Rádio Web Conexão

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

Vereadoras de São Luís relembram os 90 anos do voto feminino no Brasil

No último dia 24, foram comemorados os 90 anos da conquista do voto feminino e a Câmara Municipal de São Luís abriu espaço para que as parlamentares da Casa Legislativa pudessem comentar a relevância da data e da participação feminina na política.

Nas próximas eleições, que acontecerão em outubro deste ano, mais de 77 milhões de brasileiras deverão votar. No entanto, nem sempre as mulheres tiveram o direito de escolher os seus representantes, pois o voto feminino foi instituído no Brasil somente em 24 de fevereiro de 1932. Desde então, a data passou a ser considerada um marco da luta das mulheres pela igualdade de direitos com os homens.

Nesta comemoração de 90 anos da conquista do voto feminino no Brasil, vereadoras da capital se manifestaram acerca de temas referentes à data e fizeram reflexões acerca das temáticas abordadas neste aniversário. Uma delas foi a procuradora da Mulher na Casa Legislativa, Concita Pinto (PCdoB), que abordou a relevância da instituição do voto para as mulheres brasileiras.

“O Brasil, na sua História, tinha uma cultura machista. A mulher não tinha voz e nem vez. O direito ao voto, instituído em 24 de fevereiro de 1932, foi uma conquista também histórica. A mulher se sentiu importante perante a sociedade e passou a ter o direito de escolher seu representante, dando um grito de liberdade. Neste dia de hoje, portanto, comemora-se a importância da mulher na sociedade. A mulher pode dizer: ‘Eu sou importante, eu sou cidadã, eu sou mulher’”, assinalou Concita Pinto.

Motivos- Ela também explicou por quais motivos a participação feminina na política brasileira se faz necessária. “Não podemos deixar que apenas os homens decidam por nós. Temos que participar da política para buscarmos conquistas e políticas públicas para nós, mulheres. No parlamento em que faço parte somos hoje cinco vereadoras e três co-vereadoras. Isso é uma conquista enorme para a Câmara de São Luís. Estamos crescendo na política e vamos crescer mais ainda. Eu estou convidando e incentivando todas as mulheres ludovicenses para se candidatar, seja para vereadora, deputada, senadora. Vamos buscar nosso espaço e nos empoderar”, disse Concita Pinto.

Outra parlamentar que se manifestou sobre a implementação do voto feminino no Brasil foi a vereadora Rosana da Saúde (Republicanos), que ressaltou a participação das mulheres nos espaços de poder.

“O voto feminino possibilitou a participação da mulher nos espaços de tomada de decisões políticas da sociedade e garantiu o fortalecimento da democracia, através da ampliação dos atores que compõem o processo eleitoral”, destacou

Já a co-vereadora do Coletivo Nós (PT), Flávia Almeida, fez observações acerca de quais mulheres, inicialmente, puderam usufruir ao direito do voto no Brasil. Ela também abordou a luta que as mulheres realizam ao longo da história para obter direitos iguais aos dos homens na sociedade brasileira.

“A conquista do direito ao voto feminino se deu em 24 de fevereiro de 1932. No entanto, é importante relembrarmos que não foi tudo tão simples. Não foi tudo tão fácil, porque nem todas as mulheres conseguiram esse direito. Apenas as casadas e com a autorização do marido; e também as viúvas e solteiras com renda própria estavam previstas no código eleitoral da época. Somente em 1965, com o novo código eleitoral, o voto feminino foi igualado ao masculino. É sempre importante falarmos sobre isso, porque as conquistas das mulheres não são fáceis. Sempre há uma burocracia por trás. E a conquista do direito ao voto feminino foi uma delas”, reforçou Flávia Almeida.

Ela também falou sobre os avanços obtidos pelas mulheres na sociedade a partir da participação política delas. “Quando pensamos de 1932 até hoje, conseguimos visualizar vários avanços: leis, encontros, convenções. Acredito que o maior avanço seja a participação da mulher na sociedade. É ela ser valorizada e vista não somente como uma mulher que é dona de casa e dedicada a cuidar dos filhos ou esposo. Ela passa a ser alguém que pode contribuir efetivamente na sociedade e nos espaços de decisão. Quando falamos de outros avanços, temos também as leis. Temos a Lei Maria da Penha que é recente, mas foi um grande avanço para as mulheres. Temos a Lei do Feminicídio. Temos o Ligue 180, que é uma central de atendimento à mulher conquistada através de uma Lei. Também temos o reconhecimento do uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de pessoas travestis e transexuais. Acredito que o maior avanço mesmo seja a participação efetiva da mulher dentro da sociedade e essa valorização dela”, reafirmou.

Histórico – Segundo matéria jornalística publicada no site Agência Brasil sobre os 90 anos da conquista do voto feminino no Brasil, a demanda de mulheres pelo direito de votar e de serem eleitas ganhou corpo no início do século XX, a partir do movimento sufragista brasileiro.

No entanto, o exercício de direitos políticos somente foi estendido às mulheres em 1932, quando o novo código eleitoral do Brasil entrou em vigor, em pleno governo provisório do ex-presidente Getúlio Vargas. Dois anos depois, em 1934, o voto feminino passa a ser previsto pela Constituição.

sábado, 26 de fevereiro de 2022

Romão diz que pesquisa Escutec serviu apenas para agradar ao governo Flávio Dino

O pré-candidato do PT ao Senado, Paulo Romão, divulgou nota sobre a exclusão do seu nome na pesquisa do Instituto Escutec de intenções de votos para as eleições de outubro. Segundo ele, mais uma vez a Escutec promove um desserviço ao debate democrático das pré-candidaturas ao Senado Federal ao não incluir, mais uma vez, o seu nome no levantamento.

"Se prestam ao jogo sujo das pretensões absolutistas-governistas que intencionam ganhar eliminando os eventuais adversários desde já. Jogo sujo excluindo quem pode incomodar", declarou o sociólogo.

Para Romão, em vez de se nortear pelo debate político, posto no âmbito dos partidos, a Escutec se rende ao argumento de quem paga mais para ter o nome incluído nas pesquisas eleitorais feitas.

"Com essa atitude anti-democrática, buscam anular nossa pretensão de disputar o Senado Federal, em 2022, pelo PT e enterram a credibilidade que ainda gozam na sociedade. Como sei que Deus tem sido justo nessa caminhada, seguiremos firme, mesmo tendo vocês como importante peça no jogo dos adversários", ressaltou.

Romão disse ainda que mais uma vez, roga para que deixem de brincar de fazer pesquisa incluindo só quem pode pagar pelo levantamento. "Não é honesto fazer o que vocês fazem para agradar o governo Flávio Dino. Se ainda pretendem continuar sondando o cenário político que antecede as eleições no Maranhão, não será fazendo este jogo sujo que vão gozar da confiança da classe política e da sociedade", frisou.

O pré-candidato petista afirmou que aguarda, que no próximo levantamento, tenham a decência de incluir o seu nome como já fizeram da primeira vez, depois de muita luta. 

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Braide bota o bloco do aumento da passagem de ônibus na rua


O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) não aguentou a pressão dos empresários de transporte coletivo e anunciou nesta sexta-feira, 25, um novo aumento na tarifa de ônibus na capital maranhense, em pleno Carnaval, deixando a população indignada.

Os coletivos que não passam nos terminais de integração e os que entram nos terminais sofreram  um acréscimo de R$ 0,20 nas tarifas. 

Portanto, os ônibus não integrados passam a cobrar uma passagem de R$ 3,40, enquanto os coletivos que usam os terminais para embarque e desembarque de passageiros já rodam com uma nova tarifa de R$ 3,90.

A população se mostra irritada com o novo reajuste nos preços, por entender que os coletivos são de péssima qualidade que rodam em São Luís.

Conexão Política- 25/02/2022

A avaliação de hoje fica por conta da dúvida cruel que existe com relação a quem irá o apoio do PT (Partido dos Trabalhadores) no Maranhão, na disputa para o Governo do Estado, para as eleições de outubro deste ano. Será que o PT ficará com o senador Weverton Rocha (PDT) ou com o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), apoiado pelo governador Flávio Dino (PSB)? Decifra-me ou te devoro!

Weverton quer trazer maranhenses que moram na Ucrânia para o Brasil

O senador Weverton Rocha (PDT) usou as redes sociais para alertar que está em contato com a embaixada brasileira em Kiev, capital da Ucrânia, para buscar uma solução emergencial para ajudar a trazer de volta maranhense e demais brasileiros que moram e trabalham por lá.

Vale lembrar que nos últimos dias, a cidade está na mira da artilharia da Rússia, que vem bombardeando e ocupando territórios ucranianos, em especial a capital do país.

Segundo o senador pedetista, em sua passagem pelo município de Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, foi abordado por um pai, desesperado, que afirmou que deseja trazer de volta seu filho que mora na Ucrânia para fugir da guerra.

"Como pai, senti toda angústia e apreensão deles. Estou em contato com a embaixada brasileira e buscando alternativas para ajudar a trazer de volta os brasileiros, em especial os maranhenses que moram por lá", declarou Weverton.

Ele destacou ainda que também é possível cadastrar os brasileiros pelo site: http://kiev.itamaraty.gov.br/pt-br/ e obter maiores informações pelo telefone (61) 98260-0610.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

Lula lamenta ataque da Rússia contra Ucrânia e pede mediação da ONU para conter avanço do conflito militar

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou a decisão da Rússia de atacar a Ucrânia. Em entrevista na manhã desta quinta-feira, 24, o petista afirmou que trata-se de uma questão delicada, complicada e que deve ser repudiada.

“É lamentável que na segunda década do século 21 a gente tenha países tentando resolver suas divergências, sejam territoriais, políticas, ou comerciais, através de bombas, tiros e ataques, quando deveria ter sido resolvido em uma mesa de negociação”, afirmou o petista em entrevista na manhã desta quinta (24) .

​​”Ninguém pode concordar com a guerra, ataques militares de um país sobre o outro. A gente está acostumado a ver que as potências de vez em quando fazem isso sem pedir licença. Foi assim que os EUA invadiram o Afeganistão, o Iraque, sem pedir licença para ninguém. Foi assim que a França e a Inglaterra invadiram a Líbia. E é assim que a Rússia está fazendo com a Ucrânia”, disse.

Lula também disse que o conflito poderia ter sido evitado se a “ONU tivesse mais representatividade e força” e que ela não deve ser uma “instituição decorativa”. Ele afirmou ainda que é preciso chamar mais países para participar do Conselho de Segurança da entidade.

“O Brasil precisa contribuir com intervenções duras para que a gente tente mudar a representatividade das Nações Unidas e tirar a ONU de ser uma coisa decorativa. É isso que acho que precisamos fazer.”

Lula também alfinetou o presidente Jair Bolsonaro (PL), que se reuniu com Putin neste mês. No encontro, Bolsonaro afirmou que “somos solidários à Rússia”.

Com informações do Blog da Cidadania

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Conexão Política- 23/02/2022

A nova pesquisa do Instituto Escutec para o Governo do Maranhão mostra a manutenção da liderança do senador Weverton Rocha (PDT) com 22% das intenções de votos no estado, seguido de perto pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB) com 19% e na terceira posição o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PSD), com 12%.

Em outro pelotão aparecem os pré-candidatos: senador Roberto Rocha (sem partido) com 11%, o prefeito de São Pedro dos Crentes Lahésio Bonfim (PTB) com 6%, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) com 5%, o ex-secretário Simplício Araújo (Solidariedade) com 2%. O pré-candidato do PSOL, Enilton Rodrigues, não pontuou.

O levantamento ouviu 2 mil eleitores no Maranhão, entre 17 a 22 fevereiro, registro MA03951 no TSE, confiança de 95% e margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.


90 anos do voto feminino: não está na hora de mudar o perfil das mulheres eleitas?

Por Mary Ferreira

Professora e integrante do Departamento de Biblioteconomia/UFMA

Hoje faz 90 anos que conquistamos o voto. Se considerarmos que as primeiras manifestações pela cidadania das mulheres foram iniciadas no início do Século XIX, então podemos afirmar que são 200 anos de luta empreendidas pelas brasileiras.

Mas ao observar os índices de violência cometidas contra nós nos parlamento, percebe-se que é uma luta sem fim. Quantos anos ainda teremos que lutar para ser respeitadas? Para ser ouvidas nos espaços de poder? Por que a fala das mulheres não tem ressonância?

Por que após 90 anos da aprovação do voto não ultrapassamos 15 % na Câmara Federal e somos tão poucas nas Assembleias Legislativas. Nos meus estudos, tenho apontado que a cultura patriarcal impede que a sociedade perceba as mulheres como sujeitos.

Isso explica em grande parte o fato de se eleger poucas mulheres e essas poucas a maioria comprometidas com projetos antifeministas. Como se explica por exemplo a solidão da Deputada Daniela agredida e exposta pelo seu ex-marido, após a mesma se recusar a manter uma relação de aparência? Como se explica que as vereadoras de Pedreiras não manifestaram apoio a Vereadora Katyane Leite, agredida em plenária quando usava a tribuna?? 

Muitas mulheres, assim como muitos homens, chegam ao poder pelas mãos dos maridos, pais, tios, quando impossibilitados de se candidatar. A Assembleia Legislativa do Maranhão tem inúmeros exemplos. Essa relação de parentesco que move as relações parlamentares, interfere de forma direta nos mandatos parlamentares, tornando o mandato como um instrumento da família/grupo, fato que incide sobre a atuação d@s parlamentares. 

No caso das mulheres, esse problema é mais visível, tendo em vista a pouca inserção das mesmas nas lutas feministas. Grande parte das parlamentares parecem desconhecer os 200 anos de enfrentamento das mulheres por direitos e dignidade. 

O que fazer?? Lutar para eleger parlamentares que se disponham a abraçar as bandeiras feministas, que compreendam a dimensão política da luta das mulheres, que não tenham medo de defender e levantar a voz quando uma mulher é agredida pelo machismo que perpassa todas as esferas sociais. 

Isso poderia ser um princípio a ser definido como uma das bandeiras para ser candidata. NÃO DEIXAR UMA MULHER SER EXPOSTA, POIS ASSIM, TODAS ESTÃO SENDO TAMBÉM!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Umbelino colhe os louros da fama com a promulgação da lei em favor dos rodoviários

O vereador Umbelino Junior (PRTB) usou as redes sociais para informar que a Lei nº 6.801/2020, que proíbe a dupla função de motoristas de ônibus como cobradores já está valendo, pois a legislação já fora publicada no Diário Oficial do Município de São Luís.

Para o parlamentar, essa é uma grande conquista da categoria dos trabalhadores rodoviários, que na semana passada passaram por um a greve geral de quatro dias, por melhorias salariais, tendo até decisão da Justiça do Trabalho contra eles, chegando até 15 líderes do Sindicato dos Rodoviários terem sido ameaçados de prisão após decisão da desembargadora Solange Cordeiro, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Maranhão.

Umbelino destacou que é preciso fazer valer a lei, pois a categoria de motoristas e cobradores está respaldada pela legislação vigente.

Meus amigos, foi promulgada e publicada no Diário Oficial do Município, a lei n° 6.801/2020 que proíbe que motoristas acumulem a função de cobrador. Essa é uma importante vitória pra nossa gente. Contem comigo! #UmbelinoJunior #SãoLuísDeAmigos

Conexão Política- 22/02/2022

O programa aborda nesta edição a decisão da Câmara Municipal de São Luís em pomulgar uma lei que proíbe motoristas de ônibus de praticarem dupla função como cobradores, nos coletivos da capital maranhense. A lei 6.801/2020, de iniciativa do vereador Umbelino Junior (PRTB), já está valendo impedindo que empresários do setor façam uma verdadeira demissão em massa de cobradores e cobradoras no tranporte público.

Ed Motta diz que Raul Seixas era um músico merda e "ruim pra caralho"

Dando uma pausa na política o blog aproveita um pouco da polêmica gerada pelo músico Ed Motta que afirmou, em uma live na sexta-feira (18), que Raul Seixas (1945-1989) era um músico "ruim para caralh*" e "desqualificado de tudo".

"Raul Seixas tem uma falha de caráter terrível na vida dele. Ele foi funcionário de gravadora, ou seja, ele trabalhou contra os colegas. Não tenho medo nenhum de falar contra Raul Seixas, era um puta de uma merda, ruim para caralh* musicalmente, ruim para caralh* de tudo. Quem fazia o que ele tinha de mais brilhante, que era o texto, era o Paulo Coelho, então esse cara era um idiota. Era um funcionariozinho de gravadora gravando uns discos de merda", disse.

Para Ed Motta, Raul Seixas foi contra os músicos por trabalhar "a favor do sistema" e "fazendo contratos". "O cara era um merda completo, uma porcaria como músico, como tudo. O cara não servia para limpar o chão que se bota a guitarra em cima, um idiota completo", disse Motta com uma taça de vinho na mão. 

O músico disse que não estava bêbado e que, de fato, pensa isso de Raul. "Não pense que estou falando isso porque bebi vinho, bebi bem pouco, estou super suave, estou super chapa branca, meu coração está doce. Se eu não tivesse bebido vinho, minha opinião seria bem mais ácida".

Com informações do Brazil 247

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Desembargadora do TRT ameniza decisão e revoga pedido de prisão dos trabalhadores rodoviários

Depois de ter pego muito mal a esdrúxula decisão da desembargadora Solange Cordeiro, do Tribunal Regional do Trabalho no Maranhão, com pedido de prisão de 15 membros do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de São Luís, a magistrada resolveu revogar a ordem de detenção da categoria por entender que não mais "subsistem os motivos que justificaram sua decretação".

No despacho, a desembargadora do TRT também determinou o recolhimento dos referidos mandados de prisão dos trabalhadores. Com o retorno de cerca de 80% da frota de ônibus circulando na capital, a greve dos rodoviários foi suspensa temporariamente até uma segunda ordem a ser definida em assembleia pelo Sindicato da categoria.

Em sua nova decisão judicial a magistrada deestacou que "o efetivo cumprimento das decisões judiciais proferidas por esta Justiça do Trabalho, através desta desembargadora, restabelecida, assim, e portanto, a ordem jurídico-social, como deve ser, permanentemente, num Estado Democrático de Direito".

Conexão Política- 21/02/2022

A decisão da desembargadora Solange de Castro Cordeiro, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), pedindo a prisão, pela Polícia Federal, de 15 integrantes do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão e a criminalização da greve da categoria em São Luís, em detrimento de inescrupulosos empresários do setor de transporte público, gerou uma enorme polêmica na sociedade sobre o real papel da Justiça do Trabalho e até aonde vai o peso da balança cega do Judiciário.

Municípios maranhenses têm FPM bloqueados pela Secretaria do Tesouro Nacional

As cidades maranhenses de Imperatriz, Balsas e Itinga tiveram o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bloqueados pela União. Os motivos vão desde a falta de pagamento do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) até dívidas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), além de dívida ativa com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Assim como os três municípios maranhenses outras 52 cidades, em todo o país, tiveram suspensos o FPM por dívidas com a União. Até este mês as prefeituras já receberam o montante de 12,1 bilhões do FPM. Esse valor é quase 21% maior do que os cofres municipais embolsaram no mesmo mês do ano passado.

Para desbloquear o FPM, os prefeitos devem identificar o órgão que determinou o congelamento, conhecer o motivo do bloqueio e regularizar a situação da administração municipal junto à União.

domingo, 20 de fevereiro de 2022

Senadora maranhense a um passo de compor chapa a vice do tucano Dória

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) pode ser anunciada, nos próximos dias, como candidata a vice na chapa do presidencável paulista, João Dória (PSDB), que tem aparecido nas pesquisas com um percentual médio de 5% nas pesquisas de intenções de votos, na corrida ao Palácio do Planalto, para as eleições de outubro.

Isso porque o diretório nacional do Cidadania aprovou, no sábado, 19, a formação de uma federação partidária com o PSDB para o pleito deste ano. Por conta da formalização ainda não ter sido confirmada oficialmente, ambas legendas contuinuarão com seus pré-candidatos à Presidência da República: o senador Alexandro Vieira (Cidadania-SE) e o governador de São Paulo, João Dória (PSDB).

Além disso, os dois partidos ainda não descartam a possibilidade de abrir a roda para outras siglas como o MDB e o União Brasil, cujas agremiações procuram criar um novo centrão no Congresso Nacional.

sábado, 19 de fevereiro de 2022

Secretário de Dino critica decisão judicial por desembargadora do TRT pedir prisão de rodoviários

O secretário estadual das Cidades, Márcio Jerry (PCdoB), usou as redes sociais para criticar a decisão judicial da desembargadora Solange de Castro Cordeiro, do Tribunal Regional do Trabalho no Maranhão (TRT-MA), que determinou a prisão, pela Polícia Federal, de 15 membros do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários por descumprimento de ordem judicial de não manterem cerca de 80% da frota de ônibus de São Luís circulando, por conta da greve geral da categoria.

Para Jerry, considerado homem forte do governo Flávio Dino (PSB), havia muito tempo que decisão judicial não mandava prender sindicalistas no estado por fazer greve.

Faz tempo, muito tempo, que não tinha decisão judicial mandando prender sindicalistas pelo “crime” de fazer greve. Aconteceu hoje infelizmente aqui em São Luís. Obra da desembargadora Solange Cristina Castro. Que coisa, né ?

Prefeitura retoma circulação de ônibus em São Luís após decisão judicial pedir prisão de rodoviários


Por meio de nota, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou na tarde deste sábado, 19, a garantia da retomada da circulação da frota de ônibus na capital, após quatro dias de paralisação geral no sistema de transporte público da capital maranhense.

A decisão da Prefeitura ocorreu em menos de 24 horas após a desembargadora Solange de Castro Cordeiro, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), determinar a imediata prisão de 15 membros do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários por agentes da Polícia Federal, por descumprimento de ordem judicial para que os coletivos voltassem a circular com 80% da frota disponível nas garagens.

Segundo comunicado oficial da Prefeitura, ficará garantida a volta dos ônibus às ruas e o encerramento do movimento grevista, mesmo sem ter havido acordo entre empresários do setor e motoristas e cobradores.

“O Município de São Luís cumprirá a decisão da Justiça do Trabalho, no sentido de providenciar o funcionamento do transporte público na capital, colocando de imediato a guarda municipal e os agentes de trânsito nas garagens das empresas para assegurar o livre acesso aos postos de trabalho, no sentido de permitir com que o ônibus retornem às ruas”.

Nas redes sociais o prefeito Braide postou um vídeo, com 45 minutos de exibição, mostrando a saída dos ônibus das garangens, acompanhado de perto por Guardas Municipais. 

Magistrada do TRT manda PF prender líderes do Sindicato dos Rodoviários no Maranhão

Depois de quatro dias de paralisação geral dos ônibus em São Luís, a desembargadora Solange Cristina Passos de Castro Cordeiro, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), determinou a prisão de 15 membros do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão por descumprimento de ordem judicial para manter 80% da frota rodando na cidade e região metropolitana.

Na sexta-feira, 18, ocorreu uma audiência de conciliação entre dirigentes do Sindicato das Empresas de Transportes (SET) e líderes do Sindicato dos Rodoviários, mas nenhum acordo foi formalizado, dando prosseguimento à greve geral da categoria.

Em seu despacho, a desembargadora estabelece que os trabalhadores sejam presos pela Polícia Federal e que tanto o SET quanto a Prefeitura de São Luís têm 48 horas para retornar com a circulação normal da frota de ônibus na capital maranhense, aumentando o clima de tensão.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Conexão Política- 18/02/2022

Nesta edição, fazemos uma abordagem crítica contrárias às declarações do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), sobre a necessidade de não politizar sobre a polêmica greve dos trabalhadores rodoviários, que já se arrasta pelo terceiro dia consecutivo. Entendemos que é preciso não só politizar, como também dialogar e encontrar solução urgente para um problema arcaico de nossa capital, no âmbito do setor de transporte público.


Lula garante liderança de 34% contra 26% de Bolsonaro em pesquisa Ipespe para corrida presidencial


Nova pesquisa Ipespe, realiza em São Paulo nesta semana e divulgada nesta sexta-feira, 18, mantém a liderança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 34% das intenções de votos para as eleições presidenciais de outubro. Na segunda posição aparece o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 26%, buscando a reeleição.

Em terceiro lugar surge o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) com 11%, seguido do ex-governador Ciro Gomes (PDT) com 7% e o governador de São Paulo, João Dória (PSDB) com 5%.

Em outro patamar aparecem Simone Tebet, André Janones e Felipe D´Ávila com 1%, enquanto o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco não pontuou.

A Ipespe entrevistou 1.000 eleitores no estado de São Paulo, entre a segunda, 14, e quarta-feira, 16. A margem de erro, para mais ou para menos, é de 3,2 pontos percentuais.

Com informações do portal Veja

Vereador quer abrir a caixa preta da planilha de custos e do auxílio emergencial dos transportes de São Luís


O vereador Marquinhos Silva (DEM) deu um prazo de 24 horas para  o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Diego Baluz, apresentar a planilha de custos do transporte coletivo de São Luís. Além disso, o parlamentar democrata exige o detalhamento da fonte de recurso do auxílio municipal de R$ 4 milhões/mês, que vem sendo pago pela Prefeitura aos empresários do setor, para evitar uma quebradeira geral no sistema e aumento na tarifa.

“Estamos vivendo um momento em que temos que ter maturidade e grandeza para sabermos dialogar e buscarmos instrumentos e mecanismos para se resolver o problema. Queremos buscar junto ao Executivo municipal, que é o ente competente, formas para resolver o problema do transporte em São Luís. Na Câmara, temos 31 vereadores que são cobrados dia e noite sobre os problemas que afetam população. Hoje, cerca de 700 mil usuários do transporte público de São Luís estão refém de um sistema parado e este sistema é de responsabilidade da Prefeitura. E Vossa Senhoria tem a responsabilidade de nos prestar esclarecimentos”, disse Marquinhos na tribuna da Casa.

O vereador também comentou que o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET) alega estar falido, ter um prejuízo de R$ 150 milhões e não ter como manter o sistema com a arrecadação obtida.

Marquinhos ainda teceu comentários sobre a greve dos trabalhadores do sistema de transporte de São Luís. “Os rodoviários trabalham dia e noite, têm os direitos garantidos por lei e têm que cobrar a valorização deles, o reajuste de salário deles como qualquer categoria e trabalhador desse país. Agora quem é que está pagando o preço? É a população de São Luís que está pagando um preço altíssimo, porque quem precisa desse serviço, infelizmente, está sendo refém. Toda vez que se discute esse problema, o sistema para. Isso causa um problema muito grande para a população. Então, queremos saber o que a Prefeitura de São Luís pode fazer, o que cabe a ela fazer para solucionar este problema”, complementou.

Segundo ele, o preço da passagem em São Luís, por quilômetro rodado, é uma das mais altas do Nordeste. “Os ônibus que rodam na capital são uns dos piores do país. São velhos, sujos e estão caindo aos pedaços”, pontou o parlamentar democrata.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Conexão Política- 17/02/2022

O Conexão Política traz hoje uma abordagem descontraída sobre a decisão da direção nacional do partido Republicanos em manter o apoio à pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro deste ano. As declarações foram feitas pelo presidente nacional da sigla, deputado federal paulista Marcos Pereira ao lado dos deputados federais Cléber Verde, que preside a sigla no Maranhão, e Gil Cutrim.

Republicanos declaram apoio à candidatura de Weverton ao Governo do Maranhão

A executiva nacional do partido Republicanos, que é presidida pelo deputado federal paulista Marcos Pereira, declarou apoio à candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) na disputa para o Governo do Maranhão, para as eleições de outubro deste ano.

Ao lado dos deputados federais Cleber Verde, que comanda a sigla no estado, e Gil Cutrim, o dirigente nacional disse ter a grata satisfação de manifestar apoio ao senador pedetista.

Marcos Pereira ressaltou não passar de fake news que o partido deixaria a aliança com Weverton e que o deputado Gil Cutrim deixaria o partido. "Reafirmamos aqui a nossa aliança com o próximo governador do Maranhão", declarou o dirigente nacional.

Weverton agradeceu o apoio do Republicanos nessa nova caminhada política, na corrida sucessória ao Palácio dos Leões.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

Conexão Política- 16/02/2022

Mais uma greve geral dos trabalhadores rodoviários em São Luís, em menos de três meses, deixa cerca de 700 mil usuários sem ônibus na capital maranhense. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) diz que mantém o auxílio emergencial de R$ 4 milhões mensais ao setor.


SMTT diz que vem pagando R$ 4 milhões/mês ao sistema de transportes de São Luís

Um grupo de 18 vereadores de São Luís apresentou nesta quarta-feira, 16, na Câmara Municipal, requerimento solicitando informações do secretário de Trânsito e Transportes, Diego Baluz, sobre o impasse gerado pela greve dos rodoviários na capital e os impactos com a paralisação que teve início à zero de hoje.

A decisão da categoria foi tomada em assembleia dos motoristas e cobradores de ônibus, realizada na terça-feira, 15. Na oportunidade os trabalhadores do sistema resolveram cruzar os braços, por tempo indeterminado, alegando desrespeito dos empresários do setor que seguem sem querer dar aumento de 15% para a categoria, além de promover demissão em massa de cobradores.

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), diz que vem cumprindo com sua parte, mediante acordo firmado em novembro passado com trabalhadores e empresários de ônibus, no repasse de auxílio emergencial ao sistema de transporte no montante de R$ 4 milhões/mês.

Enquanto isso, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura supostas irregularidades nos transportes da capital prossegue ouvindo depoimentos na Câmara de São Luís.

Secretário alfineta Weverton e diz acreditar que Brandão assumirá liderança nas pesquisas eleitorais

O secretário estadual de Comunicação, jornalista Ricardo Capelli, usou as redes sociais para afirmar que o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), pré-candidato ao Governo do Maranhão, está crescendo nas pesquisas de intenções de votos. Na última pesquisa O Imparcial/Exata, o senador Weverton Rocha (PDT) aparece na liderança com 24% e Brandão tem 17%.

"Todas as pesquisas estão indicando o mesmo: o vice-governador Carlos Brandão está crescendo após o anúncio do apoio do governador Flávio Dino. Os demais estão parados. Pesquisa é curva, não é fotografia".

Em outro comentário, o secretário alfineta o senador Weverton Rocha (PDT), também pré-candidato ao Palácio dos Leões, e diz acreditar que o vice, em breve, assumirá a liderança nas pesquisas. 

"...Assim que Brandão assumir a liderança nas pesquisas-não deve demorar- o pragmatismo político fará o Senador (Weverton) perder os poucos apoios que ainda possui".

Em um terceiro comentário, Capelli diz que haverá polarização nas eleições no Maranhão entre o governador Flávio Dino (PSB), no campo Lulista e o senador Roberto Rocha (sem partido), pelo campo bolsonarista.

"Tudo indica que a polarização será entre Brandão pelo campo Flávio Dino/Lulista e o Senador Roberto Rocha pelo campo bolsonarista".

No comentário, o secretário joga indireta, deixando no ar a hipótese do senador Roberto Rocha apoiar a candidatura de Weverton pela via bolsonarista no Maranhão.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Conexão Política- 15/02/2022

O senador Weverton Rocha (PDT) vai se distanciando nas pesquisas do seu principal adversário, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) na disputa pré-eleitoral para o Governo do Maranhão. Pelo menos é o que diz a primeira pesquisa O Imparcial/Exata. Confira!


Câmara de São Luís derruba novos vetos do prefeito Braide


Na última segunda-feira, 14, mais uma vez a Câmara Municipal de São Luís realizou sessão extraordinária e derrubou os vetos do Executivo aos Projetos de Lei n.º 345/21 e nº 338/21. Agora, os projetos de lei seguem para o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), que tem o prazo de 15 dias para sancionar com as emendas feitas pelos vereadores.

O PL n.º 345/2021 instituía o Cartão Alimentação Escolar para os alunos da rede pública de ensino, em decorrência da situação de emergência e do estado de calamidade pública ocasionados pelas Covid-19. Já o PL n.º 338/21 tratava sobre a concessão de abono, conhecido como 14º salário, aos profissionais integrantes da rede de Educação Básica municipal.

As duas proposições eram de iniciativa do Executivo Municipal e receberam emendas quando foram encaminhados à Câmara de São Luís para apreciação dos parlamentares. Seguindo os trâmites normais, elas retornaram ao Executivo para análise e, na ocasião, o prefeito de São Luís realizou vetos a ambas. 

A emenda feita ao PL n.º 345/2021 é de autoria do vereador Marquinhos (DEM) e visava estender o benefício do Cartão Alimentação Escolar, que é no valor de R$ 80,00, para as escolas comunitárias. O projeto foi vetado parcialmente pelo Executivo, segundo justificativa, por contrapor a Lei Federal nº 14.113/20, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e representar aumento das despesas do município.

Já as emendas ao PL n.º 338/21 foram feitas pelo Coletivo Nós (PT), por meio de sugestões do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino (SindEducação), com o intuito de ampliar a concessão de abono a outros profissionais do Magistério, não o deixando restrito aos professores. O projeto também foi vetado parcialmente, sob a justificativa de representar aumento de despesas para o município.

Pesquisa de O Imparcial consolida nome de Weverton na disputa para o Governo do Maranhão


A primeira pesquisa O Imparcial/Exata só veio consolidar o nome do senador Weverton Rocha (PDT) como o pré-candidato que mantém a liderança em todas os levantamentos, sem o nome da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), na disputa para o Governo do Maranhão para as eleições de outubro.

Weverton aparece com 24%, seguido bem distante do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) com 17%. Em terceiro lugar surge o senador Roberto Rocha (sem partido) com 13%, o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PSD) com 10%, o prefeito de São Pedro dos Crentes (PTB) com 9%, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho com 6%, o ex-secretário Simplício Araújo (Solidariedade) com 1%.

O pré-candidato do PSOL, Enilton Rodrigues, não pontou. Já 8% dos entrevistados disseram que pretendem votar branco ou nulo e 12% não sabem ou não responderam.

Foram ouvidas 1.413 pessoas, com margem de erro de 3,32% para mais ou para menos e registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 02686/2022.

domingo, 13 de fevereiro de 2022

MDB já rever postura de apoio a Brandão e dá mostras que pode pular para o barco de Weverton


Percebendo que o senador Weverton Rocha (PDT) lidera todas as pesquisas de intenções de votos para o Governo do Maranhão e com o recuo na disputa pela ex-governadora Roseana Sarney, lideranças do MDB já anunciam que ainda não fecharam nenhum acordo eleitoral com o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e miram numa eventual aliança com a candidatura do senador pedetista.

Essa postura política de indefinição vem sendo adotada pelo vice-presidente estadual do MDB, deputado Roberto Costa, que afirmou à imprensa que a sigla ainnda não está "fechada 100% com Brandão" e que o partido pretende manter conversas amistosas com outros candidatos na corrida ao Palácio dos Leões.

Para Roberto Costa, o MDB não pode fechar as portas nesse momento e que o diálogo se faz presente. Ele ressaltou que apesar das conversas com Brandão estarem bem avançadas, ainda não é hora de bater o martelo.

A questão é que o MDB no Maranhão está se sentindo a cereja do bolo, ou seja, aquele que fará a diferença na hora de apostar e marchar junto com um candidato na disputa sucessória ao governador Flávio Dino (PSB).

sábado, 12 de fevereiro de 2022

Conexão Política- 12/02/2022

O Conexão Política traz uma breve avaliação da saída do ex-secretário de Segurança Pública, delegado Jeferson Portela, do PCdoB para se filiar no PDT do senador Weverton Rocha, que é pré-candidato ao Governo do Maranhão, nas eleições de outubro. Jeferson não resolveu apostar no candidato governista por não trilhar na mesma linha política do vice Carlos Brandão (PSDB).


Camarão volta a entrar no menu principal de Brandão para compor chapa a vice


A dramaturgia eleitoral em torno do secretário estadual de Educação, Felipe Camarão (PT), ainda apresenta cenas dos próximos capítulos. Isso porque o jovem candidatável voltou a ser cotado para ser vice na chapa a ser encabeçada pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB/PSB), na disputa para o Governo do Maranhão para as eleições de outubro.

Inicialmente, Camarão anunciou um projeto de vir a ser candidato à Câmara Federal. Logo depois, surgiu uma ala do PT lançando a pré-candidatura do secretário para o comando do Palácio dos Leões.

Ao perceber que seu nome não teria a chancela oficial do governador Flávio Dino (PSB), que resolveu apostar todas as fichas em Brandão, Camarão desistiu e passou a fomentar a ideia de ser mesmo candidato a uma vaga de deputado federal.

Porém, novamente eis que surge a possibilidade do secretário trocar uma candidatura proporcional para ser candidato a vice na chapa majoritária de Brandão, caso venha a se confirmar a aliança entre PT e PSB para a corrida sucessória no Maranhão.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

Jeferson Portela é recebido com festa e live pela militância do PDT


O ex-secretário de Segurança Pública, delegado Jeferson Portela, filiou-se nesta sexta-feira, 11, ao PDT do senador Weverton Rocha, pré-candidato ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro.

Jeferson foi recebido com festa pela militância pedetista e o mais novo filho ilustre do PDT teve direito a uma coletiva de imprensa, com divulgação ao vivo pelas redes sociais e uma coletiva à imprensa.

O ex-secretário, que deve ser candidato a deputado federal, garante que apoia o senador Weverton, na disputa para à sucessão do governador Flávio Dino (PSB), por não se sentir ideologicamente alinhado ao projeto do vice-governador Carlos Brandão, que deixará o PSDB pelo PSB.

Jeferson garante que a postura política do senador Weverton vai mais na linha pragmática de esquerda que ele sempre trilhou e que por isso, resolveu apoiar a candidatura do pedetista.

O ex-secretário deixou o comando da Secretaria de Segurança, por entender que não havia mais clima para continuar na pasta, que a partir de abril pertencerá a um novo governo, com a saída do governador Flávio Dino, para se candidatar ao Senado.

Conexão Política- 11/02/2022

No Conexão Política de hoje, Abordaremos a decisão da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) de não concorrer ao Governo do Maranhão, pela quinta vez, e focar numa candidatura à Câmara Federal, onde ela já fez parte da bancada maranhense, no período de 1991 a 1995.

Roseana Sarney confirma nas redes sociais o que todo mundo já sabia


A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) só confirmou, nas redes sociais, o que todo mundo já sabia. Ela recuou da hipótese de vir a ser candidata ao Governo do Maranhão e disputará uma vaga de deputada federal, nas eleições de outubro deste ano, deixando o MDB no Maranhão livre para negociar cargos no novo governo do vice Carlos Brandão (PSDB/PSB), a partir do dia 1º de abril.

Vale lembrar que Roseana já foi representante da bancada maranhense na Câmara Federal, em Brasília, no período de 1991 a 1995, além de ter sido vice-líder do governo do saudoso presidente Itamar Franco.

Roseana garante que sua volta à Câmara dos Deputados lhe enche de orgulho para trabalhar pelo Brasil e, em especial, para o povo do Maranhão.

Pelas redes sociais, Roseana explicou sua decisão:

Hoje é dia de anunciar que na convenção do meu partido, o MDB, submeterei meu nome para concorrer ao mandato de deputada federal nas próximas eleições. Com o aprendizado e a experiência de anos na política, posso ajudar ainda mais o BR e especialmente o MA. Vamos em frente.

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...