Rádio Web Conexão

sexta-feira, 30 de setembro de 2022

Há um problema sério quando um padre supostamente fajuto vira protagonista de um debate


Por Rudolfo Lago 

Diretor do Congresso em Foco Análise

Quando o protagonista de um programa destinado a esclarecer as últimas dúvidas do eleitor às vésperas de uma eleição foi um padre aparentemente fajuto em quem ninguém vota, fica mais do que claro que existe algo de muito errado no formato do programa e nas suas regras.

Padre Kelmon, o candidato do PTB, é o retrato pronto e acabado do fracasso de alguns aspectos do nosso modelo democrático, dos prejuízos políticos da nossa enorme pulverização partidária, da tibieza de caráter da nossa elite política, da necessidade imperiosa de o país exterminar de vez aquilo que o jornalista Lúcio Vaz batizou em um livro de sua autoria de “Ética da Malandragem”.

O site de humor Sensacionalista brincou que Padre Kelmon foi confundido com um figurante ao chegar nos estúdios da TV Globo. O também humorista Fábio Porchat garantiu aos seus seguidores nas redes sociais que o suposto padre não era um personagem do seu programa Porta dos FundosPorque em tudo Padre Kelmon era caricato. Em tudo ele gritava em todos nós o profundo questionamento sobre por que tal figura estava ali.

A candidata do União Brasil, Soraya Thronicke, foi extremamente feliz ao pespegar em Kelmon a pecha de “padre de festa junina”. Porque era exatamente isso o que ele parecia. Se declara padre da Igreja Ortodoxa. A comunhão ortodoxa brasileira diz que padre da congregação ele não é. Ele afirma que seria ligado a uma certa Igreja Ortodoxa do Peru, mas aí também há controvérsias. A cruz extravagante que ele usa não faz parte da vestimenta tradicional de um padre. Nem a touquinha. Assim, boa parte do elemento religioso que ele apresenta seria falso. Fantasia, e não indumentária religiosa.

Leia a íntegra do comentário no site Congresso em Foco

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Presidente do Banco Central desmente Bolsonaro e diz que Pix não tem paternidade nessa gestão


O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, corrigiu a informação propagada pela campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) de que sua gestão teria criado o Pix – ferramenta que permite a transferência de recursos por bancos sem taxas e em tempo real. O gestor disse, nesta quinta-feira, 29, que o projeto do Pix era debatido pelo banco antes dele ser indicado por Bolsonaro para presidir o órgão.

“Quando eu cheguei no Banco Central, um dos temas era a agenda de inovação. Tinha um grupo de trabalho sobre pagamento instantâneo antes da minha chegada, que tinha concluído que tinha beneficio ter um programa de pagamentos instantâneo bem feito. Que isso geraria melhoria na intermediação financeira”, disse o presidente do BC.

Apesar de não citar o ex-presidente Michel Temer (MDB), a plataforma foi idealizada em seu governo. Ao assumir a gestão do Banco Central, Campos Neto afirmou que tornou a pauta do Pix uma prioridade. O sistema deveria funcionar a partir do ano de 2023, mas sua gestão conseguiu implementar ainda no fim de 2020.

“O PIX se mostrou um sucesso, é uma conquista dos funcionários do BC. É só o começo. Tem muito mais coisa para aparecer, vai continuar existindo quando eu não estiver aqui. Não foi um projeto meu, é um projeto do Banco Central”, reiterou Campos Neto.

Com informações do Congresso em Foco

Weverton peita os Leões e garante que haverá segundo turno no Maranhão


O senador licenciado Weverton Rocha (PDT) usou as redes sociais para afirmar que haverá segundo turno na disputa ao Governo do Estado e que estará em combate contra o seu principal adversário, o governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição.

Segundo ele, a certeza está embasada em dois institutos de pesquisas de intenções de votos, na corrida ao Palácio dos Leões. Um dos levantamentos foi apresentado pelo AR7, com registro na justiça eleitoral MA-06953/2022, em que o pedetista aparece com 31,1%, bem atrás de Brandão com 36,7%.

O outro instituto citado foi o Exata, com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) MA08199/2022, em que Weverton aparece com 28%, um pouco atrás do governador Brandão que surge com 39%.

Mediante os novos cenários apontados pelas duas pesquisas, o pedetista acredita que não ficará de fora de um segundo turno, ou seja, uma nova eleição no Maranhão com chances reais de virar o jogo.

Dois institutos de pesquisa confirmam: vai ter segundo turno com o 1️⃣2️⃣. Vamos pra frente, fazer história e transformar o Maranhão num estado de mais oportunidades. 👏 #Weverton12 #VaiGerarTrabalho

CONEXÃO POLÍTICA- 29/09/2022

Desde o processo de redemocratização política no Brasil, na década de 1980, pós-Ditadura Militar, não se falava tanto em polarização. No entanto, estas eleições gerais ficarão marcadas, historicamente, pelo forte antagonismos entre uma horda que defende um projeto liberal e outra, que aposta todas as suas fichas na esquerda social. Vale ressaltar que os antagonismos fazem parte do processo democrático de um país aberto ao diálogo.

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Desespero: PL já prepara documento "Plano B" em caso de derrota de Bolsonaro para Lula no domingo


Faltando nada menos que quatro dias para as eleições do dia 2 de outubro, o Partido Liberal deve apresentar como estratégia documento questionando a segurança do sistema de votação eletrônica do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O PL, que tem como candidato à reeleição o presidente Jair Bolsonaro, já sinaliza para um "Plano B", caso o presidenciável seja derrotado no primeiro turno pelo seu principal adversário, o ex-presidente Lula (PT).

A ideia é questionar o jogo eleitoral em questão, gerando um enorme coro entre os brasileiros que apostam todas as suas fichas na vitória do presidente Bolsonaro ou que vislumbram a possibilidade de levar o pleito para um eventual segundo turno, numa tentativa de reverter o quadro atual desfavorável.

O documento do PL cita, explicitamente, que o resultado das eleições do próximo domingo pode ser manipulado dentro do TSE. 

"Somente um grupo restrito de servidores e colaboradores do TSE controla todo o código fonte dos programas da urna eletrônica e dos sistemas eleitorais. Sem qualquer controle externo, isto cria, nas mãos de alguns técnicos um poder absoluto de manipular resultados da eleição, sem deixar qualquer rastro..." .

Nas redes sociais, o candidato a deputado federal pelo PSOL em São Paulo, Guilherme Boulos, trata-se de um golpe. "Partido de Bolsonaro já prepara documento golpista contra o resultado eleitoral. Eles sabem que vão perder e querem caos. Precisamos liquidar a fatura no primeiro turno contra os milicianos que sequestraram o país", disse ele.

Veja abaixo a íntegra do documento do PL

Pesquisa: Mais de 70% da população brasileira confia no sistema de votação eletrônica


O sistema de votação eletrônico no Brasil tem a confiança de 74% da população, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Opinião, encomendada pelo portal Congresso em Foco.

Apesar do sistema ser alvo de críticas infundadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus apoiadores, o levantamento mostrou que 49% dos brasileiros confiam e 25% confiam muito mais nas urnas eletrônicas, contrastando com uma minoria de 24% que não confia. Apenas 2% dos entrevistados não sabem ou não quiseram opinar sobre o assunto.

Para o diretor do Instituto Opinião, Arilton Freres, é natural que uma parcela do eleitorado brasileiro não se sinta segura em dizer que confia muito nas urnas, apesar de confiar. Ele atribui isso à quantidade de questionamentos lançados pelo presidente Bolsonaro e às fake news compartilhadas sobre o sistema eleitoral brasileiro.


Veja a 
íntegra da reportagem no link do Congresso em Foco

Pesquisa suspensa pela justiça eleitoral dá vitória em primeiro turno para Brandão


Depois de ser suspensa, em caráter liminar, pelo juiz eleitoral Luiz Fernando Xavier Guilhon Filho, a pesquisa Econométrica/O Imparcial foi liberada, faltando apenas quatro dias para as eleições de outubro na divulgação das intenções de votos para o Governo do Maranhão.

Na liminar, o magistrado justificou a suspensão do levantamento decorrente de terem sido encontradas diversas irregularidades envolvendo a quantidade de entrevistados, plano amostral, nome dos candidatos entre outras situações sob suspeições.

No entanto, com a liberação da pesquisa, para a surpresa de muitos, os números apontam vitória do governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição, com 47,4%, seguido do ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PSC), com 21,9% e na terceira posição, o senador Weverton Rocha (PDT) com 18,2% das intenções de votos no quesito estimulada.

A pesquisa Econométrica ouviu 1.500 eleitores, no período de 16 a 20 de setembro, com margem de erro de 2,5%, com intervalo de confiança de 95% e registro MA-04251/2022 na justiça eleitoral.

terça-feira, 27 de setembro de 2022

A estratégia do PT é vencer a disputa presidencial ainda no primeiro turno


A nova pesquisa Ipec revelou que a estratégia do PT e partidos aliados à candidatura do ex-presidente Lula (PT) é vencer as eleições gerais do dia 2 de outubro no primeiro turno.

Pelos números divulgados na noite de ontem, 26, o levantamento mostra que o petista já aparece com 52% dos votos válidos, contra 34% do seu principal adversário, o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Isso mostra que existem fortes chances de Lula levar o empate ainda no primeiro tunro. Os votos válidos excluem os brancos e nulos. E, para vencer a eleição presidencial, no primeiro turno, basta que o primeiro colocado tenha 50% dos votos válidos mais 1.

Pelo levantamento do instituto, Lula tem 48% das intenções de voto, enquanto Jair Bolsonaro tem 31%. Na pesquisa anterior, Lula tinha 47%, oscilando positivamente em 1 ponto. Bolsonaro se manteve com o mesmo índice.

Os candidatos são seguidos por Ciro Gomes (PDT), com 6%, Simone Tebet (MDB), com 5%, Soraya Thronicke (União), com 1%, e Felipe d’Avila (Novo), com 1%. Vera (PSTU), Léo Péricles (UP), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) e Constituinte Eymael (DC) não pontuaram. Brancos e nulos somam 4%. Não sabem/não opinaram também 4%.

A pesquisa do Ipec ouviu 3.008 pessoas entre os dias 25 e 26 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob número BR-01640/2022.

Com informações do Congresso em Foco

segunda-feira, 26 de setembro de 2022

Justiça barra divulgação de nova pesquisa Econométrica no Maranhão


O juiz Luiz Fernando Xavier Guilhon Filho, em decisão liminar, suspendeu a divulgação de mais uma pesquisa de intenções de votos para o Governo do Maranhão e Senado da República. O alvo foi o instituto Econométrica que deveria apresentar números percentuais dos candidatos nesta segunda-feira, 26.

Foram encontradas diversas irregularidades no levantamento envolvendo a quantidade de entrevistados, plano amostral, nome dos candidatos, entre outras situações que fizeram o magistrado abortar a missão da Econométrica.

"O nível de confiança da pesquisa está prejudicado, haja vista que o número mínimo de entrevistados ficou bem abaixo do indicado para a margem de erro de 2,5%", citou o juiz Guilhon Filho.

Ciro lança manifesto à Nação e diz que sua candidatura continua de pé


O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) lançou na manha desta segunda-feira, 26, um manifesto à nação brasileira, onde relata sua indignação com os constantes assédios nacional e internacional que vem sofrendo para que sua candidatura à Presidência da República seja retirada do páreo.

No entanto, Ciro, que tem aparecido nas pesquisas de intenções de vortos com uma média de 7%, disse ter "compromisso de vida e morte na luta por um Brasil melhor e nada me amendrontará, nem irá me deter!".

"Minha candidatura está de pé para defender o Brasil em qualquer circunstância. E meu nome continua posto, como firme e legítima opção, para livrar nosso país de um presente covarde e de futuro amedrontador. Com rebeldia e esperança ainda podemos, juntos, salvar nossa pátria.

Levanta, Brasil!"

Leia a íntegra do manifesto no link Manifesto à Nação

Imprensa nacional destaca favoritismo de Dino na disputa ao Senado pelo Maranhão


O ex-governador Flávio Dino (PSB), atual candidato ao Senado da República, foi considerado pela imprensa nacional como real favorito a conquistar uma vaga à Câmara Alta pelo Maranhão, nas eleições do próximo domingo, 2.

Apesar de Dino concorrer ao pleito contra seu principal opositor, o senador bolsonarista Roberto Rocha (PTB), além de Antonia Cariongo (PSOL), Pastor Ivo Nogueira (DC) e Saulo Arcangelli (PSTU), a situação mediante as pesquisas de intenções de votos se mostra favorável ao socialista.

De acordo com o site Congresso em Focoa eleição parece definida em Alagoas, com Renan Filho (MDB); Bahia, com Otto Alencar (PSD); Ceará, com Camilo Santana (PT); Maranhão, com Flávio Dino (PSB); Mato Grosso, com Wellington Fagundes (PL); Mato Grosso do Sul, com Tereza Cristina (PP); Piauí, com Wellington Dias (PT), e Rio de Janeiro, com Romário (PL). Os oito candidatos estão com pelo menos 20 pontos de vantagem sobre o segundo colocado.

sábado, 24 de setembro de 2022

Ministro extremamente evangélico decepciona clã Bolsonaro e libera UOL a publicar reportagem sobre transações imobiliárias


O ministro André Mendonça, do STF (Supremo Tribunal Federal), liberou a publicação pelo UOL de reportagem sobre transações imobiliárias da família Bolsonaro em dinheiro vivo. Com a decisão, Mendonça derrubou censura imposta pelo desembargador Demetrius Gomes Cavalcanti, do TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios), que havia determinado o conteúdo fosse retirado do ar e das redes sociais.

