anúncio no blog

anúncio no blog

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

OAB quer quebra de sigilo das delações da Odebrecht

O presidente da OAB, Claudio Lamachia, defende que as delações da Odebrecht devem ser abertas à sociedade
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) está convicta de que seja retirado o sigilo das 77 delações premiadas feitas por executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht, homologadas nesta segunda-feira, 30, pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmen Lúcia.

"É preciso que fique bem claro à toda sociedade o papel de cada um dos envolvidos, sejam da iniciativa privada ou dos setores públicos. Nessas horas, a luz do sol é o melhor detergente", disse o presidente da OAB, Cláudio Lamachia.

No entanto, no entendimento da ministra Carmem Lúcia, as delações devem permanecer sob sigilo para evitar vazamentos inesperados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário