Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Imagem do Dia: Senado promove a cassação de Dilma


Dois senadores maranhenses traíram Dilma e um teria negociado voto

Os senadores João Alberto, Edison Lobão e Roberto Rocha votaram pela manutenção do impeachment de Dilma
Pelo menos dois senadores maranhenses estão sendo considerados traidores no processo de julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Um é o senador João Alberto Souza (PMDB), que inicialmente ensaiou votar contra o impedimento da petista, e ao ser pressionado por lideranças peemedebistas, mudou de voto na reta final do processo no Senado Federal, sem dar uma palavra em plenário que justificasse tal mudança.

Outro parlamentar que vem sendo considerado traidor é o senador Edison Lobão (PMDB), onde internautas chegaram até a criticar a postura daquele que um dia foi ministro de Minas e Energia, tanto no governo do presidente Lula quanto da presidente afastada Dilma Rousseff, sob as bênçãos do ex-presidente da República, José Sarney (PMDB), que também se manteve surdo e mudo durante o desenrolar do processo.

O terceiro senador que ganhou os holofotes da mídia foi Roberto Rocha (PSB), acusado de ter sentado à mesa para negociar seu voto tanto com o ex-presidente Lula e com o então presidente interino Michel Temer (PMDB), já empossado pelo Senado como presidente oficial, com a derrocada de Dilma. Rocha teria conseguido catapultar a direção do Banco do Nordeste no Maranhão em troca do voto pelo impeachment.

A política como sempre muito dinâmica!

Rejeição de Edivaldo ainda preocupa aliados e favorece adversários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) terá que reaver suas estratégias de campanha em São Luís após pesquisa
A pesquisa Ibope/TV Mirante, divulgada na noite de terça-feira, 30, acendeu mais uma vez o sinal de alerta nas hostes da campanha à reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). É que o gestor municipal ainda continua com um alto percentual de rejeição, aparecendo no cenário eleitoral com 37%. Já o segundo colocado nas pesquisas de intenções de votos, o candidato e deputado estadual Wellington do Curso (PP), surge com apenas 11% de rejeição. A preocupação maior nesse momento é com um eventual segundo turno entre os dois concorrentes ao Palácio La Ravardiére, sede do governo municipal.

No entanto, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior já apareceu em levantamentos anteriores com uma rejeição que ultrapassava a casa dos 70%, fato que inviabilizaria qualquer candidatura à Prefeitura de São Luís. O gestor acredita que os investimentos que sua administração tem feito em saúde, educação e infraestrutura urbana, conseguiram minimizar o quadro que lhe era desfavorável. Porém, os números percentuais ainda não agradam e devem mudar as estratégias dos coordenadores de campanha no rádio e na TV.

A candidata Eliziane Gama também apresenta maior rejeição do que o candidato Wellington do Curso
Quem também teve alta rejeição foi a candidata e deputada federal Eliziane Gama (PPS), que aparece na pesquisa com 27%, tendo sido a postulante ao cargo majoritário que mais despencou nas intenções de votos, ficando em terceiro lugar, perdendo para o concorrente Wellington, que já surge com 20%.

Os demais candidatos como o vereador Fábio Câmara (PMDB) aparece com 17% de rejeição, seguido da vereadora Rose Sales (PMB) com 16%, o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com 12%, a funcionária pública Claúdia Durans com 13% e Valdeny Barros (PSOL) com 12%.

A pesquisa Ibope ouviu 805 eleitores, entre os dias 25 a 30 de agosto, e está registrada no TRE-MA sob o protocolo Nº MA- 08827/2016.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Wellington passa Eliziane e já ameaça disputar segundo turno com Edivaldo

Wellington ameaça Edivaldo e já ultrapassa Eliziane no levantamento feito pela pesquisa Ibope de intenções de votos
A primeira pesquisa Ibope, encomendada pela TV Mirante, divulgada na noite desta terça-feira, 30, mostrou que o candidato Wellington do Curso (PP) já aparece com 20% das intenções de votos, ultrapassando a candidata do PPS, a deputada federal Eliziane Gama, que despenca para o terceiro lugar com 16%. O candidato à reeleição, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), permanece em primeiro lugar com 29% da vontade do eleitorado.

O levantamento dá mostras reais de que será inevitável um segundo turno nas eleições de outubro deste ano. Porém, o cenário atual revela que a eventual disputa final para a Prefeitura de São Luís pode ocorrer entre o gestor municipal e o deputado estadual Wellington do Curso, que vem crescendo na corrida sucessória ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal na capital maranhense.

Confira os números apresentados pela pesquisa Ibope:

Edivaldo Holanda Júnior (PDT) com 29%
Wellington do Curso (PP) com 20%
Eliziane Gama (PPS) com 16%
Eduardo Braide (PMN) com 5%
Fábio Câmara (PMDB) com 5%
Rose Sales (PMB) com 5%
Cláudia Durans (PSTU) com 2%
Zé Luís Lago (PPL) com 1%
Valdeny Barros (PSOL) com 0%
Branco/Nulo com 12%
Não Sabe/Não Respondeu com 5%

A pesquisa também revelou que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) ainda aparece com um alto índice de rejeição com 37%, seguido de Eliziane Gama (PPS) com 27%, Fábio Câmara (PMDB) com 17%, Rose Sales (PMB) com 16%, Eduardo Braide (PMN) com 12%, Valdeny Barros (PSOL) com 12%, Wellington do Curso (PP) com 11%, Branco/Nulo com 3% e Não Sabe/Não Respondeu com 13%.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 25 a 30 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) sob o protocolo Nº MA-08827/2016.

Senador Lobão sofre ataques de internautas contrários ao impeachment


O senador maranhense Edison Lobão (PMDB/foto) vem sofrendo em sua página no facebook ataques de internautas contrários ao processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), cujo julgamento ainda acontece no plenário do Senado Federal, sob o comando do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandoviscki.

Em um dos comentários a internauta Andréa Gracia relembra que o senador foi ministro da presidente Dilma e que deveria repensar o seu voto:

SENHOR SENADOR... O SENHOR FOI MINISTRO DA PRESIDENTA...NÃO NOS DECEPCIONE ..NÃO FIQUE NA HISTÓRIA COMO UM TRAIDOR DO POVO BRASILEIRO, EM ESPECIAL DO POVO DO MARANHÃO. A DILMA APOIOU A CANDIDATURA DO SEU FILHO PARA GOVERNADOR...NÃO ESQUEÇA DISSO...AMANHÃ ESTAREMOS DE OLHO NO SENHOR ...DIGA NÃO A ESTE GOLPE...DIGA NÃO AO IMPEACHMENT.

Já a internauta Hilvany Pinheiro pede que o senador não deixe a democracia morrer:

Senhor Senador vote pela democracia não deixe morrer e nem que vendam o nosso Brasil para os americanos. O Senhor sabe que o Temer irá vender tudo e acabará com a Educação e Saúde, vote e diga não ao impeachment.!!!!

Confira abaixo trechos dos internautas:




Uma cartada de mestre socialista

O senador Roberto Rocha (PSB) manteve ate o ultimo instante fartas negociações com Dilma e Michel Temer
O senador maranhense Roberto Rocha (PSB) acabou saindo como figura de destaque nessa reta final do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Nesses últimos instantes de agonia envolvendo o PT e o PMDB, o nobre parlamentar socialista conseguiu manter negociações tanto com a presidente Dilma quanto com o interino Michel Temer, tendo como moeda de troca a decisão pessoal sobre o impeachment.

Ainda na semana passada, o próprio jornal O Estado de São Paulo trouxe a informação sobre as eventuais negociações, tendo como finalidade a criação de uma zona de exportação do Porto do Itaqui, que agrega valores entre membros tanto da classe empresarial quanto politica.

Com a afirmativa de que manterá seu posicionamento a favor do impeachment da presidente petista, o senador Roberto Rocha conseguiu alavancar uma de suas plataformas e garantir os louros da fama nessa fase final do julgamento no plenário do Senado Federal.

Te cuida Flavio Dino!

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

João Alberto não comparece no Senado para o impeachment

Senador João Alberto (PMDB)
O senador maranhense João Alberto Souza (PMDB) ainda não compareceu à sessão de julgamento do processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff (PT). O parlamentar até agora não justificou os reais motivos de sua ausência em plenário à Mesa Diretora, que vem sendo comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandovisck.

João Alberto vem sendo criticado dentro do próprio PMDB por apresentar duas caras no decorrer do processo de impedimento. Inicialmente, o parlamentar se manifestou contrário ao afastamento da presidente Dilma e quando o processo chegou ao Senado Federal, acuado por lideranças do partido, mudou o seu entendimento, colocando-se favorável ao impeachment.

Por sua conduta dúbia, o senador que é conhecido por Carcará, por sua postura rígida, agora já passa a ser chamado de Camaleão, que muda de cor conforme o ambiente. Outros dois senadores como Jarder Barbalho (PMDB) e Wellington Fagundes (PR), que passou mal com uma crise de diverticulite, também não compareceram à sessão de julgamento.

Mais uma pesquisa Data M confirma liderança de Edivaldo


O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), candidato à reeleição, mais uma vez foi confirmado na liderança da corrida eleitoral pela pesquisa Data M, divulgada no domingo, 28, no Jornal Pequeno. O candidato da coligação "Pra Seguir em Frente" aparece com uma diferença de 15 pontos percentuais, em relação à segunda candidata, a deputada federal Eliziane Gama (PPS).

De acordo com a pesquisa Data M, o candidato Edivaldo surge com 35,5%, Eliziane Gama (PPS) com 20,9%, Weellington do Curso com 15,2%, Rose Sales com 4,7%, Fábio Câmara, 4,1%, Eduardo Braide 2,6%, Cláudia Durans com 0,3%, Zé Luís Lago com 0,2%, Valdeny Barros com 0,0%.

A pesquisa foi registrada no TRE-MA, no dia 22 de agosto, sob o protocolo MA-02635/2016.

AO VIVO: Dilma se manifesta no Senado

A presidente Dilma Rousseff chegando nesta segunda-feira, 29, no Senado Federal para prestar depoimento
Acompanhe no link abaixo do site da VEJA, ao vivo, a sessão de julgamento do processo do impeachment no Senado Federal com o discurso da presidente afastada Dilma Rousseff (PT).

http://veja.abril.com.br/politica/ao-vivo-dilma-fala-hoje-a-senadores/

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

E agora Júlio Pinheiro? Professores estaduais se rebelam contra Dino

O candidato a vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro (PCdoB), ao lado do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT)
O que dirá o candidato a vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro (PCdoB), companheiro de chapa à reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), sobre a manifestação e indignação dos professores da rede estadual de ensino em frente ao Palácio dos Leões, cobrando do governador Flávio Dino (PCdoB) o repasse de 11,36% aos educadores determinado pelo Ministério da Educação, retroativo a janeiro deste ano?

Foi só o presidente afastado do Sindicato dos Professores da rede estadual de ensino ser guinchado à condição de candidato a vice-prefeito, deixar o comando da entidade, para que os professores pudessem mostrar sua indignação com um governo comunista que não cumpre suas atribuições básicas.

Na quarta-feira, 25, um grupo de professores seguiu até a sede do governo estadual com faixas, cartazes e gritando palavras de ordem contra o governo Dino, por não pagar o devido aos educadores. Com o reajuste o salário-base de R$ 1.917, 78 passa para R$ 2.135, 64. Porém, até o momento, essa reposição ainda não aconteceu.

Veja abaixo o link do protesto divulgado pela TV Mirante

http://g1.globo.com/ma/maranhao/jmtv-2edicao/videos/v/professores-da-rede-estadual-protestam-em-frente-a-sede-do-governo-em-sao-luis/5261193/

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

São Luís na rota das cidades mais violentas do país


O programa Profissão Repórter da TV Globo, coordenado pelo jornalista Caco Barcelos, exibiu na noite de quarta, 24, as entranhas do mapa da violência no país. O estudo é coordenado pelo professor Julio Jacobo Waiselfisz com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Saúde 2014, para mostrar a evolução violência em estados e municípios brasileiros.

Em São Luís, o repórter Estevão Muniz esteve acompanhado de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que foi socorrer um rapaz baleado. São Luís passou a ser a capital mais violenta do país, com taxa de homicídio de 90 para cada 100 mil pessoas. A média nacional é de 29 mortes para cada grupo de 100 mil.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Melo, admite que houve uma alta no número de homicídios até 2014, durante a gestão da ex-governadora do estado, Roseana Sarney (PMDB). Na oportunidade, ele ressaltou que a partir do governo Flávio Dino (PCdoB), o número de assassinatos está diminuindo, por conta de investimentos feitos na área da Segurança Pública, apesar da reportagem informar o contrário.

Outras cidades também foram citadas na matéria como violentas, como é o caso de Maceió, em Alagoas, e Mata de São João, na Bahia.

Veja abaixo a íntegra da matéria pelo link do globo.com

terça-feira, 23 de agosto de 2016

A experiência que faz a diferença


O vereador Sebastião Albuquerque (PRP) garante que apesar das dificuldades mais uma vez irá colocar o seu nome à disposição da população de São Luís na busca por mais um mandato eletivo na Câmara Municipal. "Vamos mais uma vez colocar o nome para São Luís julgar", declara o parlamentar.

Sebastião Albuquerque, que é considerado um dos vereadores mais experientes no Legislativo da capital maranhense, com cinco mandatos eletivos, continua mantendo suas atividades no parlamento municipal, aliado às constantes visitas que faz às comunidades carentes da cidade.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Não é que os apoios estão chegando de mansinho


Depois do ex-prefeito Tadeu Palácio, agora é a vez do quase e ex-pré-candidato do PHS à Prefeitura de São Luís, o médico, jornalista, advogado, músico e ex-vereador Dr. João Bentivi declarar apoio à candidatura da vereadora Rose Sales (PMB) na disputa pela Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

A adesão do intrépido Bentivi à candidatura Rose Sales está agendada para acontecer nesta quarta-feira, 24, às 19 horas, em solenidade no Ícaros Recepções, no bairro da Alemanha. Vale ressaltar que o médico Dr. Bentivi chegou quase às portas das convenções partidárias a sair candidato a prefeito. No entanto, o PHS acabou fechando apoio à candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PP), na corrida sucessória municipal.

O fato acabou quebrando as pernas e as asas de Bentivi, que agora quer que tudo fique Rose em São Luís.

Como a política é dinâmica

Os vereadores Manoel Rêgo e Chaguinhas chegaram a abraçar a candidatura de Eliziane Gama
Atualmente fazendo parte da trupe político-partidária do candidato Wellington do Curso (PP), os vereadores Francisco Chaguinhas e Manoel Rêgo (ambos do PP) chegaram a  sentar na mesma mesa com o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e depois de acordos quebrados, se debandaram de mala e cuia para o lado da deputada federal Eliziane Gama (PPS), que também concorre à sucessão municipal na capital maranhense, nas eleições do dia 2 de outubro deste ano.

No entanto, como a política é muito dinâmica e voraz, os dois parlamentares resolveram vestir a camisa do PP e estão apostando todas as fichas na eleição do candidato e deputado estadual Wellington do Curso, que vem crescendo no apelo popular. Resta saber como ficam as pretensões dos dois vereadores, caso Wellington não consiga alcançar o tão esperado sonho de administrar São Luís.

Acredito que só haverá duas alternativas para ambos: num eventual segundo turno, tanto Chaguinhas quanto Manoel Rêgo voltarão aos braços ou do prefeito Edivaldo ou arriscarão apoiar a Noviça Rebelde do PPS.

Façam suas apostas!

A força que vem de Astro de Ogum

O vereador Astro de Ogum (PR) mais uma vez mostrou força ao reunir centenas de lideranças
O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), deu a largada em sua campanha à reeleição para mais um mandato eleitoral com uma grande festa no bairro da Vila Palmeira, no último sábado, 20. O evento foi marcado por diversas manifestações de apoio ao parlamentar por lideranças comunitárias da área.

“Sem dúvida, é o melhor nome mais uma vez, para nossa Vila Palmeira e para São Luís, Quem Lembra da situação do caos no bairro vista antes para hoje todo revitalizado. O Astro é um político atuante, um homem que está permanentemente nas comunidades ouvindo a população. Ele conhece a realidade da cidade e tem propostas melhor. Por isso mais uma vez, a Vila Palmeira apoia ele”, disse George Campos, líder comunitário.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Fábio Câmara quer acabar com a "gestão empurra"


O vereador e candidato a prefeito de São Luís, Fábio Câmara (PMDB/foto), vem condenando os atuais modelos de administração pública que se instalou na capital maranhense. Intitulado de "gestão empurra", o candidatável justifica que nos últimos anos problemas nas áreas de transporte e mobilidade urbana, por exemplo, sempre são dos outros e nunca do prefeito que gerencia a cidade. 

"São Luís precisa de um prefeito com olhar no futuro e não no passado. Ao longo dos últimos dez anos todos que os gestores que administram a cidade adotaram o modelo de gestão baseada no ‘empurra’, sempre culpando o antecessor por falhas", declara Fábio Câmara.

O nobre candidato do PMDB garante que fará uma campanha propositiva para mostrar para a população de São Luís, não só as mazelas, mas também encontrar soluções viáveis para a melhora da qualidade de vida das comunidades que aguardam por uma transformação radical nas prioridades de gestão pública. 

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Márlon Reis diz que ministro quer descredibilizar a Lei da Ficha Limpa

Ex-juiz de Direito, Márlon Jacinto Reis
O ex-juiz de Direito, Márlon Jacinto Reis, atualmente assessor jurídico do partido Rede Sustentabilidade (Rede), idealizado pela ex-senadora Marina Silva, rebateu as críticas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, sobre a eficácia da Lei da Ficha Limpa, considerando-a uma norma criada por "bêbados".

Márlon Reis, endeusado com um dos maiores defensores da legislação eleitoral em questão, afirmou ao site Congresso em Foco que "ele (Gilmar Mendes) utiliza esse tipo de ataque no sentido de descredibilizar uma das mais importantes conquistas brasileiras".

Com a palavra Gilmar Mendes!

A ficha limpa dos bêbados e o equilibrista



O que será que diz o ex-juiz Márlon Jacinto Reis (foto) e atual militante e assessor regional do partido Rede Sustentabilidade (Rede) no Maranhão sobre as últimas declarações do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ao afirmar que a Lei da Ficha Limpa é mal feita e que parece ter sido feita por bêbados?

“Essa lei já foi malfeita, eu já disse no plenário. Sem querer ofender ninguém, mas já ofendendo, que parece que foi feita por bêbados. É lei malfeita. Ninguém sabe se é contas de gestão, de governo”, criticou o ministro, durante a sessão plenária do STF.

As ásperas críticas do presidente do TSE à Lei da Ficha Limpa, de iniciativa popular, foram proferidas na quarta-feira, 17, quando Gilmar Mendes disse que a legislação parece ter sido feita por "bêbados". Segundo a Lei, que é bastante defendida pelo ex-juiz Márlon Reis, ficam inelegíveis os candidatos a cargos públicos que tiverem suas contas rejeitadas.

O comentário do ministro Gilmar Mendes veio à tona após a decisão do STF, que na semana passada, por seis votos a cinco, entendeu que cabe às câmaras municipais dar a palavra final sobre as contas de candidatos. Dessa forma, políticos que tiveram suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas local, poderão concorrer nas próximas eleições, caso elas não tenham sido rejeitadas pelas câmaras municipais.

As contas de governo mostram a execução orçamentária, planos de governo e programas governamentais, além de limites de gastos para a saúde, educação e pessoal. Já as contas de gestão são acompanhadas de notas fiscais, liquidações e ordenamentos.

O PSDB que se apequenou aos pés da Noviça Rebelde

O deputado estadual Neto Evangelista e suas contradições político-partidárias no período eleitoral em São Luís
O mesmo deputado estadual Neto Evangelista, que em maio deste ano afirmava que o PSDB em São Luís se apequenou por apoiar a deputada federal Eliziane Gama (PPS) na disputa pela Prefeitura da capital, agora anda cantando em verso e prosa que confia numa futura gestão da "Noviça Rebelde". "Eu confio em Eliziane, sei que ela pode fazer um grande governo em São Luís", declarou o parlamentar tucano, que no momento está secretário de estado de Desenvolvimento Social na gestão do governador Flávio Dino (PCdoB).

Neto Evangelista era um dos nomes fortes do PSDB para que o partido lançasse uma candidatura própria pela corrida ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal. No entanto, os tucanos resolveram dividir o palanque eleitoral em apoio à candidatura da deputada federal Eliziane Gama, que tem como companheiro de chapa o vereador José Joaquim (PSDB).

Pelo que disse anteriormente o deputado Neto Evangelista o PSDB parece ter mesmo se apequenado, no entanto, os fins sempre justificam os meios.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Eleição em São Luís deve focar no tripé Edivaldo, Eliziane e Wellington

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) disputa contra os deputados Eliziane Gama (PPS) e Wellington do Curso (PP)
A eleição para prefeito de São Luís deve ter como principal eixo as candidaturas à reeleição do gestor municipal Edivaldo Holanda Júnior (PDT), da deputada federal Eliziane Gama (PPS) e do deputado estadual Wellington do Curso (PP). Em segundo plano aparecem os demais concorrentes como a vereadora Rose Sales (PMB), o vereador Fábio Câmara (PMDB), a professora Cláudia Duran (PSTU) e o militante Valdeny Barros (PSOL).

Os candidatos apostam todas as fichas com o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, a partir do próximo dia 26. Edivaldo, Eliziane e Wellington devem protagonizar embates na conquista ao eleitor desde o primeiro dia de campanha, já que neste ano o período eleitoral foi reduzido de 45 para 35 dias.

O prefeito Edivaldo em seu primeiro programa deve apresentar uma campanha propositiva, ressaltando ao eleitor sua intenção em se reeleger e concluir as propostas que ficaram em aberto ainda no primeiro mandato eleitoral. Já Eliziane deve buscar a conquista ao eleitor, mostrando eventuais desacertos da gestão do atual prefeito. Wellington irá se apresentar ao eleitor como uma das alternativas do processo eleitoral.

É hora de aguardar pra ver no que vai dar!

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O mesmo TCE que afaga o filho, também condena Waldir Maranhão

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) acabou sendo alvo do mesmo tribunal que abrigou seu filho 
O deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA), vice-presidente da Câmara dos Deputados, foi condenado a pagar multa de R$ 930 mil e a devolver quase R$ 10 milhões aos cofres da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), enquanto era reitor, em 2005. As contas da universidade foram reprovadas no último dia 3, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), mesmo órgão em que seu filho, o médico Tiago Augusto Maranhão, recebia fantasmagoricamente quase R$ 7 mil mensais, mesmo morando fora do estado, prestando serviços médicos em São Paulo. O filho do parlamentar respondia como assessor de gabinete do ex-presidente e conselheiro do TCE, Edmar Cutrim.

Segundo o TCE, houve uma diferença de R$ 76 mil entre o saldo da conta "Bens Móveis do Balanço Patrimonial" (de R$ 12.648.390,50) e o inventário Físico-Financeiro de Bens Móveis (de R$ 12.572.390,50); o saldo da conta "Bens Imóveis do Balanço Patrimonial" (de R$ 19.494.690,57), também não equivale ao total do Inventário Físico-Financeiro de Bens Imóveis (de R$ 19.988.915,67), ou seja, uma diferença de R$ 494.225,10.

Outra irregularidade é que não constou na prestação de contas a abertura de crédito adicional de R$ 11.702.515,00, entre outros pontos mostrados pelo TCE. Devido ao erário municipal, o deputado deverá devolver o montante de R$ 9.483.711,36, a ser recolhido no prazo de quinze dias, a contar da publicação oficial do acórdão.

Insultado por ser pai


O vereador Roberto Rocha Júnior (PSB), candidato a vice-prefeito de São Luís na chapa encabeçada pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP), fez um desabafo na sua página no facebook, repudiando a atitude do blogueiro Leandro Miranda (Blog Marrapá) por insultos à sua pessoa, o que considera como título: "Insultado por ser Pai".

O nobre parlamentar socialista afirma que foi duramente criticado em sua privacidade familiar, só por ter ido à Praça D.Pedro II, área do Centro Histórico da capital maranhense, levar apenas seu filho para se divertir e caçar Pokémons Go, jogo virtual que se tornou uma febre mundial entre jovens e até adultos.

Ele disse ter ficado extremamente chateado, já que em nenhum momento estava se escondendo e apenas dando vazão à uma questão lúdica do seu filho. Roberto Rocha Júnior disse ter sido alvo de comentários pejorativos, como se fosse ilegal levar o filho para uma área de lazer e como se isso não merecesse o respeito da sociedade.

Veja a íntegra do que disse o vereado do PSB no facebook:

INSULTADO POR SER PAI
Anteontem,10, como sempre costumo fazer depois do meu expediente de trabalho, dediquei um tempo para meu filho. Fui juntamente com a minha esposa levar o nosso filho de seis anos para se divertir um pouco na Praça D. Pedro II para jogar Pokémons GO, um entretenimento que o tem deixado muito feliz desde que foi lançado no Brasil há pouco mais de uma semana.
Por essa razão, fui alvo de críticas feitas pelo blogueiro Leandro Miranda/ Marrapá, conhecido na cidade por seu sensacionalismo, e que, numa clara demonstração de querer denegrir a minha imagem, por entender que eu estava " caçando Pokémons", teceu comentários pejorativos a meu respeito, como se o jogo fosse ilegal e as pessoas que o praticam fossem transgressoras e não merecessem o respeito da sociedade.
Quero ressaltar que antes de ser político, eu sou PAI, e, como tal, não meço esforços para fazer os meus dois filhos felizes e realizados, visto que a felicidade deles é também a minha.
Portanto, ao nobre blogueiro (que com certeza não deve ainda ter tido o privilégio de ser pai), só quero dizer que em hipótese nehuma eu estava me escondendo, pois se essa fosse a minha intenção, eu não teria ido a uma praça pública, atitude que continuarei tendo enquanto essa for a vontade do meu filho. Jogo Pokemon Go com meu filho, jogo vídeo game com ele, ando de bicicleta, jogo futebol e o que mais o fizer feliz, pois a minha felicidade será sempre consequência da dele.
Dessa forma, sem culpa nenhuma atribuída, afirmo que uma das vantagens do Pokémon -Go é a de que a ida das pessoas às ruas resulta em encontros com novos e velhos conhecidos, bem como com a aquisição de novas amizades também. E isso era algo que não estava mais ocorrendo, considerando que as novas tecnologias contemplava cada vez mais o isolamento e falta de convívio social.
Portanto, fica aqui meu respeito e um conselho a todos os jogadores de Pokemon Go ou de qualquer outro jogo eletrônico independente da idade de quem joga: não se importe com o que os outros pensam; se jogar o faz feliz e realizado, jogue! Você não está cometendo nenhum ato ilícito ou prejudicando o próximo. Patetice é você ser julgado por ser feliz ou por fazer feliz quem você ama. Sejam felizes!

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

A maior patetice do ano no Maranhão

Justiça determina novo afastamento da prefeita "ostentação", Lidiane Leite, do município de Bom Jardim 
Sem sombra de dúvida a maior patetice do ano no Maranhão tenha sido protagonizada pelo retorno da prefeita "ostentação" de Bom Jardim, Lidiane Leite, ao cargo ao qual foi afastada e expurgada por ato de improbidade administrativa, sob acusações de desvios de recursos públicos federais repassados ao município. A gestora ainda chegou a ser presa, em 2015 pela Polícia Federal, por determinação da Justiça, mas não ficou muito tempo na cadeia.

Na última terça-feira, a "bonitinha, mas..." retornou ao comando da Prefeitura de Bom Jardim, após o presidente da Câmara de Vereadores, Arão Sousa Silva, ter revogado unilateralmente o decreto legislativo que lhe afastou do cargo.

Por meio de um pedido do Ministério Público Estadual, solicitado pela Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim, uma ordem judicial determinou o imediato afastamento da prefeita "ostentação" da função-mor do Executivo Municipal pelo prazo de 120 dias. A decisão determina ainda que a Câmara de Vereadores, em 24 horas, retorne ao cargo, a vice-prefeita Malrinete dos Santos Matos, mais conhecida por "Malrinete Gralhada".

Tamanha decisão judicial atende a um pedido de reconsideração do promotor de Justiça Fábio dos Santos de Oliveira, titular da Comarca de Bom Jardim, protocolado na terça-feira, 9, para que fosse julgada uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa, ajuizada no dia 26 de agosto de 2015, época em que foi pedido o afastamento imediato da prefeita "ostentação", Lidiane Leite.

Conforme ação, houve desvio de recursos públicos que deveriam ter sido aplicados na educação, cujo esquema criminoso teria causado um rombo de R$ 1.377.299,77 aos cofres do município de Bom Jardim por meio de fraudes em processos licitatórios para a contratação de empresa de engenharia para a reforma de escolas na sede e na zona rural do município.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Ex-prefeito de São Luís declara apoio à Rose Sales


O ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio, resolveu sair do casulo e do isolamento político e nesta quinta-feira, 11, declarou apoio incondicional à candidatura da vereadora Rose Sales (PMB) na disputa pela Prefeitura da capital maranhense.

Tadeu Palácio participou nesta manhã de um evento, no Ícaros Recepções, onde manifestou apreço e atenção especial à candidata, por entender que a parlamentar reúne todas as condições de vencer a batalha eleitoral, com amplo apoio das comunidades desta cidade, já que a vereadora tem um histórico de lutas populares em São Luís.

Na oportunidade, Rose Sales agradeceu o apoio do ex-gestor municipal e disse que irá se manter firme na disputa apresentando propostas positivas para melhorar a qualidade de vida da população da capital.

Senador do PSB mantém posição sobre impeachment de Dilma

O senador Roberto Rocha (PSB) manteve votação a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT)
O senador maranhense Roberto Rocha (PSB) avaliou que embora o instituto de impeachment "nasça juridicamente", trata-se de um processo político no país. Na última terça-feira, o nobre parlamentar votou favoravelmente à continuidade do afastamento da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Na oportuniade, o senador socialista garantiu que seu voto pela continuidade do impeachment não está vinculado ao voto que dará na sessão final de julgamento do processo em questão, previsto para ocorrer no final deste mês.

Roberto Rocha aproveitou para elogiar os trabalhos da Comissão Especial do Impeachment.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Wellington do Curso começa a assombrar adversários

O candidato Wellington do Curso (PP) diz que vai manter a campanha com propostas reais para São Luís
A candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PP) na disputa eleitoral para a Prefeitura de São Luís começa a incomodar adversários, principalmente depois de compor aliança com o PSB. A rápida ascensão do candidatável nas pesquisas de intenções votos já acendeu a luz vermelha tanto nas campanhas do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que busca a reeleição; e da deputada federal Eliziane Gama (PPS), que vem caindo drasticamente na confiança do eleitorado da capital maranhense por trocar de partido como quem muda de discurso.

Wellington tem garantido que vai chegar ao segundo turno com qualquer um dos dois candidatos, por entender que seu nome é hoje uma alternativa clara para a população de São Luís. Na última pesquisa Escutec/O Estado, divulgada no último sábado, 6, o deputado aparece em terceiro lugar, com 18,7%, quase colocado com a adversária Eliziane Gama (21,8%), dentro da margem de erro de 3 pontos percentuais.

Já tem gente querendo a todo custo ($) desconstruir a imagem do nobre postulante ao cargo majoritário para se beneficiar nas pesquisas. No entanto, Wellington garante não temer o fogo inimigo, por entender que no final quem decide é a população nas urnas.

Um senador de carcará a camaleão do impeachment


O atual presidente do PMDB no Maranhão, senador João Alberto (foto), mudou de discurso como quem muda de camisa, de um dia para o outro. De carcará, o nobre parlamentar virou camaleão, ao mudar de ideia e votar na madrugada desta quarta-feira, 10, a favor da abertura do processo de impeachment da presidente da República afastada, Dilma Rousseff (PT).

No blog do jornalista Reinaldo Azevedo, ele revela que o senador maranhense mudou de lado e tirou um voto da petista. O colunista ressalta que em maio do corrente ano, João Alberto votou contra a abertura do processo de impeachment, contrariando até mesmo seu padrinho político, o ex-senador e ex-presidente da República, José Sarney (PMDB). 

Mas parece que agora, o senador camaleão resolveu esquecer o que havia dito em tempos de outrora e refez o discurso a favor do impeachment da companheira Dilma de guerra. 

Que papelão!

Por que Roseana Sarney não apoia Fábio Câmara?

O vereador Fábio Câmara até que tentou conversar com a ex-governadora Roseana Sarney para garantir um apoio efetivo
Este blog faz uma pergunta básica que exige resposta clara e precisa. Por que será que a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), não declara apoio ao candidato do próprio partido, Fábio Câmara, na disputa pela Prefeitura de São Luís? Será que a ex-mandatária do estado não confia no postulante ao cargo majoritário? O que andam dizendo por aí é que a ex-governadora prefere apostar na candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PP), que aparece em expressiva ascensão nas pesquisas de intenções de votos na capital.

Até que no início da indicação do nome do vereador Fábio Câmara, a ex-governadora havia cogitado a possibilidade de apoiar o candidato do PMDB. No entanto, ao perceber que o concorrente aparecia nas pesquisas com uma média entre 2% a 4% de votos, Roseana Sarney sucumbiu e começou a  se distanciar do vereador peemedebista, para apoiar o candidato do PP de forma velada. Nem na convenção da legenda a ex-governadora compareceu para, pelo menos, prestar solidariedade ao candidatável peemedebista.

Vale ressaltar que a ex-mandante do estado teve uma expressiva votação em São Luís, em 2010, quando se reelegeu para comandar o Palácio dos Leões, depois da queda do ex-governador Jackson Lago (PDT). Portanto, a força política de Roseana Sarney poderia, sem dúvida, alavancar a candidatura Fábio Câmara. No entanto, o que se observa é uma situação bem diferente.

Até parece que o PMDB não tem candidatura própria em São Luís.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Horário eleitoral gratuito na mídia começa dia 26 de agosto


Muita gente acredita que a disputa eleitoral começa pra valer somente quando se inicia a guerra midiática na TV e no rádio. A largada para o embate no palanque eletrônico está marcada para o próximo dia 26, quando os candidatos a prefeito e vereador terão pouco tempo para mostrar ao eleitorado suas propostas de campanha.

Em São Luís a discussão eleitoral na mídia irá envolver o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que concorrerá à reeleição; a deputada federal Eliziane Gama (PPS), que concorre pela segunda vez ao cargo; o deputado estadual Wellington do Curso (PP), os vereadores Rose Sales (PMB) e Fábio Câmara (PMDB), a professora Claúdia Durans (PSTU) e o militante Valdeny Barros (PSOL).

