Rádio Web Conexão

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Estudo da FGV desmente Flávio Dino e mostra que o Maranhão tem quase 60% da população na pobreza


Levantamento do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV Social) mostrou que o Maranhão aparece com 57,90% entre os quatro estados da federação cujo índice de pobreza supera a casa dos 50%. Além do Maranhão seguem nesta mesma linha os estados de Amazonas (51,42%), Alagoas (50,36%) e Pernambuco (50,32%).

O avanço da parcela da população pobre no Brasil revela uma situação ainda mais crítica quando se observa a situação sob a ótica regional. Das 27 unidades da federação, 14 têm mais de 40% de sua população na pobreza.

Além dos quatro piores, a situação é crítica em Sergipe (48,17%), Bahia (47,33%), Paraíba (47,18%), Pará (46,85%), Amapá (46,80%), Roraima (46,16%), Ceará (45,89%), Piauí (45,81%), Acre (45,53%) e Rio Grande do Norte (42,86%).


Na média brasileira, a parcela era de 29,62% em 2021, ou quase um terço da população, ante 25,08% em 2019, antes da pandemia. Ao todo, eram 62,9 milhões de brasileiros em 2021 nesta situação, 9,6 milhões a mais que em 2019.

Por essa classificação, pobres são aqueles que vivem com menos de R$ 497 per capita/mês a preços do quarto trimestre de 2021, nesta situação, 9,6 milhões a mais que em 2019. Por essa classificação, pobres são aqueles que vivem com menos de R$ 497 per capita/mês a preços do quarto trimestre de 2021, US$ 5,50 por dia.

Para o senador Roberto Rocha (PTB), a conta chegou e isso vinha sendo alertado por ele há 7 anos. "Digo há 7 anos que o governo Flávio Dino (PSB) arruinou a já combalida economia do Maranhão, com consequências gravíssimas à população mais vulnerável. Agora a FGV mostrou os números. Uma vergonha nacional!" declarou o parlamentar.

Comunidade acadêmica da UFMA repudia encontro de cristãos conservadores na instituição


A comunidade acadêmica da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) está se mostrando preocupada com a notícia de que a instituição sediará, justamente no prédio Paulo Freyre, um encontro de cristãos conservadores. Por meio de uma carta aberta à comunidade universitária, uma pergunta que não quer calar: "que tipo de encontro de cristãos conservadores poderia ser sediado na universidade? Trata-se de um encontro científico?".

A carta diz ainda que se for um encontro científico não há objeções, já que a universidade é um espaço plural, onde as diferentes correntes do pensamento científico coexistem. Porém, a preocupação é que o evento não é científico e sim de uma profissão da fé.

Para a comunidade universitária, nesse aspecto não é natural, pois a instituição pública deve primar pela laicidade. "Somos pela defesa inconteste dos credos religiosos, mas estes devem ser exercidos na esfera privada e não no espaço público da universidade", ressalta a carta.

No entendimento da comunidade acadêmica, por esta razão o encontro deve ser refutado por toda comunidade universitária, que expressam sua religião, sua fé e sua crença em espaços apropriados para isso. 

"Vale para cristãos, conservadores, cristãos progressistas, religiões de matriz africana, ilâmica ou quaisquer um que sejam", finaliza a carta que é assinada por mais de 20 professores e diretores de centros acadêmicos da UFMA.

MDB no Maranhão ainda está indefinido sobre apoio aos Leões


A ex-governadora Roseana Sarney, atual presidente do MDB no Maranhão, mostrou hoje em entrevista ao programa Bastidores, da TV Mirante, que ainda não dá para dizer ao certo quem o partido apoiará na disputa para o Governo do Estado nas eleições de outubro deste ano.

Segundo a ex-mandatária do Maranhão, somente durante o período das convenções partidárias, que começa a partir do dia 20 de julho, é que o MDB definirá em qual palanque estará na disputa ao comando do Palácio dos Leões, se o do governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição, ou o do senador Weverton Rocha (PDT).

"Enquanto isso, as lideranças do MDB têm se reunido para debater essa questão. Somente quando todos definirem um posicionamento é que iremos anunciar a quem iremos apoiar. Não posso tomar só essa decisão", destacou a ex-governadora.

Uma parcela do MDB maranhense nutre apoio à candidatura do governador Brandão, enquanto uma outra ala do partido pretende marchar unida à candidatura do senador Weverton rumo ao governo estadual.

quarta-feira, 29 de junho de 2022

Leo Dias é denunciado ao Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas


Por Sylvio Costa

Congresso em Foco

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) vai encaminhar denúncia contra o colunista Leo Dias ao Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) para apurar sua conduta na divulgação de informação sobre a doação de um bebê pela atriz Klara Castanho. A atriz, de 21 anos, foi estuprada e doou o recém-nascido para adoção, seguindo todos os trâmites legais.

Na nota em que manifesta solidariedade a Klara, a Fenaj afirma que há fortes evidências de que o colunista feriu o Código de Ética do Jornalista Brasileiro e defende a criação do Conselho Federal de Jornalistas (CFJ), como “forma de garantir uma profissão digna, com um contrato público e ético com a sociedade”.

Os jornalistas que descumprirem o presente Código de Ética ficam sujeitos gradativamente às seguintes penalidades, a serem aplicadas pela Comissão de Ética:

“– Aos associados do Sindicato, de observação, advertência, suspensão e exclusão do quadro social do sindicato;

– Aos não associados, de observação pública, impedimento temporário e impedimento definitivo de ingresso no quadro social do sindicato.”

Mais um suplente de vereador assumirá a Câmara Municipal de São Luís


O suplente de vereador, Marlon Garcia (PSC), deve assumir na próxima semana o mandato na Câmara Municipal de São Luís com a licença do vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC), que ficará afastado por um período de 120 dias. Além dele, outros suplentes também devem assumir a Câmara de São Luís como Fábio Câmara e Ivaldo Rodrigues (ambos do PDT).

O anúncio foi feito na terça-feira, 28, tendo o parlamentar agradecido o apoio dos colegas, a convivência harmoniosa no Legislativo e disse que retornará com mais entusiasmo.

Dr. Gutemberg justificou o afastamento dizendo que queria oportunizar ao suplente a chance de também contribuir com o mandato e trabalhar pelo povo ludovicense. Marlon Garcia é o primeiro suplente e possui forte atuação nos bairros mais periféricos de São Luís, principalmente, no Bairro de Fátima.

“Tiro esta licença no período que prevê o nosso regimento para que meu suplente, Marlon Garcia, possa vir a esta casa e também ter a honra de representar o povo e a cidade de São Luís”, ressaltou.

Informou ainda que no período da licença irá se dedicar a ações da pré-campanha do ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSC), que é pré-candidato ao Governo do Maranhão, a quem ele somará com seu trabalho e experiência.

“Estas são as duas razões pelas quais me afasto desta casa e quando retornar, estarei muito mais restabelecido e com muito mais força e dedicação para fazer o que eu sempre fiz, lutar pelo nosso povo e nossa cidade. Obrigada a todos”, enfatizou.

segunda-feira, 27 de junho de 2022

Deputada acredita que "CPI dos Ferry boats" pode escancarar a problemática no sistema aquaviário do Maranhão


A deputada estadual Thaiza Hortegal (PDT) acredita na instalação da "CPI dos Ferry boats" na Assembleia Legislativa do Maranhão, que vem sendo puxada pelo deputado Wellington do Curso (PSC). Segundo ela, somente por meio da instalação de uma CPI na Casa poderá ser aberta a "caixa preta" do sistema e encontrar soluções viáveis para o problema do transporte aquavário no estado, já que o Governo vem batendo cabeça e não consegue encontrar a saída.

Thaiza ressalta que tem andado municípios da baixada maranhense e o que tem observado é o desespero e a angústia das pessoas para que o Legislativo possa encontrar um solução emergencial para a travessia dos ferryboats da capital para o interior.

Ela acrescenta que desde 2019 acompanha de perto essa situação do transporte aquaviário que liga São Luís à baixada maranhense. A deputada destaca que tem monitorado as ações tomadas pelo Senado, que recentemente aprovou a criação de uma Comissão Temporária Externa para apurar o caos no sistema, depois do senador Roberto Rocha (PTB) ter denunciado o caso em âmbito nacional.

"Atualmente, estamos em constante diálogo com a Comissão Externa do Senado para tentar resolver esse problema via Governo Federal", afirma a deputada pedetista.

CONEXÃO POLÍTICA- 27/06/2022

O PV no Maranhão pode descartar apoio ao ex-governador Flávio Dino (PSB), na disputa ao Senado da República, e apostar num apoio à reeleição do senador Roberto Rocha (PTB). O caso vai ser decidido em reunião da Executiva Nacional do partido, já que o PV faz parte da federação com o PT e PCdoB que apoiam Dino.


Pré-campanha brandonista corre contra o tempo para evitar crescimento de Weverton


Preocupados com o crescimento real da pré-campanha do senador Weverton Rocha (PDT) ao Governo do Maranhão e correndo contra o tempo eleitoral, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) usou as redes sociais para informar que a segunda-feira, 27, começou com reunião da coordenação da pré-campanha do governador licenciado Carlos Brandão (PSB).

Porém um fato chama atenção, já que a reunião está sendo coordenada pelo pré-candidato a vice, Felipe Camarão (PT), que tem se desdobrado em visitas ao interior do estado para preencher a brecha deixada pela ausência médica de mais de um mês de Brandão nos eventos políticos.

A turma dos Leões comuno-socialistas sabe que nesse momento é preciso frear o ímpeto e volume da pré-campanha do senador Weverton, que vem agregando importantes aliados em seu palanque rumo às eleições de outubro e isso acendeu o sinal vermelho no Palácio.






domingo, 26 de junho de 2022

Roberto Rocha expõe que a verdade dos ferry boats está à deriva no Maranhão


O senador Roberto Rocha (PTB), pré-candidato à reeleição, escreveu em seu blog que o caos no sistema do transportes de ferry boats no Maranhão não é apenas um simples problema, mas algo mais profundo, por revelar a omissão do ex-governador Flávio Dino (PSB), na trágica tentativa de estatizar um serviço público que vinha servindo a população por mais de 30 anos.

Leia abaixo a íntegra da narrativa do parlamentar trabalhista:

Em 10 de maio subi à tribuna do Senado para tornar pública a situação dos ferryboats da travessia entre São Luís e a Baixada maranhense. Mostrei que não se tratava de simples problemas operacionais, mas sim de algo muito mais profundo. Era uma situação provocada não pela omissão do Governo do Estado, mas antes pela ação deliberada deste, ao estatizar um serviço que vinha servindo à população por 36 anos seguidos.

Foi um deus-nos-acuda dentro do Governo, que rapidamente tratou de criar um grupo que se reuniu e declarou que, como era um governo sério e voltado para a solução dos problemas, já estava tratando do assunto que seria resolvido em não mais que uma semana.

E, de fato, uma semana depois anunciou a compra de um novo ferryboat que começaria a operar imediatamente, resolvendo o problema. Lá estava ele, nas fotos, pintado em cores vibrantes, quase estalando de novo. Quanta eficiência, não?

Ocorre que logo se viu que não se tratava de um novo ferry, mas de um verdadeiro ferry velho, construído em 1987, que foi garibado para tentar enganar os incautos. E que ainda precisava passar pela vistoria da autoridade marítima local.

Agora, pasmem: o tal ferry velho chegou a São Luís, vindo de Belém, sem uma série de itens obrigatórios, a começar pela identificação da embarcação, condição para obter a certificação segundo as Normas da Atividade Marítima Brasileira. Seria para esconder a idade e o longo histórico prestado nos rios do Pará? Também viajou sem um Sistema de Fundeio devidamente instalado e talvez sem autorização da Capitania dos Portos de Belém. Pois esta não poderia autorizar a saída da capital paraense sem que estivesse em conformidade com as normas.

Mas o pior ainda estava por vir: essa embarcação foi construída para navegar apenas em águas abrigadas dos rios amazônicos. Águas remansosas! Será que possui resistência estrutural suficiente para suportar as fortes correntes do boqueirão, com ventos, ondas e correntes que assolam a região no período de julho a novembro?

Muitas outras perguntas terão que ser respondidas. Listo apenas algumas:- A motorização instalada possui potência suficiente para navegar na área?
– O sistema de fundeio, que foi instalado em São Luis, foi testado e segurou a embarcação com carga?
– A embarcação consegue navegar com um só motor, em caso de avaria do outro?
– O AIS, Sistema Automático de Identificação, e o radar estão operando?
– O contrato de afretamento foi autorizado pela Antaq e está registrado no cartório e Tribunal Marítimo?
– O Boletim de Atualização foi encaminhado a Marinha do Brasil informando o nome do armador responsável pela embarcação?

Como se vê, não se trata apenas de trazer uma embarcação e colocar em funcionamento. São muitas vidas e muito patrimônio que estarão em jogo a cada travessia. O modo como o Governo do Maranhão praticamente destruiu a empresa responsável pelo serviço deve servir de alerta para que tomemos cuidados redobrados.

A primeira providência, ao anunciarem a chegada de um “novo” equipamento, em prazo exíguo, deve nos deixar de orelha em pé. Por aí já dá para notar que a verdade está à deriva. Ainda bem que a Marinha do Brasil não compactuará com essa pantomima. São vidas da sofrida população da Baixada Maranhense que precisam ser protegidas.

Autoria: Senador Roberto Rocha 

Bolsonaro sugere recorrer ao golpe militar caso venha perder as eleições de outubro para Lula


Acuado após o vazamento das ligações perigosas que escancararam a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, o presidente Jair Bolsonaro (PL) já dá mostras que pode optar pela via nada democrática, caso venha a perder as eleições para o ex-presidente Lula (PT).

No sábado, 26, o chefe do Planalto voltou a fazer menções sobre "tomar decisões que devem ser tomadas", numa espécie de mantra fora das quatro linhas da Constituição, ressaltando ter à sua disposição um exército de mais de 200 milhões de pessoas.

"Sempre tenho falado das quatro linhas da Constituição. Tenham certeza: se preciso for, e cada vez mais parece que será preciso, nós tomaremos as decisões que devam ser tomadas. Porque, cada vez mais, eu tenho um exército que se aproxima dos 200 milhões de pessoas nos quatro cantos desse Brasil", disse Bolsonaro em discurso na Marcha para Jesus, em Balneário Camboriú (SC).

Apesar de falar em amplo apoio popular, pesquisa Datafolha revelou na semana passada que o presidente Bolsonaro tem uma rejeição elevada que beira a casa dos 47%, com aprovação apenas de 26%.

sábado, 25 de junho de 2022

Ligações perigosas: esposa de ex-ministro confirma que Milton já sabia de operação da Polícia Federal


O cerco cada vez mais se fecha contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. Depois de ser apontado como suspeito de ser o principal informante da prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, na última quarta-feira, 22, pela Polícia Federal, novas revelações reacaem como uma bomba na direção do chefe do Palácio do Planalto.

Isso porque em diálogo interceptado pela própria Polícia Federal, a esposa do ex-ministro, Mary Ribeiro, disse que "já estava sabendo" que seu esposo seria alvo da PF. No áudio interceptado por agentes federais, a esposa de Milton Ribeiro conversa com um homem identificado como Edu, que não teve o restante da identidade revelada.

"Ele não queria acreditar, mas ele... ele estava sabendo. Para ter rumores do alto (...) é porque o negócio já estava certo", disse a esposa do ex-ministro da Educação.

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Indiciamento de Edivaldo pode gerar grave ruído em sua campanha ao Governo do Maranhão


O pedido de indiciamento do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Braga Junior (PSD), pelo relatório da CPI dos Transportes da Câmara de Vereadores, pode atrapalhar os planos políticos do ex-gestor da capital em sua corrida ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro.

Vale lembrar que o relatório da CPI, apresentado na última segunda-feira, 20, assinado pelo vereador Álvaro Pires (PMN), cita que o ex-prefeito foi "omisso e conivente com os erros e equívocos do processo de licitação dos transportes públicos de São Luís", ocorrido em 2016, quando Edivaldo ainda geranciava o Palácio La Ravardière, sede do governo municipal.

Além disso, o relatório, que contém mais de 200 páginas, ressalta que seis reajstes de tarifas de ônibus ocorreram na gestão Edivaldo, sem que fossem apresentadas as planilhas de custo, sequer um balanço do fluxo financeiro de entradas e saídas no caixa das empresas de transporte consorciadas, contrariando o princípio da gestão democrática e controle social de planejamento e avaliação, com base na Lei Federal nº 12.587/2012.

Com a conclusão do relatório, o caso deve parar nos próximos dias nas mãos do Ministério Público Estadual (MPE), após votação no plenário da Câmara de São Luís.

Deputado diz que se refinaria no Maranhão tivesse sido criada, política de preços da Petrobras teria menos impacto


O deputado federal Hildo Rocha (MDB) criticou nas redes sociais, nesta sexta-feira, 24, a política de preços da Petrobras atrelada ao mercado internacional que tem elevado com extrema frequência o tabelamento dos combustíveis no Brasil. 

Para o parlamentar, o país poderia fazer diferente se tivessem investido mais na construção de refinarias, como é o caso da Refinaria de Bacabeira, no Maranhão, que foi abandonada à própria sorte e não saiu do papel.

Para Hildo, se essa e outras refinarias tivessem sido construídas o país não ficaria refém dos preços internacionais que corroem o bolso dos consumidores e contribuem para o aumento da inflação.

"Queremos um governador que esteja alinhado ao projeto de desenvolvimento de São Luís e esse nome é Weverton", diz Braide em coletiva à imprensa



O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (sem partido), participou na noite de quinta-feira, 23, de uma coletiva de imprensa, no Rio Poty Hotel, para reafirmar publicamente seu apoio às pré-candidaturas do senador Weverton Rocha (PDT) ao Governo do Maranhão e do senador Roberto Rocha (PTB) à reeleição para o pleito de outubro deste ano.

Na oportunidade, o gestor da capital ressaltou a importância do município em ter um governo forte a seu lado e uma bancada federal, tanto na Câmara quanto no Senado, alinhada aos anseios da cidade, que seja referência no estado para os demais 216 municípios que dependem de um braço amigo para a geração de emprego e renda, na tentativa de superar a crise econômica que atravessa o país.


Braide voltou a ressaltar o poder de articulação política do senador Weverton Rocha para São Luís, tendo conseguido emendas que ajudaram em setores fundamentais como educação e saúde. Por conta disso, o prefeito disse que não teve outra alternativa a não ser votar em alguém que consegue dialogar com todos os segmentos da política. "Por tudo isso, meu candidato a governador será o senador Weverton Rocha, por ser um político jovem e que pode ajudar muito mais a Prefeitura de São Luís", frisou.

O senador Weverton agradeceu a postura política de independência do prefeito Braide e garantiu que se for o escolhido da população maranhense para ser o novo governador do estado, desde o primeiro momento, fará parcerias importantes para mudar a cara de São Luís, assim como também a cidade de Imperatriz, seu mnicípio de origem. "Conheço muito bem essas duas cidades do Maranhão e vamos estar alinhados desde o primeiro momento", enfatizou o pré-candidato pedetista.


Já o senador Roberto Rocha voltou a tecer duras críticas ao ex-governador Flávio Dino (PSB) mostrando que durante os mais de 7 anos que o comuno-socialista passou no comando do Palácio dos Leões, ao invés de alavancar o estado com políticas de fomento para o desenvolvimento, fez foi retroceder no tempo, com o fechamento da Alumar e aumento da miséria no Maranhão.

"Basta ver que foi só ele deixar o poder, a Alumar voltou a operar e a pobreza, na gestão dele, só aumentou no estado, tendo o Maranhão incluído entre os 40 municípios mais pobres do país", destacou o parlamentar trabalhista.


Também fizeram parte da coletiva a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge; o prefeito de São José de Ribamar, Dr. Julinho; o presidente da Câmara Municipal de São Lís, Osmar Filho (PDT), os deputados federais Gil Cutrim e Cleber Verde (ambos do Republicanos), além do pré-candidato a vice na chapa de Weverton, deputado estadual Hélio Soares (PL) e os deputados estaduais Neto Evangelista (União Brasil) Márcio Honaisser (PDT), Detinha (PL) e Dra. Thaiza Hortegal (PDT), entre outras lideranças políticas.

quinta-feira, 23 de junho de 2022

CONEXÃO POLÍTICA- 23/06/2022

Já era esperada a decisão tornada pública hoje pelo prefeito de São Luís, Eduardo Braide (sem partido), de que este ano seu candidato ao Governo do Maranhão será o senador Weverton Rocha (PDT), que vem liderando as pesquisas de intenções de voto e polarizando a pré-campanha contra o governador licenciado Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição.

Braide não faz curva nos bastidores e declara apoio a Weverton na disputa ao Governo do Maranhão


O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (sem partido), não hesitou ao afirmar na manhã desta quinta-feira, 26, no programa Bastidores da TV Mirante, que seu candidato ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro deste ano será o senador Weverton Rocha (PDT), que vem liderando as pesquisas de intenções de voto e polarizando a pré-campanha contra o atual governador Carlos Brandão (PSB), que concorrerá à reeleição.

O anúncio de Braide em favor do pedetista não foi nenhuma surpresa política, pois já era esperada essa decisão do gestor municipal, visto que no segundo turno da campanha de 2020, o senador Weverton declarou apoio ao então candidato Eduardo Braide, na época no Podemos, contra o então candidato e deputado estadual Duarte Jr, na época no Republicanos e hoje no PSB, que tinha o apoio do ex-governador Flávio Dino.

Braide disse que subirá no palanque de Weverton por entender que o senador pedetista é um político que sabe dialogar com todas as forças políticas, tanto em âmbites federal, estadual e municipal. "Por isso, este ano o meu candidato a governador será o senador Weverton Rocha", frisou o prefeito de São Luís.

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Nova pesquisa Big Data/Record confirma liderança de Weverton na corrida aos Leões


Uma semana após a divulgação da pesquisa Exata/O Imparcial, agora é a vez do levantamento do instituto Real Time Big Data/Rede Record mostrar a liderança do senador Weverton Rocha (PDT) na pré-disputa ao Governo do Maranhão para as eleições de otubro deste ano.

Pelo recente levantamento, o parlamentar pedetista aparece na linha de frente com 24% das intenções de voto, contra 22% do governador licenciado Carlos Brandão (PSB).

O ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PSC) se mantém na terceira posição com 13%, seguido do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD), com 12%.

Mais abaixo surge o ex-secretário Simplício Araújo (Solidariedade) com 1%. Já os pré-candidatos Enilton Rodrigues (PSOL) e Hertz Dias (PSTU) não pontuaram.

Brancos ou Nulos somaram 10% e não sabem ou não responderam contabilizaram 18%.

A pesquisa ouviu 1.500 eleitores em todo o Maranhão, entre os dias 20 e 21 do corrente mês e está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o protocolo MA-01727/2022. 

CONEXÃO POLÍTICA- 22/06/2022

A CPI dos Transportes da Câmara de São Luís pediu o indiciamento do ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr, atual pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PSD, por omissão e conivência dos erros e equívocos no processo de licitação dos transportes na capital, em 2016. Além do ex-gestor, também foi pedido o indiciamento do empresário Manoel Cruz, o ex-todo-poderoso da Secretaria Municipal de Trãnsito e Transportes (SMTT).


CPI dos Transportes pede indiciamento de Edivaldo, Manoel Cruz e revisão na licitação das linhas de ônibus em São Luís


O relatório da CPI dos Transportes, instalada na Câmara Municipal de São Luís para apurar supostas irregularidades na gestão do transporte público da capital maranhense, pediu o indiciamento do ex-prefeito Edivaldo Holanda Junior, atual pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PSD, do ex-servidor da SMTT, Manoel Cruz, e a revisão da licitação do sistema, implementada em 2016.

O documento, assinado pelo vereador-relator Álvaro Pires (PMN), contém mais de 200 páginas, onde aponta sugestões e recomendações para o setor do transporte público de São Luís.

O acervo foi dividido em 15 itens e outros 20 subitens. Além disso, o processo inteiro tem mais de 2 mil laudas, divididas em mais de 7 volumes, incluindo diversas mídias digitais em pendrive, que fornecem importantes subsídios para as investigações.

No relatório, os vereadores chegaram à conclusão de que a licitação do sistema de transporte coletivo da capital maranhense funcionou como uma verdadeira “peça nova” em “carro velho”. Por conta disso, recomendam a revisão do certame para linhas de ônibus.

“A licitação do sistema de transporte coletivo de São Luís funcionou como uma verdadeira ‘peça nova’ em ‘carro velho’ (…), com isso há elementos suficientes para revisão imediata, ou até mesmo o cancelamento de todos os quatro contratos vigentes, devido aos recorrentes desrespeitos à forma de execução do serviço. Além disso, a SMTT se mostra incapaz de exigir a aplicação tempestiva da Lei nº 3.430/1996, tampouco, a efetiva exigência das cláusulas contratuais da licitação, situação que se arrasta há anos e sem solução””, destacou trecho do documento.

No relatório final da CPI, há uma lista de recomendações, a maioria ao atual prefeito Eduardo Braide (sem partido). Entre elas, destacam-se apurações sobre as razões das falhas na prestação dos serviços, auditoria nas contas dos consórcios e a intervenção no sistema para garantir a continuidade dos serviços.

“Sugerimos ao Prefeito Eduardo Braide, no uso de suas atribuições legais, Decretar Intervenção no Sistema de Transporte de São Luís, nomeando um interventor, com o objetivo de assegurar a continuidade dos serviços, buscando a preservação do interesse público. Ao mesmo tempo, sugerimos que sejam realizadas apurações sobre as razões das falhas na prestação dos serviços; auditoria nas contas da empresa Primor e dos Consórcios – Consórcio Central, Consórcio Upaon-Açú, Consórcio ViaSL, levantando assim o custo real da operação dos serviços, a fim de apresentar a esta cidade um Diagnóstico das condições econômico-financeiras, técnicas e de capacidade operacional da prestação dos serviços, bem como, apontar as formas de resolução das problemáticas que assolam o sistema”, frisou o relatório das investigações.

Indiciamentos

O relatório conclui pelo indiciamento do ex-prefeito Edivaldo Júnior apontando que ele foi omisso e conivente com os erros e equívocos do processo. De acordo com as investigações, na gestão do ex-prefeito aconteceram seis reajustes de tarifa, sendo que, em nenhum destes, foram apresentadas as planilhas de custo, ou sequer um balanço do fluxo financeiro de entradas e saídas no caixa das empresas consorciadas, contrariando o princípio gestão democrática e controle social do planejamento e avaliação estabelecido na Lei Federal Nº 12.587/2012.

A CPI sugere, ainda, o indiciamento do empresário Manoel Cruz Junior, proprietário da Consult Trans, empresa simples que exerce o direito no contrato de cerca de R$ 1 milhão e 300 mil reais ao ano. As investigações apontam que Manoel Cruz, em denúncias e provas colhidas na CPI, teria se mostrado como uma espécie de ‘braço’ da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, tomando as decisões finais no que se refere ao transporte público da cidade.

terça-feira, 21 de junho de 2022

Ao ensaiar pré-campanha, Roseana é surpreendida pela Covid-19


Nem bem a pré-campanha começou e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) anunciou na manhã desta terça-feira, 21, que contraiu o novo coronavírus, ou Covid-19. Nas redes sociais a ex-mandatária do Maranhão, que é pré-candidata a deputada federal, disse ter amanhecido febril e que ao fazer o teste, o resultado foi positivo.

Roseana segue isolada e cumprindo recomendações médicas.

Olá, pessoal… amanheci febril, fiz o teste para COVID e, infelizmente, testei positivo. Estou bem, cumprindo as recomendações médicas, em isolamento e repouso.


CONEXÃO POLÍTICA- 21/06/2022

Antes que os adversários políticos pudessem tripudiar em cima das inúmeras suspeitas de fraudes no concurso público da Assembleia Legislativa do Maranhão, o presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), resolveu anular a primeira etapa do certame. As denúnicias vieram à tona na semana passada, feitas pelo deputado estadual Yglésio Moyses (PSB) da tribuna da Assembleia.

Weverton é o primeiro pré-candidato ao Governo do Maranhão a anunciar data da convenção do PDT


O senador do PDT, Weverton Rocha, pré-candidato ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro deste ano, anunciou no programa Bom Dia Maranhão, da TV Difusora, desta terça-feira, 21, que a convenção partidária que homologará sua candidatura ao Palácio dos Leões acontecerá no dia 29 de julho, às 17 horas, no estádio municipal Nhozinho Santos, em São Luís.

Com isso, Weverton passa a ser o primeiro pré-candidato ao governo do estado a oficializar a lista de convenções que deve ocorrer neste segundo semestre, validando o nome dos candidatos que concorrerão a cargos majoritários e proporcionais no Maranhão.

A ideia inusitada de realizar uma convenção em um estádio de futebol deve reunir milhares de pessoas em um só lugar, transformando o evento eleitoral em um mega espaço arrebatador de público.

segunda-feira, 20 de junho de 2022

CONEXÃO POLÍTICA- 20/06/2022

Aliados do governador licenciado Carlos Brandão (PSB) já começam a ficar preocupados com a pré-campanha à reeleição do chefe do Executivo do Maranhão. Isso porque não há uma data definida para que ele possa ter alta médica e dar início à pré-campanha. Brandão se submeteu a uma cirurgia em um hospital de São Paulo para retirada de um cisto renal desde o dia 17 de maio.


Vereador cristão quer evitar a erotização infantil nas escolas de São Luís


Um projeto de lei, um tanto quanto inusitado, foi apresentado na Câmara Municipal de São Luís, de iniciativa do vereador Antonio Garcez (PTC). Trata-se do PL n.º 063/22, que estabelece a inclusão de medidas para conscientizar, prevenir e combater a erotização infantil nas escolas da rede pública municipal. A proposta tramita nas comissões de Justiça, Assistência Social e Educação.

Garcez ressalta a influência dos meios de comunicação, das publicidades e da mídia que têm criado novos padrões de comportamento e beleza, impactando nas crianças e adolescentes, principalmente. 

“Alguns desses padrões não refletem a maioria e por vezes, criam dificuldades sociais e psicológicas. No meio infantil, essa presença pode ser muito impactante e estimular comportamentos voltados à sexualidade num momento muito precoce. Esse projeto pretende evitar que estes fatores externos influenciem negativamente a forma como este público enxerga sua sexualidade, o amor e o afeto”, explica.

A erotização infantil é a prática de exposição prematura de conteúdos, estímulos e comportamentos a indivíduos e crianças que ainda não têm maturidade suficiente para compreensão e elaboração de tais ações. Com o Projeto de Lei, o parlamentar pretende que sejam promovidas ações de combate e prevenção a situações de exposição.

CAPACITAÇÃO- A proposta prevê a capacitação dos professores e demais membros da equipe pedagógica nas escolas para a implementação das ações. “Capacitados, terão melhores condições de orientar as crianças e jovens sobre situações de erotização precoce, restabelecendo o pleno desenvolvimento e a convivência harmônica no ambiente social”, pontuou Antonio Garcez.

O vereador alerta ainda que é preciso respeitar as variações normais, pois se as crianças antecipam certas vivências, acabam se tornando mais vulneráveis. “Isso por elas serem expostas a situações com as quais não sabem lidar. As crianças não estão conscientes do que permeia suas atitudes, apenas copiam comportamentos, sem entender o contexto que o envolve e o seu significado no mundo”, observa.

As iniciativas do projeto também envolvem as famílias, integrando este núcleo no processo de construção da cultura do combate à erotização infantil. Segundo o paralmentar, o projeto foi inspirado em proposição apresentada na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Nem Brandão sabe ao certo quando terá alta médica pós-cirurgia renal em São Paulo

O governador licenciado Carlos Brandão (PSB) disse nesta segunda-feira, 20, ao programa Bastidores, da TV Mirante, que não tem nem ideia de quando terá alta médica da cirurgia que se submeteu em São Paulo para retirada de um cisto no rim.

Brandão encontra-se afastado do comando do Governo do Maranhão desde o dia 17 de maio, afirmando na oportunidade que faria um cirurgia simples e que logo estaria de volta ao Executivo estadual.

No entanto, passados mais de um mês, o governador, que ainda é pré-candidato à reeleição, não sabe ao certo quando retornará ao estado para dar início à sua pré-campanha, deixando o seu pré-candidato a vice, o ex-secretário Felipe Camarão (PT) como protagonista da seara política, gerando até especulações de que pode ser trocado na corrida aos Leões.

De forma institucional quem vai gerenciado o governo estadual é o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, o desembargador Paulo Velten, já que o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB) pediu escusa de assumir o cargo para não ficar inelegível à reeleição. 

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Rocha deve procurar Roseana Sarney para pedir o apoio do MDB à reeleição ao Senado


O senador Roberto Rocha (PTB) dá mostras claras que estaria disposto a procurar a ex-governadora Roseana Sarney, pré-candidata a deputada federal, para garantir o seu apoio e de boa parcela do MDB em seu projeto de reeleição.

Rocha sabe que enfrentará nas urnas um adversário ranzinza, o seu principal opositor, o ex-governador Flávio Dino (PSB) e por isso, sabe que quanto mais agregar aliados e simpatizantes à sua pré-campanha, melhor poderá ser seu desempenho durante a campanha eleitoral para o pleito de outubro.

Até agora a ex-governadora Roseana Sarney, que atualmente preside o MDB no Maranhão, ainda não disse quem apoiará para o Senado da República, mas pelas constantes e ácidas cutucadas, em sua página nas redes sociais, no ex-governador Flávio Dino (PSB), ela demonstra que dificilmente irá com o socialista e ex-adversário da família Sarney.

Com isso, Rocha pretende estreitar ainda mais os laços com a ex-mandatária do Maranhão, que ainda dispõe de enorme prestígio junto ao eleitorado do estado.

CONEXÃO POLÍTICA- 16/06/2022

O programa de hoje ressalta as graves denúncias feitas pelo deputado estadual Yglésio Moyses (PSB) contra as supostas fraudes que teriam ocorrido na realização do concurso público da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA), que pode anular o certame. O presidente do Legislativo Estadual, Othelino Neto (PCdoB), já solicitou investigação do Ministério Público para apurar os fatos apontados pelo parlamentar socialista.

Deputado diz ter recebido oferta de R$ 200 mil de jornalista político para ficar calado sobre concurso da Alema


O deputado estadual Yglésio Moyses (PSB) declarou ao programa Ponto e Vírgula, na rádio Difusora FM, que a oferta de R$ 200 mil, para evitar que ele denunciasse supostas fraudes ocorridas na realização do concurso público da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), teria partido de um jornalista da área política, sem mencionar o nome.

Yglésio é o autor das graves denúncias contra o certame, que corre risco de ser anulado, caso fiquem comprovadas irregularidades na elaboração e realização das provas do concurso. Na sessão da última terça-feira, 14, o deputado usou a tribuna da Assembleia Legislativa para denunciar os fatos, inclusive apresentando nomes de supostos aprovados que, segundo ele, não teriam condições de lograr êxito no certame.

Ao tomar conhecimento da gravidade das denúncias proferidas pelo parlamentar socialista, o presidente da Assembleia, Othelino Neto, disse nas redes sociais que pediu, formalmente ao Ministério Público Estadual (MPE) que apure as supostas irregularidades para que não paire nenhuma dúvida sobre o concurso.

"Em se confirmando que alguma dessas suspeitas seja verdade, não hesitarei em tomar as providências legais", afirmou o chefe do Legislativo no Maranhão.

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Queda de popularidade, auditoria nos Leões e estagnação de Brandão fazem Dino reavaliar "Plano B" em apoio a Camarão

Não há mais dúvida que os recentes números da pesquisa Exata/O Imparcial,  evidenciando a liderança do senador Weverton Rocha (PDT) com 29% das intenções de voto contra 24% apontados ao governador-licenciado Carlos Brandão (PSB), na disputa ao Governo do Maranhão, mexeram com as hostes comuno-socialistas nos porões do Palácio dos Leões.

Para acentuar ainda mais a crise de ego, no mesmo levantamento divulgado na última segunda-feira, 13, o ex-governador Flávio Dino (PSB) aparece negativamente com uma rejeição de 28% do eleitorado maranhense. E como se não bastasse o governo, do seu sucessor socialista, resolveu determinar uma auditoria em secretarias estaduais que antes eram comandadas por dinistas.

Tudo isso jogado no caldeirão eleitoral aumentaram as chamas da pré-campanha no estado, a ponto dos aliados do ex-governador Flávio Dino já ameaçarem a realmente por em prática um tal "Plano B", que ronda os Leões como um fantasma e cada vez mais ganha ares de realismo.

Com a prorrogação no estado de saúde do governador Brandão e sem o mesmo poder rodar o Maranhão para celebrar convênios com prefeituras, agraciar aliados e fazer girar a máquina pública, o medo dos comuno-socialistas de perderem o controle estatal só aumenta nesse momento crítico da pré-campanha.

Tanto que o atual pré-candidato a vice, na chapa brandonista, o recém-petista Felipe Camarão já é visto com o sucessor natural de Brandão para a corrida majoritária ao Governo do Maranhão, caso o atual governador não tenha plena condições de saúde para encarar uma campanha pesada e enfrentar uma maratona de campanha nos 217 municípios maranhenses.

Quem viver, verá!  

CONEXÃO POLÍTICA- 15/06/2022

A abordagem de hoje fica por conta da comissão de senadores que virá ao Maranhão para acompanhar o caos instalado no sistema de transporte aquaviário no estado, em especial a crise na travessia feita por ferry boat de São Luís para a Baixada Maranhense. O programa também fala sobre a Lei da Mordaça que passou a imperar no Ministério Público do Maranhão após as investigações no sistema de ferrys que escancarou a problemática.

Deputado denuncia que MOB quer rifar promotora de justiça de investigação dos ferry boats no Maranhão

O deputado estadual César Pires (PSD) denunciou na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão que a MOB (Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos), sob responsabilidade do governo Carlos Brandão (PSB), quer afastar da condução do processo de investigações contra o sistema de transporte de ferry boats a promotora de justiça de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcante.

No entendimento do parlamentar, a representante do Ministério Público no estado tem figurado como uma espécie de "pedra no sapato" do Governo do Maranhão no quesito apuração das irregularidades encontradas no sistema de transporte aquaviário no estado, cuja herança maldita foi deixada pelo ex-governador Flávio Dino (PSB). 

A pressão é tamanha visto que, nos últimos dias, foi implantada uma espécie de "Lei da Mordaça" no âmbito do Ministério Público, cerceando a promotora de Defesa do Consumidor de repassar informações à imprensa e deixar a população à mercê dos caos com quilométricas filas e sem passagens regulares, gerando uma bomba prestes a explodir.

Para o deputado César Pires, trata-se de um fato grave, que deve ser apurado, por entender que um membro do Ministério Público não pode ser ameaçado de ser retirado à força da condução de um processo de investigação importante, como tem sido os fatos graves que expõem a fragilidade e o caos instalado no sistema de ferry boats no Maranhão e cujo serviço trabalha com vidas.

Na próxima semana uma comissão de senadores da República deve desembarcar no estado para apurar as irregularidades e cobrar a eficiência do serviços prestado à população. 

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...