Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Advogado preso em São Luís, horas antes, ia promover palestra na TV Difusora


Este blog recebeu informações que o advogado Willer Tomaz (foto), que atua na defesa do frigorífico JBS e do governador Flávio Dino (PCdoB) e que foi preso pela Polícia Federal, na última quinta-feira, 18, em um hotel na Ponta do Farol, estava em São Luís para promover uma palestra de apresentação aos funcionários da TV Difusora e da rádio Difusora FM. Ele é considerado o novo sócio majoritário do pool de emissoras situadas no bairro da Camboa, região central da capital maranhense. Willer Tomaz é ainda sócio da Rádio JK FM, em Brasília (DF) e tem escritório na capital federal.

O causídico também seria um dos advogados do deputado federal Weverton Rocha (PDT), que também é sócio da TV Difusora e da rádio Difusora FM, que antes pertencia ao clã da família do senador Edison Lobão (PMDB). 

Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ele teve a prisão preventiva decretada em virtude da delação de Joesley Batista, um dos sócios da JBS, que foi divulgada na quarta-feira, 17, pelo jornal “O Globo”. Ele já teria advogado para o governador Flávio Dino (PCdoB), em Brasília. 

A comissão de defesa de prerrogativas da OAB no Maranhão (OAB-MA), que acompanha o caso Willer, afirmou que o advogado defende a JBS desde janeiro deste ano, em presa que tem seus donos como delatores na operação Lava Jato.

O advogado Willer Tomaz foi encaminhado ainda ontem para a sede da Polícia Federal (PF), no bairro Cohama, na capital, de onde foi levado depois para Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário