terça-feira, 23 de maio de 2017

PSDB, PP, PT, PMDB e PCdoB foram os partidos que mais receberam da JBS


Partidos considerados grandes e de médio porte no Congresso Nacional estão na lista das legendas que se beneficiaram diretamente da distribuição de dinheiro do frigorífico da JBS por doações de propina (Caixa 2) entre parlamentares. Só o PSDB do senador afastado Aécio Neves recebeu mais de R$ 35 milhões (R$ 35.934.095,00), o PP abocanhou mais de R$ 20 milhões (R$ 20.396.891,00), o PT do ex-presidente Lula levou mais de R$ 14 milhões (R$ 14.550.946,00).

Outras siglas importantes no cenário político como o PMDB do presidente da República, Michel Temer, e da ex-governadora Roseana Sarney garantiu a quantia de mais de R$ 8 milhões (R$ 8.495.798,00) e o PCdoB do governador do Maranhão, Flávio Dino, foi premiado com o montante de mais de R$ 4 milhões (4.108.398,00).

Segundo o site da Veja, um em cada três integrantes do atual Congresso recebeu dinheiro do grupo JBS, na eleição de 2014, segundo planilha entregue pelos delatores à Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

Juntos, quase 200 congressistas receberam mais de R$ 107 milhões da empresa. De acordo com os delatores, a maior parte dos recursos era propina, mesmo em casos de doação oficial registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Foram beneficiados pela JBS 167 deputados federais, de 19 partidos, e 28 senadores. Os valores são maiores, já que nem todos foram identificados claramente no documento. Vários congressistas atribuem as doações aos seus partidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário