segunda-feira, 20 de março de 2017

Após aumento do ICMS, 47 empresas tiveram registro cancelado no Maranhão


Em menos de uma semana após vigorar o aumento na alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) protagonizado pelo governo Flávio Dino (PCdoB), um conjunto de 47 empresas atacadistas do cadastro de contribuintes do tributo tiveram o registro cancelado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), abrangendo 14 municípios maranhenses.

O secretário da Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves, informou que o cancelamento se deu após relatório gerado pela Central de Operações Estaduais (COE), que identificou movimentação de cerca de R$ 800 milhões de vendas nos últimos 5 anos por parte das empresas, com recolhimento do ICMS muito abaixo do que deveria.

A SEFAZ estima que as empresas deveriam ter pago pelo menos R$ 40 milhões, no entanto os pagamentos contabilizados pelo fisco estadual não chegam a R$ 4 milhões, aproximadamente 10% do devido pela comercialização das mercadorias no estado.

As empresas com registro cancelado são de Imperatriz, Capinzal do Norte, Pedreiras, Santa Inês, Santa Luzia do Paruá, Buriticupu, Itapecuru Mirim, Chapadinha, Porto Franco, São Bernardo, Caxias, Bacabal, Maracaçumé, Açailândia.

Com informações do MA10

Nenhum comentário:

Postar um comentário