Comercial da Prefeitura de SL

Comercial da Prefeitura de SL

quarta-feira, 3 de maio de 2017

"Os governos federal e estadual se omitiram no caso dos índios Gamela", diz Aluísio Mendes


O deputado federal Aluísio Mendes (PTN/foto) disse estar profundamente indignado com o que considera insinuações a seu respeito, mediante conflitos agrários ocorridos, no último dia 30, entre produtores e índios da etnia Gamela, no povoado Bahias, no município de Viana, distante cerca de 200 Km de São Luís. O parlamentar vem sendo acusado de incitar a violência contra os povos indígenas da região, em entrevista concedida à rádio Maracu FM.

"Diferente das absurdas insinuações que estão lançando contra mim, venho há mais de um ano conciliar e fazer com que os órgãos competentes atuem na questão. E tenho os documentos que comprovam os pedidos de intervenção, diferente das criminosas, levianas, mentirosas e covardes especulações lançadas contra nossa postura", declarou.

Aluísio Mendes destacou que desde que tomou conhecimento do conflito na área, tem atuado de forma proativa. "Ao longo desse período, estive com a presidência da Funai (Fundação Nacional do Índio) cobrando providências, assim como providências com o Ministro da Justiça (Osmar Serraglio)", informou.

No entanto, o parlamentar afirmou que as medidas esperadas dos órgãos competentes não foram tomadas. "Os desdobramentos desse conflito de terras eram previsíveis e as autoridades estaduais e federais se omitiram do caso", criticou Aluísio Mendes. 

Segundo o parlamentar, enquanto esteve em sua vida profissional na Polícia Federal, atuou em proteção a várias comunidades indígenas do país. "A exemplo da retirada de garimpeiros da reserva Yanomami, em Roraima, e na proteção dos índios Awa-Guajá, na reserva do Alto Turi, que estavam ameaçados e perseguidos por madereiros", pontuou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário