terça-feira, 19 de junho de 2018

Zé Reinaldo deve abandonar projeto Braide e focar em Rocha


Acuado pela cúpula regional do PSDB no Maranhão, o ex-governador e atual deputado federal tucano, José Reinaldo Tavares, parece que vai criando juízo e ficando cada vez mais distante do projeto de apoiar uma eventual candidatura do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), na corrida sucessória ao Palácio dos Leões, para as eleições de outubro.

Artigo publicado pelo nobre parlamentar, pré-candidato ao Senado da República, demonstra que está disposto a fazer as pazes com o senador Roberto Rocha, pré-candidato ao governo do estado e presidente do PSDB no Maranhão.

"Estamos juntos e sabemos que um precisa do outro. Neste embate, eu preciso dele e ele precisa de mim. Nós sabemos disso e não vamos nos submeter ao desejo e a ganância de terceiros que querem nos intrigar", declarou Zé Reinaldo.

A grande questão é quem, de fato, quer promover a cisão entre o deputado e o senador Roberto Rocha.

Vale lembrar que a possibilidade de apoiar uma candidatura Braide, podia acabar com o sonho de Zé Reinaldo disputar o Senado pelo PSDB, e podendo vir a ser trocado pelo deputado Waldir Maranhão.

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Zé Viera pode ceder lugar a deputado do MDB após decisão do TSE


Tudo pode acontecer nesta terça-feira, 19, já que está em pauta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o Recurso Especial n° 187-25.2016.6.10.0013, referente à eleição de 2016, que envolve o prefeito eleito de Bacabal, José Vieira e seu vice, Florêncio Neto.

Caso o TSE casse o diploma dos dois gestores, deve assumir, em caráter de urgência, o segundo colocado na disputa eleitoral, o deputado estadual Roberto Costa (MDB), afilhado político do senador João Alberto Souza (MDB).

Segundo alguns analistas políticos de Bacabal, o prefeito Zé Vieira tem conversado com lideranças e aliados para acalmar os ânimos e aguardar a decisão do TSE. Para Vieira, não será ainda desta vez que terá de deixar a cadeira da Prefeitura, por entender que algum ministro da Corte deve pedir vista do processo.

Por três vezes consecutivas, o processo contra a atual administração de Bacabal foi retirado de pauta.

Enquanto isso, a turma de Zé Vieira e adversários políticos continuam na expectativa.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Maura Jorge já sonha em ser vice-presidente do Brasil


E não é que o diabo é moleque mesmo! 

Da noite para o dia não é que o sonho da ex-prefeita de Lago da Pedra e ex-deputada estadual, Maura Jorge (PSL), vai pavimentando a ideia de trocar uma pré-candidatura ao governo do Maranhão para se tornar, nada mais, nada menos, que companheira de chapa do presidenciável deputado federal Jair Bolsonaro (RJ).

Se analisarmos que em política até boi pode voar, não há por que esse vislumbre da pré-candidata do PSL não possa vingar no cenário nacional, disponibilizando para a chapa do intrépido Bolsonaro uma mulher aguerrida da região Nordeste.

Há quem diga que em determinados momentos da vinda de Bolsonaro à cidade de São Luís, na quinta-feira, 14, o presidenciável teria chamado Maura Jorge de vice-presidente e que voltaria ao Maranhão, após as eleições de outubro, ao lado da companheira Maura Jorge.

O fato vem gerando fortes especulações políticas e se realmente se confirmar, a repercussão deve ganhar contornos mais críticos, já que a pré-candidata Maura Jorge tem uma veia política de ligação com o grupo Sarney e mantém uma amizade fraterna com a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), pré-candidata ao Palácio dos Leões, no pleito vindouro.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Pesquisa Data M em Imperatriz é alvo de críticas entre oposição e governo


Ainda rende intensos debates acirrados entre lideranças de oposição e governo a mais recente pesquisa do instituto Data M 3, quanto à intenções de votos da população do município de Imperatriz, segundo maior colégio eleitoral do Maranhão, para Governo e Senado.

A pesquisa, sob o registro TRE 09455/2018, revela que o governador Flávio Dino (PCdoB) se mantém na liderança com um patamar de 45,6%, seguido da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) com 9,6%, Roberto Rocha (PSDB) com 3%, Eduardo Braide (PMN) com 0,5%, Maura Jorge (PSL) com 0,5%, Ricardo Murad (PRP) com 0,3%, Nenhum candidato (5,8%) e Não Sabem e Não Responderam (34,8%).


Com relação à corrida ao Senado, o levantamento mostra que o eleitorado de Imperatriz tem como principal candidato o deputado federal Weverton Rocha (PDT) que aparece com 24,7%, seguido de Edison Lobão (MDB) com 18,4%, Sarney Filho (PV) com 9,8%, José Reinaldo Tavares (PSDB) com 9,1%, Eliziane Gama (PPS) com 4,3%, Alexandre Almeida (PSDB) com 4%, Nenhum Deles (21,2%) e Não Sabem ou Não Responderam (4,8%).

A pesquisa eleitoral ouviu 394 pessoas, no período de 4 a 6 de junho.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Márcio Jerry diz que grupo Sarney quer conturbar processo eleitoral


O presidente do diretório estadual do PCdoB, jornalista Márcio Jerry, pré-candidato a deputado federal acusa o grupo Sarney de querer conturbar o processo eleitoral no Maranhão.

A grita do ex-secretário de Comunicação e Articulação Política do governo Flávio Dino (PCdoB) vai de encontro a constantes denúncias que estariam sendo feitas pelos veículos de imprensa do grupo ligado à pré-candidata ao governo, Roseana Sarney (MDB).

Segundo manifestação de Jerry, nas redes sociais, reportagens publicadas pelo jornal O Estado do Maranhão, acusam o governo Dino de ter praticado crime de lavagem de dinheiro, em 2014, pelo fato do PCdoB não ter quitado dívidas com a produtora Aldolmagem.

"Transformar esse reconhecimento de dívida, registrado oficialmente, em crime, só faz sentido entre os interessados em conturbar o processo eleitoral", criticou o dirigente comunista.

Jerry argumenta que o próprio PCdoB já havia se manifestado sobre a matéria veiculada pelo órgão de comunicação do grupo Sarney, no dia 9 de junho. Segundo ele, por meio de nota, o partido confirma que a empresa citada na reportagem teve serviços prestados à legenda durante a eleição de 2014, o que foi declarado à Justiça Eleitoral.

terça-feira, 12 de junho de 2018

Lobão na lista nacional de investigados por corrupção e lavagem de dinheiro

Os principais partidos, protagonistas da política nacional, como o MDB, PSDB e PT lideram a relação de agremiações no Senado da República com problemas na Justiça. O PSDB é a legenda com mais senadores investigados em proporção de tamanho e bancada, correspondendo a 69%.

Na sequência aparece o MDB, com 12 de seus 18 integrantes com pendências judiciais, e o PT do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com seis de seus nove representantes pendurados na mais alta corte do país, o Supremo Tribunal Federal (STF).

Juntos, PSDB, MDB e PT somam 27 dos 44 senadores que estão sob investigação.

Da bancada maranhense no Senado da República a figura de Edison Lobão (MDB), conforme dados exclusivos do site Congresso em Foco, aparece na lista com cinco inquéritos:

Inq-4384 – Investigação penal

Baseado em delação da Odebrecht, apura se o senador recebeu R$ 5,5 milhões para favorecer a construtora em obras do Projeto Madeira.

Inq-4516 – Lavagem de dinheiro
Inq-4260 – Corrupção e lavagem de dinheiro

Investiga pagamento de propina por favores na Eletronuclear e na construção da usina de Belo Monte. Faz parte do chamado eletrolão.

Inq-4267 – Não informado

Citado na delação premiada de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, indicado ao cargo por Renan Calheiros (PMDB-AL) com aval de Lobão e seus colegas Romero Jucá (PMDB-RR) e Jader Barbalho (PMDB-PA). Todos eles foram beneficiados com o esquema de propina, de acordo com Machado.

Inq-4326 – Lavagem de dinheiro, corrupção e quadrilha ou bando

Investiga a participação do senador em uma possível quadrilha do MDB montada, segundo a acusação, para desviar dinheiro da Petrobras. Apuração aberta com base em delação de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Aliança nacional PT/PCdoB reforçaria palanque eleitoral no Maranhão


Já vem sendo discutida no cenário nacional uma eventual aliança político-partidária entre o PT, do ex-presidente Lula, e o PCdoB da deputada estadual Manuela D´Ávilla (RS), que também é pré-candidata ao Palácio do Planalto, nas eleições gerais de outubro.

A possibilidade de alinhamento entre as duas legendas é vista com bons olhos no palanque eleitoral do Maranhão, estado que é governado pelo comunista Flávio Dino, que busca a reeleição contra sua principal adversária, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Analistas políticos dão como certo que a presença do PCdoB seria um forte aliado do PT de Lula. Vale ressaltar que a sigla comunista é a mais antiga agremiação do atual quadro partidário do país.

Portanto, a militância do PCdoB avalia salutar a aliança, pois o partido tem uma ampla organização em todos os estados da federação e atualmente está presente em cerca de 2.400 municípios. 

O Maranhão é o único estado governado pelos comunistas, tendo também 998 vereadores, 80 prefeituras, 25 deputados estaduais, 12 federais e uma cadeira no Senado da República.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Vereador solicita criação da biblioteca da Câmara de São Luís


O líder do PSD na Câmara Municipal de São Luís, vereador Cezar Bombeiro, apresentou requerimento à Mesa Diretora da Casa, cobrando a implantação de um espaço reservado à construção de uma biblioteca no âmbito do Legislativo, para que a população tenha conhecimento da história do parlamento da capital maranhense, considerado um dos mais antigos do país.

Para Cezar Bombeiro, a leitura é um instrumento da sociedade e é através dela que o cidadão chega ao conhecimento pleno. "Entretanto, nas repartições públicas pouco se vê a presença de bibliotecas para que os servidores e outras pessoas, que por ali transitam, possam desfrutar de livros, revistas e toda generalidade de acervos que possam existir naquele local", declarou.

Em sua proposição, Bombeiro solicita que a presidência da Câmara, possa promover estudos técnicos, visando a edificação de uma biblioteca no Legislativo Municipal.

"Deste modo, a implantação de uma biblioteca trará diversos benefícios a esta Augusta Casa e proporcionará uma interação entre todos os vereadores , já que os próprios parlamentares poderão contribuir com o primeiro acervo da biblioteca, por meio da doação de títulos literários e outras publicações que forem de interesse da sociedade ludoviscense", frisou.

Baixo desempenho de Alckmin já preocupa candidatos do PSDB no Maranhão

O senador Roberto Rocha ainda mantém a confiança na campanha de Geraldo Alckmin à Presidência
É cada vez mais evidente o desconforto nacional do PSDB com a pífia popularidade do pré-candidato Geraldo Alckmin, na disputa à Presidência da República, para as eleições de outubro.

Tanto que já existem correntes internas no ninho tucano, com apoio do próprio ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, presidente de honra do PSDB, cobrando uma postura mais ativa do candidatável Alckmin, para que o mesmo possa ter um melhor desempenho nas pesquisas de intenções de voto, caso contrário, deixar livre o caminho do palanque.

A impopularidade do ex-governador de São Paulo já começa a preocupar até mesmo lideranças estaduais do PSDB, como é o caso da executiva regional da legenda no Maranhão, comandada pelo senador Roberto Rocha, pré-candidato ao Palácio dos Leões.

Além disso, os baixos índices apresentados pelo pré-candidato Geraldo Alckmin também preocupam outros pré-candidatos ao Senado e à Câmara Federal.

No Maranhão, o PSDB tem na lista de candidatáveis ao Senado nomes como os deputados José Reinaldo Tavares, Waldir Maranhão e Alexandre Almeida.

Vale aguardar!

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Braide pode ocupar vaco político que vem contaminando grupo Sarney


As incertezas políticas no Maranhão vão gerando fatos pitorescos na óptica do eleitorado. Senão vejamos! Até agora, ninguém tem a certeza absoluta que a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) será realmente candidata de seu grupo para enfrentar a máquina pública do Palácio dos Leões, capitaneada pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que buscará a reeleição.

Já alguns analistas de plantão dão como certa que se Roseana não vingar no frigir dos ovos, a única alternativa do grupo Sarney seria apostar na intrépida juventude do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), para não perder o palanque de campanha e salvar sua prole de aliados.

No entanto, o próprio parlamentar se mantém indeciso e ainda não sabe se vai ou não, decidir por uma candidatura majoritária ao governo do estado ou optar por uma candidatura proporcional à Câmara Federal, para evitar o tal ostracismo pós-eleição.

O certo é que as últimas movimentações políticas têm sido um claro reflexo do momento, impulsionado pelas recentes pesquisas de intenções de voto que vão dando o tom do cenário eleitoral no Maranhão.

Só mesmo as convenções partidárias, que devem ocorrer no período de 20 de julho a 5 de agosto, irão apontar os reais candidatos ao pleito no estado.

Até lá a miscelânia pré-eleitoral continua!