Na corrida proporcional, um pelotão de centenas de candidatos irão concorrer na mídia para ganhar a atenção do eleitorado de São Luís. Nesse ano, a reforma eleitoral reduziu o período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV de 45 para 35 dias. A campanha terá dois blocos na mídia com 10 minutos cada.

Do total de tempo de propaganda, 90% serão distribuídos proporcionalmente ao número de representantes que os partidos tenham na Câmara Federal. Os 10% restantes serão distribuídos igualitariamente. 

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Candidatura de Wellington acirra briga entre senador e governador

A candidatura de Wellington do Curso acendeu o sinal vermelho na disputa eleitoral de 2018 para o governo do Maranhão
Não resta mais dúvida que a cisão entre o senador Roberto Rocha (PSB) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), está declarada oficialmente. A concretização dessa diáspora se deu na convenção municipal do PP, que homologou, na sexta-feira passada, 5, a candidatura do deputado estadual Wellington do Curso na disputa pela Prefeitura de São Luís, tendo como companheiro de chapa o vereador Roberto Rocha Júnior (PSB), filho do nobre senador, que preside a legenda socialista no estado.

Wellington do Curso aparece no cenário eleitoral como uma das principais alternativas entre aqueles que não defendem o projeto de reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e também não simpatizam com a candidatura da deputada federal Eliziane Gama (PPS).

Pelo menos duas lideranças de peso o candidato Wellington terá em seu palanque, sendo uma a do próprio senador Roberto Rocha, ex-vice-prefeito de São Luís; e a do ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), que chegou até a defender apoio do partido a uma eventual candidatura Eliziane, mas preferiu seguir as ordens da sigla socialista.

Resta agora saber quais são os projetos futuros do senador Roberto Rocha para o PSB na disputa eleitoral de 2018. Será que o partido vai encarar uma briga direta com o governador comunista Flávio Dino, que certamente vai em busca de reeleição?

Edivaldo mantém liderança sob demais adversários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) continua liderando contra Eliziane Gama (PPS) e Wellington do Curso (PP)
O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) vai garantindo a liderança nas pesquisas de intenções de votos na corrida pela reeleição. Segundo a mais recente pesquisa Escutec/O Estado, realizada no período de 3 a 5 deste mês, se a eleição fosse hoje o candidato pedetista teria no 1º turno um percentual de 25,2% dos votos. A principal adversária, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) aparece em segundo lugar com 21,8% e em terceiro lugar, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) com 18,7%.

Os demais concorrentes na disputa eleitoral na capital maranhense surgem com a vereadora Rose Sales (PMB) com 6,6%, o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com 4,9% e o vereador Fábio Câmara (PMDB) com 4,3%. Além da professora Claudia Durans (PSTU) com 0,4% e do militante do PSOL Valdeny Barros com 0,1%.

A pesquisa foi contratada pelo jornal O Estado do Maranhão sob o protocolo MA-09198/2016. Foram entrevistados 1 mil eleitores e amargem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Zé Joaquim vai carregar Eliziane

Juntos o deputado federal João Castelo (PSDB), a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e o vereador José Joaquim (PSDB)
O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) já bateu o martelo e confirmou que o vereador José Joaquim Guimarães Ramos, com quase 30 anos de mandato na Câmara Municipal, será candidato a vice na chapa a ser encabeçada pela deputada federal Eliziane Gama (PPS), na disputa para a Prefeitura de São Luís.

A indicação do nome do nobre parlamentar e decano do Legislativo na capital maranhense atende à uma solicitação do deputado federal João Castelo (PSDB), que abdicou de ser candidato a prefeito pelo partido em troca de um aliado na eventual gestão da "Noviça Rebelde" do PPS, principal adversária política do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que concorre à reeleição.

Como sempre afirma ser um soldado do tucanato, José Joaquim já vinha trabalhando ao lado de Eliziane Gama para se consolidar na posição de candidato a vice-prefeito. Outros nomes do partido foram sondados como o do suplente de senador, Pinto Itamaraty; do vereador Dr. Gutemberg Araújo; e até o da ex-deputada estadual e filha de Castelo, Gardeninha.

Agora é pé nos bairros em busca de votos!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Bira do Pindaré critica Roberto Rocha e deve deixar o PSB

O senador Roberto Rocha abortou a pretensão do deputado Bira do Pindaré em ser candidato a prefeito de São Luís
Não convidem para a mesma mesa o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) e o senador Roberto Rocha, presidente estadual do PSB no Maranhão. Depois que a candidatura do nobre parlamentar à Prefeitura de São Luís foi abortada, Bira mostrou descontentamento com a condução da legenda e pelo andar da carruagem está com o pé mais fora do que dentro da sigla socialista.

Nesta quarta-feira, 3, em entrevista ao programa Ponto e Vírgula, da rádio Difusora FM (das 18h às 19h), o deputado Bira do Pindaré se mostrou desconfortado com a decisão da direção do PSB em vetar a sua candidatura e garante que não tem nada a fazer na convenção do PSB em São Luís. Em nota publicada no facebook, sob a denominação de "Carta Aberta ao Povo de São Luís", Bira demonstra indignação com a atitude do senador Roberto Rocha e garante que não irá apoiá-lo em seu projeto de ser candidato ao Governo do Maranhão, em 2018.

