Rádio Web Conexão

sexta-feira, 31 de julho de 2020

Madeira garante que sua candidatura é suprapartidária e supra ideológica


O juiz aposentado Carlos Madeira (SDD) tem reafirmado que seu projeto político em disputar a Prefeitura de São Luís é suprapartidário e supra ideológico. Ele ressalta que sua intenção é fazer o povo da capital entender que ele é uma alternativa para que o eleitorado possa constituir um levante cívico em favor de um novo jeito de fazer política.

Madeira tem dito não fazer parte de nenhum consórcio de candidaturas em São Luís e que sua trajetória de vida demonstra ser livre para concorrer à sucessão municipal, sem qualquer subserviência. "Sou pré-candidato e tenho certeza que iremos vencer as eleições municipais", declara.

Ele destaca que foi o primeiro pré-candidato a se manifestar favorável ao adiamento do pleito por conta da pandemia do novo coronavírus, ainda em março, quando os números de mortes e de contaminados pela Covid-19 estava no pico no país. Para Madeira, a Justiça Eleitoral tem feito a sua parte com base no que preconiza os cuidados sanitários da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Gastão diz que paga um alto preço por apoiar Flávio Dino


Com um histórico de quem passou vários anos nas hostes do grupo político do ex-presidente José Sarney (MDB), o deputado federal Gastão Vieira (PROS)  usou as redes sociais para dizer que  nunca foi centrão e que tem pago um alto preço por ter mudado de caminho e apoiado o novo grupo político do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Nunca fui do Centrão. Voto com o governo nas boas propostas, contra quando vejo oportunismo político,irresponsabilidade( pandemia), oportunismo eleitoral nos auxílios e CPMF. Na decisão política acompanharei Flávio. Nada muda!! Sou o mesmo, pago um alto preço.....
10:29 AM · Jul 31, 2020Twitter for iPhone

O grande encontro do povo com Detinha na Divinéia


Apesar de boicotes em pesquisas de intenções de votos tentarem ignorar o nome  da deputada estadual Detinha (PL) como pré-candidata à Prefeitura de São Luís, a parlamentar continua sua agenda de visitas a bairros da capital maranhense.

Na noite de quinta-feira, 30, a deputada foi recebida com festa e muito carinho, na Divinéia, no grande encontro do povo com Detinha. 

O presidente do PL no Maranhão, deputado federal Josimar de Maranhãozinho, descreveu nas redes sociais que "Detinha é o nome certo para administrar nossa São Luís. Ela é competente em tudo que faz".

terça-feira, 28 de julho de 2020

Depois da "Cobiça Fatal" de Lula Fylho, Natália Mandarino assume missão tapa-buraco na saúde em São Luís

A nova secretária Natália Mandarino, a primeira-dama Camila Holanda e o ex-secretário Lula Fylho
A Secretaria Municipal de Saúde de São Luís já está sob nova direção. Quem assumiu na manhã desta terça-feira, 28, o comando da pasta foi a doutora em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Natália Mandarino.

Ela assumiu o cargo no lugar do ex-secretário Lula Fylho, acusado pela Operação "Cobiça Fatal" da Polícia Federal de ter superfaturado a compra de 320 mil máscaras de proteção individual a profissionais de saúde em tempos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a PF, as máscaras eram adquiridas pela Semus no valor unitário de 9,90, sendo que o preço médio de mercado é de R$ 3,17, configurando fortes indícios de superfaturamento, que pode ter consumido a quantia de R$ 2,3 milhões.

A partir de agora Natália terá apenas cinco meses, numa espécie de mandato tampão à frente da Secretaria, para reorganizar a casa e fazer a transição para nova administração que gerenciará em janeiro de 2021.

Mandarino era secretária-adjunta da Semus. Anteriormente, ocupou a direção do Hospital da Mulher na capital maranhense e permaneceu no cargo entre 2013 a 2017. Ela é também graduada em enfermagem e mestra em Saúde Materno Infantil pela UFMA.

Bolsonaro ironiza e puxa orelha de Dino ao pedir ao presidente "pacto nacional por garantia de emprego" no país


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nem deu ouvidos às lamentações do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que encaminhou na última segunda-feira, 27,  ofício ao Palácio do Planalto, pedindo a formalização de um "pacto nacional por emprego" com a participação de todos os governadores do país.

"Estou encaminhando agora ao presidente um documento para que ele convoque todos os governadores, confederações empresariais e centrais sindicais para que possamos planejar um pacto nacional pelo emprego. Esse é o principal desafio da economia brasileira", disse o governador maranhense no documento.

Apesar do desespero de Dino por uma gradual aproximação com o governo federal, o presidente Bolsonaro ironizou a postura do líder comunista no Maranhão e mandou um sonoro recado a Dino:

"O governador (Flávio Dino) agora quer que eu faça um pacto pelo emprego, mas ele continua com o Estado fechado", referindo-se ao modelo seguido por Dino perante o isolamento social defendido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em tempos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Senador maranhense aposta na inocência de Alckmin, acusado e indiciado pela PF por corrupção, caixa 2 e lavagem de dinheiro


O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, usou as redes sociais para defender e exaltar a figura do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, indiciado pela Polícia Federal, no último dia 16, por corrupção passiva, caixa 2 em campanhas eleitorais e lavagem de dinheiro.

O indiciado do ex-governador tucano foi encaminhado pelo Ministério Público de São Paulo, que decidirá se aceita e se oferece denúncia à Justiça, ou se arquiva o caso. Existe ainda a possibilidade do MP solicitar novas diligências contra Alckmin.

As investigações foram conduzidas pela Operação Lava Jato em São Paulo, a partir de delações do grupo Odebrecht. Elas apontam indícios de que Alckmin, investigado desde 2017, recebeu pelo menos R$ 10 milhões em repasses ilegais da empreiteira durante campanhas para o governo de São Paulo.

Apesar disso, o senador maranhense prefere acreditar na inocência plena do ex-governador paulista e emitir créditos à reputação do amigo de ninho emplumado.

- Um Homem Honrado Em 40 anos de vida pública Geraldo Alckmin construiu sólida reputação de seriedade como gestor. Um político singular, afeito às coisas espirituais, sempre militou com ascética probidade. É essa sua maior marca como homem público.

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Flávio Dino sente o peso da crise econômica em suas costas e já fala em pacto nacional com apoio do presidente Bolsonaro


Desesperado com a crise econômica batendo à sua porta, gerada em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), já busca aproximação com o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para criação de um pacto nacional.

Nesta segunda-feira, 27, Dino anunciou  nas redes sociais que encaminhará ao presidente da República uma proposta de reunião com todos os governadores do país para traçarem um plano de retomada do emprego no país. Para Dino, a volta dos postos de trabalho é o ponto mais importante para aquecer a economia pós pandemia.

"Estou encaminhando agora ao presidente um documento para que ele convoque todos os governadores, confederações empresariais e centrais sindicais para que possamos planejar um pacto nacional pelo emprego. Esse é o principal desafio da economia brasileira", disse o governador.

Flávio Dino afirmou que espera que o documento seja acolhido pelo presidente já que, segundo ele, nem sempre o presidente está para o diálogo com os governadores, principalmente os de oposição.

"Infelizmente não há uma coerência. As vezes ele reúne, as vezes não. Às vezes parece ser colaborativo e tem momentos que rompe com tudo e isso sai criticando. É uma relação difícil não só com governadores de oposição. É uma voz geral que o governo federal é muito distante", declarou.

Segundo Flávio Dino, o país precisa de uma espécie de auxílio emergencial para as micro e pequenas empresas.  "Não é crédito, pois o crédito tem que pagar depois. Estou me referindo a outra coisa: evitar que as empresas fechem. Há medidas emergenciais para evitar uma quebradeira desse setor para preservar empregos", afirmou.

Nova pesquisa confirma Braide na liderança, mas quem comemora segundo lugar é Duarte Jr



O deputado estadual Duarte Jr (Republicanos) comemorou ativamente nas redes sociais o resultado da nova pesquisa de intenções de votos na corrida sucessória para a Prefeitura de São Luís. 

O parlamentar, que é pré-candidato ao comando do Palácio La Ravardère, mostrou-se satisfeito com os 15% atribuído a ele, garantindo-lhe um cômodo segundo lugar no levantamento eleitoral do instituto JPesquisa do Jornal Pequeno.

Na liderança continua o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) com os expressivos 40% das intenções de votos na capital maranhense. Se as eleições municipais fossem hoje, haveria segundo turno entre ambos pré-candidatos.

A pesquisa ouviu 1 mil  pessoas em São Luís
Mais uma pesquisa confirma nosso crescimento. Já estamos com 15%. Obrigado, São Luís! Na campanha será possível comparar os resultados da nossa gestão no PROCON e no VIVA, durante o governo , com os resultados de na CAEMA e como secretário de Castelo.

2:42 PM · Jul 26, 2020Twitter for iPhone

sábado, 25 de julho de 2020

"Cobiça Fatal" derruba secretário Lula Fylho, sob acusação de superfaturamento de R$ 2,3 milhões na saúde de São Luís


Depois de quase dois meses de ter sido alvo da Operação Cobiça Fatal da Polícia Federal, o secretário municipal de Saúde de São Luís, Lula Fylho, enfim foi exonerado do cargo, neste sábado, 25, sob suspeita de ter superfaturado a compra de 320 mil máscaras de proteção individual a profissionais de saúde em tempos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a PF, as máscaras eram adquiridas pela Semus no valor unitário de 9,90, sendo que o preço médio de mercado é de R$ 3,17, configurando fortes indícios de superfaturamento, que pode ter consumido a quantia de R$ 2,3 milhões.

Também foram analisados documentos que demostram que, poucos dias antes do processo de dispensa de licitação, a Prefeitura de São Luís, por meio da própria Semus, havia contratado o fornecimento de máscaras do mesmo modelo junto a outra empresa pelo valor de R$ 2,90, a unidade, totalizando a quantia de R$ 980 mil, perfazendo a diferença de mais de 341% .

Investigam-se, ainda, possíveis fraudes em processos licitatórios dessas empresas revendedoras de insumos hospitalares superfaturados, nos municípios maranhenses de Timbiras e Matinha. Sabe-se também que a principal empresa investigada também já teria formalizado contratos, após dispensa de licitação, para fornecer insumos para o combate ao Covid-19 com os municípios de Icatu, Cajapió, Lago do Junco e Porto Rico do Maranhão.

Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção ativa (art. 333, caput, do CPB), corrupção passiva (art. 317, caput, do CPB), lavagem de dinheiro (art. 1º, caput, da Lei nº 9.613/98), fraude em processo licitatório (art. 90 da Lei nº 8.666/93), superfaturamento na venda de bens (art. 96, I da Lei nº 8.666/93) e associação criminosa (art. 288 do CPB).

A Operação foi denominada “Cobiça Fatal” em referência ao desejo imoderado de riqueza, fazendo com que até se desviem recursos vitais para a proteção de pacientes e servidores da área da saúde.

Defesa- Nas redes sociais o exonerado secretário Lula Fylho saiu com uma mensagem filosófica:

"Nem tudo conseguimos entender na hora do fato. Mas Deus sabe o motivo e prepara o caminho. Um dia tudo se encaixa perfeitamente e os caminhos vão ficando cada vez mais claros. Tudo no tempo de Deus".

sexta-feira, 24 de julho de 2020

Pesquisa revela que Bolsonaro esmagaria Flávio Dino numa eventual disputa à Presidência da República em 2022


Nem mesmo as inúmeras crises político-administrativas conseguem abalar a estrutura e a imagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que segue firme na liderança rumo à reeleição em 2022.

Pelo menos é o que mostra um levantamento exclusivo realizado pelo instituto Paraná Pesquisas para a Veja, entre os dias 18 e 21 de julho. Bolsonaro lidera todos os cenários de primeiro turno — com porcentuais que vão de 27,5% a 30,7% — e derrotaria os seis potenciais adversários em um segundo round da corrida ao Planalto em 2022: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ex-­prefeito Fernando Haddad (PT), o ex-­governador Ciro Gomes (PDT), o ex-­ministro Sergio Moro, o governador paulista João Doria (PSDB) e o o apresentador Luciano Huck.

Um feito impressionante, considerando-se que, segundo a mesma pesquisa, 48,1% dos brasileiros desaprovam a sua gestão (eram 51,7% no fim de abril) e 38% consideram ruim ou ou péssimo o seu trabalho (eram 39,4%).

Em um cenário em que aparece o nome do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), a mão de ferro do presidente Bolsonaro esmagaria as pretensões comunistas de chegar ao Palácio do Planalto. O presidente teria 30,7% das intenções de voto contra pífios 1,6% de Flávio Dino.


Jerry jura que Dino não montou "consórcio" de candidatos, apenas busca oxigenar a disputa eleitoral em São Luís


O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) tem procurado desconstruir, nas redes  sociais, o discurso de adversários políticos de que o governo Flávio Dino (PCdoB) teria montando uma espécie de "consórcio" de pré-candidatos oriundos dos porões do Palácio dos Leões para forçar um segundo turno na disputa para a Prefeitura de São Luís.

Segundo o parlamentar comunista, a ideia do governo Dino seria meramente oxigenar o embate político-eleitoral na capital maranhense, sem a velha prática do coronelismo. Então tá!

O fato de ter vários candidatos de partidos que integram a base do governador Flávio Dino só confirma o quanto ele vem oxigenando e renovando a política em nossa capital. Sem coronelismo, oportunidades democráticas para todos.

9:57 AM · Jul 23, 2020Twitter Web App

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Grupo político do governador Flávio Dino (PCdoB) pode perder o poder em Raposa para aliado de Josimar de Maranhãozinho


O grupo aliado do governador Flávio Dino (PCdoB) deve perder as eleições no município de Raposa, na região metropolitana da Grande São Luís. Isso porque a prefeita Talita Laci (PCdoB) não poderá concorrer à reeleição, já que ela está impedida por ter assumido a Prefeitura, de forma judicial, na gestão do seu então adversário político, o ex-prefeito Clodomir de Oliveira Santos.

Quem deve sair ganhando no município é o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), pois tem apoiado a pré-candidatura de Eudes Barros (PL), cujo PCdoB já vislumbra uma suposta aliança para não naufragar de vez na cidade.

Fontes ligadas ao blog afirmam que tudo não passam de especulações já que até agora as articulações não vingaram entre PL e PCdoB em Raposa. 

Pesquisa tenta turbinar pré-candidatura de Rubens Jr em São Luís


O portal comunista Vermelho tenta criar um ambiente favorável à pré-candidatura do deputado federal Rubens Jr (PCdoB) na corrida sucessória em São Luís para as eleições de novembro em tempos da pandemia da Covid-19.

O instrumento midiático dos comunistas de plantão ressalta que o instituto DataIlha divulgou nesta quarta-feira (22) nova pesquisa de intenção de voto para a prefeitura de São Luís. Pré-candidato pelo partido do governador Flávio Dino (PCdoB) e com o eventual apoio do ex-presidente Lula (PT), Rubens Junior (PCdoB) aparece com 20,6%. Eduardo Braide (Podemos), lidera com 33,7%.

Em terceiro lugar está Duarte Junior (Republicanos), com 9%, seguido de Wellington do Curso (PSDB), com 6,4%; Neto Evangelista (DEM), com 5,7%; Adriano Sarney (PV), com 3,1%; e Bira do Pindaré (PSB), com 2,9%. Jeisael Marx (Rede), Dr. Yglésio (PROS) e Dr. Madeira (Solidariedade) não passaram de 1%.

Dos entrevistados, 9,8% declararam a intenção de anular ou votar em branco; 6,2% disseram não saber ou preferiram não declarar.

Esse é o mesmo instituto que retirou,estranhamente da pesquisa os nomes dos pré-candidatos do PL (Detinha), PT (Cricielle Muniz), PSOL (Franklin Douglas) e PSTU (Saulo Arcangeli), na disputa para a prefeitura da capital maranhense.

Haja credibilidade!

Detinha diz que seguirá firme na sua pré-candidatura em São Luís


A deputada estadual Detinha (PL) afirma que continuará firme com sua pré-candidatura à Prefeitura de São Luís, colocando-se ao eleitorado como uma alternativa viável para melhorar a qualidade de vida da cidade.

Segundo ela, nem mesmo os boicotes direcionados por adversários nas pesquisas de intenções de votos, onde seu nome não aparece, irão fazê-la desistir da disputa na capital maranhense.

"Sou a única mulher nessa disputa. Vamos seguir firmes", declarou Detinha nas redes sociais. Ela conta com o apoio das siglas PL, Avante e Patriota.

quarta-feira, 22 de julho de 2020

E agora Rubens Jr? PT tem uma mulher pré-candidata à prefeita de São Luís


Uma pergunta que não quer calar: como o deputado federal Rubens Jr (PCdoB) vai ficar, caso o PT confirme como pré-candidata à Prefeitura de São Luís a feminista Cricielle Muniz?

Pelo menos ela já está se colocando nas redes sociais como uma via alternativa aos marmanjos de plantão que são pré-candidatos na capital maranhense. E pelo visto, pode melar o apoio ao PCdoB do governador Flávio Dino, que tem como candidatável o deputado Rubens Jr.

Depois da deputada Detinha (PL), Cricielle passa a ser mais uma mulher na eventual disputa eleitoral por São Luís. A petista se coloca como feminista na luta pelos direitos sociais e uma São Luís de todos.

Resta agora saber se o PT vai mesmo de candidatura própria ou se vai caminhar ao lado do comunista Rubens Jr. 

Com a palavra o vereador Honorato Fernandes, presidente do PT em São Luís.

Em ano eleitoral deputado maranhense quer ajuda da União de R$ 4 bilhões para empresários do setor de transporte


O deputado federal maranhense, Hildo Rocha (MDB) publicou na madrugada desta quarta-feira, 22, sete relatórios da Medida Provisória 938, que trata do repasse da União  aos fundos de participação de estados e municípios. 

O fato não é comum, ainda mais quando se trata de um socorro gordo de R$ 4 bilhões para financiar o setor de transporte coletivo do país, como empresas de ônibus e outros tipos de concessão. 

O jabuti, como é conhecido um tema estranho, incluído em projetos, foi apensado à MP. Hildo é relator da matéria na Câmara dos Deputados e em um dos sete relatórios citado por ele, sem ler o conteúdo, está incluso o auxílio a empresários de ônibus.

Vale ressaltar que essa ajuda vem em ano de eleições municipais pelo país.

A inclusão da matéria revoltou deputados do Novo e PSOL, que passaram a obstruir a sessão que acabou sendo adiada. Os parlamentares contrários ao tema querem a retirada da ajuda de R$ 4 bilhões aos empresários do setor de transporte.

terça-feira, 21 de julho de 2020

Deputado do PCdoB acredita que Rubens Jr incomoda muita gente


E não é que o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) parece que acredita mesmo em Papai Noel. Tanto que usou as redes sociais para afirmar que alguns setores (?) estariam preocupados com a pré-candidatura do mancebo Rubens Jr (PCdoB) na disputa para a Prefeitura de São Luís. 

Para o parlamentar comunista, isso só revela a viabilidade político-eleitoral do pré-candidato. Vale lembrar que a política é mesmo dinâmica.

O incômodo visível de alguns setores com a pré-candidatura do dep a prefeito de nossa São Luís só confirma o acerto de tê-lo na disputa e sobretudo a viabilidade eleitoral do projeto por ele liderado. Avante, venceremos !
9:32 AM · Jul 21, 2020Twitter for iPhone

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...