quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Aliados de Sarney ganham mais força na Câmara Alta e visam 2018


A indicação do senador Edison Lobão (PMDB/foto) para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, considerado o colegiado mais importante da Casa, demonstra cada vez a força do PMDB na Câmara Alta do Congresso Nacional. Vale ressaltar que outro senador do Maranhão, também do mesmo partido, ocupa cenário de destaque como segundo vice-presidente, o senador João Alberto de Souza, que preside a sigla no Maranhão, ampliando os tentáculos da legenda.

Senador João Alberto de Souza
Lobão, que integra a tropa de choque do PMDB e é oriundo da ala do ex-presidente José Sarney e do senador Renan Calheiros, conseguiu ser emplacado para a CCJ. Apesar de ser o favorito para assumir o cargo, Lobão ainda concorria com o senador Raimundo Lira (PMDB-PB), que presidiu a comissão especial do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), ano passado.

Definida a situação, caberá ao senador Lobão conduzir a sabatina do ministro da Justiça licenciado, Alexandre de Moraes (PSDB), no Senado, que foi indicado pelo presidente Michel Temer, na última segunda-feira, 6, para ocupar a vaga aberta com a morte do ministro Teori Zavascki, em acidente aéreo em Paraty (RJ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário