Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

quinta-feira, 31 de março de 2016

De olho no prazo de filiação


Aqueles que pretendem se candidatar a prefeito, vice-prefeito ou vereador nas Eleições Municipais de 2016 devem estar com a filiação aprovada pelo partido político até este sábado, 2. Isso desde que o estatuto partidário não estipule um prazo superior de filiação.

O artigo 9º da Lei das Eleições (Lei n° 9.504/97) estabelece que o candidato deve possuir domicílio eleitoral, na circunscrição onde irá concorrer, um ano antes do pleito, pelo menos. Afirma ainda que deve estar com a filiação aprovada pelo partido, no mínimo, seis meses antes da data da eleição. Antes da Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165), o postulante a candidato deveria estar filiado ao partido pelo menos um ano antes da eleição.

Dois de abril também é a data a partir da qual todos os programas de computador de propriedade do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), desenvolvidos por ele ou sob sua encomenda, utilizados nas urnas eletrônicas e nos computadores da Justiça Eleitoral para os processos de votação, apuração e totalização, poderão ter suas fases de especificação e de desenvolvimento acompanhadas por técnicos indicados pelos partidos políticos, pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo Ministério Público e por pessoas autorizadas em resolução específica.

Com informações do TSE

PMDB do Maranhão mostra duas caras

O senador João Alberto conversa com a ex-governadora Roseana Sarney sobre a posição do PMDB no Maranhão
De um lado a ex-governadora Roseana Sarney apoiando o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) do Poder e de outro, o dirigente regional do PMDB no Maranhão, senador João Alberto, contra o impeachment (impedimento) da petista chefa da União. E de outro lado, o quase presidente de honra do PMDB, ex-senador José Sarney, sem dar uma palavra sobre a crise política e institucional que atravessa o país.

A própria ex-governadora já deixou bem claro à imprensa que vai seguir de acordo com a convicção da direção nacional do PMDB, sob as bênçãos do vice-presidente da República, Michel Temer, de desembarque em 100% dos membros do partido da base do governo federal. "Vou seguir a orientação nacional do PMDB", garantiu Roseana.

No entanto, o senador João Alberto contraria a ordem nacional da legenda e garante que  o PMDB maranhense permanecerá aliado à presidente Dilma Rousseff, mesmo vendo o "barco" afundar no cenário político.

Até mesmo o afilhado político do senador João Alberto, o deputado estadual Roberto Costa, utilizou ontem, 30, a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão para dizer em alto e bom tom que o PMDB local se posiciona pela manutenção da aliança com a presidente Dilma.

Brasil mostra a tua cara!

quarta-feira, 30 de março de 2016

Roseana Sarney abandona a companheira Dilma Rousseff

O ex-presidente José Sarney esteve ausente da reunião do PMDB, enquanto Roseana se juntou à decisão do partido
A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) também se achou no direito de desembarcar de mala e cuia do apoio à presidente da República, Dilma Rousseff (PT). Segundo a ex-governadora, seu posicionamento é seguir a ordem da direção nacional do PMDB.

Em entrevista ao jornal O Estado a ex-mandatária do Maranhão disse ser a favor do afastamento ao governo Dilma. "Vou seguir a orientação do meu partido. O PMDB deixa o governo na hora certa", frisou Roseana.

Questionada sobre o impeachment da presidente Dilma, a ex-governadora preferiu não falar sobre o assunto. "Ainda não avaliei", disse, ressaltando que seguirá o posicionamento que o PMDB tomar.

Ontem, 29, a direção nacional do PMDB decidiu, oficialmente, deixar o barco do governo Dilma, que no momento só afunda.

Vereador se coloca à disposição do PSB para disputa em São Luís

O vereador Roberto Rocha Júnior (PSB) disse estar aberto ao diálogo com a direção municipal do PSB para concorrer à Prefeitura de São Luís, nas eleições do dia 2 de outubro deste ano. A afirmativa foi feita em entrevista na terça-feira, 29, no programa Bastidores da Capital, na Rádio Capital AM 1180. "Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao vereador Estevão Aragão (SD) pela confiança, e dizer que me sinto muito honrado pela indicação do meu nome como mais uma alternativa viável que o PSB terá na disputa das eleições majoritárias desses ano. Como já falei em outras entrevistas, nós somos ferramentas do partido e, portanto, temos que seguir as diretrizes dadas pela direção nacional, que já determinou que haja candidatura própria para prefeito em São Luís", declarou.

O vereador destacou ainda que apesar do PSB já ter pré-candidato, a discussão na legenda ainda está aberta. "Apesar do deputado Bira do Pindaré também já ter apresentado seu nome como pré - candidato à Prefeitura pelo PSB, sabemos que toda candidatura é um processo democrático. E como percebo que o meu nome tem ganhado força entre as lideranças do nosso partido, e como sou o único vereador pelo PSB na capital, bem como o único político que dispõe de mandato em âmbito municipal por essa sigla, isso me legitima e me motiva a também deixar meu nome à disposição da legenda como mais uma opção que o partido terá de consolidar o seu projeto na eleições municipais desse ano na nossa capital", enfatizou.

Para Roberto Rocha Júnior, o momento agora é de bastante conversa, bastante diálogo dentro do partido. "Defendo a ideia do deputado Bira, de que a prévia é a melhor maneira de escolher o representante para liderar a chapa na disputa pela Prefeitura, visto não haver maneira mais democrática. Enfim, este embate no campo das ideias, além de salutar, é essencial para o futuro da nossa cidade. O nosso partido, PSB, está compromissado e engajado no projeto de conquistar mais oportunidades para a nossa gente e dias melhores para nossa cidade", ressaltou.

Roberto Rocha Júnior destacou que durante a entrevista teve a oportunidade de apresentar seus projetos à população da capital. "Tive a oportunidade de conversar com os ouvintes sobre alguns dos principais projetos defendidos pelo meu mandato como vereador de São Luís", avaliou.

terça-feira, 29 de março de 2016

Será que o PMDB entregará cargos federais no Maranhão?

O vice-presidente Michel Temer e o ex-presidente José Sarney trocam conversas sobre a salvaguarda do PMDB
Com a iminente ruptura política entre o PMDB do vice-presidente Michel Temer e governo petista da presidente Dilma Rousseff, como fica a situação do PMDB no Maranhão, que hoje é comandado pelo senador João Alberto, afilhado político do ex-presidente e ex-senador José Sarney? 

O traumático desembarque do PMDB do governo Dilma, que deve ser confirmado nesta terça-feira, 29, pela direção nacional da legenda, em Brasília (DF), terá impacto imediato nos demais diretórios regionais pelo país.

No Maranhão, o PMDB dispõe de cargos na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), conduzida pelo ex-diretor do Detran, André Campos. Ainda assim, existe a especulação de troca no órgão pelo nome do peemedebista e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Arnaldo Melo, mesmo a contragosto da direção nacional do PMDB.

Vale aguardar os próximos movimentos no tabuleiro do xadrez político!
  

OAB repete posição de 64 e apoia novo golpe contra democracia


Por Danielle Cambraia, da Agência PT de Notícias

Em 1964, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) esteve ao lado dos militares e apoiou o fim de um governo eleito por mais de 80% da população brasileira, quando João Goulart foi retirado do poder. Foram 21 anos de ditadura, de tortura, mortes e muita luta para que a democracia fosse instalada novamente. Em 31 de março do ano passado, enquanto o Brasil já lutava contra novas tentativas de golpe, a OAB organizou o ato público “Para Não Repetir”, que relembrou os 50 anos do golpe militar.

O nome do ato, no entanto, não fez jus às iniciativas da Ordem. O “para não repetir”, se repetiu, e a OAB passou a apoiar, neste ano, um golpe contra a democracia brasileira. No dia 18 de março, o Conselho Federal da Ordem decidiu apoiar a instauração do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff no Congresso Nacional. 

O deputado federal e ex-presidente da OAB do Rio de Janeiro, Wadih Damous (PT-RJ), mais uma vez contestou a iniciativa da OAB. Segundo ele, o impeachment está previsto na Constituição Federal, mas só deve ser aplicado se o presidente da República praticar algum crime de responsabilidade ou crime comum.

Wadih ressaltou, no entanto, que não há qualquer desses crimes que possa ser atribuído à presidenta Dilma. Por este motivo, a tentativa de impeachment trata-se de golpe.

“Inventar crime de responsabilidade não é se adequar à Constituição. Da OAB, esperava-se o respeito aos princípios da presunção de inocência, do contraditório e da ampla defesa. Afinal de contas, ela é a entidade concebida para a defesa, em primeiro plano, desses princípios. Mas não, a Ordem resolveu entrar para o jogo político rasteiro, ao invés da análise técnica e objetiva dos fatos”, afirmou. 

Para o deputado, a OAB deveria saber que delação premiada e matérias de jornais não constituem prova e que grampo ilegal é prova ilícita.

“Infelizmente, a entidade deixou-se levar pelo encanto fácil, ruidoso e oportunista da turba, tal qual o fez em 1964. Só que naqueles idos, a adesão ao golpe aconteceu como tragédia, agora se repete como farsa”, ressaltou.

Deputado se reúne com ministro para discutir a BR-135

Deputado federal Pedro Fernandes irá discutir a problemática da BR-135 com o ministro Ricardo Berzoini
O coordenador da bancada maranhense na Câmara Federal, deputado Pedro Fernandes (PTB), reúne-se nesta terça-feira, 29, com o ministro Ricardo Berzoini (da Secretaria de Governo da Presidência da República) para tratar da recuperação asfáltica da BR-135 no Maranhão. O parlamentar encaminhou ao ministro documento, solicitando melhorias para a problemática da principal rodovia federal que corta o estado e que se encontra em péssimas condições de trafegabilidade.

No documento, Pedro Fernandes anexou todas as fotos e reportagens divulgadas pela imprensa sobre a precariedade da BR-135 em vários trechos. Acidentes e mortes têm ocorrido na rodovia por conta das péssimas condições da malha viária. O ministro já respondeu positivamente ao apelo e garantiu que encaminhará a solicitação de urgência à presidente Dilma Rousseff para determinar a ordem de serviço e buscar soluções imediatas.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Prefeito apresenta o edital de licitação dos transportes


O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT/foto), apresentou nesta segunda-feira, 28, o Edital de Licitação do sistema de transporte coletivo da capital maranhense. Na oportunidade, ele destacou que esse é o primeiro passo para melhorar a qualidade do setor e dar mais tranquilidade aos usuários de ônibus da capital maranhense. A solenidade contou com as presenças de vereadores da base aliada e do secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros. (Foto: Paulo Caruá)

Pela BR-135: Bem vindo à São Luís


Como fica o PT do Maranhão?

A semana começa com uma inquietação no cenário político pós Lava Jato. É que no âmbito nacional o Partido dos Trabalhadores (PT), juntamente com os movimentos sociais e sindicais contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, já cogita a viabilidade de virar oposição num eventual governo do atual vice Michel Temer (PMDB).

Nesse contexto, o PT do Maranhão permanece mudo e à espera de uma diretriz para continuar agonizando em meio à crise política e institucional que atravessa o Brasil. 

Lideranças petistas maranhenses apenas mantêm o discurso de salvaguardar as prerrogativas constitucionais da presidente, que nesta segunda-feira, 28, busca conter a debandada de membros do PMDB de sua base aliada, num esforço hercúleo.

Uma pergunta que não quer calar nesse momento: como fica o PT do Maranhão em meio ao fogo cruzado, vindo de todos os lados, de aliados à oposição do PSDB?

domingo, 27 de março de 2016

Semana decisiva para licitação dos transportes


O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros (foto), informou ao blog que no decorrer desta próxima semana deve ser apresentado o Edital de Licitação do Transporte Coletivo em São Luís. Segundo o titular da SMTT, a demora na conclusão do projeto se deu por conta de questões jurídicas para que todo processo possa transcorrer dentro da legalidade.

O projeto de licitação foi aprovado no fim do ano passado pela Câmara Municipal de São Luís e no dia 20 de janeiro deste ano, a proposta foi apresentada para discussão pública, no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), onde participaram representantes do setor e a população de modo geral.

Canindé Barros disse que esse o primeiro passo para dar mais qualidade ao sistema de transporte da capital maranhense. A segunda fase será dar continuidade ao processo de mobilidade urbana, visando dar maior fluidez ao tráfego de veículos em São Luís.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Flávio Dino usa passagem bíblica contra o golpe a Dilma


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), utilizou trecho de uma passagem bíblica para expressar seu sentimento em defesa das prerrogativas constitucionais do mandato da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), e mais uma vez se posicionando contra o que chama de "golpe" da esquerda política do país.

A intolerância política chegou às escolas


De Curitiba/Carta Capital
Curitiba, sede da Operação Lava Jato, vê-se às voltas com um episódio de macarthismo verde amarelo. Uma professora de História dos Movimentos Sociais do Século XX e História da América Latina, que prefere ter o nome mantido no anonimato por temer pela segurança de sua família, foi vilipendiada nas redes sociais por um grupo fechado de mais de 800 pessoas, liderados por pais de alunos do Colégio Medianeira, da capital paranaense.
Tudo começou quando ela escreveu em sua página no Facebook que “hoje vi crianças numa escola, vestindo preto e pedindo golpe. Desprezando a democracia e exalando ódio (...) parece que não conseguimos escapar do que Marx profetizou (...) que a história se repete, primeiro como tragédia, depois como farsa”. A reação foi como um rastilho de pólvora.
Centenas de pais de alunos cujos filhos manifestaram apoio “ao golpe” contra a presidenta Dilma Rousseff entupiram as redes sociais chamando-a de “comunista descarada”. Pediam à direção do colégio sua demissão alegando que “se minha filha aparecer em casa com alguma ideia esquerdista vai dar confusão”.
“[Caso] esses professores ‘dinossauros’ ultrapassados continuem a lecionar, vamos ter problemas!!!!’. Exaltados, afirmavam que “se eu pegar algum texto comunista no caderno do meu filho eu vou rasgar e devolver rasgado”.
Segundo a assessoria de imprensa do colégio, a professora, que leciona há 10 anos na instituição, sempre teve uma conduta exemplar. Pela natureza das disciplinas ministradas, os temas debatidos em sala de aula incluíam questões políticas e sociais como meio-ambiente, pobreza, comunismo, socialismo ou capitalismo, sem que jamais tivessem aflorado qualquer radicalismo nos debate entre os alunos.
No entanto, dadas as notícias veiculadas pela mídia nos últimos meses, questões como impeachment, corrupção e Operação Lava Jato surgiram naturalmente no dia a dia dos adolescentes.
Por decisão dos alunos, sob a orientação da escola, foi proposto um debate sobre o tema em dias alternados. Os grupos, divididos em dois, apresentariam no pátio do colégio seus pontos de vista sobre cada situação.
Os alunos contrários ao governo da presidenta Dilma vieram trajando roupas pretas; os demais com o uniforme tradicional da escola onde predomina a cor branca. Não houve agressões ou brigas. Tudo transcorreu dentro da normalidade esperada. A gota d’água deu-se com o massacre, pelas redes sociais, à opinião pessoal da professora em relação aos defensores “do golpe”.
Em nota oficial, a direção do Medianeira afirmou que a instituição condena “toda e qualquer incitação ao ódio, difamação e injúria, violência física ou verbal (...) e reitera o papel da instituição como mediadora na interação entre alunos, educadores e famílias no afã de edificar uma sociedade mais justa e igualitária”.
Reitera o colégio que repudia a coação e hostilidade que possam vitimizar os educadores da instituição. “Reafirmamos nosso compromisso com a liberdade de expressão e a livre manifestação do pensamento os quais fazem parte do modus operandi de uma instituição da Rede Jesuíta de Educação”. 
Apesar de formalizado o pedido de demissão, a professora ainda faz parte do quadro de empregados da escola. Os alunos têm promovido uma série de manifestações pedindo seu retorno, tanto na escola como pelas redes sociais.
Pais lançaram um manifesto pela internet de apoio ao colégio, afirmando que “apoiamos a continuidade de seu projeto político-pedagógico, que é pautado, entre outros princípios, na busca do diálogo, da livre expressão de ideias, do respeito aos direitos humanos e do estado democrático”. 
Ainda segundo a assessoria de imprensa do colégio, a expectativa da diretoria é que "ela retorne à sala de aula para dar continuidade aquilo que melhor sabe fazer: ensinar e instruir os jovens e adolescentes com lições de conhecimento e democracia."

quinta-feira, 24 de março de 2016

Mais um rombo no bolso dos usuários de transportes


Os usuários do sistema de transporte integrado de São Luís irão desembolsar no fim do mês a quantia de R$ 139,20. A alegação é que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) acabou cedendo aos empresários do setor, que sempre afirmam que estão operando no vermelho, e cedido o aumento nas tarifas.

A partir da zero hora desta sexta-feira santa, 24, o cidadão que anda de ônibus pagará os seguintes valores: 

De R$ 1,90 para R$ 2,20

De R$ 2,20 para R$ 2,50

De R$ 2,60 para R$ 2,90

Linha Metropolitana de R$ 2,80 para R$ 3,10 

quarta-feira, 23 de março de 2016

"PMB vencerá as eleições em São Luís", afirma Rose Sales

Vereadora Rose Sales passa a integrar as hostes do PMB em São Luís e vai disputar a Prefeitura     (Foto: Paulo Caruá)
A vereadora Rose Sales afirma que sua filiação no Partido da Mulher Brasileira (PMB) é pra valer e o projeto político da legenda é disputar a eleição para a Prefeitura de São Luís, nas eleições de 2 de outubro deste ano, com chances reais de sair vitoriosa das urnas.

Rose Sales garantiu que está pronta para concorrer ao cargo majoritário, mesmo sabendo dos desafios e das dificuldades que encontrará pela frente. Apesar disso, a vereadora afirma que não mudará um milímetro o seu foco político e buscará o apoio da população de São Luís para vencer o pleito.

Para a líder do PMB na Câmara de Vereadores da capital maranhense, está mantida a sua disposição para a corrida sucessória ao Palácio La Ravardiére, sede do governo municipal.

"Não use a toga para fazer política", diz Dino e constrange magistrado

O governador Flávio Dino mais uma vez defendeu a presidente Dilma Rousseff e criticou o juiz federal Sérgio Moro
Uma frase que ficará emblemática na história: "Não use a toga para fazer política porque isso destrói o Poder Judiciário". Sem fazer curva o ex-juiz federal e atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), mostrou a cara de vez quando o assunto é a defesa das prerrogativas constitucionais do mandato da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Ontem, 22, durante encontro de juristas a favor da manutenção do mandato da presidente petista, o governador comunista considerou que abusos estão sendo cometidos por integrantes do "submundo da toga" e cujas interpretações normativas estariam aquém da defesas constitucionais do país, transformando o Judiciário num ser político e não em defesa da legalidade.

"É preciso conter os abusos judiciais. Quando um juiz abusa, não significa dizer que todos abusam, mas esse abuso contamina a ordem jurídica", disse Flávio Dino. A afirmativa do governador maranhense tem como alvo as últimas manifestações exacerbadas do juiz federal Sérgio Moro, que teria abusado das gravações telefônicas que atingem diretamente não só o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, mas sobretudo, a presidente Dilma Rousseff, configurando-se em grave atentado à Soberania Nacional.

O próprio advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, disse que os motivos que levam ao pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff não podem ser caracterizados como crime de responsabilidade fiscal e que, portanto, não se sustentam. Para ele, esse argumento tem sido usado pela oposição como mera desculpa para forçar um golpe no Brasil.

terça-feira, 22 de março de 2016

Sebastião Albuquerque deixa o DEM sob pressão

Vereador Sebastião Albuquerque deixa as hostes do DEM sob pressão do partido
Após 16 anos atuando na trincheira do Partido Democratas (DEM), o vereador e médico Sebastião Albuquerque teve que deixar a legenda sob pressão. Segundo ele, a ideia do Democratas no estado é de renovação em seu quadro. "Não tive outra saída a não ser deixar o DEM por pressão interna", declarou.

Sebastião Albuquerque disse que está conversando com outras legendas partidárias na capital, mas no momento, prefere não anunciar sigla de desembarque, até que toda costura esteja completa. "A gente vai anunciar no momento certo", disse.

Com a saída de Sebastião Albuquerque, o DEM passa ser representado na Câmara Municipal de São Luís apenas pelo vereador Marquinhos Silva, que se encontra de licença médica no Legislativo.  

Roberto Rocha Júnior solicita academia ao ar livre

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, por unanimidade, durante a sessão de segunda-feira, 21, requerimento solicitando que a Prefeitura, por meio da Semosp e Semdel, implante uma academia de ginástica ao ar livre, no bairro da Vila Vicente Fialho. 

A solicitação foi feita pelo vereador Roberto Rocha Júnior (PSB), com o objetivo de incentivar a prática de atividades físicas para as pessoas que não têm condições financeiras de frequentar uma academia convencional, principalmente as da terceira idade.

Em seu pronunciamento, o vereador destacou que a academia deverá conter todos os equipamentos necessários para que todos os moradores da Vicente Fialho possam exercitar-se gratuitamente e em segurança, combatendo o sedentarismo, bem como todas as doenças provocadas por ele.

“Sabemos que as academias convencionais ainda são privilégios de poucos, portanto, nossa intenção é, além de oferecer um espaço de lazer, também estimular a prática de exercícios físicos, para que eles se tornem acessíveis para todas as pessoas, sobretudo para as mais idosas, que necessitam de cuidados especiais para que possam adquirir mais qualidade de vida”, pontuou Rocha Júnior.

Depois de aprovada pelo plenário da Câmara, a proposição foi encaminhada ao gabinete do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Prefeito Edivaldo diz que gestão de Astro brilha

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior nega afastamento entre ele o presidente da Câmara, vereador Astro de Ogum 
O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), disse nesta terça-feira, 22, em entrevista ao programa Câmara em Destaque, transmitido pela rádio Difusora AM, que não há nenhum estremecimento entre ele e o presidente da Câmara Municipal, vereador Astro de Ogum (PR).

Na oportunidade, Edivaldo teceu elogios ao comportamento de magistrado do chefe do Legislativo, tendo afirmado que a gestão do presidente Astro de Ogum já pode ser considerada uma das mais revolucionárias para o parlamento municipal.

"Astro é meu amigo, não existe nenhum estremecimento com ele e percebo que como presidente da Câmara, vem fazendo uma grande gestão na Casa", frisou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

PCdoB quer emplacar ex-secretário como vice de Edivaldo

Ex-secretário de Comunicação, Batista Matos
O PCdoB do governador Flávio Dino quer mostrar que tem força e emplacar o ex-secretário municipal de Comunicação, jornalista Batista Matos (PCdoB), como vice da chapa à reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), nas eleições de 2 de outubro deste ano.

Apesar da especulação político-partidária, o ex-titular da Comunicação do governo municipal desconversa e mantém o discurso vermelho de que pretende mesmo é concorrer a uma das 31 vagas de vereador na Câmara Municipal de São Luís, a partir de 1º de janeiro de 2017.

Batista Matos é ex-integrante do PPS e do PSDB e hoje, ocupa cadeira nas hostes do PCdoB sob as bênçãos do secretário de estado de Assuntos Políticos e de Comunicação, Márcio Jerry.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Astro afirma que não influencia em secretariado de Edivaldo

Presidente da Câmara, vereador Astro de Ogum
O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), utilizou a tribuna da Casa, na sessão desta segunda-feira, 21, para repudiar noticias que estariam sendo implantadas na imprensa afirmando que ele estaria pressionando o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) para colocar aliados em secretarias da administração.

"Subo aqui nesta tribuna para repudiar alguns comentários sobre notícias inverídicas de que tenho secretarias na Prefeitura de São Luís. Deixo bem claro à imprensa e blogueiros que nunca fui à Prefeitura para fazer algum pedido meu para obter secretaria. O Hélio Soares assumiu a Secretaria Municipal de Articulação Política por competência. Ele é meu amigo, é do PR, mas está lá por mérito dele, não porque tive participação na escolha", declarou Astro de Ogum.

Segundo o chefe do Legislativo Municipal, a mais nova versão sobre o caso é que o presidente da Câmara teria pressionado o prefeito Edivaldo para garantir um cargo na Secretaria Municipal de Abastecimento e Pesca (Semapa) para sua chefa de gabinete, Eliane Bezerra.

"Acho que querem me colocar contra o prefeito Edivaldo. Entendo que este é um ano político. Um ano de desespero para muitos. Um momento difícil para o país, onde muitas prefeituras tiveram uma queda de 35% no FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Portanto, é de fato um momento difícil", frisou.