“No Estado Democrático de Direito, deve ser assegurado aos brasileiros de todos os espectros político-ideológicos o amplo exercício da liberdade de expressão”, disse o ministro em sua decisão. “Assim, o cerceamento a esse livre exercício, sob a modalidade de censura, a qualquer pretexto ou por melhores que sejam as intenções, máxime se tal restrição partir do Poder Judiciário, protetor último dos direito e garantias fundamentais, não encontra guarida na Carta Republicana de 1988.”

Ele lembra que em 2009 o Supremo derrubou a Lei de Imprensa, criada no regime militar. “No referido julgamento, reiterou-se a plena liberdade de imprensa como categoria jurídica proibitiva de qualquer tipo de censura, bem assim, a imposição, ao Poder Judiciário, do dever de dotar de efetividade os direitos fundamentais de imprensa e de informação”, afirmou Mendonça.

“Tomada em relação de mútua causalidade com a democracia, a liberdade de imprensa foi considerada ‘patrimônio imaterial que corresponde ao mais eloquente atestado de evolução político-cultural de todo um povo'”, acrescentou.

A decisão de Demetrius havia sido a pedido do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ). O magistrado havia concedido liminar (determinação provisória e urgente) nesta quinta (22), após os advogados de Flávio recorrerem de decisão da 4ª Vara Criminal de Brasília contrária aos pedidos do filho do presidente.

O UOL cumpriu a decisão e entrou com uma ação no STF. O ministro André Mendonça, indicado por Bolsonaro para a corte, foi sorteado relator do caso. Segundo a advogada Taís Borja Gasparian, que assina a peça, a censura era inconstitucional.

As reportagens do UOL sobre o tema, publicadas a partir do último dia 30, afirmam que desde os anos 1990 o presidente, irmãos e filhos negociaram 107 imóveis, dos quais ao menos 51 foram adquiridos total ou parcialmente com o uso de dinheiro vivo. O valor gasto desta forma foi, segundo a apuração, de R$ 13,5 milhões.

Com isso, uso de dinheiro vivo em condições suspeitas voltou a atingir o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral à Presidência.

Transações em espécie não são crime, mas podem ter como objetivo dificultar o rastreio de valores de fontes ilegais. Dados obtidos por órgãos de investigação e imprensa mostraram que a família Bolsonaro, em especial o senador Flávio Bolsonaro, movimentou R$ 3 milhões em dinheiro vivo.

Para o Ministério Público do RJ, o filho do presidente utilizou recursos provenientes do suposto esquema da “rachadinha” em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa para comprar imóveis e pagar despesas pessoais.

Dados da investigação mostraram que Bolsonaro também teve, quando deputado federal, transações e práticas semelhantes às que levantaram suspeita contra seu filho mais velho.

Com informações de José Marques/Folhapress

sexta-feira, 23 de setembro de 2022

Datafolha: Lula amplia vantagem de 14 pontos contra Bolsonaro na reta final para as eleições


A nova pesquisa Datafolha, divulgada na noite de ontem, 22, confirmou o que os demais levantamentos de intenções de votos vêm revelando nos últimos dias, na disputa para a Presidência da República.

O ex-presidente Lula (PT) vem ampliando as chances de vencer as eleições do dia 2 de outubro ainda no primeiro turno aparecendo com 47% dos votos válidos, contra 33% do presidente Jair Bolsonaro (PL) que busca a reeleição.

Ciro Gomes, do PDT, oscilou de 8% para 7%. Já Simone Tebet, do MDB, segue com 5%, empatada tecnicamente com o pedetista. A candidata do União Brasil, Soraya Thronicke, oscilou de 2% para 1%.

A pesquisa Datafolha tem margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais, ou para menos. O levantamento foi feito de terça (20) a esta quinta (22). O instituto ouviu 6.754 pessoas em 343 cidades, e a pesquisa foi encomendada pela Folha de S. Paulo e pela TV Globo, sendo registrada sob o número BR-04180/2022 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

quinta-feira, 22 de setembro de 2022

TV Guará cancela debate com os candidatos aos Leões por desistência em massa


A direção da TV Guará resolveu cancelar o debate, que aconteceria na noite desta quinta-feira, 22, com os nove candidatos ao Governo do Maranhão. No entanto, três concorrentes que aparecem no pelotão de frente nas pesquisas de intenções de votos desistiram de comparecer, inviabilizando a realização do evento.

As ausências foram confirmadas pelo governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição; o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PSC); e o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD).

Os demais concorrentes como o senador licenciado Weverton Rocha (PDT), Joas Moares (DC), Hertz Dias (PSTU), Enilton Rodrigues (PSOL), Simplício Araújo (Solidariedade) e Frankle Costa (PCB) confirmaram presenças.

A TV Guará lamentou a desistência dos candidatos Brandão, Lahésio e Edivaldo e reafirmou que a intenção da empresa de comunicação sempre foi de proporcionar ao telespectador um amplo espaço de debate com todos os candidatos ao maior cargo do poder Executivo do estado, debatendo suas propostas e ideias para o desenvolvimento do Maranhão.

A emissora ressaltou ainda que segue com o compromisso de sempre levar a informação com credibilidade sobre a cobertura das eleições 2022 até a data do fim do pleito eleitoral.

Lula a um passo de vencer as eleições de outubro no primeiro turno


O ex-presidente Lula (PT) está a um ponto percentual de alcançar a vitória no primeiro turno, segundo pesquisa do Instituto Opinião encomendada pelo Congresso em Foco. De acordo com a pesquisa, realizada entre domingo, 18, e terça-feira, 20, com eleitores de todo o país, Lula tem 49% dos votos válidos. Para ser eleito em primeiro turno, qualquer candidato precisa alcançar 50% dos votos válidos (ou seja, excluídos os brancos e nulos) mais um.

Os novos números aumentam a pressão sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, que aparece na segunda colocação. Na pesquisa estimulada, aquela em que são os apresentados os nomes dos presidenciáveis, Lula lidera com 45% das intenções de voto. Bolsonaro está 12 pontos percentuais atrás, com 33%. 

Ciro Gomes (PDT) tem 7%, Simone Tebet (MDB), 5% e Soraya Thronicke (União) e Felipe D’Ávila (Novo), 1% cada. Os demais candidatos não pontuaram. Outros 3% declararam que votarão em branco ou nulo e 5% não responderam.

A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o índice de confiança da pesquisa é de 95%. A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-09430/2022, ouviu 2 mil pessoas por telefone com entrevistadores humanos, por meio de sorteios aleatórios na base de dados. Foram levados em conta critérios de divisão geográfica, escolaridade, faixa etária e classificação socioeconômica.

Leia a íntegra da reportagem no site Congresso em Foco

quarta-feira, 21 de setembro de 2022

Edivaldo chuta o pau da barraca e sobra até para Dino, Brandão e Sarney após nova pesquisa Ipec/TV Mirante


Ainda repercute a indignação do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD), que está candidato ao Governo do Maranhão, sobre os percentuais da nova pesquisa Ipec/TV Mirante, divulgada na terça-feira, 20.

Edivaldo que no levantamento do Ipec do dia 23 de agosto apareceu com 14% nas intenções de votos, caiu drasticamente e para surpresa de muitos, o social-democrata surgiu na nova pesquisa com pífios 7%, gerando certo incômodo ao postulante ao Palácio dos Leões.

Para Edivaldo, a pesquisa é mais uma fake news para confundir a cabeça do eleitorado maranhense. "Alerta: Pesquisa Falsa!", disse o ex-gestor municipal. Em sua página nas redes sociais, ele ainda fez um indagação: "Começou a corrida de quem será o campeão das Fake News". Sobrou até para seu ex-aliado, o ex-governador Flávio Dino (PSB) e para o governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição.


Perspectiva de segundo turno no Maranhão assombra aliados do Palácio dos Leões


Apesar dos números da nova pesquisa Ipec/TV Mirante serem favoráveis ao governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição e aparece na liderança com 41% das intenções de votos, a possibilidade real de segundo turno no estado assombra os aliados do Palácio dos Leões.

Isso porque, segundo o levantamento, o senador licenciado Weverton Rocha (PDT) surge com 20%, seguido do ex-prefeito de São Pedro dos Crentes (PSC) com 16%. Já o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSC) despencou dastricamente para 7%.

Em caso de segundo turno, o candidato Weverton pode trazer pra si os votos apontados por Lahésio e Edivaldo, somando 43%. Isso sem falar dos 4%, distribuídos entre Enilton Rodrigues (PSOL) com 1%, Joas Moares (DC) com 1%, Simplício Araújo (Solidariedade) com 1% e Frankle Costa (PCB) com 1%. Hertz Dias não pontuou.

O instituto ouviu 800 eleitores maranhenses, entre os dias 14 e 20 de setembro. O registro da pesquisa na Justiça Eleitoral está com o número MA 04923/2022. O grau de confiança dos dados é de 95% e a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

terça-feira, 20 de setembro de 2022

Ipec: Lula assume vantagem de 16 pontos percentuais contra Bolsonaro e pode vencer no primeiro turno


Faltando apenas 12 dias para as eleições de outubro, nova pesquisa Ipec/TV Globo aponta larga vantagem do ex-presidente Lula (PT) com 47% das intenções de voto contra 31% do presidente Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição. Pelo levantamento, Lula aparece com mais votos válidos do que os demais concorrentes.

Em outro pelotão, Ciro Gomes (PDT) se mantém com 7%, seguido da senadora Simone Tebet (MDB) com 5% e Soraya Trhronicke (União Brasil) com 1%. Felipe d'Avila (Novo), Vera (PSTU), Constituinte Eymael (DC), Léo Péricles (UP), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) não chegaram a 1% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 5%, enquanto 4% dizem que ainda não sabem em quem votarão no dia 2 de outubro.

A pesquisa Ipec ouviu 3.008 pessoas entre os dias 17 e 18 de setembro em 181 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00073/2022.

segunda-feira, 19 de setembro de 2022

Maranhão tem receita de R$ 83,7 milhões para distribuir aos 216 candidatos a deputado federal, segundo a justiça eleitoral


Os candidatos a deputado federal já declararam à justiça eleitoral receitas da ordem de R$ 2 bilhões. Segundo o site Congresso em Foco, se comparado com 2018, as campanhas receberam R$ 1,354 bilhão, num aumento de quase 48%.

No Maranhão, conforme o quadro de receitas por estado, já foram liberados R$ 83,7 milhões, para um conjunto de 216 candidatos a deputado federal, perfazendo uma quantia de R$ 387.478 por candidato (ver quadro abaixo).

Segundo levantamento do Congresso em Foco, ao todo, 6.747 candidatos declararam à Justiça Eleitoral o registro da movimentação financeira ou estimável em dinheiro do início da campanha até o dia 8 de setembro. Até o momento, os gastos declarados somam R$ 395,2 milhões.

Quase que a totalidade dos recursos arrecadados (95%) são originários dos partidos, sendo R$ 1,843 bilhão do Fundo Eleitoral e R$ 83 milhões do Fundo Partidário. Outros R$ 73,5 milhões são de doações de pessoas físicas e R$ 22 milhões de recursos próprios.

O União Brasil é o partido com a maior receita declarada, somando R$ 262,6 milhões declarados por 458 candidatos. A média de receita é de R$ 573 mil por deputado. Em seguida, aparecem o PP (R$ 234,8 milhões), o MDB (R$ 180,3 milhões), o PSD (R$ 172,1 milhões) e o Republicanos (R$ 160,5 milhões).

Na semana passada foi encerrada a prestação de contas parcial ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).



domingo, 18 de setembro de 2022

Direita se descola de Bolsonaro no Nordeste e Lula mantém preferência do eleitorado


Nascido em Pernambuco, o ex-presidente Lula (PT) mantém no Nordeste do país seu maior capital político. Na última pesquisa Datafolha, Lula registrou 59% das intenções de voto na região contra 22% do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Nestas eleições, os palanques ligados a Bolsonaro, seu maior adversário e com quem polariza a disputa presidencial, caminham para o abismo, com apenas um postulante favorito com chance de vitória em disputa a um governo estadual. E mesmo assim sub judice.

Duas grandes apostas de Bolsonaro na região estão patinando nas pesquisas eleitorais. Justamente dois ex-ministros abençoados pelo Palácio do Planalto. Na Bahia, o ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), candidato do presidente ao governo baiano, está longe do favorito na disputa, o ex-prefeito ACM Neto (União), que, mesmo no campo da direita, vem mantendo neutralidade na eleição presidencial. 

João Roma, na última pesquisa Datafolha, aparece com 7% dos votos. ACM Neto tem 49%. O candidato do PT, Jerônimo Rodrigues, aparece com 28%.

Leia a reportagem na íntegra no link do Congresso em Foco

sábado, 17 de setembro de 2022

Câmara lança frente em defesa da igualdade racial em São Luís




A Câmara Municipal de São Luís lançou na tarde de sexta-feira, 16, a Frente Parlamentar pela Defesa e Promoção da Igualdade Étinico Racial. O evento, realizado no Plenário Simão Estácio da Silveira, contou com a participação de parlamentares, profissionais da área de direito, entidades do movimento negro, além de representantes da Prefeitura e do governo estadual.

Na oportunidade, foram discutidas formas de se combater o racismo e a correta aplicação das leis que regulam esse crime. O colegiado foi criado por meio do Projeto de Resolução nº 006/2021, de autoria da vereadora Silvana Noely (PTB). Em entrevista à imprensa, ela ressaltou que a iniciativa foi uma sugestão do saudoso vereador Batista Matos (Patriotas).

“Essa proposta foi um dos maiores anseios do nobre e saudoso vereador, Batista Matos. Nesse sentido, como forma de concretizar sua vontade e considerando a relevância da matéria para a nossa cidade, cidade de São Luís, apresentamos a proposta”, destacou.

A Frente Parlamentar em Defesa da Promoção da Igualdade Étnico Racial no âmbito do Legislativo vai propor e discutir iniciativas que vão abranger as áreas da educação, cultura e saúde integral da população negra, além de promover o acesso ao mercado de trabalho, às modalidades esportivas e aos aparelhos culturais. As reuniões do grupo serão públicas e realizadas nas datas e locais estabelecidos por seus membros.

Participaram da mesa de trabalhos a vice-prefeita de São Luís, Esmênia Miranda (PSD), representando o prefeito Eduardo Braide (sem partido); Ana Rosa Silva, chefe de Departamento de Gestão da Secretaria de Estado da Mulher; Dra. Carolina Caetano, presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-MA; Marcelo de Carvalho Lima, chefe do Departamento de Direito da UEMA; a vice-presidente do Conselho de Igualdade Racial, Jacinta Maria Santos; Walter Low, presidente do Conselho Municipal das Populações Afrodescentes – Comafro, além de advogados e representantes dos movimentos sociais.

sexta-feira, 16 de setembro de 2022

Lula vai conquistando eleitorado evangélico e ampliando adeptos para vencer no primeiro turno


O ex-presidente Lula (PT) tem conseguido a proeza de encurtar a distância com os evangélicos na disputa para a Presidência da República para as eleições do dia 2 de outubro.

Basta ver o que mostra a pesquisa do Darafolha, divulgada ontem, 15, em que o petista reduziu em seis pontos a distância junto ao seleto grupo dos eleitores evangélicos.

Segundo o levantamento, é a primeira vez na corrida ao Planalto que Lula consegue tirar essa diferença, num campo onde os eleitores formam a base do presidente Bolsonaro, que buca a reeleição.

Cadeira vazia: Dino foge de novo do embate com Rocha no Imirante


Já virou meme nas redes sociais a pecha de "candidato fujão" dos debates nos meios de comunicação do ex-governador Flávio Dino (PSB), que tanto criticou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) por fugir de debates durante a campanha presidencial.

Dino vem sendo criticado até por apoiadores políticos por não comparecer aos debates na mídia, mesmo tendo sua assessoria participado e concordado com as regras do jogo das emissoras de TV e portais eletrônicos. O mesmo vem acontecendo com seu pupilo-candidato, governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição.

Seu principal oponente, o senador Roberto Rocha (PTB), que tenta a reeleição, ironizou mais uma vez o fato nas redes sociais após Dino não comparecer ao debate no portal Imirante, do Grupo Sarney, na noite noite de quinta-feira, 15: "Advinha?! Ele fugiu de novo! O povo maranhense desrespeitado mais uma vez por aquele que se dizia defensor dos debates".

Datafolha: Lula se mantém firme na liderança com 45% contra 33% de Bolsonaro


Na nova rodada da pesquisa do Datafolha divulgada nesta ontem, 15, o ex-presidente Lula (PT) lidera das intenções de voto no primeiro turno, com 45% das intenções de voto. O petista é seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que disputa reeleição, com 33%. A pouco mais de duas semanas da eleição, Lula mantém uma vantagem de 12 pontos sobre Bolsonaro na disputa presidencial.