Veja a nota do deputado do PSB:

Carta Aberta ao Povo de São Luís

Nos últimos meses travamos uma importante batalha dentro do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em nome de uma candidatura própria a prefeito de São Luís nas eleições de 2016.
Foram muitos encontros, reuniões e diálogos na tentativa de chegar a um entendimento necessário com vistas não apenas no fortalecimento da sigla, mas, sobretudo, em oferecer uma alternativa na eleição da nossa amada capital.
Esse projeto começou em 2015, quando a militância de base, no Encontro Estadual, entregou uma carta aberta ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. No documento, os movimentos sociais e segmentos organizados do partido defenderam a candidatura própria e indicaram o nosso nome como pré-candidato a prefeito de São Luís.
Com muita alegria topei o desafio por entender que se tratava de um projeto coletivo e importante para a população da nossa querida capital e para o fortalecimento do partido em todo Maranhão. Não sou e nunca fui candidato de mim mesmo. Aceitei a missão com a firmeza das convicções de sempre, que marcam nossa trajetória em favor do povo maranhense que sonha e luta por direitos sociais e contra os coronéis e suas políticas do atraso.
Prontamente, iniciamos os debates com as lideranças partidárias e lançamos o ‘Diálogos por São Luís’, movimento para ouvir as pessoas sobre a cidade com o objetivo de montar um programa de governo que de fato contemplasse o povo da capital.
No caminho, muitas foram as dificuldades. Primeiro, o senador Roberto Rocha se lançou candidato. Depois, tentou filiar a deputada federal Eliziane Gama ao partido para ser a candidata à prefeita pelo PSB. Não conseguiu. Finalmente, lançou o nome do filho, vereador Roberto Rocha Junior, passando a negociar a vaga de vice-prefeito com Edivaldo Holanda Junior e Wellington do Curso.
Para arrematar, o filho, na qualidade de presidente da Comissão Provisória do PSB em São Luís, marcou a Convenção para a última hora do último dia, dificultando a mobilização dos filiados, prejudicando as coligações partidárias e a chapa de vereadores.
Tais ações representam uma postura repudiável, que reduz o PSB e nossa pré-candidatura a “moeda de troca” em favor de interesses particulares que nada tem a ver com as necessidades do povo.
Lutamos bravamente para oferecer a cidade de São Luís um caminho diferente. Fizemos tudo que era possível. Recorremos até a Justiça. Infelizmente, não conseguimos.
Por essa razão, somos obrigados a reconhecer que nossa candidatura sofreu um impedimento por parte da direção municipal do PSB sob o controle exclusivo do Senador Roberto Rocha.
Comete-se assim uma enorme injustiça, não contra mim, mas contra a população da nossa capital, causando-se um prejuízo ao PSB e ao processo democrático.
Para concluir, reafirmo o meu compromisso com a população de São Luís e de todo Maranhão. Continuarei honrando com a mesma coerência e luta de sempre cada um dos 38.829 votos que recebi na última eleição. Como deputado, seguirei firme por um ‘Maranhão de Todos Nós’, projeto vitorioso e liderado pelo governador Flávio Dino.
Com a bravura de quem não foge à luta e a ternura de quem aprendeu a sonhar
Bira do Pindaré
Deputado Estadual

Pesquisa esquisita


Gerou surpresa e muita inquietação a revelação de uma nova pesquisa de intenções de votos na disputa pela Prefeitura de São Luís. Desta vez, o levantamento tem a assinatura do grupo goiano Coronato, divulgada na última terça-feira, 2, sob o registro no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), sob o protocolo MA-09781/2016.

De acordo com a nova pesquisa, quem lidera a corrida sucessória na capital maranhense é a deputada federal Eliziane Gama (PPS) com 24%, seguido do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) com 20%, o deputado estadual Bira do Pindaré com 17%, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) com 15% e Fábio Câmara com 13%.

Observando os percentuais a pesquisa esqueceu de apontar os índices da vereadora Rose Sales (PMB) que sequer aparece na listagem. Outra questão é que o deputado Bira do Pindaré surge, pela primeira vez, em terceiro lugar na frente do também deputado Wellington do Curso.

Zé Reinaldo reacende a chama da refinaria no Maranhão

Deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB)
Depois do fracassado projeto da refinaria Premium I, no município de Bacabeira, o ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) já admite a possibilidade de construção de uma nova refinaria de petróleo no Maranhão. Só que ele ressalta que esse novo empreendimento não será proveniente da combalida Petrobras, mas sim, oriundo de investimentos da iniciativa privada, em sintonia com capital internacional.

Segundo o deputado Zé Reinaldo, o estado do Maranhão é um ponto estratégico, por conta de sua posição geográfica e que, portanto, será contemplado com esse investimento bilionário para aquecer a economia do estado, considerado um dos mais pobres da Federação.

"Isso não tem nada a ver com a quebradeira da Petrobras, tais investimentos terão recursos da iniciativa privada e capital internacional e fazem parte de um plano de um programa de aquecimento da economia global e o Maranhão está sendo contemplado, por conta de sua posição geográfica estratégica", garantiu o ex-governador.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Pinto Itamaraty será o coordenador da campanha de Eliziane

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) aguarda apenas a formalização do PSDB para ter Pinto Itamaraty na campanha
O suplente de senador, ex-deputado federal e ex-vereador Pinto Itamaraty (PSDB) deve ser oficializado, nas próximas horas, como o super-coordenador da campanha da deputada federal Eliziane Gama (PPS) à Prefeitura de São Luís, para as eleições do dia 2 de outubro deste ano.

Com a experiência vitoriosa de já ter coordenado, em 2008, a campanha do então candidato a prefeito da capital, João Castelo (PSDB), Pinto Itamaraty deixou de ser apenas figura decorativa no submundo do tucanato em São Luís, para se tornar homem da alta cúpula da legenda não só na capital, mas também em todo o Maranhão.

Além disso, o nobre e intrépido Pinto Itamaraty ganhou musculatura política ao galgar espaços tanto na Câmara Federal, quanto na Câmara Municipal de São Luís, onde iniciou sua jornada, sendo alçado pelas urnas em dois mandatos eletivos, com expressiva votação.

Portanto, o PPS da deputada Eliziane Gama apenas aguarda a oficialização do PSDB para tê-lo entre os bambas da campanha eleitoral que promete polarizar o discurso contra a tentativa de reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que conta expressamente com o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB).

Uma tarefa nada fácil!