Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Vice-governador de olho nas hostes do PRB da Igreja Universal


Depois de aguardar os rumos turbulentos do PSDB no Maranhão, o vice-governador Carlos Brandão já admite estar de malas prontas para desembarcar no Partido Republicano Brasileiro (PRB), da Igreja Universal do Reino de Deus, que tem no estado o comando do intrépido deputado federal Cleber Verde.

Carlos Brandão, que até bem pouco tempo presidia o ninho tucano maranhense, agora terá que deixar a legenda, com a nova presidência do PSDB no estado, que tem o comando do senador Roberto Rocha, adversário do governador Flávio Dino (PCdoB).

Veja! Cinegrafista de Luciano Huck tenta desqualificar a cidade de Alcântara



O cinegrafista denominado de "Zé", que faz parte da equipe do apresentador global Luciano Huck, tentou desqualificar a bela cidade histórica de Alcântara no Maranhão, onde fica o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), bastante cobiçado pelos Estados Unidos da América (EUA) para projetos tecnológicos na área espacial.

Numa infeliz declaração, o cinegrafista mostra que é mesmo um "Zé" (ninguém) quando questionado por Luciano Huck se ele sabe onde fica Alcântara. "É no fim do mundo".

A imbecilidade falou mais alto. Lamentável sob todos os aspectos!

Rocha mata o desejo incontrolável de presidir o PSDB no Maranhão


Agora, oficialmente, na condição de presidente da nova Comissão Executiva do PSDB no Maranhão, o senador Roberto Rocha garante que o ninho tucano está aberto ao diálogo, visando as eleições gerais de outubro de 2018. 

Rocha, que é pretenso candidato à corrida sucessória ao Palácio dos Leões, foi escolhido o novo presidente do PSDB no estado, durante a primeira reunião da nova Executiva Nacional da sigla, presidida pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Segundo o parlamentar, a decisão já era esperada desde outubro, quando retornou aos quadros do partido, a convite de Alckmin e do ex-presidente interino da agremiação, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Após essa decisão, caberá ao vice-governador Carlos Brandão deixar o PSDB de uma vez por todas, filiando-se ao PSB o mais rápido possível.

Weverton comemora adiamento da reforma da Previdência para 2018


O líder do PDT na Câmara Federal, deputado Weverton Rocha, considerou "uma vitória do povo brasileiro" o adiamento da Reforma da Previdência, proposta pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). Como o governo não tem votos suficientes para aprovação da matéria na Casa, o projeto deve ficar mesmo para o início de 2018.

Na redes sociais o deputado Weverton comemorou e considerou que o adiamento da proposta da reforma previdenciária representa uma humilhante derrota para Temer e seus aliados de plantão.

"Uma vitória do povo brasileiro. O adiamento da Reforma da Previdência para 2018, anunciado hoje pelo líder do governo no Senado, é uma derrota para Temer e seus aliados. O gesto de recuso mostra que eles não estão conseguindo os votos necessários para aprovar a pauta. A pressão popular está surtindo efeito. Nós da oposição, continuaremos batalhando para barrar esta reforma absurda. Parabéns a todos que estão engajados nesta luta. Vamos em frente".

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

A chuva chegou e a energia elétrica se foi em alguns bairros de São Luís


Bastou cair algumas gotas de chuva (por volta das 12h10) e já começaram a pipocar transformadores e a população observou a queda no fornecimento de energia elétrica em São Luís.

Em vários pontos da capital maranhense as gotículas de chuva inicial deram o ar da graça, mostrando que o período chuvoso na ilha chegou mais cedo.

Para alguns, os primeiros chuviscos caíram como um presente de Natal antecipado, porém trazendo na bagagem velhos transtornos energéticos.

Simpatizantes da candidatura Bolsonaro invadem Bacabal


E não é que simpatizantes da pré-candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência da República, em 2018, já começaram a invadir a cidade de Bacabal, distante cerca de 240 Km de São Luís.

Para demarcar território e divulgar a propalada ideologia do chamado "Mito", a turma de Bolsonaro instalou até um outdoor na cidade maranhense, visando atrair mais seguidores, como se fosse uma espécie de seita (variedade de tendências religiosas dentro do judaísmo).

Se Lula não se cuidar, Bolsonaro pode passar a perna nele!

"Palácio dos Leões deixará de ser residência oficial do governo", diz Murad

Ricardo Murad em entrevista coletiva a jornalistas e blogueiros anunciando sua pré-candidatura ao governo do estado
O ex-secretário de Saúde e atual pré-candidato ao governo do Maranhão para 2018, Ricardo Murad (PRP), afirmou que em uma eventual gestão sua no comando do Executivo estadual, o Palácio dos Leões deixará de ser a residência oficial do governo e passará a abrigar várias secretarias, transformando o local numa espécie de centro administrativo.

"Todos os secretários trabalhando no Palácio dos Leões, que deixará de ser residência oficial. Trabalharão todos ao meu lado, em equipe, prestando contas diariamente. Na minha gestão, contaremos com apenas dez secretários, no lugar dos atuais 36 secretários", enfatizou.

Para Ricardo Murad, a redução e fusão de secretarias trará um custo-benefício grandioso para os cofres públicos do estado.

"Defendo investigações sérias e isentas", diz Dino em crítica à PF


O governador Flávio Dino (PCdoB) usou as redes sociais para mais uma vez criticar, o que chama de "abusos e arbitrariedades" da Polícia Federal, na deflagração da Operação Pegadores, que investiga suspeitas de desvios de R$18 milhões no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Ao tomar posse na última terça-feira, 12, a nova Superintendente Regional da Polícia Federal, Cassandra Parazi, disse que o governo acredita que a PF promoveu uma perseguição política. 

"Infelizmente o governo acredita que nós fizemos uma perseguição política. Não é isso o que fazemos. A Polícia Federal tem como função precípua investigar fatos", declarou.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Investigação: Sarney Filho usa voo da FAB para dar carona a parentes


O jornal Folha de S. Paulo levantou dados por meio da Lei de Acesso à Informação e descobriu que ministros do governo do presidente Michel Temer (PMDB) usaram voos da Força Aérea Brasileira (FAB), requisitados com o propósito de cumprir agendas de trabalho, para transportar parentes, amigos e representantes do setor privado. Há carona a mulheres e filhos, que não têm vínculo nenhum com a administração pública.

O decreto 4.244/2002, que dispõe sobre os voos, permite o uso da frota "somente" para o transporte de vice-presidente, ministros de Estado, chefes dos três Poderes e das Forças Armadas, salvo nos casos em que há autorização especial do ministro da Defesa. 

De acordo com a Folha, a norma não autoriza expressamente o embarque de pessoas sem cargo ou função pública. Também não há previsão para que congressistas peguem carona.

Entre 13 e 16 de outubro de 2016, a FAB cedeu um de seus jatos para que o titular do Ministério de Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), participasse de encontro sobre sustentabilidade no Pantanal. 

O evento, emendado com o Dia das Crianças, se deu no Refúgio Ecológico Caiman, hotel luxuoso em Miranda (MS). Na comitiva estava o filho de 11 anos do ministro. A FAB alega que recebe das autoridades a lista dos passageiros, mas não tem responsabilidade sobre as comitivas.

No início de 2017 a Comissão de Ética Pública da Presidência iniciou um processo contra Sarney Filho, por uso irregular de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Veja aqui.

Questionado pela Folha sobre o voo da FAB, o Ministério do Meio Ambiente afirmou que "nenhuma hospedagem" de "qualquer membro" da família de Sarney Filho foi paga com dinheiro público. Ou seja, fugiu do assunto.

Zé Reinaldo vai se cacifando pela segunda vaga ao Senado como apoio de Dino


O ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares deve mesmo deixar o PSB e se filiar ao DEM para obter as bênçãos do governador Flávio Dino (PCdoB), na disputa pela segunda vaga na disputa ao Senado da República, em 2018.

A ida de Zé Reinaldo para o DEM já teria sido articulada entre o próprio governador comunista e o presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia (RJ), que também preside a Câmara dos Deputados, em Brasília.

A contrapartida é que para conceder o apoio a Zé Reinaldo, Flávio Dino espera contar com o apoio irrestrito dos Democratas, nas eleições do próximo ano na recondução para o comando do Palácio dos Leões.

PRP irá anunciar candidatura de Ricardo Murad ao governo


Mesmo contra a vontade do grupo Sarney, o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PRP), resolveu lançar, oficialmente, nesta terça-feira 12, sua pré-candidatura ao governo do Maranhão para as eleições de 2018. O evento está previsto para ocorrer às 12h, no Hotel Luzeiros, na Ponta do Farol.

Na oportunidade, a Comissão Executiva do Partido Republicano Progressista (PRP) irá anunciar o posicionamento da legenda no pleito do próximo ano.

O evento terá transmissão ao vivo pelas redes sociais, onde o ex-secretário Ricardo Murad explicará os motivos pelo qual pretende disputar uma corrida sucessória ao Palácio dos Leões, mesmo tendo a cunhada, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), como principal adversária na corrida ao Palácio dos Leões pela quinta vez consecutiva.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Caema lança nota, nega suposta sabotagem, e culpa fabricação de peça


Longe das suspeitas de sabotagem, mencionadas pelo governador Flávio Dino (PCdoB), a direção da Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) lançou nota técnica, onde afirma que os serviços de interligação da nova adutora do sistema Italuís foram finalizados ainda na sexta-feira passada, 8. Mas que o rompimento ocorrido, na noite de sábado, 9, gerou transtornos à população de São Luís, que estão sendo equacionados de forma emergencial.

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) vem a público informar que:

1. Contratou as empresas privadas Edeconsil Construções e Locações, PB Construções e EIT Construções para realizar a obra da nova adutora do Sistema Italuís.

2. Na tarde da última sexta-feira (8), foi finalizado o serviço de interligação da nova adutora, antes do prazo estabelecido.

3. Infelizmente, na noite de sábado (9), ocorreu vazamento de grande porte no começo do Campo de Perizes, na junta Y. A peça, fabricada pela empresa Memps Engenharia, não suportou a pressurização na linha de distribuição.

4. Desde o momento do rompimento, equipes da Caema e das empresas privadas trabalham no local, ininterruptamente, para a resolução do problema.

5. Nesse momento, está sendo feito restabelecimento emergencial para permitir que as empresas privadas contratadas (Memps Engenharia, PB Construções, Edeconsil Construções e Locações e EIT Construções) encontrem a solução definitiva para o problema, de responsabilidade deles.

6. Novas informações serão repassadas à população nas próximas horas, à medida que os trabalhos de reparo avancem.

Falta de harmonia pode impedir votação do orçamento de São Luís para 2018


O presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum (PR/foto), lamentou na sessão desta segunda-feira, 11, a falta de harmonia momentânea que estaria ocorrendo entre o Legislativo e o Executivo Municipal.

Tamanho imbróglio poderia incidir, diretamente, na votação ou não do projeto orçamentário do município, para o exercício financeiro de 2018, cuja previsão é da ordem de R$ 3,2 bilhões.

Astro ressaltou que os Poderes são independentes e harmônicos entre si, como preconiza a Constituição Federal, mas no seu entendimento, está faltando uma pitada a mais de "harmonia" por parte do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

O discurso do presidente da Câmara aumenta a tensão sob a possibilidade de não votação, até a próxima quarta-feira, 13, da peça orçamentária, que no início deste mês foi reencaminhada à Prefeitura para que fossem promovidas "correções técnicas" no balancete de contas.

Até agora nenhum projeto orçamentário deixou de ser apreciado e votado, em tempo regimental, antes do recesso de fim de ano. 

Será a primeira vez?!

Eliziane ainda aposta no apoio de Flávio Dino ao Senado


Pregando uma pré-candidatura irreversível, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) reafirmou seu compromisso político em disputar as eleições gerais de 2018 ao Senado da República, com ou sem o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB). A mesma retórica foi feita, na semana passada, pelo deputado federal Waldir Maranhão (Avante).

"A minha candidatura ao Senado Federal é um grande desafio e ao mesmo tempo é uma grande responsabilidade. Eu recebi este desafio do meu partido e da minha igreja. Agora, estamos muito firmes nesta meta, principalmente para corresponder às expectativas destas duas grandes representações. Embora seja algo desafiador, eu não vou me acovardar e nem recuar, até mesmo porque eu nunca recuei dos grandes desafios da minha vida”, afirmou Eliziane.

Ao citar o governador Flávio Dino, a deputada Eliziane Gama reafirmou que foi aliada do governador, nas últimas eleições, e continuará apoiando e contando com seu apoio.

As declarações da parlamentar do PPS foram feitas durante almoço com um grupo de jornalistas, no último sábado, 9, em um restaurante de São Luís.

Governo Dino já fala até em suposta sabotagem na nova adutora do Italuís

O governador Flávio Dino esteve em Campo de Perizes para conversar com técnicos que trabalham no local
O governador Flávio Dino (PCdoB) já fala em apurar suposta prática de sabotagem na conclusão das obras da nova adutora do sistema Italuís, que deveria ter sido finalizada no último sábado, 9, e que deve abastecer com água cerca de 70% dos bairros de São Luís.

Após saber do rompimento nos serviços da nova adutora, situada às margens da BR-135, em Campo de Perizes, Flávio Dino esteve no local e cobrou uma minuciosa investigação pericial por técnicos da Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) para saber se houve ou não suposta sabotagem ou falha no sistema.


Um novo vazamento no Italuís teria ocorrido pelo fechamento indevido em uma das válvulas da adutora e que, segundo o governo, acendem as desconfianças sobre prováveis imperícias.

Técnicos avaliam que a partir daí, a água teria ficado represada num dos pontos de interligação do sistema, o que levou à dilatação dos tubos de aço e com a pressão no local, houve o rompimento da tubulação, deixando mais de 150 bairros da capital maranhense sem água nas torneiras.

O governador anunciou que já estão sendo apuradas todas as responsabilidades e se houver culpados, serão punidos dentro da forma legal.

Vale ressaltar que parte das residências em São Luís estão sem abastecimento regular desde quarta-feira da semana passada, 6, e que ainda não sabem quando o abastecimento voltará ao normal.

Por meio de nota, a direção da Caema explicou que houve um vazamento na junta "Y". A peça, fabricada pela empresa Memps Engenharia, não suportou a pressurização na linha de distribuição do sistema.

sábado, 9 de dezembro de 2017

Aclamação de Alckmin em convenção reacende debate no PSDB do Maranhão


A aclamação do nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como o mais novo presidente nacional do PSDB, reacende a chama sobre a definição do partido no Maranhão, fato que deve ocorrer nos próximos dias.

Geraldo Alckmin, que tem uma forte ligação política com o senador Roberto Rocha, recém-filiado ao ninho tucano, assumiu oficialmente neste sábado, 9, a diretriz da legenda no país, durante convenção nacional do PSDB. 

Na oportunidade, Alckmin defendeu as reformas Trabalhista, Previdenciária e Tributária e ainda fez duras críticas à tentativa do ex-presidente Lula (PT) em voltar a ser candidato à presidência da República, mesmo após ser condenado, em primeira instância, a mais de 9 anos de cadeia, por suposto desvio de recursos públicos.

A chegada de Alckmin também deve pacificar os ânimos nas hostes do tucanato maranhense, cuja sigla no estado permanece acéfala, com as destituições do ex-presidente regional, o vice-governador Carlos Brandão, e do presidente da comissão provisória, o senador Roberto Rocha, que espera concorrer ao governo do Maranhão pelo PSDB, em 2018.

Foto: Joelma Pereira/Congresso em Foco

Waldir Maranhão pressiona Dino pela segunda vaga ao Senado


O deputado federal Waldir Maranhão (Avante), que está com um pé no PTB, anda pressionando o governador Flávio Dino (PCdoB) para ser o segundo pré-candidato a ter a chancela oficial do Palácio dos Leões, a exemplo do colega deputado Weverton Rocha (PDT), na disputa ao Senado, em 2018.

É que Waldir Maranhão não esconde a indignação com a possibilidade do deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), que deve se filiar no DEM, vir a ser a segunda cartada do governador Flávio Dino para preenchimento das duas vagas à Câmara Alta, na eleição do ano que vem.

Waldir tem disparado nas redes sociais que será candidato com ou sem o apoio do governador.

Então tá!

"Não foi um crime político e nem de pistolagem", afirma Jeferson Portela


Apesar de parte da imprensa, da mídia e de parlamentares de oposição ao governo Flávio Dino (PCdoB) terem associado, inicialmente, que o assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Souza, o "Nenzim", teria conotações políticas e de pistolagem, o secretário de estado de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, negou as duas ilações, em entrevista concedida à TV Mirante (sic).

"Não foi nenhuma das duas situações. Podemos afirmar isso... Com base na eficiência inicial da investigação, na preservação do local do crime, na análise pericial feita imediatamente, no exame médico feito sobre o corpo da vítima e na perícia feita tanto no local do crime quanto nos objetos relacionados ao crime".

As declarações do titular da Secretaria de Segurança derrubam por terra toda e qualquer tentativa de politização do caso, em ano pré-eleitoral no Maranhão, que tem como principal suspeito o filho do ex-prefeito, Mariano Júnior, mais conhecido por "Júnior do Nenzim", que está preso, acusado de mandar matar o próprio pai, com o apoio de dois outros comparsas.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Vídeo mostra a prisão do filho do ex-prefeito Nenzim ainda de madrugada


O vídeo acima mostra o momento exato (5h40) desta sexta-feira, 8, quando policiais civis e militares escoltam Mariano Júnior, mais conhecido por "Júnior do Nenzim", principal suspeito de mandar matar o próprio pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Mariano de Souza, o "Nenzim". 

O acusado chega numa caminhonete da Secretaria de Estado da Segurança Pública e é levado para a Delegacia da cidade. A motivação do crime teria sido por conta do roubo de gado da fazenda da própria família. 

Horas depois, Junior Nenzim foi transferido para uma cela no Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão, com sede em São Luís, onde ficará à disposição da Justiça.

Ele foi transferido para a capital, por motivos de segurança, num helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA).

Crime de pistolagem ou herdeiro maldito? Polícia prende filho do ex-prefeito Nenzim como principal mandante do homicídio que abalou Barra do Corda


Uma verdadeira reviravolta no assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda, Mariano de Souza, o "Nenzim", vai marcar não só as páginas policiais da imprensa maranhense, mas também o conteúdo político pré-eleitoral no estado.

O caso, que vinha sendo tratado como crime de pistolagem, foi desvendado e tem como principal suspeito do homicídio do ex-gestor, o próprio filho, Mariano Júnior, mais conhecido por "Júnior do Nenzim".

Ele foi preso na madrugada desta sexta-feira, 8, cuja prisão foi confirmada pelo próprio secretário de estado de Segurança Pública, delegado Jeferson Portela, por meio de sua página no Facebook.

Segundo as primeiras informações, foi montada uma escolta policial na cidade de Barra do Corda na noite de quinta-feira, 7, na tentativa de prender o suposto mentor do crime. Júnior do Nenzim já estava com a prisão preventiva decretada.

O filho do ex-prefeito estava escondido numa residência, em Barra do Corda, quando foi preso. Além dele, outros dois homens que trabalhavam na fazenda do próprio pai foram presos, suspeitos de participação no crime.

A polícia acredita que a motivação do assassinato seria a venda de gado da fazenda do próprio pai, que era administrada por Júnior do Nenzim. 

João Alberto ainda não sabe que rumo tomar em 2018


O senador João Alberto Souza, presidente do PMDB no Maranhão, ainda vive na incerteza sobre eventual candidatura eleitoral em 2018. Segundo ele, por ser um homem de grupo político definido, só irá tomar um posicionamento após conversas com seus pares políticos.

Em declarações à imprensa, o parlamentar disse que ainda não sabe o que será, mas está aberto ao diálogo. "Eu posso ser e eu posso ser tudo. Só decido ano que vem. A minha vontade é a vontade do grupo (Sarney). Eu vou seguir o que o grupo decidir, sem nenhuma rusga, sem nada", afirmou João Alberto.

Especula-se nos bastidores que dificilmente, o parlamentar peemedebista será candidato à reeleição ao Senado, já que o grupo Sarney conta com dois pré-candidatos oficiais à Câmara Alta, que são o senador Edison Lobão (PMDB) e o ministro de Meio Ambiente, Sarney Filho (PV).

Restaria apenas a João Alberto ser convidado a compor chapa a vice com a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), que vai disputar, pela quinta vez consecutiva, o comando do Palácio dos Leões contra seu arqui-rival, o governador Flávio Dino (PCdoB), que buscará a reeleição.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Governador diz ser contra a manipulação e partidarização da Polícia Federal


Em entrevista exclusiva ao blogueiro Neto Ferreira, o governador Flávio Dino (PCdoB), disse ser contrário a qualquer tipo de manipulação política que envolva a instituição da Polícia Federal. Na oportunidade, ele garante não temer qualquer investigação à sua gestão, já que seu governo gerencia o estado com total transparência pública.

"Na verdade qualquer operação que busque uma investigação séria e isenta tem nosso apoio e essa é minha tradição, pois fazemos um governo transparente e honrado. Quando eu peguei esse estado nem portal da transparência tinha, era nota 2, segundo a CGU (Controladoria Geral da União), e hoje é nota 10...O que nós combatemos é a manipulação política...Buscaram criar fatos que não aconteceram e que foram pronunciados por autoridades. Quem exerce função pública, tem que ter responsabilidade"

As declarações do governador comunista vão de encontro às acusações feitas pela Superintendência Regional da PF na Operação Pegadores no Maranhão e batem de frente com o grupo da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB). 

Uma pergunta que não quer calar: houve ou não manipulação política da Polícia Federal no Maranhão?!

"Ao longo do tempo, a relação se desgastou", diz Gastão sobre grupo Sarney


Em recente artigo escrito ao jornal O Imparcial, o ex-secretário de Educação, ex-ministro e ex-deputado federal Gastão Vieira (PROS) mais uma vez enfatiza, o que chama de desligamento gradual do grupo político ao qual pertencia até o início de 2014, quando perdeu a corrida ao Senado pelo PMDB, para o atual senador Roberto Rocha (PSDB), com o apoio da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

Segundo Gastão, o afastamento foi gradual e só ocorreu porque a relação se desgastou bastante. "Desde o fim da última eleição, em 2014, venho me afastando gradativamente do grupo político ao qual pertencia. Ao longo do tempo, a relação se desgastou e, pouco a pouco, percebi que ficar preso a ela seria abdicar dos meus ideais. Mais ainda, seria trair os 1.283.296 eleitores que votaram em mim para assumir uma cadeira do Senado".

Recém-chegado às hostes do grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), Gastão Vieira admite que sempre foi movido por um ideal e que esse é o combustível que lhe fez rever antigas parcerias políticas e apostar no outro lado. 

"Esse é o combustível que me fez rever as minhas parcerias políticas, abandonar o antigo (leia-se grupo Sarney) e me juntar ao governador Flávio Dino. Faço o movimento por convicção, não por desespero. Seria mais fácil ficar onde estava com um grupo que já conhecia ou até mesmo deixar a política de lado, mas não estaria seguindo meu coração. Estou convicto que a decisão que tomei foi a mais acertada possível. Tardia, talvez, mas consciente e correta".

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Jornalista é agraciado com medalha concedida pelo vereador Cézar Bombeiro


O plenário da Câmara Municipal de São Luís aprovou, por unanimidade, na sessão desta quarta-feira, 6, projeto de Decreto Legislativo, de iniciativa do vereador Cézar Bombeiro (PSD), concedendo a medalha Simão Estácio da Silveira ao jornalista Genivaldo Abreu Fonseca, pelos relevantes serviços prestados na área jornalística.

Ao tomar conhecimento da comenda, Genivaldo agradeceu ao parlamentar e disse estar honrado com o projeto. "Sinto-me honrado por receber esta medalha do Legislativo Municipal, cuja Casa é uma ressonância da sociedade de São Luís", declarou o jornalista.

O vereador Cézar Bombeiro destacou que o homenageado é digno de receber esta importante comenda. "Além de ser um amigo meu, Genivaldo é uma pessoa que tem prestado relevantes serviços a jornalismo da capital maranhense", frisou.

Grupo Sarney de olho arregalado nos 9% de Márcio Jardim


E não é que os expressivos 9% de intenções de votos, apresentados pela pesquisa do instituto Vox Populi, em favor do ex-secretário estadual de Esporte, Márcio Jardim (PT), aguçaram a curiosidade do grupo da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), pré-candidata ao governo do Maranhão, pela quinta vez consecutiva.

Tudo isso por conta da proximidade do intrépido professor Márcio Jardim com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presidenciável pelo PT em 2018. 

A estratégia seria adoçar a boca de Jardim, exaltando esses 9% e tentar trazê-lo para uma conversa amistosa, visando futuro apoio do PT ao PMDB no Maranhão, para a próxima eleição majoritária ao Palácio dos Leões. 

Até mesmo uma eventual composição de vice já estaria sendo analisada, numa tentativa de reeditar, com um novo militante petista, a antiga chapa PMDB/PT, Roseana Sarney/Washington Oliveira, das eleições de outubro de 2009.

No entanto, apesar de Márcio Jardim ter sido retirado, bruscamente, da cadeira da Secretaria de Esportes do governo Flávio Dino(PCdoB), ele mantém-se fiel às hostes comunistas e pelo andar da carruagem pode até concorrer a uma vaga à Câmara Federal pelo PT.

Eliziane pode ficar sem mandato se concorrer ao Senado em 2018


Seria bem mais natural e confortável se a deputada federal Eliziane Gama (PPS) pudesse concorrer a uma reeleição ou tentar, de novo, uma vaga para a Assembleia Legislativa do Maranhão, nas eleições gerais de 2018.

Sinceramente, não vejo uma candidatura vitoriosa de Eliziane para o Senado da República, no próximo pleito. Concorrer contra a máquina pública do Palácio dos Leões, que já chancelou oficialmente uma candidatura Weverton Rocha (PDT), ou se aventurar contra os demais pré-candidatos José Reinaldo Tavares (PSB), Edison Lobão (PMDB), Sarney Filho (PV) e Waldir Maranhão (Avante ou PTB) é brincar com a sorte.

Espero que a nobre deputada possa mudar de ideia, pois correrá sério risco de ficar sem mandato eletivo e todo mundo sabe que político sem mandato não existe.

Ou será que Eliziane ainda espera uma ajuda do governador Flávio Dino?

Que sirva de reflexão!

Testes finais em nova adutora deixam São Luís sem água por três dias


A Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) inicia nesta quarta-feira, 6, a instalação da nova adutora do Sistema Italuís, numa extensão de 19 quilômetros de extensão em aço que vão revolucionar o sistema de abastecimento de água em São Luís e colocar fim às interrupções constantes.

Para fazer a troca da estrutura antiga pela nova, o abastecimento será interrompido das 6 horas desta quarta-feira até as 6 horas do sábado, 9, em 159 bairros da capital maranhense.

A recomendação da Caema é que os moradores economizem e armazenem água para esse período de três dias sem abastecimento.  Essa parada de 72 horas é essencial para fazer a migração do antigo para o novo e segue os padrões nacionais e internacionais. A partir da troca, o abastecimento de água vai melhorar significativamente para 600 mil pessoas nesses 159 bairros.

A interrupção do abastecimento está sendo amplamente informada à população para que os moradores não sejam pegos de surpresa.  “A adutora de 19 quilômetros está finalizada, com água inclusive. Estamos fazendo a parte dos testes”, conta o presidente da Caema, Carlos Rogério.

Ele ressalta que o trabalho é complexo: “A peça que vai entrar para fazer a conexão do sistema atual para o novo, por exemplo, pesa 15 toneladas”.


Mais segurança – Carlos Rogério conta que, nos últimos cinco anos, houve 35 rompimentos na estrutura do Sistema Italuís. O motivo é a estrutura degradada por falta de investimento adequado nas últimas décadas.

Com a nova adutora, esses vazamentos frequentes vão ter fim. Trata-se de 19 km de tubulação de aço mais espesso e seguro. É uma obra de R$ 134 milhões, complexa e de grandes proporções, por isso é necessário fazer a interrupção de 72 horas.

Depois de instalado, o novo sistema vai captar 500 litros a mais por segundo. Isso significa 30% a mais de água para 600 mil moradores.

Durante a parada de 72 horas, haverá um esquema especial para garantir o abastecimento de água em prédios onde o uso da água é essencial e não pode parar. É o caso dos hospitais, por exemplo. Esse esquema envolve, entre outras coisas, o uso de caminhão-pipa.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Zé Reinaldo aguarda sinal verde do Palácio dos Leões


O ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares, ainda no PSB e com o pé no DEM, aguarda apenas uma sinalização positiva da janela do Palácio dos Leões para oficializar sua pré-candidatura ao Senado da República, em 2018.

Depois de ter anunciado, no último fim de semana, que o deputado federal Weverton Rocha (PDT) tem a chancela do Palácio dos Leões na disputa por uma vaga ao Senado, caberá agora ao governador Flávio Dino (PCdoB) abrir uma nova via de apoio expresso.

Enquanto isso, Zé Reinaldo vai costurando alianças diversas e se preparando para deixar o PSB, de olho no DEM, com as bênçãos do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia.

Penha e Sá Marques criticam postura homofóbica do senador Roberto Rocha


O vice-líder do governo municipal na Câmara de São Luís, vereador Raimundo Penha (PDT), utilizou o pequeno expediente desta terça-feira, 5, no plenário da Casa, para repudiar as declarações, consideradas homofóbicas, disparadas pelo senador Roberto Rocha (PSDB) contra o deputado federal Weverton Rocha (PDT) e contra o presidente nacional do PDT, ex-ministro Carlos Lupi.

"Apesar disso, que bom que o senador se retratou nesse momento de falha. Foi um tanto quanto desrespeitoso para a família do Weverton. Isso atinge mais a nossa família do que nós mesmos. Mas quando se comete excesso, a gente tem que voltar atrás. Isso fica de lição para todos nós", declarou Penha.


O nobre parlamentar foi aparteado pelo vereador Professor Sá Marques (PHS) que também lamentou a atitude transloucada do senador Roberto Rocha contra o deputado Weverton. "Essa Casa não poderia, nesse tipo de situação, deixar passar em branco", frisou.

"Montaram mal o resultado", diz Márcio Jerry sobre pesquisa Vox Populi


O secretário de estado de Assuntos Políticos e de Comunicação, Márcio Jerry (PCdoB), não se conteve ao saber que a recente pesquisa do Instituto Vox Populi, da Agência Jakarta Publicidade, chegou ao estratosférico índice de 101% de confiabilidade, superando todos os prognósticos normais de um levantamento de intenções de votos.

Nas redes sociais, o secretário do governo Flávio Dino (PCdoB) aproveitou para batizar a pesquisa de "tabajara", numa alusão à denominação de pesquisa mentirosa.

Para Márcio Jerry, não há dúvidas de que "montaram mal o resultado".

Na pesquisa, o governador Flávio Dino aparece com 37% e a principal adversária, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) com 35%.

Vice-governador deve fazer caminho inverso ao de Rocha e se filiar ao PSB


O vice-governador Carlos Brandão, ainda filiado ao PSDB, já tem a certeza de que vai mesmo migrar para o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e ao que tudo indica deve novamente compor chapa a vice, ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB), que vai em busca da reeleição, em 2018.

Por conta do imbróglio nas hostes tucanas no Maranhão, que só deve ser definido depois do próximo dia 9, Brandão já admitiu que não há mais espaço no PSDB, legenda que presidiu no estado e que nas eleições de 2014, fechou aliança com o governo comunista na disputa vitoriosa ao Palácio dos Leões.

No entanto, nos últimos meses, com a turbulenta transferência do senador Roberto Rocha do PSB para o ninho tucano, Brandão ficou ameaçado e impedido de gerenciar o partido no Maranhão.

Excluído de suas funções no PSDB, o vice-governador só viu um caminho a seguir, ou seja, deixar o partido que ajudou a reorganizar e partir para uma nova casa partidária.

E ao que tudo indica, o caminho mais natural é o do PSB.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Pesquisa mostra Flávio Dino com 37% e Roseana Sarney com 35%


Mais uma pesquisa de intenções de votos na disputa para o governo do Maranhão, em 2018, deve gerar uma série de avaliações políticas. Trata-se do levantamento do instituto Vox Populi, divulgada na tarde desta segunda-feira, 4, em coletiva no Hotel Luzeiros.

Pela pesquisa, os percentuais na corrida sucessória ao Palácio dos Leões revelam que o governador Flávio Dino (PCdoB), que irá disputar a reeleição, aparece com 37% das intenções de votos, enquanto a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) aparece em segundo lugar com 35%.

O levantamento demonstra que os dois pretensos e principais candidatos devem travar uma verdadeira guerra de nervos na disputa majoritária no estado no ano que vem.

Roberto Rocha pede desculpas a Weverton Rocha após comentário maldoso


Depois da forte repercussão na mídia, o senador Roberto Rocha (PSDB) pediu desculpas ao deputado federal Weverton Rocha (PDT), por comentário maldoso feito nas redes sociais em que o representante tucano diz o seguinte: "Não entendo o motivo dos constantes ataques que me fazem os pedetistas, Lupi e Weverton. Logo eu que sempre torci pela felicidade do casal".

Para tentar desfazer o mal entendido, Roberto Rocha publicou um pedido de desculpas: "Ás vezes, no calor da disputa política, o sangue ferve e atingimos pessoas, movidos pelo legítimo direito de defender nossa honra. Longe de mim ofender famílias e sentimentos. A reação de Weverton e Lupi foi excessiva e lamento. Mas registro que a troca de ofensas não partiu de mim", disse o tucano nas redes sociais.

Roberto Rocha dispara e Weverton rebate acusações do senador tucano


Ganhou contornos midiáticos o recente embate político entre o senador Roberto Rocha (PSDB), pretenso candidato ao governo do Maranhão, e o deputado federal Weverton Rocha (PDT), candidato oficial do governo Flávio Dino (PCdoB) ao Senado, em 2018.

Em entrevista nesta segunda-feira ao programa Bom Dia Maranhão (TV Difusora), no quadro sobre política, conduzido pelos comunicadores Adalberto Melo e John Cutrim, Weverton disse que Roberto Rocha agrediu sua família.

O deputado pedetista pretende ingressar com uma ação criminal na Justiça Federal contra o senador tucano.

Vereador solicita recuperação e urbanização do canal do Cohatrac


Depois de conhecer o local e ter participado de reuniões com lideranças comunitárias, as quais relataram os perigos com reflexos na saúde dos moradores do bairro, a comunidade no entorno do canal do Cohatrac destacou que já fizeram vários apelos no sentido de que o poder público faça a sua parte como garantia de direitos. 

"O canal precisa de limpeza, recuperação e urbanização para que possa se transformar em uma área  em que as pessoas possam  ter um novo visual do local", destacou o vereador Cézar Bombeiro (PSD), durante a visita ao local com um grupo de moradores.

Por meio de requerimento aprovado pelo plenário da Câmara Municipal, Bombeiro fez  o encaminhamento ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e ao Secretário Municipal de Obras, Antônio Araújo, observando que o canal precisa ser recuperado para evitar o acumulo de lixo e acabe se transformando em escoamento de esgoto, uma vez que já existem alguns casos. 


"Se o problema for enfrentado com a maior rapidez, poderemos ter mais um sério problema resolvido,  que quando por ocasião de audiência sobre Canais e Galerias, debatemos na Câmara Municipal o sério caso do Cohatrac", frisou Cézar Bombeiro. 

O vereador disse ainda que como o inverno ainda não começou na cidade, o problema pode ser enfrentado imediatamente. "Com certeza no reconhecimento das famílias das imediações do canal as quais irão resultar no agradecimento da ação ao poder público", enfatizou afirmou o vereador Cézar Bombeiro.

Flávio Dino diz ter mais de 30 pontos de vantagem sobre candidatura Roseana


Por meio do Facebook, o governador Flávio Dino (PCdoB) provoca a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), alegando ter hoje mais de 30 pontos de vantagem contra a ex-gestora, que no seu entender representa a velha política do passado.

"Temos hoje 30 pontos de vantagem sobre a candidatura que representa o passado. Vamos terminando mais 1 ano de intenso e sério trabalho com sólida aprovação popular. Agradeço a confiança e a partilha de esperanças. Muito obrigado à minha equipe de governo.

Estamos cumprindo fielmente o nosso programa de governo aprovado em 2014. Fazemos um governo sério. Aplicamos dinheiro público com foco na ampliação de direitos e serviços públicos, especialmente para os mais pobres.

Triplicamos a rede de restaurantes populares; apoiamos a agricultura familiar; multiplicamos por 6 a rede de VIVAs; abrimos 8 grandes hospitais; tiramos o Maranhão do zero em escolas de tempo integral e em transparência administrativa.

No meio dessa trágica recessão econômica e do caos político nacional, ter intenção de votos válidos superior a 60% enche-nos de gratidão, força e fé. E ainda temos centenas de inaugurações a fazer".

Canindé mostra força política em convenção do PTC e nega candidatura


O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros (foto), mostrou força política durante convenção estadual do PTC, realizada na sexta-feira passada, 1º, no Hotel Abeville, no bairro do São Francisco. Na oportunidade o titular da SMTT assinou ato de filiação na legenda.

Apesar disso, Canindé declarou que não irá concorrer a nenhum cargo eletivo nas eleições gerais de 2018. "Não sou candidato a nada, apenas estou me filiando no PTC a convite do presidente estadual do partido, deputado estadual Edivaldo Holanda", afirmou o secretário.

Canindé disse que chega para somar nas hostes do PTC. "A gente chega para somar no crescimento político do partido tanto na capital quanto em todo estado do Maranhão. Iremos continuar desenvolvendo nosso trabalho no trânsito e transporte de São Luís. Por enquanto, não serei candidato", reafirmou.

"Eu tenho minha carreira solo", diz Roseana Sarney sobre pré-candidatura


Em recente entrevista, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) disse ter sua "carreira solo" e uma larga experiência política para voltar a comandar, pela quinta vez consecutiva, o Palácio dos Leões. 

"Eu tenho minha carreira solo, já fui quatro vezes governadora, senadora, já fui deputada federal também e com as pesquisas apontando meu nome como uma das candidatas e com uma boa avaliação, tenho também o direito de colocar o meu nome (na disputa ao governo do Maranhão)", declarou Roseana.

A ex-governadora faz um apelo e diz ter muita confiança no eleitorado maranhense. "Tenho muita confiança no nosso eleitorado e sei que eles conhecem o nosso trabalho, pois eles sabem o que a gente fez pelo Maranhão e que nós temos muita possibilidade de vencer essas próximas eleições", afirmou Roseana, que terá pela frente uma principal disputa contra o governador Flávio Dino (PCdoB), que buscará a reeleição em 2018.

Quem será o segundo candidato ao Senado do governo Dino?


Depois de ter anunciado publicamente que o deputado federal Weverton Rocha (PDT) terá o apoio do Palácio dos Leões na corrida ao Senado da República, em 2018, uma inquietação ronda os bastidores políticos. Quem será o segundo candidato ao Senado a ter a chancela do governo Flávio Dino (PCdoB) para o próximo pleito?

Vale ressaltar que a confirmação do nome de Weverton Rocha na disputa ao Senado da República, com o apoio do governo, foi feita, na sexta-feira, 1, durante convenção do PTC e referendada, no sábado, 2, em encontro do PDT que contou com as presenças do presidenciável Ciro Gomes e do presidente da executiva nacional pedetista, Carlos Lupi.

De lá cá nomes como o do deputado federal Waldir Maranhão (Avante) e do ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) estão sendo colocados na mesa para saber quem será o segundo candidato a ter a mão forte do governo Dino rumo à Câmara Alta.

sábado, 2 de dezembro de 2017

Em convenção, PTC assume que vai marchar unido com Flávio Dino para 2018


O presidente nacional do Partido Trabalhista Cristão, Daniel Sampaio Tourinho, garantiu que o PTC já definiu seu posicionamento nas eleições de 2018 no Maranhão. Segundo ele, a sigla vai marchar unida pela candidatura à reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

As declarações do dirigente nacional foram feitas durante convenção estadual da legenda, ocorrida no salão de eventos do Hotel Abeville, no São Francisco. Na oportunidade, Tourinho ressaltou que o PTC está se preparando e vai sair fortalecido na disputa por cadeiras na Câmara Federal.

"O PTC é um partido pujante, um partido forte e que vai fazer acontecer em 2018 aqui no Maranhão. Vamos participar ativamente, pois vamos eleger deputado estadual, deputado federal e participar decisivamente na eleição de Senador (Weverton Rocha) e participar ativamente da reeleição do governador Flávio Dino", afirmou o pesidente Daniel Tourinho.

Segundo o presidente estadual do PTC, deputado Edivaldo Holanda, não há mais o que discutir, pois o partido passa a ser a primeira sigla a declarar apoio irrestrito tanto na candidatura ao Senado do deputado federal Weverton Rocha quanto pela reeleição do governador Flávio Dino.