sábado, 13 de janeiro de 2018

"Andamos a passos de cágado", diz Murad


O ex-secretário de saúde e atual pré-candidato ao governo do Maranhão, Ricardo Murad (PRP), voltou a disparar sua metralhadora giratória contra o que chamou de "uma guerra de vaidades, baixaria e provincianismo". Tudo segundo ele, para inaugurar um trecho inacabado da BR-135, que demorou mais tempo do que para construir a cidade de Brasília (DF).

Ricardo Murad diz em artigo escrito de próprio punho que a política no estado é nojenta, onde predomina o "vale tudo pelo voto". "Taí uma das justificativas para o atraso do Maranhão...Andamos a passo de cágado, por causa dessa política nojenta do vale tudo pelo voto. A cena típica de uma província sem leis, ética e decência mostra que temos de mudar esse modelo".

Ao se referir à velha prática política nojenta, Ricardo revela o lado sombrio dos dois principais grupos que se digladiam para comandar o Maranhão para os próximos quatro anos. 

De um lado, o grupo Sarney tentando voltar a comandar o estado e manter o seu espólio familiar no Poder. De outro, os serviçais do governo Flávio Dino (PCdoB) tentando se manter no comando do Palácio dos Leões.

E no meio dessa politicagem nojenta, como diz Murad, o povo continua na miséria, como massa de manobra para políticos espertalhões manterem o status quo do Poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário