Rádio Web Conexão

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Vídeo: Dino lança o Movimento 65 do PCdoB de olho nas eleições de 2022


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) gravou um vídeo onde lança o Movimento 65, com clara definição de levar suas propostas políticas para todo o país, visando as eleições gerais de 2022, na disputa para a Presidência da República.

No vídeo, Dino começa dizendo que o Movimento 65 é uma proposta comprometida "com o Brasil, com a democracia e com a liberdade".

Regularização fundiária beneficiará 25 mil famílias em São Luís

Coronel José Ribamar Monteiro da SPU ao lado do vereador Cezar Bombeiro (PSD)
A regularização fundiária em São Luís, nas áreas da União, que vai da ponte Bandeira Tribuzzi até o Outeiro da Cruz, envolvendo os bairros da Camboa, Liberdade, Monte Castelo, Fé em Deus, Alemanha e Vila Palmeira vai atingir 25 mil famílias, que irão receber os seus títulos de propriedade das áreas que ocupam, até o final do mês de abril e a entrega será feita pela Superintendência do Patrimônio da União, sem qualquer custo. A informação é do coronel José Ribamar Monteiro Segundo, titular da Superintendência de Patrimônio da União (SPU) no Maranhão.

O superintendente informou que a princípio a entrega dos títulos estava prevista para o mês de março, conforme chegou a anunciar ao vereador Cézar Bombeiro (PSD), durante audiência pública sobre regularização fundiária promovida pelo parlamentar na Câmara Municipal de São Luís, mas devido a pequenos problemas, entre os quais a emissão dos títulos pelos cartórios, houve apenas uma pequena alteração. 

Coronel Monteiro lembrou que Cézar Bombeiro se constituiu em um dos grandes lutadores pela regularização fundiária na capital e que acompanha o processo visitando sempre a SPU, em busca de informações.  Destacou que desde o mês de novembro vem trabalhando para a concretização desse grande sonho para milhares de famílias ludovicenses, salientando que se trata de um grande compromisso e realização do Governo Federal e do presidente Jair Bolsonaro para com a população de São Luís.

A segunda etapa da regularização fundiária abrangerá toda a margem do rio Anil  com a conclusão prevista para até o final do ano e a emissão de mais 26 mil títulos, salienta o coronel José Ribamar Monteiro, que inclusive na próxima semana deverá ter um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, ocasião em que vai lhe informar pessoalmente todos os detalhes da regularização fundiária de áreas da União, em São Luís do Maranhão.

Roberto Rocha parabeniza a "namoradinha do Brasil"


O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, usou as redes sociais para parabenizar a atriz Regina Duarte, que passou a ser a nova Secretaria de  Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Na oportunidade, o parlamentar disse que é preciso deixa a mulher trabalhar.

Parabéns à Regina Duarte, nova Secretária de Cultura do governo Bolsonaro. Gol do Brasil!! Como brasileiro, só peço que deixem a mulher trabalhar. Foco, Força e Fé, Regina!!

PCdoB começa a se preocupar com fraco desempenho de Rubens Junior


O fraco crescimento nas pesquisas de intenções de voto do secretário de estado das Cidades, Rubens Pereira Junior, vem preocupando a cúpula do PCdoB na disputa pela Prefeitura de São Luís, para as eleições de outubro deste ano.

Até o momento, o deputado federal licenciado não conseguiu atingir nem 1% de popularidade entre o eleitorado da capital. De acordo com levantamento do Instituto Econométrica, entre os dias 17 e 18 de dezembro de 2019, Rubens Junior aparece com pífio patamar de 0,7%, bem aquém das expectativas do PCdoB.

Enquanto isso, seu principal adversário interno na legenda, o deputado estadual Duarte Jr (PCdoB) chegou ao patamar de 9,6%, ficando em terceiro lugar na pesquisa, atrás somente do deputado federal Eduardo Braide (Podemos) com 40,4% e da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) com 11,4%.

"O Avante deve marchar ao lado do deputado Braide", diz parlamentar

Vereador Beto Castro acredita no apoio do Avante ao pré-candidato Eduardo Braide (Podemos)
O Podemos que tem como candidato à Prefeitura de São Luís o deputado federal Eduardo Braide deve fechar aliança com o Avante, que tem como principal representante na capital o vereador Beto Castro.

O Avante, que antes era PTdoB, é um dos partidos que mais cresce no Maranhão e tem como meta para as eleições de outubro fazer o maior número de vereadores em todo o estado.

Segundo o vereador Beto Castro, em São Luís a tarefa é eleger, no mínimo, três representantes na capital maranhense e apoiar a candidatura do deputado Braide à sucessão municipal.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Braide vai compor chapa a vice com vereador de São Luís do PL

Os deputados federais Eduardo Braide e Josimar de Maranhãozinho devem montar chapa em São Luís
Ao que tudo indica o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) já resolveu o seu problema de composição a vice, na disputa para a Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

O nome certo para engrossar fileira deve ser o do vereador da capital, Aldir Junior (PL), que é nada menos que sobrinho do deputado federal Josimar Cunha Rodrigues, mais conhecido por Josimar de Maranhãozinho, pretenso candidato a governador do Maranhão em 2022.

As conversas do Podemos com o PL estariam praticamente seladas e tudo indica que vem aí uma chapa forte na corrida sucessória à cadeira do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT).

Se confirmar, essa chapa majoritária será imbatível.

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

PT, sem Lula na disputa, já cogita apoiar chapa Dino/Haddad em 2022

O ex-candidato do PT, Fernando Haddad, e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB)
A presidenta nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, disse, em entrevista ao Valor Econômico, que caso o ex-presidente Lula continue legalmente impedido de se candidatar, o PT pode apoiar em 2022 uma chapa encabeçada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), com Fernando Haddad como vice.

“Dino é uma liderança que está se colocando no cenário nacional, é preparado e está fazendo um movimento legítimo”, disse Gleisi. “Ele pode ser uma alternativa, nós o respeitamos muito, ele sempre foi muito leal à causa do presidente Lula”, complementou a parlamentar.

A presidenta do PT ressalta, no entanto, que Lula é insubstituível e segue sendo referência na condução da política do partido. Gleisi também disse que “Haddad é o nosso nome forte, mas vamos discutir com os partidos de oposição”.

Wellington não arreda o pé e diz não aceitar não ser protagonista em São Luís


O deputado estadual Wellington do Curso aguarda ainda no decorrer desta semana uma definição do PSDB sobre sua pré-candidatura à Prefeitura de São Luís para as eleições de outubro deste ano.

É que existe a possibilidade do presidente do tucanato emplumado no Maranhão, senador Roberto Rocha, sentar à mesa para dialogar com o deputado sobre a viabilidade ou não do PSDB entrar como cabeça de chapa na corrida sucessória municipal na capital.

A princípio, a ideia da cúpula da legenda é apostar numa aliança com o Podemos do deputado federal Eduardo Braide, ficando com uma candidatura a vice.

Wellington não aceita não ser protagonista do processo e já mandou recado, afirmando sua postura de só entrar como cabeça na disputa.

"Reafirmo a nossa pré-candidatura a prefeito de São Luís!"

Caso não haja uma definição positiva, o deputado pode deixar as hostes do PSDB e procurar uma nova legenda em tempo hábil para concorrer ao pleito.

sábado, 25 de janeiro de 2020

Wellington pode deixar o ninho tucano nas próximas horas

Wellington do Curso não aceita compor chapa a vice-prefeito com o Podemos de Eduardo Braide
O deputado estadual Wellington do Curso não vem se sentindo nada confortável nas hostes do PSDB nos últimos dias. Tudo por conta da possibilidade do partido não mais ser cabeça de chapa majoritária na disputa para a Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro do corrente ano.

O clima no ninho tucano começou a ficar instável depois que o senador Roberto Rocha, que preside o PSDB no Maranhão, cogitou- por meio de nota- a viabilidade da legenda fechar aliança com o Podemos do deputado federal Eduardo Braide, para eventual composição de chapa a vice-prefeito.

Wellington do Curso garante que não abre mão de concorrer ao comando do Palácio La Ravardière, sede da administração municipal; enquanto Rocha quer deixar o deputado sem protagonismo no pleito.

Caso não haja entendimento, Wellington já ameaça deixar o ninho tucano e partir para uma carreira solo, em uma outra sigla que queira entrar no embate majoritário à corrida sucessória ao prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT).

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Osmar Filho autoriza nova lista de aprovados no concurso da Câmara


A Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, presidida pelo vereador Osmar Filho (PDT), divulgou edital autorizando a realização da segunda etapa de convocação dos aprovados e classificados no primeiro concurso público para provimentos de cargos na estrutura administrativa da Casa de Leis.

Estão sendo convocados 43 candidatos aprovados para os cargos de Assistente Administrativo, Técnico em Comunicação Social (Divulgação Institucional), Técnico em Comunicação Social (Rádio), Técnico em Comunicação Social (Relações Públicas), Técnico em Comunicação Social (Repórter Fotográfico), Técnico em Comunicação Social (TV), Técnico em Assessoramento Legislativo, Técnico em Informática, Analista Legislativo, Bibliotecário e Historiador.

A lista contendo os nomes está disponível no site da CMSL (www.camara.slz.br), no campo Concurso – Segunda Convocação dos Candidatos Aprovados.

Os candidatos deverão apresentar os exames médicos exigidos no edital do certame no setor de Perícia do Instituto de Previdência e Assistência do Município (IPAM) a partir do dia 03 de fevereiro.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Dino culpa gestões passadas a pagamento de dívida do Maranhão em dólar


O governador Flávio Dino (PCdoB) usou sua conta nas redes sociais para lamentar o pagamento pelo Maranhão de uma parcela da dívida externa da ordem de R$ 213 milhões.

Segundo o chefe do Executivo, a dívida milionária, que deveria ser melhor aplicada na Saúde, Educação e outros setores do estado, teria sido feita por administrações passadas, numa clara alusão ao grupo Sarney, que teriam endividado o Maranhão em dólar ao longo de quase 50 anos de controle estatal.

- No passado, acharam razoável endividar o Maranhão em dólar. Com a recente política de dólar nas alturas, isso implicou que ontem o Maranhão pagasse uma parcela da dívida externa no valor de R$ 213 milhões. Uma pena. Faz muita falta.

Duarte Jr não deve trocar de partido e espera concorrer a prefeito pelo PCdoB

O deputado estadual Duarte Jr (PCdoB) acredita na força política do governador Flávio Dino
Em suas recentes entrevistas, o deputado estadual Duarte Jr tem se mantido firme no propósito de concorrer à Prefeitura de São Luís. Porém, uma inquietação paira no ar: por qual partido mesmo deve o nobre midiático parlamentar entrar na sucessão municipal de outubro?

Na terça-feira à noite, em entrevista à TV Guará, Duarte Jr deixou no ar a certeza de que buscará espaço no PCdoB e garantirá a certificação do seu nome pela legenda, para disputar a prefeitura da capital maranhense.

O problema maior é que os comunistas, liderados pelo governador Flávio Dino, não pensam em outra indicação que não seja o nome do secretário das Cidades, Rubens Pereira Junior. 

O problema é que o menudo deputado federal licenciado Rubens Junior não decola nas pesquisas de intenções de votos em São Luís. Na pesquisa do Instituto Econométrica, realizada entre os dias 17 e 18 de dezembro de 2019, o secretário das Cidades aparece com o pífio 0,7% de aprovação popular; enquanto seu companheiro de partido, Duarte Jr, já surge na terceira posição com 9,6% de votos, atrás apenas do deputado federal Eduardo Braide (Podemos) com 40,4% e da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) com 11,4%.

Se tirarmos o nome da ex-governadora Roseana, que parece não ter interesse em concorrer ao pleito vindouro, o comunista Duarte Jr sobe para o segundo lugar na disputa eleitoral com chances reais de levar a eleição para o segundo turno.

Portanto, a quem o PCdoB delegará a legenda na corrida para o Palácio la Ravardière? 

Rubens Junior ou Duarte Jr?

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Em nota senador diz que PSDB deve fechar aliança com Podemos em São Luís

O senador Roberto Rocha (PSDB) reafirma o nome do deputado Wellington do Curso na disputa em São Luís
O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, usou as redes sociais para reafirmar que o tucanato em São Luís tem um pré-candidato a prefeito, para as eleições de outubro, e que o nome mais indicado é o do deputado estadual Wellington do Curso.

Porém, Rocha destaca em nota, que nunca priorizou um projeto pessoal. "Temos um Projeto de Partido. No entanto, não podemos perder de vista um Projeto Político, casando 2020 com 2022. Afinal PSDB e Podemos no Maranhão são do mesmo campo político".

Essa declaração dá claras demonstrações de que o PSDB pode compor com o Podemos do deputado federal Eduardo Braide, na montagem de uma chapa forte para disputar a sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT).

Na nota, ele ainda fala das pretensões dominantes do governador Flávio Dino (PCdoB) na corrida sucessória ao Planalto para suceder o presidente Jair Bolsonaro.

Veja a íntegra da nota abaixo:


Dino rebate exclusivismo do PT, após declarações ácidas de Lula contra PCdoB

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), já deu mostras de que não gostou nenhum pouco das últimas declarações, nada amistosas, do ex-presidente Lula contra suas investidas à sucessão presidencial em 2022, além dele ter dado um chega pra lá nos comunistas de plantão.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em recente reunião com o governador Flávio Dino (PCdoB)
Em entrevista na semana passada à TVT, o ex-presidente Lula deixou suspeições no ar de que o único partido que pode ganhar às próximas eleições presidenciais seria o PT. Questionado pelo jornalista Juca Kfouri se é possível pensar na vitória de um candidato do PCdoB, Lula foi enfático:

"É difícil, e o Flávio Dino sabe disso. Vou dizer para você que é muito difícil imaginar eleger alguém de esquerda sem ser do PT. O PT não é qualquer coisa. (...) Estamos falando do maior partido de esquerda da América Latina".

Percebendo o tom descortês da narrativa do seu principal aliado político de esquerda, Flávio Dino entoou, na segunda-feira, 20, um novo discurso público, após encontro com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em São Paulo, passando a ponderar o "exclusivismo" do PT do ex-presidente Lula, além de flertar com uma frente ampla de partidos para se contrapor à sucessão do presidente Jair Bolsonaro.

"Se nós olharmos a história brasileira, sempre vamos encontrar que avanços democráticos e sociais decorreram de alianças, de frentes políticas, de articulações envolvendo setores com vinculações diferentes. Ou seja, é preciso sempre, consultando a história, entender que nós só vamos retomar um ciclo de desenvolvimento com justiça social no Brasil se o campo progressista, democrático, popular, da esquerda, tiver condições de reeditar, a exemplo desses outros momentos, essas articulações mais amplas", disse Dino.

Edilázio defende PEC que pode levar Lula de volta à prisão


Apesar da Constituição brasileira defender a prisão somente após o "trânsito em julgado de sentença penal condenatória", o deputado federal Edilázio Junior (PSD) usou as redes sociais para defender a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que permite a prisão em segunda instância, que tramita no Congresso Nacional.

Mesmo indo de encontro à Carta Magna do país, o parlamentar maranhense se defende da celeuma com a seguinte justificativa:

A aprovação da PEC que permite a prisão de réus condenados em segunda instância, é uma resposta que a sociedade tanto anseia para combater a injustiça que impera no país. Eu sou favorável ao cumprimento da pena nos âmbitos civil, tributário, trabalhista e criminal.

É nesse texto constitucional brasileiro que brota a polêmica em torno à possibilidade de prisão de réus condenados pelos Tribunais competentes, mas que aguardam julgamento de recursos interpostos junto ao que chamamos, no Brasil, de Tribunais Superiores: o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Um dos casos emblemáticos no país é a condenação e prisão do ex-presidente Lula (PT).

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Confira a íntegra da entrevista de Lula que gerou mal-estar no PCdoB de Dino


O Blog do Mario Carvalho abre espaço para reproduzir a íntegra da entrevista, concedida na quarta-feira passada, 15, pelo ex-presidente Lula (PT) aos jornalistas Juca Kfouri, José Trajano e Talita Galli, da TVT. A conversa tem duração de 82 minutos e foi gravada na sede do PT, em São Paulo.

Declarações lulistas nada ortodoxas causaram transtornos nas hostes aliadas do histórico PCdoB, que atingiram diretamente a imagem da pré-candidatura do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), na disputa à Presidência da República, em 2022.

Em determinado momento o jornalista Juca Kfouri pergunta: "Agora, é possível pensar na vitória de um candidato do Partido Comunista do Brasil no Brasil de hoje?"

É difícil, e o Flávio Dino sabe disso. Vou dizer para você que é muito difícil imaginar eleger alguém de esquerda sem ser do PT. O PT não é qualquer coisa. Apesar de as pessoas tratarem o PT com certo descaso, vamos pensar. O PT nasceu em 1980, em 1989 fui candidato à presidência contra Ulysses Guimarães, Brizola, Mario Covas, Maluf, Collor, Afif Domingos e o Enéas. E foi eu que fui para o segundo turno. Por quê? Por causa do PT. O PT já estava enraizado no Brasil afora. Seja em comunidades, movimentos sindicais, movimento social. (...) Estamos falando do maior partido de esquerda da América Latina.

Lula também falou sobre alianças, frente por soberania, política econômica, precarização do trabalho, cinema e futebol.

Veja o vídeo abaixo:


Podemos e PSDB articulam chapa para vencer no primeiro turno em São Luís


São cada vez mais fortes os rumores, nos bastidores políticos, que o Podemos do deputado federal Eduardo Braide pode sentar à mesa para conversar com o PSDB do deputado estadual Wellington do Curso.

A virtual articulação seria uma forma de estudar a viabilidade na montagem de uma chapa majoritária, entre as duas legendas, na disputa para a Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

Caso haja entendimento, a chapa seria encabeçada pelo deputado Braide, tendo como vice o parlamentar tucano. A ideia seria unir forças para vencer o pleito ainda no primeiro turno, sem dar chances de reações para adversários com a chancela comunista do Palácio dos Leões.

Vale lembrar que em meados de dezembro passado, o Instituto Econométrica apontou uma liderança na corrida sucessória municipal na capital do deputado Eduardo Braide que obteve um percentual de 40,4% dos votos, seguido da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) com 11,4%, Duarte Jr. (PCdoB) com 9,6%, Wellington do Curso (PSDB) com 7,4%, Neto Evangelista (DEM) com 7,1%, Tadeu Palácio (PSL) com 5,5%, Bira do Pindaré (PSB) com 3,3%, Osmar Filho (PDT) com 2,1%, Jeisael Marques (Rede) com 2,0%, Dr. Yglésio Moyses com 1,4%, Rubens Junior (PCdoB) com 0,7% e Carlos Madeira (Solidariedade) com 0,2%.

A pesquisa de opinião pública ocorreu entre os dias 17 e 18 de dezembro de 2019.

domingo, 19 de janeiro de 2020

Lula descarta Dino e o PCdoB da disputa presidencial em 2022


Um fato político que vem repercutindo nas redes sociais é a recente declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao afirmar que acha muito difícil um comunista ser presidente do Brasil, numa clara alusão à eventual entrada do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), na disputa presidencial de 2022.

A fala descortês do ex-presidente Lula, concedida à TVT, na quarta-feira passada, 15, surpreendeu lideranças políticas de esquerda e extrema esquerda e botou mais lenha na fogueira das vaidades, dando um chega pra lá nada convencional no aliado histórico PCdoB.

O que acha Dino dessa declaração? 

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Braide vai costurando apoios do segmento evangélico para sua campanha


O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) mostra que tem buscado praticar a política da boa vizinhança e arregimentar para o seu lado uma vizinhança ruidosa e importante na costura política para a corrida sucessória à Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

O parlamentar tem alinhavado apoios do segmento evangélico mais conservador, fatia de peso no bolo somatório de votos nas urnas. Católico fervoroso, Braide tem dado demonstrações de que pretende fazer uma campanha diversificada, atuando em várias frentes de batalha, na busca pelo eleitorado da capital.

No último dia 15, o deputado esteve prestigiando solenidade alusiva aos 98 anos de fundação da Assembleia de Deus em São Luís, ao lado de lideranças evangélicas como o presidente e todo-poderoso, Pastor Coutinho.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Madeira chega mostrando que é pau pra toda obra no Solidariedade


"Estou me propondo a ser protagonista no processo. Nosso projeto tem um cabeça de chapa, Carlos Madeira. Quem vier somar, tem que estar com esse olhar".

A frase acima é do próprio juiz federal aposentado, José Carlos Madeira, que já bateu o martelo, se filiou ao Solidariedade (SD) e disputará a Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano, pela legenda, ampliando o leque de candidatáveis com as digitais do Palácio dos Leões, sob a batuta do governador Flávio Dino (PCdoB).

Em entrevista coletiva, na quarta-feira, 15, Madeira demonstrou que "é pau pra toda obra" e saiu logo descartando compor chapa a vice, como imaginava o deputado estadual Duarte Jr (PCdoB), mesmo que ambos tenham bons alinhamentos políticos.

Na oportunidade, o presidente do Solidariedade, Simplício Araújo, afirmou ser natural que aliados possam ter suas preferências em conduzir a política.

"Não podemos ser é prepotentes e arrogantes de não combinar com o povo. Temos a independência e precisamos fazer o partido ter protagonismo. Portanto, dou a segurança dessa pré-candidatura ir até o final e, por isso, demos a autonomia total do Madeira sobre o diretório de São Luís". 

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Deputado do PCdoB critica suposta corrupção na Secom do governo Bolsonaro


O deputado federal e jornalista Márcio Jerry (PCdoB) criticou nesta quarta-feira, 15, nas redes sociais, os indícios de corrupção no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), envolvendo o chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten.

Ele é acusado de pagar a própria empresa com verba pública e receber dinheiro de emissoras de TV e agências de publicidade contratadas pela secretaria.

"Na Secom de @jairbolsonaro a mão que paga é a mesma que recebe: O nome disso é corrupção!".

Vale ressaltar que Jerry, antes de ser parlamentar, comandava com "mão de ferro" a secretária de estado de Comunicação Social do governo Flávio Dino (PCdoB).

A Secom do Planalto administra verbas de propagandas do governo federal e gastou em 2019, primeiro ano de gestão Bolsonaro, a quantia de R$ 197 milhões em campanhas publicitárias.

Já na gestão do governo Dino, a Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, no fim do ano passado, R$ 76,6 milhões para o setor, para ser gasto em 2020, na íntegra e do jeito que imaginava o governo comunista.

O valor é R$ 13 milhões superior ao montante aprovado no orçamento pelos deputados estaduais no fim de 2018 para ser aplicado em 2019.

Madeira vai bater o martelo e definir em breve sua participação nas eleições


O agora juiz federal aposentado, José Carlos Madeira, afirmou que nos próximos dias deve convocar a imprensa para reafirmar seu projeto de disputar as eleições municipais em São Luís e definir por qual partido político deve enfrentar o pleito de outubro.

No entanto, ainda geram especulações sobre qual cargo deve concorrer o magistrado aposentado, se a prefeito, vice ou até mesmo a vereador da capital maranhense.

O certo é que na semana passada o magistrado esteve reunido, num almoço, com o deputado estadual Duarte Jr (PCdoB) e lideranças do Solidariedade. 

Na oportunidade, Madeira deu demonstrações de alinhamentos políticos com o deputado comunista, que pretende sair candidato a prefeito de São Luís. Porém, o parlamentar deve trocar de legenda, já que o pré-candidato do PCdoB é o secretário de estado das Cidades, Rubens Pereira Junior, com aval do governador Flávio Dino.

Há cogitações de bastidores de uma chapa do Solidariedade tendo como cabeça o deputado Duarte Jr e o juiz Madeira como candidato a vice-prefeito.

Vale aguardar!

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Regularização fundiária na área Itaqui/Bacanga prevista para julho

Coronel Monteiro do SPU ao lado do vereador de São Luís, Cézar Bombeiro (PSD)
O líder do PSD na Câmara Municipal de São Luís, Cézar Bombeiro, atendendo solicitação de lideranças comunitárias da área Itaqui/Bacanga, esteve com o Superintendente do Serviço do Patrimônio da União (SPU), Coronel Monteiro, que afirmou que a regularização fundiária da área está prevista para o mês de julho deste ano.

Monteiro adiantou ao vereador social-democrata que tem procurado todos os meios  para fazer a regularização fundiária nos locais pertencentes à terras da União, com custos bem reduzidos, principalmente com a emissão dos títulos de propriedade através de cartórios.

"A minha missão dentro das atribuições determinadas pelo governo federal é fazer um trabalho sério e transparente para garantir direitos a todas as pessoas que têm posses e por direito, terão a titulação das áreas que ocupam em que construíram suas casas", declarou Coronel Monteiro a Cézar Bombeiro. 

O parlamentar deve levar a informação às lideranças do eixo Itaqui/Bacanga, que aguardam ansiosas sobre o processo de regularização fundiária de uma das áreas mais populosas de São Luís.

Weverton diz que documentário indicado ao Oscar é reconhecimento nacional


O líder da bancada do PDT no Senado, Weverton Rocha, usou sua conta no Twitter para reconhecer a importância do documentário Democracia em Vertigem, indicado ao Oscar 2020, maior premiação do cinema internacional.

Para o parlamentar maranhense, a narrativa do documentário é um justo reconhecimento ao cinema brasileiro e às divergências políticas do país entre esquerda e direita.

"Democracia em Vertigem indicado ao Oscar de melhor documentário. Reconhecimento justo ao cinema brasileiro e ao olhar inteligente de 
@petracostal sobre o golpe que nossa democracia sofreu em 2016. Na torcida pelo nosso cinema".

A produção, distribuída pela Netflix, sob o ponto de vista da diretora Petra Costa, despertou enorme reação na classe política brasileira, pois retrata o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Dino turbina comunicação do estado em mais de R$ 76 milhões para 2020


O site O Antagonista publicou na edição desta segunda-feira, 13, que o governador do Maranhão simplesmente turbinou o orçamento da comunicação do governo do estado.

Segundo o site, a Assembleia Legislativa aprovou, no fim do ano passado, R$ 76,6 milhões para o setor, para ser gasto em 2020, na íntegra e do jeito que imaginava o governo comunista.

O valor é R$ 13 milhões superior ao montante aprovado no orçamento pelos deputados estaduais no fim de 2018.

Para O Antagonista, não resta dúvida da entrada de Dino de olho na eleição presidencial para 2022.

Braide afirma ser contra o fundo eleitoral aprovado pelo Congresso


O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) tem utilizado as redes sociais para criticar o aumento de mais de R$ 2 bilhões aprovados para gastos com o fundo eleitoral no país, incluído no orçamento da União para 2020, no fim do ano passado, e que deve ser utilizado pelos partidos nas eleições municipais de outubro para bancar as campanhas de candidatos a prefeito e vereador.

Para o parlamentar, que deve concorrer à Prefeitura de São Luís no pleito vindouro, existem outros setores administrativos do país que merecem mais atenção orçamentária do que aumentar o fundo eleitoral.

"Votei contra o aumento do fundo eleitoral. A saúde, educação e segurança pública é quem devem ser prioridade. O meu compromisso é com você!"

Vale ressaltar que grandes lideranças políticas ainda cogitaram a possibilidade de aumentar o fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões, mas recuaram diante da possibilidade de que o presidente Jair Bolsonaro vetaria o valor. 

AMB diz que será preciso mais de R$ 1 bilhão para juiz de garantias funcionar

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a medida que estabelece o juiz de garantias e o ministro Sergio Moro é contra 
A Associação dos Magistrados Brasileiro (AMB) estima que a implantação do juiz de garantias no país custará R$ 1,16 bilhão, por ano, aos cofres públicos. Em ofício encaminhado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a AMB explicou que será preciso contratar mais de dois mil novos juízes para assegurar o funcionamento do juiz de garantias, medida que ampliará os gastos do Judiciário.

A AMB lembra ainda que o juiz de garantias, criado pelo pacote anticrime, prevê que um único processo será conduzido por dois juízes diferentes, sendo que um magistrado ficará responsável pela coleta de provas e outro, pela sentença do caso.

Para a AMB, é impossível aplicar esse dispositivo nas comarcas que hoje contam com apenas um juiz, como já foi citado pelo ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), que é expressamente contrário à medida sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

domingo, 12 de janeiro de 2020

Senador emplumado critica os esquerdopatas de plantão que defendiam o Irã


O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, usou as redes sociais neste domingo, 12, para criticar os esquerdistas de plantão que defenderam a postura do Irã contra os Estados Unidos (EUA), após o ataque e morte do general iraniano Qasam Soleimani, comandante da Guarda Revolucionária Islâmica.

"Kd os esquerdopatas que defendiam o governo sanguinário do Irã? Sumiram? Depois de mentirem sobre a derrubada do avião civil que matou 176 pessoas, agora foram obrigados a confessar o crime deixando o mundo revoltado, inclusive o Irã. Já pensou esses loucos com a bomba atômica".

Município maranhense escolhe prefeito e vice neste domingo


O município de Bela Vista do Maranhão, distante 174 Km de São Luís, tem cerca de 9 mil eleitoral que vão às urnas neste domingo, 12, para escolher um novo prefeito e vice para administrar a cidade.

A eleição suplementar foi convocada porque o prefeito Orias de Oliveira Mendes, do PCdoB, e e a vice-prefeita Vanusa Santos Moraes, do MDB, eleitos no pleito de 2016, foram cassados por abuso de poder político e conduta proibida a agente público. 

Em outubro do ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade, que ambos perderiam o mandato. Eles foram declarados inelegíveis por oito anos e condenados ao pagamento de multa de R$ 5 mil.

Três candidatos disputam a eleição suplementar para prefeito em Bela Vista do Maranhão: Augusto Filho, do PSDB, Danielzinho, do PSB, e Gil Farma, do PSD. O eleito cumprirá mandato-tampão até 31 dezembro.

Em Bela Vista e nos demais municípios brasileiros, os eleitores voltarão às urnas no dia 4 de outubro deste ano para escolher os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. O mandato é de quatro anos.

Com informações da Agência Brasil

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Duarte Jr deve trocar o PCdoB pelo Solidariedade de olho nas eleições 2020


Já circula nos bastidores políticos que o deputado estadual Duarte Jr deve mesmo deixar as hostes do PCdoB para se filiar no Solidariedade (SD), na tentativa de garantir sua candidatura à Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

A troca de legenda do parlamentar seria uma forma de evitar o desgaste de um embate interno no PCdoB com o secretário de estado das Cidades, Rubens Pereira Junior, que deve ser o candidato oficial do partido na sucessão municipal, com o aval da máquina pública do Palácio dos Leões.

Antevendo-se à decisões futuras, Duarte Jr já conversou com lideranças do Solidariedade e pode até ter como vice, o juiz federal, agora aposentado, Carlos Madeira, que esteve em recente almoço com o jovem deputado.

Vale aguardar cenas dos próximos capítulos na Ilha!

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Governadores do Maranhão e Piauí negam redução do ICMS aos combustíveis


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), deve seguir a mesma linha do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), e negar a proposta do presidente Jair Bolsonaro para que os estados reduzam a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), como forma de compensar a alta do petróleo no mercado internacional.

A tensão de uma guerra entre os Estados Unidos (EUA) e o Irã tem gerado uma escalada na alta do preço dos combustíveis e para conter uma elevada no tabelamento aos consumidores o governo federal aguarda um posicionamento dos governadores para controle de preços nas bombas.

No entanto, a maioria dos governadores entende que o assunto só deve ser tratado na reforma tributária, como é o caso do governador do Piauí. 

“Essa proposta consta da reforma fiscal apoiada pelo Consefaz e pelo Fórum dos Governadores na Câmara. Nela tem a simplificação da política tributária, o fim da bi e tri tributação, o fim da guerra fiscal com o fim do incentivo fiscal em dez anos e redução de tributos como ICMS na mesma proporção, tributação no destino do produto ou serviço e Fundo de Compensação, Fundo de Desenvolvimento Regional”, declarou Wellington Dias ao portal Congresso em Foco.

Osmar Filho e Astro de Ogum alinhados politicamente para 2020


É de extrema importância o alinhamento político entre o atual presidente Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), e o ex-chefe e atual vice do Legislativo, Astro de Ogum (sem partido), na construção de uma nova linha de ação administrativa na Casa, com reflexos diretos no desenvolvimento da capital maranhense por meio de projetos e ações diversas.

Esse alinhamento foi a tônica da pauta do almoço ocorrido na quarta-feira, 8, na residência do vereador Astro de Ogum, onde os dois parlamentares discutiram uma linha de ação a ser traçada para o decorrer deste ano.

“Nosso maior objetivo é garantir a funcionalidade da Casa e, ainda, alinhar as ações que possam somar com os colegas, que enfrentarão uma difícil reeleição”, afirmou o presidente Osmar Filho.

Para o vice-presidente, a conversa foi bastante produtiva. “No mundo da política, o diálogo sempre foi e sempre será a melhor opção. Precisamos caminhar alinhados e com respeito mútuo para assegurar tranquilidade e harmonia no parlamento municipal “, finalizou Astro.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Braide garante que sua maior aliança política será o povo de São Luís


O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) afirmou que sua maior aliança política será com o povo, na disputa pela Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

Em entrevista à Rádio Nova FM [93,1 Mhz], na terça-feira, 7, Braide deu o tom do discurso e ressaltou que não está parado, tem mantido conversações com lideranças partidárias e que quem tem o apoio do povo nunca está sozinho.

"...Quem tem o apoio da população, o apoio do povo, não está isolado de forma alguma...E esse é o apoio de quem realmente você precisa ter", enfatizou.

Em pesquisa do instituto Econométrica, realizada entre os dias 17 e 18 de dezembro de 2019, Braide aparece em primeiro lugar nas intenções de votos em São Luís com o percentual de 40,4%, seguido da ex-governadora Roseana Sarney do MDB (11,4%) e em terceiro lugar, o deputado estadual Duarte Jr do PCdoB (9,6%). 

Duarte Junior parte pra cima de Rubens Junior por mais espaço no PCdoB

O secretário Rubens Pereira Junior vai ter de encarar o colega comunista, deputado estadual Duarte Junior
O deputado estadual Duarte Junior (PCdoB) promete ser uma "pedra no sapato" do secretário de estado das Cidades, Rubens Pereira Junior (PCdoB), na eventual escolha do candidato comunista na disputa para a Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

Depois de ter aparecido em terceiro lugar, com 9,6% das intenções de voto, em pesquisa do Instituto Econométrica divulgada no final de dezembro passado, Duarte Junior vem se articulando e fazendo malabarismos midiáticos na tentativa de ver o seu nome receber o aval do governador Flávio Dino (PCdoB) para encarar à sucessão municipal.

Vale lembrar que segundo o levantamento eleitoral da Econométrica na capital, Rubens Junior aparece com uma pífia aceitação popular de 0,7%, bem abaixo do esperado pelas hostes comunistas que apostam na figura do secretário.

Enquanto isso, Duarte Junior vai fazendo o seu show particular.

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Osmar Filho se mantém na corrida sucessória em São Luís



O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), deixou um pouco o recesso parlamentar de lado, para garantir que permanece na disputa eleitoral rumo à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), nas eleições de outubro deste ano.

Em conversas com jornalistas do matutino O Estado do Maranhão, o chefe do Legislativo na capital maranhense admitiu que continua pré-candidato e que os reais candidatos só serão oficializados após as convenções partidárias.

Para Osmar, todos os nomes até agora especulados na mídia para a sucessão municipal permanecem se viabilizando, incluindo o dele próprio, que conta com o apoio do senador Weverton Rocha, presidente regional do PDT no Maranhão e líder da bancada do partido no Senado da República.

O presidente da Câmara avaliou que novas pesquisas de intenções de votos serão divulgadas em São Luís e cujos nomes do candidatáveis deverão acenar para as possibilidades emergentes apontadas pelo eleitorado e que tudo pode acontecer nesse jogo de tabuleiro.

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...