madrugada de ontem, pois se encontrava em trabalho de parto. “Foi então que ela ligou para o SAMU e para o Corpo de Bombeiros e mesmo assim não foi atendida. Aí, ela resolveu pedir ajuda a uma amiga”, declarou.
Por volta 5h30, ao perceber a gravidade da situação, a amiga ainda chegou a procurar a Delegacia de Polícia Civil da Vila Embratel. Perplexo com o drama da grávida, o delegado que se encontrava de plantão naquele momento, resolveu doar a quantia de R$ 20,00 para pagar o táxi da gestante, para que a mesma fosse conduzida a uma maternidade mais próxima.
“Porém, não deu tempo de minha filha pegar o táxi, pois minutos depois ela acabou sentindo muitas dores, tendo o bebê no sofá da casa da amiga. Fui eu quem cortou o cordão umbilical da criança, apesar de ter tido muito medo de não infectar a criança sem a devida esterilização do objeto usado. Como sou técnica em enfermagem, tive o cuidado de limpar bem a tesoura com álcool. Ainda bem que tudo correu bem e o bebê e minha filha passam bem”, disse Maria Auxiliadora.
Funcionários da SAMU alegaram grande movimentação no momento do ocorrido, impossibilitando o atendimento emergencial para o concebimento da criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário