sexta-feira, 25 de maio de 2018

A impopularidade de Temer já ganhou até Sarney


A greve geral dos caminhoneiros só fez aumentar ainda mais a rejeição ao governo do presidente Michel Temer (MDB). Os últimos levantamentos revelam que o chefe do Palácio do Planalto não tem mais que 3% de popularidade, perdendo apenas para avaliação do governo do ex-presidente José Sarney (1985-1990), que na época obteve apenas 7% de apoio popular.

Temer, que a cada dia vem descendo a ladeira da ojeriza, vem sendo bastante criticado por não ter dado a devida atenção emergencial para conter o crescimento da paralisação dos caminhoneiros que reivindicam a queda no preço dos combustíveis, em especial do diesel.

A greve nacional já entra no quinto dia de paralisação em todas as rodovias federais que cortam o país.

No Maranhão, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), já são 14 pontos de manifestação dos caminhoneiros, que vão de São Luís, por meio da BR-135, até as cidades de Imperatriz (BR-010) até Balsas (BR-230), na região Sul do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário