Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Fábio Câmara dispara contra Roberto Costa e afirma que é pré-candidato do PMDB

O vereador Fábio Câmara disse que sua pré-candidatura é real, mesmo contra a vontade do deputado Roberto Costa
O vereador Fábio Câmara disparou sua metralhadora giratória na direção do deputado estadual Roberto Costa (PMDB), nesta segunda-feira, 27, em entrevista exclusiva ao programa Câmara em Destaque, transmitido das 10h às 13h pela rádio Difusora AM. Na oportunidade, o nobre parlamentar de oposição ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), garantiu ser pré-candidato pelo PMDB à Prefeitura da capital maranhense, mesmo a contra-gosto daqueles que se insurgem contra sua posição política. Ele aproveitou para agradecer a atitude da deputada estadual Andrea Murad (PMDB) por ter abdicado de sua pré-candidatura em favor de um consenso interno.  

"O deputado Roberto Costa renega São Luís, a cidade que acolheu ele. Portanto, qual a identidade que ele tem para ser candidato a prefeito de Bacabal e falar em nome do partido? A deputada Andrea Murad já disse que abriu mão para eu ser candidato. Acredito que o (suplente de) senador Lobão Filho, que defende outra candidatura, é apenas uma questão de entendimento. Mas não discordo daqueles que discutem outro nome. Já dizia (o jornalista e escritor) Nelson Rodrigues que toda unanimidade é burra", ressaltou Fábio Câmara.

Ele afirmou com todas as letras que sua pré-candidatura à Prefeitura, nas eleições de outubro deste ano, é irreversível pelo PMDB. "Sou pré-candidato a prefeito de São Luís. Não acredito que o maior partido do Brasil não tenha uma opção para dar a sociedade. Ele (o PMDB) nasceu nas ruas do povo, do movimento democrático brasileiro. Por isso que digo, o deputado Roberto Costa não entendeu a mensagem, pois nas últimas eleições (para governador), o povo nos colocou na oposição", frisou.

Fábio Câmara acrescentou que as discussões internas de um partido fortalecem a sigla. "Roberto Costa não pode mais discutir isso, porque ele está é em Bacabal, onde deve sair candidato a prefeito. Entendo que disputas internas sempre marcaram a minha vida e nunca fugir dela. Desde o primeiro dia nesta Casa estive na oposição. A política é um ponto de interseção entre o povo e o poder público", complementou. 

O vereador disse ter sido um gesto de extrema grandeza, a deputada Andrea Murad ter deixado o caminho livre para que ele pudesse ser o único pré-candidato do PMDB. "Agradeço a grandeza da deputada Andrea Murad por esse ato de grandeza", comentou.

Com relação aos avanços de sua pré-candidatura, Fábio Câmara garantiu que as discussões com outros partidos estão ocorrendo. "Já estivemos conversando com o PSB, com o PR, avançamos na discussão de forma silenciosa e tranquila. Estamos sem dúvida avançando. Ganhamos a presidência municipal do partido e, portanto, resolvemos o problema dentro de casa (no PMDB)", enfatizou o parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário