terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Mudar ou acabar com o PAC?


De Brasília

O governo de Michel Temer (PMDB) encomendou a uma agência de publicidade um novo nome para o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que reúne as grandes obras de infraestrutura do país. Na avaliação do Palácio do Planalto, a designação atual é muito associada aos governos do PT.

A ideia é abandonar a marca petista aos poucos. Primeiro, o nome criado pelos marqueteiros seria lançado como um novo pacote. Ele contemplaria apenas as obras do PAC com chances de ficar prontas até 2018, quando se encerra o mandato de Temer. Caso dê certo, o projeto poderia crescer e então passar a abrigar todo o programa, com suas 37 mil obras.

Um dos primeiros nomes sugeridos pela agência foi “Prosseguir”, que até contou com o entusiasmo de um dos marqueteiros do governo, mas acabou descartado, segundo a colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário