quarta-feira, 18 de maio de 2016

Lobão Filho dá o tom da oposição no Maranhão


O empresário e suplente de senador, Edison Lobão Filho (PMDB/foto), voltou a criticar duramente a postura isolacionista e arrogante do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), em relação ao novo governo do presidente interino Michel Temer (PMDB), que assumiu na quinta-feira passada com o afastamento, por 180 dias, da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Em entrevista na noite de terça-feira, 17, ao programa Ponto e Vírgula, da rádio Difusora FM (das 18h às 19h), Edinho Lobão como é mais conhecido, bateu duro na gestão do governador comunista e disse que a bancada de senadores e de deputados federais jamais deixarão que Flávio Dino atire o Maranhão no buraco e deixe o estado isolado das políticas de investimentos do governo federal.

Lobão Filho reafirmou que a postura transloucada de Dino só traz consequências graves para o estado que ficará isolado e sem os devidos investimentos que podem ser recambiados para o Maranhão. "No entanto, nossa bancada não deixará que isso aconteça", garantiu.

Na oportunidade ele defendeu a volta do gerenciamento do Porto do Itaqui pelo governo federal, que na gestão da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) foi passada ao estado. "Entendemos que o Porto do Itaqui tem que ter um corpo técnico qualificado e sob o gerenciamento do governo federal", destacou.

Lobão Filho informou que a partir do próximo mês assumirá uma cadeira no Senado com a licença médica que será tirada pelo titular, Edison Lobão (PMDB). Ele disse esperar que tenha participação na discussão de mérito do impeachment da presidente Dilma. "Todos sabem meu posicionamento que é favorável ao impeachment da presidente Dilma, por entender que ela cometeu crime de responsabilidade fiscal", frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário