Rádio Web Conexão

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Câmara pode ter dois candidatos a prefeito de São Luís

O ex-presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum, reunido com o ex-presidente José Sarney na sede do MDB
No bojo das articulações político-partidárias diversas, as eleições municipais de 2020, em São Luís, podem apresentar um cenário um tanto quanto inusitado de candidaturas à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT).

A própria Câmara Municipal da capital maranhense pode sair com dois vereadores na lista de candidatáveis à prefeito. Um é o atual presidente do Legislativo, Osmar Filho (PDT), e o outro, ex-presidente da Casa e atual 1° vice-presidente Astro de Ogum (PL).

O presidente da Câmara, Osmar Filho, tem o aval do senador Weverton Rocha e do presidente do PDT, Carlos Lupi
De um lado, o presidente Osmar Filho viria com o aval e apoio do senador Weverton Rocha, que preside o PDT no Maranhão. Na outra ponta, o ex-presidente Astro contaria com o aval do ex-presidente José Sarney e do ex-senador João Alberto para sair candidato pelo MDB.

Astro recentemente se reuniu com a cúpula do MDB no estado e há quem diga, nos bastidores, que o parlamentar teria recebido sinal verde para prosseguir com seu projeto político de chegar ao Palácio Laravardière, sede da administração municipal de São Luís, em nova sigla partidária.

Vale aguardar!

terça-feira, 30 de julho de 2019

Como alimentar a matilha após bloqueio do BC nas contas de Lobão?


O ex-senador maranhense Edison Lobão (MDB) teve R$ 1,9 milhão bloqueado em suas contas bancárias pelo Banco Central após determinação da juíza federal Gabriela Hardt, titular da 13° Vara da Justiça Federal em Curitiba (PR), onde tramitam, em primeira instância, parte dos processos da operação Lava Jato.

Lobão é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na Lava Jato.

A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) aponta corrupção e pagamentos ilícitos no valor de R$ 2,8 milhões envolvendo o contrato de construção da usina de Belo Monte, entre 2011 e 2014.

Edison Lobão era o ministro de Minas e Energia do governo da então presidente Dilma Roussef.

segunda-feira, 29 de julho de 2019

"Não tenho medo do Bolsonaro não dar nada ao Maranhão", diz Dino


Prestes a desembarcar em São Luís do Maranhão, previsto para a primeira quinzena de agosto, onde vem inaugurar obras federais, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a ser alvo de ácidas críticas do governador Flávio Dino (PCdoB), que vê no mais novo adversário político o trampolim para chegar com cacife de centro-esquerda nas eleições gerais de 2022, na disputa ao Palácio do Planalto.

Em recente entrevista à Veja, Dino admitiu que as ásperas críticas do presidente Bolsonaro o ajudaram a alavancar seu nome no cenário nacional, depois do chefe da Nação ter dito que o governador do Maranhão era o pior dos governadores de Paraíba. "Tem que ter nada para essa cara".

De lá pra cá, Dino vem surfando na onda nacional da mídia e se sentindo bem a vontade para encarar uma disputa presidencial futura. No entanto, ele ressalta que o foco atual é o seu segundo mandato de governador maranhense.

Sobre a possibilidade do Maranhão ficar à margem do processo de inclusão do governo Bolsonaro, Dino alfinetou não ter medo do presidente.

“Não tenho medo, só quero que ele cumpra suas funções em relação àquilo que é direito do estado e que está garantido na Constituição. Quero que recupere estradas federais e financie programas como o Minha Casa, Minha Vida. Todos os estados estão sendo prejudicados pela inexistência de uma política econômica e social que dê conta dos desafios brasileiros.”

domingo, 28 de julho de 2019

Governadores do Nordeste fazem primeira reunião após críticas de Bolsonaro


Do Congresso em Foco
Brasília

Os governadores do Nordeste se reúnem nesta segunda-feira (29) na Bahia. Será a primeira vez que eles se encontram após terem sido chamados de “governadores de paraíba” pelo presidente Jair Bolsonaro. Mesmo assim, garantem que a pauta oficial do fórum é mesmo o Consórcio Nordeste. Principal alvo das críticas do chefe do Executivo, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), explica que será com uma agenda de trabalho que o Nordeste vai responder ao presidente.

“Enquanto alguns querem criar conflitos com o Nordeste, nós queremos trabalho, ação e resultados. É isso que vamos procurar distinguir. Então, a reunião vai ser marcada sobretudo pela agenda do Consórcio Nordeste”, declarou Flávio Dino.

Para Bolsonaro, Dino é “o pior dos governadores de Paraíba” e não deveria receber nada por isso. Na última pesquisa do Painel do Poder, porém, o maranhense foi o governador mais bem avaliado pelos parlamentares entrevistados pelo Congresso em Foco em parceria com a In Press Oficina.

Outros governadores endossaram a pauta do Consórcio Nordeste e explicaram que, apesar de acontecer exatamente dez dias depois da declaração do presidente, o encontro já estava marcado anteriormente. O fato de o fórum ser realizado na Bahia, estado em que o governador Rui Costa (PT) se recusou a participar de uma agenda ao lado do chefe do Executivo por conta da declaração considerada racista pelos nordestinos, também foi apontada como uma coincidência. Afinal, Costa recebe a reunião porque foi escolhido para ser o primeiro presidente do Consórcio Nordeste.

“Uma agenda de trabalho é a principal resposta que nós podemos dar. É mostrar que nós estamos pensando no Brasil e, sobretudo, na parte do Brasil que nos cabe, que são os estados que governamos”, reforçou Flávio Dino, lembrando que os governadores do Nordeste já se posicionaram contra a declaração do presidente através de uma carta em que cobraram explicações do Executivo em relação à possível restrição de recursos a estados nordestinos.

É para resolver problemas financeiros como esse, por sinal, que os governadores se encontram nesta segunda. A ideia principal do encontro é lançar oficialmente e definir o plano de trabalho do Consórcio Nordeste – projeto que estabelece uma parceria entre os nove estados da região para agilizar, facilitar e baratear processos burocráticos, além de permitir ações conjuntas em temas como o desenvolvimento social, econômico e ambiental. Uma das ideias é, por exemplo, realizar licitações conjuntas que garantam a compra de materiais para todos os estados com preços menores que os que seriam praticados em licitações individuais, de menor escala.

“Nesta reunião, vamos tomar ações importantes para o avanço do consórcio. Vamos aprovar a  direção administrativa e o primeiro plano de trabalho, com temas de desenvolvimento econômico como o turismo e as compras conjuntas”, explicou Dino. Ele lembrou que, apesar de falar-se sobre o consórcio desde o início do ano, só agora será possível fazer isso porque foi nas últimas semanas que a criação do consórcio foi aprovada nas assembleias legislativas dos nove estados nordestinos, o que permitiu estruturar legalmente e dar CNPJ ao projeto.

Apesar de buscar mais independência financeira através do Consórcio Nordeste, o governador do Maranhão admitiu, por sua vez, que seria positivo ver o governo federal estreitando o diálogo com o Nordeste. “O interesse da nação deve estar acima de preferências políticas ou eventuais antipatias partidárias. E em uma federação em que as competências estão divididas entre governo federal, estados e prefeituras, a maior cooperação possível deve ser buscada”, afirmou Dino, dizendo esperar que a polêmica criada em torno das últimas declarações do presidente sobre o Nordeste sirva para que Bolsonaro reveja sua relação com a região.

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Marcio Jerry representa contra Bolsonaro no Ministério Público Federal


O deputado federal Marcio Jerry (PCdoB) utilizou as redes sociais para relatar que ele e mais 11 colegas de parlamento representaram no Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por ato de improbidade administrativa e racismo contra nordestinos, após o chefe do Planalto criticar o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

URGENTE! Mais de 11 colegas parlamentares representaram ao Ministério Público Federal contra o presidente Jair Bolsonaro por "ato de improbidade administrativa e dano moral coletivo" no caso em que ele é feito com base em racismo contra nordestinos e ameaçados estados.

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Familiares de Dutra preferem não liberar boletins médicos e vice assume a Prefeitura de Paço do Lumiar


A imprensa tem que entender que os familiares do prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), tem todo direito de determinar que boletins médicos sobre o estado de saúde do gestor municipal não sejam divulgados pela equipe médica que atende o prefeito.

Desde a última terça-feira, 23, o prefeito Dutra se encontra internado nas dependências do Hospital São Domingos, em São Luís, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O quadro dele é considerado estável.

Com a permanência do gestor em observação médica, após ter passado por uma intervenção cirúrgica, na noite de quarta-feira, 23, a vice-prefeita Paula da Pindoba assumiu o comando da Prefeitura de Paço do Lumiar.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Dino diz que saque do FGTS é muito pouco diante de uma economia paralisada



O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), voltou a tecer ácidas críticas à política econômica do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Desta vez, Dino utilizou as redes sociais para rebater as medidas do governo federal anunciadas nesta quarta-feira, 24, que flexibilizam os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Entre as novidades apresentadas está a liberação de um saque imediato de até R$ 500,00 por conta vinculada e ampliação na distribuição dos resultados do fundo.

Para o governador comunista, trata-se de uma política pequena e mesquinha diante de uma economia paralisada.

"Liberdade de uma parcela pequena do FGTS é muito pouco diante de uma economia paralisada e com 13 milhões de desempregados. É preciso ter coragem e sensibilidade social. É parar de pensar nos Estados Unidos e mais nos ricos".

Estresse político e pressões podem ter levado ao AVC de Dutra


A elevada adrenalina política em Paço do Lumiar, situada na região metropolina da Grande São Luís, pode ter desencadeado um processo de estresse e consequentes pertubações à saúde do prefeito Domingos Dutra (PCdoB).

Na noite da última terça-feira,23, Dutra foi vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), sendo levado às pressas para o Hospital São Domingos, em São Luís.

Após ser submetido a exames para ser medida a gravidade do AVC, o gestor foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva(UTI) da unidade de saúde, ficando sob observações médicas.

Segundo as primeiras informações, embora o caso não seja extremo, o paciente precisa de cuidados especiais, principalmente por causa da idade, já que tem mais de 60 anos, e pelo tipo de atividade política que ele desempenha.

Um boletim médico deve ser divulgado nesta quarta-feira, 24, para maior detalhamento do atual estado clínico do prefeito de Paço do Lumiar.

Nos últimos dias Dutra vinha passando por uma pressão política intensa, por conta de supostas irregularidades envolvendo o concurso público do município, que acabou sendo anulado pelo gestor.

Justiça torna réu a matilha do clã do ex-senador Lobão


Desde a sexta-feira passada, 19, a Justiça Federal já havia aceitado denúncia da força-tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR) contra o ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão e do filho, Márcio Lobão, por corrupção no contrato de construção da Usina de Belo Monte, no Pará.

Segundo o MPF, o ex-senador e o filho teriam recebido cerca de R$ 2,8 milhões em pagamentos ilícitos da Odebrecht entre 2011 e 2014. A denúncia diz que o dinheiro foi repassado em cinco entregas, no local onde Marta Lobão, esposa de Márcio Lobão, mantinha um escritório de advocacia com a família de seu sogro. A força-tarefa identificou Edison Lobão como “Esquálido” nas planilhas da Odebrecht.

Com a aceitação da denúncia, a 13ª Vara da Seção Judiciária de Curitiba também determinou o bloqueio de R$ 7.873.080,00 de bens e ativos financeiros em nome de Edison Lobão, Márcio Lobão e Marta Lobão.

Propinas em Belo Monte

Conforme a denúncia do MPF, o esquema de propinas na construção da Usina de Belo Monte envolvia integrantes do PT e do MDB. Na época da construção, a petista Dilma Rousseff era a presidente do Brasil, enquanto Michel Temer, do MDB, era o vice.

As empresas do Consórcio Construtor Belo Monte, entre elas a Odebrecht, se comprometeram a repassar 1% do valor do contrato de construção da Usina de Belo Monte para políticos do PT e PMDB.Segundo a força-tarefa da Lava Jato, 45% do suborno seria direcionado para integrantes do PT, 45% para integrantes do MDB e 10% para Antônio Delfim Netto.

terça-feira, 23 de julho de 2019

Vereador diz que querem ganhar dividendos eleitorais com reconstrução de quadra poliesportiva na Liberdade


O líder do PSD na Câmara Municipal de São Luís, vereador Cézar Bombeiro(PSD), ajuizou ação popular na Vara de Interesses Difusos e Coletivos pedindo a concessão de uma liminar para que a Justiça determinasse a retomada da reforma da quadra do Japão no bairro da Liberdade. Esses recursos já estavam garantidos desde 2013 por meio de emenda do então deputado federal e atual senador Weverton Rocha (PDT).

Bombeiro tem buscado, através de inúmeros projetos, benefícios para várias comunidades de São Luís, porém, infelizmente tem sido uma verdadeira guerra de Davi(Cézar) e Golias(Prefeitura), para que seus requerimentos sejam executados.


Segundo Cezar Bombeiro, como é de costume na política de São Luís, após incansável pedido ao Executivo Municipal, para que a reforma da quadra poliesportiva (foto) fosse reformada, agora aparecem oportunistas posando em fotos para ganhar crédito junto à população, já visando às eleições do ano que vem.

“É muito importante essa reforma para os nossos garotos daqui da comunidade da Liberdade, que vão ter um local específico para o lazer com mais comodidade e segurança. Agradeço ao senador Weverton e também ao nosso vereador Cézar Bombeiro por lutar até na justiça para fazer acontecer essa obra”, disse Feitosa, um dos moradores da região.

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Bolsonaro desafia Dino e diz não ter medo de vir ao Maranhão


O clima de tensão entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), deve permanecer. Bolsonaro já mandou recado dizendo não ter medo de desembarcar por terras de Gonçalves Dias e que se tiver de subir no mesmo palanque com Dino, não fugirá do compromisso.

A expectativa é que o presidente da República deve estar em São Luís ainda na primeira quinzena de agosto para inaugurar obras de revitalização do Centro Histórico da capital maranhense, em especial a recuperação da Rua Grande, importante área comercial da cidade.

Em entrevista neste fim de semana, em Brasília, Bolsonaro voltou a cutucar ao afirmar que os governos do Maranhão e da Paraíba se utilizam de obras com dinheiro federal e fazem festa como se fossem recursos estaduais.

A animosidade continua em alta.

sábado, 20 de julho de 2019

A verborragia de um presidente sem a mínima noção da Res Publica


Por Mario Carvalho
Editor do blog

Um presidente da República, eleito democraticamente por milhões de brasileiros, mas que não respeita os governadores de uma região importante como o Nordeste, parece ter perdido a noção política da Res Publica e passa a ser alguém desprezível do ponto de vista do atual cargo que ocupa.

Lamentável saber que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) tenha se referido, na última sexta-feira, 19, à belíssima região nordestina e a seu povo como "Paraíba", ou seja, uma forma pejorativa pela qual a região é chamada por sulistas desconectados com a história do país.

Mais grave ainda foi o acéfalo presidente Bolsonaro ter se dirigido ferozmente ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), taxando-o de ser o pior gestor público da região, apenas por não comungar de mesma ideologia política, o que é natural num civilizado regime democrático.

“Daqueles governadores de Paraíba, o pior é o do Maranhão. Tem que ter nada com esse cara”, disse Bolsonaro ao ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil). A conversa entre os dois foi pouco antes do início do café da manhã do presidente com jornalistas.

Seria trágico se não fosse cômico, mas as declarações estapafúrdias do presidente Bolsonaro foram registradas pela TV Brasil, que cobria o evento. Como de costume, os jornalistas convidados não podiam gravar o café da manhã.

Para o governador Flávio Dino, "Ser o pior na visão de Bolsonaro é uma honraria".

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Deputados e ex-deputados maranhenses agraciados com auxílio-mudança


Do Congresso em Foco
Brasília

De apartamento funcional a auxílio-mudança, a Câmara paga uma série de contribuições destinadas à habitação dos parlamentares em Brasília. Entre o ano passado e o atual, foram desembolsados R$ 34,9 milhões com ajuda de custo para 540 deputados federais realizarem a mudança do seu estado natal para a capital ou para o caminho inverso.

Cada deputado federal recebeu R$ 33,7 mil – o correspondente a um mês de salário – para "compensar as despesas com mudança e transporte". O benefício é garantido por um decreto de 2014, que não distingue o local de origem do político e não exige que os parlamentares declarem como gastaram o dinheiro.

Os dados foram obtidos pelo Congresso em Foco por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Nas eleições de 2018, o Congresso passou por uma renovação recorde, consequência direta do discurso anticorrupção e de redução de gastos públicos. Na Câmara, 47% das vagas parlamentares foram renovadas. Os benefícios são um contraponto ao discurso da chamada nova política – termo normalmente usado por recém-eleitos para marcar posição contrária às regalias.

Veja abaixo a lista dos 11 deputados e ex-deputados federais do Maranhão agraciados com o auxílio-mudança:

ALUISIO GUIMARAES MENDES FILHO (Podemos)

CLEBER VERDE CORDEIRO MENDES (PRB)

ELIZIANE PEREIRA GAMA MELO/ Atualmente senadora pelo Cidadania

HILDO AUGUSTO DA ROCHA NETO (MDB)

JOÃO MARCELO SANTOS SOUZA (MDB)

JOSÉ REINALDO CARNEIRO TAVARES (PSB)

JOSÉ SARNEY FILHO (PV)/ Atualmente secretário de estado em Brasília

JULIÃO AMIN CASTRO (PDT)

PEDRO FERNANDES RIBEIRO (PTB)

WALDIR MARANHÃO CARDOSO (PP)

WEVERTON ROCHA MARQUES DE SOUSA/ Atualmente senador pelo PDT

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Vereador do PSD quer saber do paradeiro do VLT


O vereador Cézar Bombeiro (PSD) encaminhou requerimento à Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, solicitando ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e ao secretário Municipal de Trânsito e Transportes, Antônio Araújo, informações sobre o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

O pedido do parlamentar referem-se especialmente sobre a guarda, conservação, gastos com aluguel de local para manter o veículo sem ameaça de danos, valores de quanto é gasto mensalmente e o total dos últimos seis anos. Ele quer saber se ainda há alguma definição acerca da destinação a ser dada ao VLT.

O VLT foi adquirido pelo ex-prefeito João Castelo como trunfo da sua campanha à reeleição com a promessa de sua instalação como primeiro transporte de massa com essa qualidade. Derrotado no pleito, João Castelo deixou o VLT e os valores a serem pagos pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

A princípio, o atual prefeito chegou a especular a instalação de uma linha do transporte entre o Anjo da Guarda e o Terminal da Praia Grande, mas a promessa não se concretizou. Durante muito tempo o VLT ficou abandonado no Terminal da Praia Grande. Por decisão da justiça, a prefeitura foi obrigada a garantir a conservação do VLT até que fosse encontrada uma destinação.

Cézar Bombeiro destaca que Veículos Leves sobre Trilhos têm resolvido problemas sérios de transporte de massa de várias cidades brasileiras. O Rio de Janeiro tem o transporte do centro histórico e de vários bairros feitos por VLTs, que inclusive operando até ao aeroporto Santos Dumont. O Museu do Amanhã tem considerável número de visitantes devido o VLT deixar as pessoas bem na porta e nos fins de semana e o local deu origem a atrações culturais diversas.

O parlamentar do PSD lamentou que São Luís ainda não um transporte de massa de qualidade como o VLT. “Até como informação necessária para a população, precisamos saber exatamente quanto custou o VLT, quanto já foi gasto para mantê-lo sob guarda e o que o poder público pretende dar a sua destinação”, disse o vereador.

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Dino quer união ampla dos partidos do campo centro democrático para 2022


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), concedeu entrevista ao site The Intercept Brasil, onde ele fala de uma "união ampla" com o centro democrático como única maneira de enfrentar o autoritarismo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O The Intercept Brasil é o mesmo portal que está desnundando ponto a ponto os vazamentos de áudios entre o ex-juiz e atual ministro Sergio Moro e o procurador federal Deltan Dallagnol, na operação Lava Jato.

A reportagem relembra que para vencer a família Sarney, que governou o Maranhão por mais de 50 anos, Dino contou com um palanque que reuniu 16 partidos políticos de diferentes matizes, do PT ao PSDB.

Veja a íntegra da reportagem no link abaixo:


PDT abre processo contra Gil Cutrim e mais sete deputados infiéis


A direção do Partido Democrático Trabalhista (PDT) abriu processo nesta quarta-feira, 17, para decidir que tipo de punição aplicará aos oito deputados federais da legenda que contrariaram a decisão da Executiva e votaram a favor do projeto de reforma da Previdência, do governo Jair Bolsonaro (PSL).

Entre os parlamentares da bancada do PDT na Câmara Federal está o deputado maranhense Gil Cutrim, que, na semana passada, chegou a ignorar a possibilidade de punição da sigla ou até a expulsão dos quadros do partido.

Até o desfecho final do processo, os parlamentares não poderão falar pela legenda no Congresso Nacional e nem representar o PDT.

Além de Gil Cutrim, também devem sofrer punição disciplinar os parlamentares: Tabata Amaral (SP), Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Jesus Sergio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e o Subtenente Gonzaga (MG).

Os deputados responderão a processo administrativo na Comissão de Ética do PDT.

terça-feira, 16 de julho de 2019

Bolsonaro vem a São Luís e pode ficar frente a frente com Dino

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao lado do ex-presidente José Sarney e do vice, Hamilton Mourão
E não é que já está confirmado o desembarque, em agosto, em São Luís, do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). Na oportunidade, o presidente deve inaugurar obras e serviços de restauração do Centro Histórico da capital maranhense, além de confirmar novos investimentos do Governo Federal na requalificação urbanística da cidade.

A confirmação da vinda de Bolsonaro à São Luís foi anunciada na última segunda-feira, 15, pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Kátia Bogea, que ampliou a parceria do órgão com a companhia Vale e a Prefeitura de São Luís para revitalização de novas três áreas no Centro Histórico (Praça João Lisboa, Largo do Carmo e Praça das Mercês) com investimentos da ordem de R$ 11 milhões.

A expectativa é que seja montado um palanque para o presidente Bolsonaro em  sua estadia em São Luís e cujo espaço pode vir a ser dividido com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), expondo ambos a uma situação nada convencional na política estadual e nacional.

Vale aguardar!

Câmara terá Plano Diretor como pauta principal no segundo semestre

Presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), deu por encerrado o primeiro semestre legislativo
Depois dos vereadores votarem, na segunda-feira, 15, o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) e entrar em recesso a partir desta terça-feira, 16, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), já anunciou que no segundo semestre o Legislativo deverá se debruçar sobre o projeto de revisão do Plano Diretor da capital maranhense.

"Com certeza neste segundo semestre, a Câmara irá discutir e votar a revisão do Plano Diretor de São Luís, amplamente debatido entre a Prefeitura e a população, que participaram das audiências públicas realizadas no primeiro semestre", declarou o presidente Osmar Filho.

Com o recesso, as atividades em plenário na Câmara só voltam a acontecer no dia 5 de agosto, com uma sessão solene de reabertura dos trabalhos e no dia seguinte, a volta das sessões deliberativas no parlamento.

"Apesar de estarmos em recesso, estarei diariamente aqui na condução administrativa da Casa", ressaltou Osmar Filho.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Acordo entre Dino e Sarney causa apreensão na área da Saúde


Este blog recebeu no último fim de semana denúncia "anônima" que supostamente revelariam as primeiras apreensões de servidores estaduais, após o recente encontro, em Brasília, entre o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e o ex-presidente da República, José Sarney (MDB).

As primeiras inquietações já rondariam a área da saúde, em especial na suposta troca do diretor-geral do Hospital Nina Rodrigues, por uma pessoa que teria ligações diretas com o ex-senador e empresário Mauro Fecury e com o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad.

Vale ressaltar que em recente discurso na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Adriano Sarney (PV) garantiu que em breve espaço de tempo a população maranhense começaria a conhecer o eventual acordo ou pacto de não agressão entre Dino e o ex-presidente Sarney.

Segue abaixo a íntegra da denúncia encaminhada ao blog:

"Vcs estão sabendo que querem tirar o diretor geral do Nina, o Cabeludo. Mas querem colocar a filha do Guterres, aquele ligado a Mauro Fecury e os Sarneys. Que tem como secretária a dona Beatriz e filha do motorista do Ricardo Murad e que tem seu filho Luiz, que é office boy do diretor clínico da retaguarda, o dr. Edson, que nega os leitos para UPA, para o instituto Invisa não ter despesa... O Luiz esta semana, filho da Beatriz, que é secretária da sarneysista Gabriela Guterres, espalhou que a retaguarda estava em festa com a saída do diretor Cabeludo, Rui Cruz".

Tirem suas conclusões!

sábado, 13 de julho de 2019

Gil Cutrim ignora punição do PDT e diz que reforma da Previdência é importante


O deputado federal Gil Cutrim (PDT) disse ter votado a favor do projeto de reforma da Previdência por entender que vários pontos da proposta do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) são importantes para que o Brasil volte a crescer.

"É importante que a população saiba que para que nosso país volte a crescer, reformas estruturais precisam ser realizadas, independente das ideologias partidárias. É preciso que nós, da classe política enxerguemos só o povo como prioridade, nossas vaidades não podem ser um impeditivo para avançar. Nosso principal objetivo deve ser uma agenda positiva que vise a geração de emprego e renda e o bem-estar dos brasileiros", afirmou o parlamentar.

No decorrer desta semana, após a votação do texto-base do projeto de reforma da Previdência na Câmara Federal, Gil Cutrim e mais sete deputado do PDT foram acusados de cometer infidelidade partidária e cujos deputados podem sofrer processo disciplinar, advertência ou até expulsão da legenda.

É que antes da votação da matéria na Câmara, a direção nacional do PDT havia fechado questão contra o texto da Reforma da Previdência, onde todos parlamentares do partido deviam seguir a orientação partidária.

A indisciplina irritou a alta cúpula do PDT, tendo o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, declarado que aqueles que não seguiram a ordem da Executiva seriam punidos exemplarmente.

"Ao mesmo tempo que não adianta ter deputado que não vota com o partido, também não vamos dar ao deputado a opção de poder mudar de partido sem ter nenhuma punição. Tudo isso nós estamos avaliando para ter uma atitude cirúrgica", afirmou Lupi.

Além de Gil Cutrim, também devem sofrer punição disciplinar os parlamentares: Tabata Amaral (SP), Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Jesus Sergio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e o Subtenente Gonzaga (MG).

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Gil Cutrim pode ser expulso do PDT por indisciplina


O deputado federal maranhense Gil Cutrim passou a ser um dos oito parlamentares do PDT que deve sofrer processo disciplinar da Comissão de Ética do partido, por ter votado contrário a uma decisão da Executiva Nacional da sigla, que fechou questão contrária ao projeto de Reforma da Previdência, cujo texto-base foi aprovado na quarta-feira, 10, à noite, no plenário da Câmara Federal.

Gil Cutrim e outros sete deputados devem sofrer eventuais penalidades da direção do PDT, por terem votado a favor do projeto de Reforma da Previdência. Por não terem seguido a orientação do partido, ele e os demais colegas de bancada poderão sofrer advertência, suspensão ou até a expulsão das hostes pedetistas.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, disse que a Comissão de Ética da legenda abrirá procedimento disciplinar contra todos aqueles que votaram contra a decisão final do partido contra o projeto de Reforma da Previdência.

"Ao mesmo tempo que não adianta ter deputado que não vota com o partido, também não vamos dar ao deputado a opção de poder mudar de partido sem ter nenhuma punição. Tudo isso nós estamos avaliando para ter uma atitude cirúrgica", afirmou Lupi.

Além de Gil Cutrim, também devem sofrer punição disciplinar os parlamentares: Tabata Amaral (SP), Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Jesus Sergio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e o Subtenente Gonzaga (MG).

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Senadora pega onda no pacote anticrime de Moro que criminaliza Caixa 2


E não é que a senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) conseguiu surfar na onda do pacote anticrime do vazado ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e obteve nesta quarta-feira, 10, a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do seu Projeto de Lei 1865/2019, que criminaliza o Caixa 2 nas campanhas eleitorais.

O projeto é terminativo na comissão e, se não houver recurso para votação em plenário, seguirá para apreciação da Câmara Federal.

Segundo a senadora, o Caixa 2 é uma verdadeira fraude eleitoral que precisa ser exterminado.

"O caixa dois é uma fraude a todo o sistema democrático brasileiro porque atenta contra a soberania popular, e contra a inviolabilidade do voto. É um atentado às instituições e aos pilares que sustentam o Estado Democrático de Direito. Criminalizar essa prática é fundamental para a preservação do sistema democrático livre e justo", afirmou Eliziane.

Osmar diz que candidatura em 2020 é real e segue dialogando

O presidente Osmar Filho (PDT) ao lado do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr, na entrega de novos ônibus
O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), mantém o discurso de que hoje o seu nome está colocado no tabuleiro do xadrez eleitoral para 2020, com apoio do seu partido, do senador Weverton Rocha e a certeza de que o diálogo com a população tem crescido consideravelmente.

Em recente entrevista à uma emissora de rádio, o vereador disse que seu lançamento como futuro candidato à Prefeitura de São Luís “é um debate que está posto”. 

Estamos trabalhando dentro do nosso grupo para construirmos as condições, mas depende de muito debate com a sociedade e a classe política para definirmos o melhor caminho para São Luís.

terça-feira, 9 de julho de 2019

Dino quer ampla articulação nacional para concorrer em 2022


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse ao Jornal Pequeno que aguardará uma articulação nacional, no campo dos partidos de esquerda e no campo popular democrático, para num futuro não muito distante decidir se sairá candidato à Presidência da República, em 2022.

- Em havendo algum tipo de articulação nacional, no campo da esquerda, no campo popular democrático, e isso resultando numa convergência ampla, que é a minha tese, em torno de determinados nomes que consigam de um modo unificado representar o nosso pensamento, e seu tiver a possibilidade de ser um desses nomes, é claro que desempenharei esta tarefa.

Caso não consiga uma ampla articulação, Dino ressalta que não deixará de concorrer a um novo pleito, ou na condição de candidato ao Senado ou para uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Vale aguardar!

Utilização de canudo de plástico é proibido pela Câmara de São Luís


Nos últimos meses, o uso de canudo de plástico se tornou tema dos principais noticiários em todo o Brasil. Em São Luís, foi aprovado pela Câmara Municipal projeto de lei, de iniciativa do vereador Cezár Bombeiro (PSD), que proíbe o uso deste tipo de material, apontando como solução para os estabelecimentos comerciais, por exemplo, o uso de canudos biodegradáveis.

A proposta foi aprovada pelo plenário em outubro de 2018. Após a sanção ou promulgação fica proibida a utilização de canudos de plástico em estabelecimentos comerciais da capital maranhense, como restaurantes, bares, ambulantes, barracas de praias, hotéis e similares.

Os proprietários de estabelecimentos devem apresentar alternativa ao consumidor, como canudos biodegradáveis, comestíveis e/ou reutilizáveis, embalados, quando necessário, com material semelhante.

Tal iniciativa, segundo Cezar Bombeiro, tem o intuito de amenizar o impacto ecológico, já que o plástico é considerado uma das substâncias mais nocivas ao meio ambiente e que mais leva tempo para se decompor – cerca de 400 anos.

“Não estamos apenas seguindo a tendência mundial de valorização do meio ambiente, mas evitando ou substituindo materiais que causam danos irreparáveis. Por este motivo, apresentei a proposição para que sirva como um dos instrumentos de respeito ao meio ambiente e, consequentemente, a saúde da população”, explicou o vereador.

Fiscalização e penalidades

A fiscalização, segundo determina o projeto, será de responsabilidade da Vigilância Sanitária Municipal. Em caso de descumprimento, os estabelecimentos serão primeiramente advertidos e terão o prazo de 30 dias para se adequar.

Na segunda autuação, a multa é de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) e vai dobrando de valor em caso de reincidência, podendo o estabelecimento ser fechado e a licença de funcionamento cassada até a adequação.

“Banir o uso dos canudinhos é um importante passo para diminuir a poluição dos mares e promover a proteção de todo o ecossistema marinho. Já demos um grande passo, que foi a aprovação do projeto no âmbito estadual. Está mais do que na hora da capital também acordar para esse grave problema ambiental, que é um problema mundial, e fazer a sua parte. A questão do uso do canudinho plástico é mais uma questão cultural, do que realmente uma necessidade do cidadão”, afirmou o vereador Cezar Bombeiro.

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Depois da pressão Sergio Moro pede afastamento do cargo


A pressão contra a cabeça do ex-juiz e atual ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) é tamanha que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) já autorizou o ministro a se afastar do cargo, por cinco dias na próxima semana, para acalmar a fogueira da inquisição política.

A autorização consta na publicação do Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 8.

O despacho presidencial foi assinado na sexta-feira passada, 5, e  menciona apenas que o afastamento de Moro será “para tratar de assuntos particulares”.

Há quem diga que o afastamento de Moro é para acalmar os ânimos depois da bombástica reportagem da revista Veja desta semana, que mostra que o ex-magistrado fez Justiça com as próprias mãos na Lava Jato e teria atuado ilegalmente como orientador-mor do Ministério Público Federal.

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...