Segundo o levantamento do instituto, o cenário é de estabilidade. Lula, por exemplo, manteve os 45% das intenções de voto do levantamento divulgado na última semana. Bolsonaro oscilou negativamente de 34% para 33%. No terceiro lugar, estão empatados tecnicamente Ciro Gomes (PDT), com 8%, e Simone Tebet (MDB), com 5%.

Ainda na pesquisa, Soraya Thronicke (União) passou de 1% para 2%. Não pontuaram Felipe D’Ávila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Vera Lúcia (PSTU), Leo Péricles (UP), Constituinte Eymael (DC) e Padre Kelman (PTB).

A pesquisa do Datafolha foi realizada entre terça-feira (13) e quinta-feira (15). O levantamento ouviu 5.926 eleitores em 300 cidades do país. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-04099/2022. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Com informações do Congresso em Foco

quinta-feira, 15 de setembro de 2022

CONEXÃO POLÍTICA- 15/09/2022

A ausência de candidatos a cargos majoritários em sabatinas e debates, nas emissoras de TV do Maranhão, tem se tornado uma rotina nada republicana que priva o eleitor de conhecer melhor as propostas e o desempenho daqueles que se propõem a representar o estado tanto no comando do Governo quanto no Senado Federal, ferindo de morte o princípio ético do processo democrático.


quarta-feira, 14 de setembro de 2022

Estabilidade: pesquisa Genial/Quaest mantém Lula na liderança com 42% contra 34% de Bolsonaro


Nova pesquisa de intenções de votos Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira, 14, mostra o ex-presidente Lula (PT) na liderança com 42% contra 34% pontuados pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em outro pelotão aparecem Ciro Gomes (PDT) com 7%, Simone Tebet (MDB) com 4%, Felipe D´Avila (Novo) e Soraya Thronicke (União Brasil), ambos com 1%.

Já Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC), Leonardo Péricles (UP), Sofia Manzano (PCB) e Padre Kelmon (PTB) não pontuaram.

Num cenário de segundo turno o ex-presidente Lula venceria com 48% das intenções de voto, contra 40% do presidente Bolsonaro.

A pesquisa entrevistou 2 mil pessoas, no período de 10 a 13 deste mês, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos e registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) BR-03420/2022.

Problema renal cancela agenda de campanha de Edivaldo e candidato teve de ser internado no Hospital UDI


O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD), candidato ao Governo do Maranhão, teve que suspender temporariamente sua agenda de campanha na manhã desta quarta-feira, 14, após ser internado às pressas no Hospital UDI, na capital maranhense, com um quadro de cálculo renal.

Conforme informou sua assessoria de imprensa nas redes sociais, Edivaldo, que concorre pela primeira vez ao Palácio dos Leões, seu estado de saúde é estável, mas seguirá internado para a realização de novos exames médicos, com base em recomendações da equipe de profissionais que atenderam o candidato.

Novo boletim médico deve ser anunciado nas próximas horas e sua assessoria de campanha se colocou à disposição para os devidos esclarecimentos à população.

Rocha cutuca Dino e diz não ser um candidato fujão dos debates nas emissoras de TV


O senador Roberto Rocha (PTB), que busca a reeleição, criticou nas redes sociais a postura nada republicana do seu principal adversário, o ex-governador Flávio Dino (PSB), ao fugir, pela terceira vez consecutiva, de mais um debate numa emissora de televisão, desta vez o debate na TV Cidade, realizado na noite de ontem, 13.

Segundo Rocha, ao contrário de seu opositor, ele não foge dos debates. "Em respeito aos maranhenses, apresento as minhas propostas e visão do que penso para o Maranhão. Mas tem candidato que já fugiu três vezes!", declarou o petebista.

Além de sair pela tangente dos debates e sabatinas, Dino tem ignorado o trabalho da imprensa sem, ao menos, dar explicações plausíveis para suas ausências constantes dentro do processo eleitoral democrático, onde o eleitor tem o direito de conhecer as propostas e o que pensa cada candidato.

terça-feira, 13 de setembro de 2022

Lula ainda acredita em fechar a fatura eleitoral no primeiro turno


O ex-presidente Lula (PT) mostrou entusiasmo na reta final de campanha, faltando apenas 19 dias para as eleições do dia 2 de outubro. Segundo ele, é preciso acreditar que dá para fechar a fatura ainda no primeiro turno contra seu principal adversário, o presidente Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição.

Eu nunca fiz eleição para ganhar no 2° turno. Eu, que tenho 46%, tenho que acreditar que é possível nos próximos dias conquistar a porcentagem que falta, sem desprezo a ninguém.

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...