segunda-feira, 9 de julho de 2018

"Em 28 anos de magistratura, jamais vi coisa igual", diz Dino sobre Moro


Menos de 24 horas do imbróglio envolvendo a manutenção da prisão ou soltura do ex-presidente Lula (PT), da carceragem da Polícia Federal em Curitiba, o ex-magistrado e atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou veemente a postura adotada pelo juiz federal Sérgio Moro, que impediu a soltura do ex-presidente da cadeia, na tarde de domingo, 8.

Pelas redes sociais, o governador comunista declarou que se fosse em tempos passados um juiz de primeiro grau não impediria uma decisão de um Tribunal de Segundo Grau.


"Qualquer que fosse ela (a decisão), certa ou errada. Em 28 anos de atuação profissional jamais vi coisa igual".

Flávio Dino apontou que em meio a tudo isso, as consequências políticas têm gerado casuísmos.

"...baixa credibilidade das instituições; quebra de legitimidade do poder do Estado; esvaziamento da eleições..."

2 comentários:

  1. Para flFláv Dino a justiça só funciona se tirar o lulL da cadeia mesmo o sujeito estando condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro algo que para os esquerdistas é tolerável desde que seja em nome da causa, para quem votou a favor da ficha limpa e se dizia paladino da justiça contra a corrupção, demonstra agora que seu discurso continua sendo válido desde que não alcance os seus pares, ainda bem que a magistratura o perdeu senao seria mais um togado atuando a favor dos corruptos como faz Lewandowski, Gilmar Mendes, Dias Tófolis, marco Aurélio e agora esse petista Rogério Fraveto. Tenho orgulho de ter no país alguea como Sérgio Moro ao passo que minha vergonha e infinita por viver num estado governado por como Flávio Dino.

    ResponderExcluir
  2. Em 28 anos de magistratura o senhor Flávio Dino não aprendeu nada, ou seja, não sabe ou não quer discenir o mocinho do bandido, ainda bem que o PT não conseguiu aparelhar todo o Estado do contrário estaríamos numa desgraça sem precedentes.

    ResponderExcluir