Astro de Ogum ressaltou que toda conversa que tem com o prefeito Edivaldo, sempre está ao lado do líder do governo municipal, vereador Osmar Filho (PDT). "Portanto, nunca peço nada para mim ao prefeito e sim em nome da coletividade da Câmara", enfatizou.

Charge do Dia


sexta-feira, 18 de março de 2016

Foto do dia: Brasília pegando fogo


Para onde vai Eliziane e Bira?

A deputada federal Eliziane Gama continua mantendo articulações
A grande pergunta que não quer calar. Como fica a situação partidária da deputada federal Eliziane Gama (Rede) e do deputado estadual Bira Pindaré (PSB), com o fim do prazo para troca de legenda nesta sexta-feira?

Há quem aposte que a deputada evangélica deve desembarcar de mala e cuia no PSB, puxando de vez o tapete de Bira do Pindaré, que deve voltar para o PT.

No entanto, são dois parlamentares envoltos em projetos políticos na corrida sucessória à Prefeitura de São Luís e pelo visto, a briga vai ser pra valer.

Aguardemos!

quinta-feira, 17 de março de 2016

Ex-secretário de Educação vai processar blogueiro (?)


O ex-secretário municipal de Educação de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho (PCdoB/foto), anunciou por meio das redes sociais que não existe nenhuma ação de improbidade administrativa contra sua pessoa por ter ocupado a pasta na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Na oportunidade, ele garantiu que irá processar o suposto blogueiro (?) por calúnia e difamação. 

Esclareço que não há nenhuma ação de improbidade contra mim. As notícias veiculadas contra mim em um blog serão tratadas no espaço adequado.


O que diz Flávio Dino nas redes sociais contra o juiz Sérgio Moro


Flávio Dino critica juiz Sérgio Moro

A presidente da República, Dilma Rousseff, ao lado do governador do Maranhão, Flávio Dino
Oriundo da esfera jurídica, o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) saiu em defesa da presidente da República, Dilma Rousseff (PT) e criticou a postura tomada pelo juiz Sérgio Moro, nos últimos acontecimentos que expõem conversas telefônicas grampeadas entre a presidente e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Flávio Dino afirmou que há uma grave crise institucional no país e que é preciso equacionar o problema com serenidade, sem a destruição do estado democrático de direito.

“Tenho desde o inicio apontado a importância da Operação Lava-Jato (da Polícia Federal). Mas regras constitucionais e processuais não podem ser quebradas. Lamento muito”, disse o governador comunista. "Infelizmente é o que, nesse momento, acontece com a operação Lava-Jato”, complementou.

quarta-feira, 16 de março de 2016

Chaguinhas se abraça a Waldir Maranhão


O vereador Francisco Chaguinhas (foto) anunciou, nesta quarta-feira, 16, sua filiação no Partido Progressista (PP), comandado pelo deputado federal Waldir Maranhão, atual vice-presidente da Câmara Federal, envolvido em acusações de desvio de recursos públicos no bojo da Operação Lava Jato da Polícia Federal.

Chaguinhas já esteve no PRP, depois se filou nas hostes do PSB e agora, assume ser progressista de carteirinha, em apoio a uma eventual candidatura da deputada federal Eliziane Gama à Prefeitura de São Luís.

Atualmente, Chaguinhas é adversário político do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), mas já esteve na base aliada do gestor municipal.

Por que Eliziane Gama teria pedido a "cabeça" de Rose Sales no PV?

Vereadora Rose Sales deixa o PV pelo PMB
Uma pergunta que não quer calar nos meios políticos. Por que a deputada federal Eliziane Gama (Rede) teria pedido de bandeja a "cabeça" da vereadora Rose Sales do Partido Verde (PV)?. Até o momento, a ex-liderança verde ainda não se manifestou sobre o assunto.

Isso teria forçado a nobre representante da Câmara Municipal a se refugiar no novo Partido da Mulher Brasileira (PMB), onde manterá a proposta de sair candidata à Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

Há controvérsias de que a astuta evangélica Eliziane Gama teria conversado diretamente com o deputado federal Sarney Filho, que tem o controle político do PV no Maranhão, para que a vereadora fosse expurgada dos quadros verdes, sem direito à extrema unção.

Eliziane Gama pede a "cabeça" de Rose Sales para ficar mais perto do grupo Sarney e contra com o apoio do PV
Eliziane Gama nunca enganou ninguém quando afirma não ter nenhum laço de amizade com a família Sarney. Agora, a nobre parlamentar teria mostrado a verdadeira face oculta, para supostamente obter o apoio do grupo e do PV à sua intrepida caminhada rumo ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal.

Enquanto isso, a vereadora Rose Sales vai experimentando novas hostes partidárias, tendo sido eleita por dois mandatos pelo PCdoB, de onde foi defenestrada pela cúpula do governador Flávio Dino; depois se hospedou meteoricamente no PP, sendo expulsa pelo deputado federal Waldir Maranhão; logo em seguida, mostrou-se ecologicamente correta ao se filiar no PV e agora, defende a bandeira feminista, onde pretende sentar praça até a disputa eleitoral.

Como se observa, a puxação de tapete está só começando de olho na corrida sucessória ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que busca a reeleição.  

terça-feira, 15 de março de 2016

Foto: O dia em que o governador Flávio Dino tucanou

Vice Carlos Brandão, senador Aécio Neves, governador Flávio Dino e o prefeito Sebastião Madeira (Imperatriz)

Secretário Márcio Jardim provoca coxinhas do PSDB

Depois de rasgar o "Pixuleco" (boneco com a imagem do ex-presidente Lula como presidiário), em plena praça Maria Aragão, o secretário de estado de Esporte e Lazer, o petista Márcio Jardim, voltou a provocar os "coxinhas" do PSDB nas redes sociais, depois das manifestações de domingo, 13, na Avenida Litorânea, em São Luís.

Márcio Jardim declarou que os manifestantes tucanos, após manifestação contra Dilma e Lula, foram forrar o estômago nos restaurantes de luxo Coco Bambu e Cabana do Sol, na Litorânea.

Será que o nobre secretário também não gosta do que é bom?

Caostelo dita cartas para apoiar Eliziane no PSDB

Deputado federal João Castelo pode apoiar Eliziane Gama com ressalvas
O "ixpiriente" ex-prefeito de São Luís e atual deputado federal tucano João Castelo quer emplacar a qualquer custo a filha e ex-deputada estadual Gardênia Castelo como vice, numa eventual chapa encabeçada pela deputada federal Eliziane Gama no PSDB, na corrida sucessória ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal, nas eleições de outubro deste ano.

Castelo, que de bobo não tem nada, percebendo que o PSB rifou o nome da deputada Eliziane em detrimento da indicação do deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) para concorrer ao pleito, já se movimenta no sentido de contar com a evangélica parlamentar, para dar suporte ao nome da filha, que em sua gestão mandava e desmandava em todos os setores da então caótica gestão municipal.

Faltando apenas três dias para a troca de partido político, a chamada "janela", Eliziane terá que definir se aceita ir para o PSDB e ter como vice uma herdeira do clã Castelo.

Vale lembrar que Eliziane Gama, ainda na condição de deputada estadual, mostrou-se ferrenha adversária do ex-prefeito João Castelo, ao qual o denominava de "Caostelo", tendo o ridicularizado até mesmo na tribuna da Assembleia Legislativa por diversas vezes (foto).

Nas eleições municipais de 2012, Eliziane concorreu ao lado do ex-prefeito Castelo, que buscava a reeleição; e do atual prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que hoje também visa a reeleição num cenário nada tranquilo.

Vale aguardar desdobramentos!

segunda-feira, 14 de março de 2016

PSB rejeita Eliziane e vai com Bira

Deputada Federal Eliziane Gama
A direção estadual do PSB no Maranhão rejeitou a indicação da deputada federal Eliziane Gama (Rede) para compor os quadros do partido e ser o nome de proa para disputar a corrida sucessória à Prefeitura de São Luís, em outubro deste ano. O PSB deve fechar questão em torno do deputado estadual Bira do Pindaré para concorrer ao pleito, com apoio do governador Flávio Dino (PCdoB).

A decisão foi tomada, no domingo, 13, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, durante reunião do diretório regional. Na oportunidade, o secretário nacional de finanças da Juventude Socialista Brasileiro, Manoel Furtado Neto, declarou que o nome de Bira do Pindaré é o mais sensato.

"A militância do PSB está com Bira do Pindaré", afirmou.

Como se observa, Eliziane Gama perdeu o bonde socialista. Só lhe resta deitar na "rede" e esperar a ziguezira passar.

Dilma não pode ignorar as manifestações de rua

Presidente Dilma Rousseff faz de conta que nada está acontecendo no país (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)
Infelizmente a presidente Dilma Rousseff e lideranças do Partido dos Trabalhadores ainda continuam ignorando os recados das manifestações de rua, que ocorreram no domingo, 13, em todo o Brasil. Ao que tudo indica, o governo perdeu o amplo apoio popular e quiça também a governabilidade.

As manifestações mostram dias difíceis para a sustentabilidade do governo Dilma e projetos futuros para o PT e seu líder nato, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, cujos manifestantes gritavam palavras de ordem nas ruas com pedido de prisão do ex-comandante da nação brasileira.

Com o eco das manifestações o PT perdeu o rumo e o boneco "Pixuleco" ganhou força e robustez. No entanto, a presidente Dilma Rousseff insiste em dar as costas para os manifestantes e apenas utilizar as redes sociais para divulgar nota em defesa de entidades que apoiam e levantam bandeira em nome do ex-presidente Lula, como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e o Sindicato dos Metarlúrgicos do ABC, ambos ligados ao PT.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Rose Sales anuncia que pode deixar o PV pelo PMB


A vereadora Rose Sales (foto) pode mesmo deixar as hostes do Partido Verde (PV) e vir a se filiar no Partido da Mulher Brasileira (PMB). Em entrevista nesta sexta-feira, 11, no programa Câmara em Destaque, transmitido pela rádio Difusora AM, a parlamentar deixou claro que as conversas estão avançadas com a direção nacional da nova legenda.

Ela aproveitou para dizer que está construindo uma ampla base partidária para disputar a Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano. No entanto, ela preferiu não adiantar se fechará ou não com o PMB. "Ainda estamos conversando", declarou.

Rose Sales se elegeu por dois mandatos pelo PCdoB, depois ingressou no PV e agora mantém dúvida sua nova sigla partidária,

Aguardem! 

quinta-feira, 10 de março de 2016

"Sistema de transporte vai parar", diz Fábio Câmara

Vereador Fábio Câmara anuncia falência no sistema
O líder da oposição na Câmara Municipal de São Luís, vereador Fábio Câmara (PMDB), escreveu nas redes sociais que o sistema público de transporte urbano da capital vai parar por uma sucessão de fatores que convergem para isso. Ele pontua desde o impasse entre rodoviários e empresários do setor até a falta de segurança nos coletivos.

Veja abaixo o que diz o nobre parlamentar:

"Depois de mais de uma parada de advertência, agora será pra valer. O sistema de transporte público que serve à população de São Luís vai parar por conta de uma série de fatores. Os empresários alegam estar passando por uma situação insustentável. Dizem não ter condições para arcarem com os custos referentes a pagamento das prestações dos ônibus novos adquiridos, o aumento do combustível e dos demais insumos p...róprios da atividade e incapacitados a pagarem salários reajustados conforme percentuais cobrados pelas categorias de trabalhadores ligados ao setor. Os trabalhadores reclamam, com todo o direito, o justo reajuste devido às categorias. E a prefeitura? Bem, a prefeitura está numa sinuca de bico. Ou Holandinha dá o anel e concede um gordo aumento de passagem afundando ainda mais a sua reeleição já comprometida em mais de 60% junto ao povo de São Luís, ou dá o dedo, negando o aumento das passagens e vendo a cidade parar sem o serviço de transporte coletivo fluindo legal e normalmente. O nó está dado e eu duvido que o prefeito E. de H. consiga desatá-lo. E quem viver, verá!"

quarta-feira, 9 de março de 2016

Eliziane quer rifar Bira no PSB

Eliziane Gama versus Bira do Pindaré
Tudo indica que a deputada federal Eliziane Gama (Rede) esteja articulando sua ida para o PSB, que tem como pré-candidato à Prefeitura de São Luís o deputado estadual Bira do Pindaré. A nobre parlamentar da bancada evangélica teria o apoio do senador Roberto Rocha para edificar o projeto e sair como postulante da legenda na corrida sucessória ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal.

E agora?

Tadeu Palácio pode voltar à cena política

Ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio
Para quem pensa que o ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio, já pendurou as "chuteiras", engana-se. O ex-gestor da capital maranhense, que administrou o município de abril de 2002 a dezembro de 2008, estaria avaliando voltar à cena política, tendo até o dia 2 de abril para se filiar a um partido e concorrer a mais um pleito. A expectativa é que o médico oftalmologista Tadeu Palácio possa disputar a Prefeitura, nas eleições de outubro deste ano.

O ex-prefeito sabe que se assim decidir não será uma tarefa nada fácil, pois o cenário eleitoral atual é bem diferente daquele vivido por Tadeu. Como político, ele esteve filiado ao PDT, tendo sido vice do saudoso prefeito Jackson Lago; foi filiado ao PMDB, tendo assumido a secretária de estado de Turismo na gestão da ex-governadora Roseana Sarney; e concorreu à Prefeitura de São Luís, em 2012 pelo PP.

Caso decida concorrer novamente à Prefeitura de São Luís, terá pela frente adversários políticos como o próprio prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que buscará a reeleição; a deputada federal Eliziane Gama (Rede); o médico João Bentivi (PRTB); e os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PV).

O nome do ex-prefeito Tadeu Palácio tem sido lembrado pela população, tendo motivado o ex-gestor a tomar um posicionamento sobre o assunto.

Vale aguardar!

terça-feira, 8 de março de 2016

Vereador propõe desperdício zero de alimentos

O plenário da Câmara Municipal de São Luís aprovou, na segunda-feira, 7, requerimento de iniciativa do vereador Roberto Rocha Júnior (PSB/foto), que propõe a criação do projeto Desperdício Zero de Alimentos nas Feiras e Mercados da capital maranhense.

Para o autor da proposição, caberá à Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Pesca e Abastecimento (Semapa), realizar ações que contemplem as normativas do projeto e fazer um trabalho de conscientização junto à população.

"Estamos trabalhando nesta ideia desde o ano passado, pois temos consciência da grande quantidade de alimentos que são desperdiçados diariamente, não só pelos que consomem, mas também pelos que comercializam. Hoje, cerca de 60% do lixo produzido em todo o Brasil é proveniente de alimentos não comercializados, gerando prejuízos econômicos e sociais enormes", declarou Roberto Rocha Júnior.

Pedro Fernandes assume CPI do Carf

Deputado federal Pedro Fernandes irá presidir a investigação sobre o Carf
Membro da bancada federal do Maranhão, o deputado Pedro Fernandes (PTB) foi eleito nesta terça-feira, 8, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Conselho Administrativo de Recursos Federais (Carf). O parlamentar foi aclamado com 17 votos favoráveis e nenhum contrário.

A CPI terá como objetivo apurar a suposta venda de sentenças do Carf, órgão que é considerado como a última instância de recurso de quem questiona a cobrança de tributos da Receita Federal. No início de fevereiro deste ano, a comissão foi autorizada a iniciar os trabalhos pelo presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Antes mesmo da CPI ser instalada, já havia sido determinado que o deputado João Carlos Bacelar (PR-BA) seria o relator da comissão. O deputado também é autor do requerimento de criação da CPI. Já primeira vice-presidência da comissão, que tem 27 membros titulares, ficou com o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA).

Segundo informações da Polícia Federal, desde março de 2015 a venda de sentenças no Carf é alvo de investigação por meio da Operação Zelotes. Estimativas dão conta que o esquema pode ter provocado prejuízo de pelo menos R$ 19 bilhões à Receita Federal.

Ao longo da operação, a Polícia Federal passou a investigar, além da venda de sentenças do Carf, um suposto pagamento, por parte de empresas, de propina a parlamentares para que estes incluíssem alterações em medidas provisórias (MPs). As mudanças nas medidas concederiam benefícios fiscais às empresas.

Duas medidas provisórias editadas durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva são investigadas pela Polícia Federal. Em depoimento prestado à PF em janeiro, o ex-presidente Lula negou ter recebido qualquer vantagem na tramitação de medidas provisórias. O suposto esquema de venda de MPs também pode ser tema da recém-instalada CPI do Carf na Câmara dos Deputados.

Com informações do G1, em Brasília

Fábio Câmara terá apoio nacional do PMDB

Vereador Fábio Câmara tem mostrado força para provar que seu nome é o melhor para o PMDB

O líder da oposição na Câmara Municipal de São Luís, vereador Fábio Câmara, deve contar com o apoio da direção nacional do PMDB para sair candidato à Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

Em visita à capital maranhense, na semana passada, o presidente nacional do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, se reuniu com o vereador e garantiu que o nobre parlamentar tem seu apoio irrestrito para ser indicado para disputar o pleito, na corrida sucessória ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal.

Fábio Câmara ressalta que nas últimas semanas tem buscado conversar com várias lideranças do partido, em busca de apoio e também para mostrar que hoje seu nome tem densidade eleitoral para conquistar o eleitorado de São Luís.

"Não iremos desistir de nossa candidatura, que vem das camadas populares e com certeza, ganhará o apoio incondicional do cidadão de São Luís que vislumbra uma candidatura alternativa e com propostas concretas para nossa cidade que se encontra desamparada de tudo", declarou Fábio Câmara. 

segunda-feira, 7 de março de 2016

Atitude intempestiva de secretário gera crise com vice de Dino


A transloucada ação do secretário de estado de Esporte e Lazer, Márcio Jardim, acabou gerando um clima de indisposição entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e seu vice Carlos Brandão (foto), que preside o diretório estadual do PSDB no Maranhão.

Nesse fim de semana, o secretário Márcio Jardim gerou um mal-estar na base aliada do governador comunista, ao bater boca com militantes do PSDB e demais manifestantes que pediam o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e montaram um boneco inflável na praça Maria Aragão, área central de São Luís, denominado "Pixuleco", símbolo das acusações do desvio de recursos públicos milionários da Petrobras, no esquema intitulado Petrolão.

A grande questão é que o PSDB foi um dos partidos políticos que apoiou a campanha à eleição para o governo do estado do atual chefe do Executivo Estadual maranhense, em 2014. Na época o senador Aécio Neves, presidente nacional da legenda tucana, esteve em São Luís, onde se reuniu com o candidato Flávio Dino, posando até para fotos e fechando acordos futuros.

Além de Aécio, Dino fechou questão com outros nomes nacionais como o falecido candidato à Presidência da República pelo PPS, Eduardo Campos; depois Marina Silva (hoje Rede Sustentabilidade), além da presidente Dilma Rousseff, que buscava reeleição.

Como se observa acenderam uma vela para Deus e outra, ao Diabo e agora a magia começa a mostrar sua face oculta.

Secretário de estado ou militante estudantil do PT?

Secretário Márcio Jardim bate boca com policial militar, que chega a sacar a pistola para conter o titular da Sedel
O secretário de estado de Esporte e Lazer (Sedel), Márcio Jardim, tem de compreender que na atual conjuntura ele não é mais um mero adolescente e militante estudantil empunhando uma bandeira vermelha do Partido dos Trabalhadores (PT). Entenda-se que hoje, o nobre secretário e amigo pessoal, faz parte de uma equipe de governo que se diz "democrática", portanto, não cabe impedir qualquer manifestação, independente da matiz político-partidária, mesmo sendo do PSDB.

No último sábado, 5, Márcio Jardim simplesmente se achou no direito de tirar de cena um "Pixuleco", um simples boneco gigante que representa a imagem estilizada do ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, com uma roupa listrada de presidiário com uma tarja no peito com os números 13-171, ou seja, os dois primeiros números representam a legenda do PT e os demais indicam o artigo 171 do Código Penal que simboliza o "crime de estelionato".

Na foto acima o secretário do governo Flávio Dino (PCdoB) chega a bater boca com um policial militar, que estava alí, na praça Maria Aragão, área central de São Luís, para garantir o direito de manifestação pública, preservar o patrimônio e manter a ordem no local. 

No entanto, o secretário Márcio Jardim se auto intitulou membro do governo Dino para tentar intimidar o policial que chegou a sacar a pistola. Felizmente, não houve problemas mais graves.

Nesse momento uma pergunta que não quer calar: o que o governador Flávio Dino vai dizer sobre esse imbróglio envolvendo um secretário de sua confiança?

Com a palavra o governador comunista.

"Querem colocar o PT de novo na clandestinidade", diz Lisboa

Vereador Professor Lisboa
O líder da bancada do PCdoB na Câmara Municipal de São Luís, vereador Professor Lisboa, fez um duro discurso nesta segunda-feira, 7, na tribuna da Casa, onde declarou que a esquerda tenta voltar ao poder no Brasil através do golpe. 

"Querem fazer o mesmo que fizeram em 1964 (ano do golpe militar que levou à Ditadura), quando colocaram o PT (Partido dos Trabalhadores) na clandestinidade", frisou.

Lisboa disse ainda que o golpe que a esquerda tenta reativar, por meio do PSDB, não é somente contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, mas contra todos os brasileiros. "O golpe não é contra Lula, mas sim contra o povo", enfatizou.

O vereador ressaltou que a esquerda chegou ao poder sem que houvesse golpe, diferente que aconteceu com a direita que tentar a qualquer custo retomar o poder, " Desde que a esquerda assumiu o poder, não foi por meio de golpe. No entanto, a direita tenta fazer isso por meio de golpe. Desde que a esquerda assumiu o poder, tivemos avanços nos programas sociais como o Luz Para Todos e o Bolsa Família e pagamos a dívida externa no governo Lula", destacou. 

sexta-feira, 4 de março de 2016

Mais um vereador pode deixar a base do prefeito Edivaldo

A sangria sobre  a debandada de vereadores da base aliada do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), ainda não terminou. Existe a possibilidade de que nos próximos dias mais um parlamentar pode deixar a base aliada do gestor municipal.

Já deixaram a base do prefeito os vereadores Manoel Rego (PTdoB), Francisco Chaguinhas (sem partido) e Marlon Garcia (PTdoB), que estariam fechando questão com a pré-candidata à Prefeitura de São Luís, deputada federal Eliziane Gama (Rede).

A bola da vez seria o vereador Estevão Aragão (SD/foto), que justifica seu posicionamento pregando a "falta de diálogo" entre o prefeito e a maioria dos vereadores da capital maranhense.

"A gente espera que com a chegada do novo secretário de Articulação Política, Hélio Soares (PR), as coisas possam melhorar. E que o prefeito Edivaldo possa refazer o diálogo com os parlamentares. Caso contrário, iremos procurar um outro projeto político para São Luís", frisou. 

Fábio Câmara espera apoio do PMDB nacional

Vereador Fábio Câmara conversa com o vice-presidente da República, Michel Temer
O vereador Fábio Câmara (PMDB) conversou com o vice-presidente da República, Michel Temer, sobre as diretrizes do partido na disputa eleitoral em São Luís, em outubro deste ano. Na oportunidade, o parlamentar agradeceu a vinda do vice-presidente à capital maranhense e disse esperar contar com o apoio da direção nacional da legenda ao seu nome para concorrer à corrida sucessória ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal.

Para Fábio Câmara, o PMDB é um grande partido e que não pode ficar em segundo plano nas eleições municipais nas capitais do país. "Em São Luís, a sigla tem procurado se fortalecer e mostrar que dispõe em seu quadro grandes nomes, em especial o meu, que sempre foi um servo da legenda, vindo da base do partido e que agora acredita que chegou a hora de botar a cara para bater", declarou o vereador.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Edinho Lobão afirma que TV Difusora não está à venda


O suplente de senador e empresário Edison Lobão Filho (PMDB/foto) concedeu, nesta quinta-feira, 3, entrevista ao programa Bom Dia Maranhão, onde falou sobre política, economia, investimentos, inovações e especulações sobre a venda da TV Difusora, patrimônio da família Lobão.

Nas últimas semanas foram várias especulações nas redes sociais  em blogs sobre a possibilidade da venda TV Difusora ao apresentador Carlos Roberto Massa, o "Ratinho" do SBT. Lobão afirmou a TV Difusora não está à venda, pois ele pretende fazer mudanças no jornalismo da emissora, trazendo novidades e programas inéditos, a partir do dia 4 de abril.