segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Deputada e ex-vereadora barradas na porta da Funac da Aurora

A deputada estadual Andrea Murad, acompanhada da ex-vereadora Rose Sales, foram impedidas de entrar no prédio
A deputada estadual Andrea Murad (PMDB) e a ex-vereadora Rose Sales (PMB) tentaram, sem sucesso, vistoriar no último domingo, 8, as instalações do anexo do Centro de Ressocialização de Jovens e Adolescentes da Funac, no bairro da Aurora, cuja comunidade repudia a ação tomada pelo governador Flávio Dino (PCdoB).

Na oportunidade, a parlamentar disse à imprensa que recorrerá à Justiça para conhecer in loco as instalações do prédio. "Vou recorrer à Justiça para que eu entre e vistorie o imóvel alugado pelo governo, que desde já considero um crime contra administração pública porque o imóvel ficou um ano e meio fechado, o governo pagando o aluguel mensal de mais de R$ 12 mil reais sem ser utilizado e o mais grave de propriedade de um filiado do PCdoB. Também estou buscando todas as informações da suposta reforma, como estão distribuídos os internos nessa unidade, quais as atividades que estão realizando e se a unidade está dentro dos parâmetros do Plano Nacional de Atendimento Socioeducativo", declarou Andrea Murad.

Apesar de ter sido impedida por seguranças e policiais militares, a deputada fez um balanço do que viu superficialmente em frente ao prédio. "Muro baixo demais, ausência de cerca elétrica, janelas sem grades, não vi aqui um imóvel que nem mesmo beneficie os menores com ações socioeducativas, sem quadra poliesportiva como prevê o próprio ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e o SINASE, espaços que garantam um trabalho eficaz de ressocialização. Então, além de ser um verdadeiro desgaste, preocupação e insatisfação dos moradores com essa unidade aqui, ela não está no padrão que as entidades nacionais e internacionais recomendam", alertou a parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário