Rádio Web Conexão

terça-feira, 30 de junho de 2020

Deputado comemora a fracassada live entre Lula e Dino


O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB), pré-candidato a prefeito de São Luís, usou as redes sociais para considerar que houve um "fracasso" na live, realizada na última segunda-feira, 29, entre o ex-presidente Lula (PT) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Para o parlamentar, houve mais gente reprovando do que curtindo a live entre o petista e o comunista.

Vereador solicita inspeções da Vigilância Sanitária no transporte coletivo de São Luís no combate ao novo coronavírus


Em tempos difíceis da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o vereador Umbelino Junior (PRTB) solicita mais atenção da Vigilância Sanitária para inspeções severas no transporte coletivo de São Luís. Segundo o parlamentar, a ideia é verificar se, dentro dos coletivos, está sendo cumprida a série de medidas de prevenção, por conta da pandemia, que exige o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social.

Umbelino é autor da Lei municipal nº 6.772, que determina o uso obrigatório de máscaras protetoras das vias respiratórias, quando declarado estado de calamidade pública na área da saúde, enquanto houver risco de contágio da doença.

A solicitação do vereador vem reforçar uma denúncia de uma usuária do transporte coletivo da capital, após o parlamentar abrir um canal para ouvir as sugestões dos seguidores.

“Recebi essa denúncia de uma moradora da zona rural que utiliza o transporte coletivo e sabe dos riscos de contaminação da Covid-19. Ouvi outras pessoas que usam os coletivos, e muitas alegam que o transporte continua superlotado e sem os cuidados básicos de higienização. É preciso dar mais atenção para este grave problema”, alertou Umbelino.

sábado, 27 de junho de 2020

Roberto Rocha comemora aprovação do marco legal do saneamento básico pelo Senado


O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, usou as redes sociais para comemorar a aprovação pela Câmara Alta do Projeto de Lei nº 4.162/2019, do governo federal, que estabelece o marco legal do saneamento básico no país. A matéria segue agora para a sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O PL baseia-se na Medida Provisória (MP) 868/2018, da gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB), que perdeu a validade sem ter sua apreciação completada no Congresso Nacional em 2019. Assim, o governo enviou ao Legislativo um projeto com o mesmo tema.

Para Rocha, que foi o único senador do Maranhão a votar favorável ao projeto do Executivo, não só o marco legal do saneamento básico, mas os projetos de reforma tributária e o marco legal das Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) irão recuperar o crescimento econômico e os milhões de empregos perdidos.

Da bancada maranhense no Senado votaram contra o projeto do marco legal do saneamento básico os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania).

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Weverton e Eliziane votam contra o marco legal do saneamento básico e expõem a população pobre a se manterem na lama e no lixo


Dos três senadores da bancada maranhense na Câmara Alta, dois votaram contra o novo marco legal do saneamento básico, aprovado na última quarta-feira, 24, em sessão remota. Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) foram contra o Projeto de Lei nº 4.162/2019, de iniciativa do governo federal, aprovado em dezembro do ano passado pela Câmara dos Deputados. Apenas Roberto Rocha (PSDB) votou favorável. 

A matéria segue agora para a sanção do presidente Jair Bolsonaro e baseia-se na Medida Provisória (MP) 868/2018, que perdeu a validade sem ter sua apreciação completada no Congresso Nacional em 2019. Assim, o governo enviou ao Legislativo um projeto com o mesmo tema.

O texto prorroga o prazo para o fim dos lixões, facilita a privatização de estatais do setor e extingue o modelo atual de contrato entre municípios e empresas estaduais de água e esgoto. Pelas regras em vigor, as companhias precisam obedecer a critérios de prestação e tarifação, mas podem atuar sem concorrência.

O novo marco transforma os contratos em vigor em concessões com a empresa privada que vier a assumir a estatal. O texto também torna obrigatória a abertura de licitação, envolvendo empresas públicas e privadas.

Com informações da Agência Senado


Governador suscita não ter queda para babá de marmanjos ao falar da reabertura de bares e restaurantes no Maranhão


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), mostrou-se indignado, em coletiva à imprensa, ao falar da reabertura de bares e restaurantes neste sábado, 27, em tempos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em São Luís.

Segundo o chefe do Palácio dos Leões, as pessoas precisam, no mínimo, ter bom senso para o cumprimento de regras sanitárias e distanciamento social específicos para evitar a transmissibilidade do vírus nesse novo momento de reabertura gradual de estabelecimentos comerciais no estado.

"Sou governador do Maranhão e não tutor de pessoas. É necessário que todos tenham consciência ao frequentar bares e restaurantes. A função do governador do estado é estabelecer regras para o funcionamento e orientar", declarou Flávio Dino.

TRF livra ex-ministro maranhense da cadeia em desdobramentos da operação Lava Jato


O Tribunal Regional Federal da 2ª Região acabou revogando, no início da noite de quinta-feira, 25, a prisão do ex-ministro de Minas e Energia, o engenheiro eletricista maranhense Silas Rondeau, acusado de cometer fraudes durante sua passagem no comando da Eletronuclear, na gestão do ex-presidente Lula (PT).

Rondeau e mais outras 11 pessoas, acusadas de corrupção na subsidiária da estatal Eletrobras, são alvos de investigação da Polícia Federal, na operação Lava Jato, sob acusação de desvios de verbas públicas.

Ligado à alta cúpula do antigo PMDB, hoje MDB, o ex-ministro de Minas e Energia é apontado com um dos chefes de um esquema criminoso quando entre 2005 a 2007, Rondeau convidou Othon Pinheiro para assumir a presidência da Eletronuclear. Em 2016, Othon Pinheiro foi condenado a 43 anos de prisão por desvios de verbas na construção da usina Angra 3.

Documentos da Lava Jato mostram que Silas Rondeau tinha a quantia de US$ 962 mil numa conta no Delta National Bank, nos Estados Unidos, não declarada à Receita Federal.

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Ex-ministro maranhense ligado à alta cúpula do MDB é alvo de operação da Polícia Federal por contratos fraudulentos e propinas na Eletronuclear


O ex-ministro de Minas e Energia, o engenheiro eletricista Silas Rondeau, natural da cidade de Barra do Corda no Maranhão, é alvo de nova fase da operação Lava Jato da Polícia Federal que apura corrupção na Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras.

Silas Rondeau foi ministro na gestão do ex-presidente Lula (PT) e é aliado da alta cúpula do MDB, dos ex-presidentes José Sarney e Michel Temer.

A PF informou que a operação deflagrada nesta quinta-feira, 25, tem como finalidade desbaratar o esquema criminoso na Eletronuclear e atingir os responsáveis por contratos fraudulentos e pagamentos de propinas na empresa estatal. 

Segundo a PF, toda investigação teve como base a colaboração premiada de dois lobistas ligados ao antigo PMDB, que foram presos em 2017, por ordem da 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná.

Silas Rondeau não foi encontrado por agentes da PF em sua residência em Brasília e segue sendo procurado.

Sarney, Temer e Toffoli abandonam comício virtual com Huck, FHC e Haddad pela democracia e contra Bolsonaro


E não é que os ex-presidentes da República José Sarney e Michel Temer, além do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, desistiram de participar do comício virtual, organizado pelo movimento Diretas Já, em defesa da democracia e pela discussão do atual momento político nacional.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, os ex-presidentes  e o membro da mais alta Corte do Brasil tiraram o corpo da reta ao perceberem que a manifestação virtual teria contornos fortemente políticos contra a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Sarney disse defender a democracia, mas ressaltou não querer participar de manifestações partidárias. "Sempre fui a favor da democracia, nunca deixei de ser, e manifesto isso através de atos com posição muito clara e decisiva. Mas tenho por norma, na minha idade (90), não quero me meter em nenhuma ação partidária", afirmou o ex-presidente. 

Vereadores votarão reajuste salarial de 2,6% para profissionais da educação de São Luís na próxima semana


A Câmara Municipal de São Luís prevê votar na próxima terça-feira, 30, reajuste salaria de 2,6%, para fins de recomposição de perda e equiparação ao Piso Salarial Nacional do Magistério, conforme determina portaria do Ministério da Educação (MEC) nº 03, de 13/12/2019.

Na última terça-feira, 22, a diretoria do Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal de São Luís (Sindeducação), juntamente com o advogado da entidade, se reuniu com os vereadores Pavão Filho (PDT) e Raimundo Penha (PDT), para tratar de pautas do interesse da categoria.

A professora Izabel Cristina Pinto Dias, presidente em exercício do Sindeducação, solicitou a realização da votação do reajuste salarial, para não ocorrer prejuízo, devido à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que proíbe reajustes salariais nos seis meses anteriores ao final dos mandatos de prefeitos, governadores e presidente.

Ficou acordado que  a votação deverá ocorrer na próxima semana, durante sessão ordinária da Câmara, respeitando assim, a determinação da LRF, que passa a vigorar a partir de 1° de julho.

Serão contemplados com o reajuste, os servidores públicos efetivos, inativos e pensionistas, constantes no anexo II da Lei n° 4.941/2008, que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimento dos Profissionais do Magistério do sistema de ensino público da Prefeitura de São Luís.

quarta-feira, 24 de junho de 2020

As alterações nas eleições municipais 2020 em tempos da Covid-19

Alterações nas datas das eleições municipais aguardam apenas confirmação da Câmara dos Deputados


Caberá agora ao plenário da Câmara dos Deputados a aprovação do adiamento das eleições municipais 2020, prevista para o dia 4 de outubro, para os dias 15 e 29 de novembro, primeiro e segundo turnos, respectivamente. A matéria foi aprovada na última terça-feira, 23, pelo Senado, por meio de um substitutivo do senador maranhense Weverton Rocha (PDT) à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/2020.

A inédita alteração de datas do pleito municipal se deve à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), porém mantendo inalterada a data de posse dos novos eleitos, ou seja, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores que terão mandato de quatro anos e tomarão posse no dia 1° de janeiro de 2021.

Por conta da pandemia, o artigo 16 da Constituição Federal ficou sem efeito, segundo o qual qualquer alteração no processo eleitoral deve ocorrer um ano antes.

O senador Weverton explicou que as eleições foram adiadas por 42 dias e com isso também os prazos do calendário eleitoral que estão por vencer.

"Em se confirmando esse texto na Câmara dos Deputados e virando lei, nós vamos manter o mesmo calendário eleitoral previsto para as eleições de 4 de outubro. Ou seja, o período de rádio e TV é o mesmo, o período de Internet é o mesmo, da convenção até o dia da eleição é o mesmo, nós fizemos apenas umas adaptações quanto ao calendário pós eleição por conta do tempo. Mas todos têm de ficar bastante atentos porque não houve aumento de tempo de TV, todos os tempos são os destinados na legislação.

Convenções e campanhas

As emissoras podem transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos até 11 de agosto. A partir dessa data, esse tipo de transmissão fica proibido.

A PEC define também o período entre 31 de agosto e 16 de setembro para a realização das convenções para escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações.

Até 26 de setembro, partidos e coligações devem solicitar à Justiça Eleitoral o registro de seus candidatos.

Após 26 de setembro, inicia-se a propaganda eleitoral, inclusive na internet. A Justiça Eleitoral convocará os partidos e a representação das emissoras de rádio e de televisão para elaborarem plano de mídia.

Partidos políticos, coligações e candidatos devem, obrigatoriamente, divulgar o relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados em 27 de outubro.

Vai até 15 de dezembro o prazo para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos e comitês, relativos ao primeiro e, onde houver, ao segundo turno das eleições.

A diplomação dos candidatos eleitos ocorrerá em todo o país até o dia 18 de dezembro.

Com informações da Agência Senado

terça-feira, 23 de junho de 2020

Pressão de donos de bares e restaurantes faz governador do Maranhão antecipar reabertura do setor


Inicialmente, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), havia anunciado em coletiva à imprensa que bares e restaurantes só reabririam as portas a partir do próximo dia 29, feriado de São Pedro em São Luís.

No entanto, a forte pressão de empresários do setor comercial levou o governo estadual a ceder e antecipar a data de reabertura para o próximo sábado, 27.

Com o fraquejamento do governador Flávio Dino, representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, seccional Maranhão, comemoram bastante, já que as atividades voltarão gradualmente num fim de semana.

O governo do estado preferiu ficar em silêncio sobre a comemoração dos donos de bares e restaurantes, mediante a antecipação da reabertura do setor.

Advogado escolhe o Avante para concorrer a uma vaga à Câmara Municipal de São Luís nas eleições deste ano

Advogado, pós-graduado em Direito Público, pós-graduando em gestão e empreendedorismo, Manoel Filho, está colocando seu nome à disposição para concorrer pela segunda vez a vereador de São Luís, nas eleições municipais deste ano, pelo partido Avante.

Ele afirma que como pré-candidato, seu principal foco será o fortalecimento da educação na capital maranhense. Além disso, o causídico diz ser bastante ligado à fé cristã, sendo membro do Terço dos Homens, defensor da família, do combate à corrupção e em prol de uma reforma política social.

Manoel Filho afirma ter a experiência de 10 anos na advocacia, tendo se destacado com espírito de liderança, desde a adolescência, tendo sido líder de grupos de jovens na igreja católica, líder de turma no ensino médio e na faculdade de Direito como presidente e orador da comissão de formatura.

Ele destaca que já trabalhou como assessor jurídico na administração pública e na área social sempre deu sua contribuição atuando em causas como a regularização de mais de 150 motoristas do eixo Itaqui-Bacanga, legalizando uma cooperativa na região.

Na condição de pré-candidato, Manoel Filho espera conquistar o apoio popular nas urnas, no pleito vindouro.

Assim como o STF, projeto de vereador em São Luís garante pagamento de IPVA no município onde locadoras de veículos prestam serviços

Projeto de Lei nº 054/2019, de iniciativa do vereador Cézar Bombeiro (PSD), aprovado pela Câmara Municipal de São Luís, torna obrigatório o licenciamento na capital maranhense dos veículos automotores utilizados por empresas que prestam serviços no município.

Permissionárias, concessionárias ou prestadoras de serviços à administração pública direta ou indireta ou à empresas privadas instaladas em São Luís, ficam obrigadas a licenciar e emplacar todos os veículos utilizados para a prestação de serviços, o que significa claramente que o IPVA será recolhido em  São Luís. 


O Projeto de Lei do parlamentar social-democrata inclui a obrigatoriedade das empresas locadoras de veículos, independentemente da finalidade do veiculo locado e do prazo estipulado em contrato de prestação de serviços.

Apesar do PL ter sido aprovado ano passado e do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) não ter se manifestado, cabe à presidência da Câmara Municipal de São Luís fazer a promulgação, o que ainda não foi feito.

Há poucos dias o Supremo Tribunal Federal (STF), apreciou Ação Declaratória de Inconstitucionalidade ajuizada pela Confederação Nacional do Comércio e Bens, Serviços e Turismo, contra Lei Estadual de Santa Catarina, sobre a determinação do pagamento do IPVA a todas as empresas de qualquer outra unidade da federação que tenham veículos prestando serviços naquele estado.

Pelo placar de 6 votos a 5 os ministros do STF decidiram a favor da Lei estadual de Santa Catarina e formaram uma jurisprudência para todos os demais  e municípios da federação brasileira.

Com a decisão, o Projeto de Lei do vereador Cézar Bombeiro passará a ser lei com promulgação do presidente da Câmara Municipal e poderá ser aplicada imediatamente, uma vez que não caberá recurso, haja vista que a decisão foi do STF, a maior corte de justiça do Brasil.

Senado deve apreciar nesta terça-feira o adiamento das eleições municipais


O líder do PDT no Senado, Weverton Rocha (PDT), anunciou que deve ser apreciada e votada nesta terça-feira, 23, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 18/2020) que trata do adiamento das eleições municipais. 

O parlamentar pedetista foi o relator da proposta que sugeriu a realização de uma sessão temática, realizada na segunda-feira, 22, para discutir o assunto, que contou com as participações do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, especialistas em saúde, direito eleitoral e representantes de prefeituras.

Além das datas do primeiro e segundo turnos das eleições, também firam abordadas questões como a possibilidade do voto facultativo, a preocupação com as campanhas eleitorais em meio à pandemia da Covid-19 e a prorrogação de mandatos de prefeitos.

O pleito para eleger novos gestores municipais e vereadores ainda está previsto para o dia 4 de outubro, mas deve ser adiado por conta da pandemia, para os dias 15 de novembro e 20 de dezembro.

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Mas por que o empresário Edinho Lobão não quer DJ Polary na Nova FM e nem na Difusora FM?

DJ Claudinho Polary e o ex-suplente de senador Edinho Lobão
Clima tenso!!! É assim que pode ser definido o imbróglio de que o DJ Claudinho Polary, ex-comunicador da rádio Mirante FM, não pode nem pensar em botar os pés nas emissoras da Camboa, a rádio Difusora FM e a Nova FM de Paulinha Lobão.

Corre nos bastidores que ao saber da ida do DJ Polary para a Difusora FM,  o empresário e ex-suplente de senador Edinho Lobão teria ficado extremamente zangado e afirmado que o comunicador não deve passar nem perto das emissoras.

Há quem diga que Lobinho já teria até baixado um decreto avisando o porteiro da emissora para não deixá-lo entrar no local.

Mas por que será mesmo??? Uma pergunta que não quer calar! 

Senadora do Cidadania quer investigação de que parlamentares financiavam atos antidemocráticos em defesa de Bolsonaro


A senadora Eliziane Gama (Cidadania) disse, nas rede nos sociais, que é preciso uma investigação rigorosa sobre a denúncia de que parlamentares, ligados ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), seriam financiadores de atos antidemocráticos e ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

É preciso investigar com muito rigor a denúncia de q/ parlamentares usaram verba indenizatória p/ financiar atos antidemocráticos e ataques ao STF. O inquérito,em curso,precisa responder quem financia esses atos. Se houver dinheiro público envolvido, o crime é ainda mais grave.

Portal da saúde do Maranhão está quase uma semana sem atualizar os novos casos da Covid-19 no estado



O portal da Secretaria de Estado da Saúde (saude.ma.gov.br) está atrasado há seis dias na divulgação dos dados da Covid-19 no Maranhão. Pela última atualização, do dia 16/06/2020, como se pode observar na foto acima, o Maranhão registrava um quantitativo de 62.711, 1.537 óbitos, 1.046 suspeitos, 53.925 descartados e 36.970 recuperados.

Uma pergunta: será que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) deixou de fazer vítimas no Maranhão? Ou estão querendo deixar de divulgar os dados oficiais?

Com a palavra o secretário de Saúde, Carlos Lula!

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Secretário tenta retomar comando da saúde após operação da Polícia Federal apontar superfaturamento de R$ 2,3 milhões


O secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, tenta voltar às atividades normais no comando da pasta, duas semanas após a deflagração de uma operação da Polícia Federal, acusando o titular da Semus de contratos superfaturados da ordem de R$ 2,3 milhões na compra de máscaras de proteção em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) na capital.

Em uma postagem nas redes sociais, o secretário agradece o apoio de servidores ligados à Semus para continuar sua jornada.


Dia de ganhar força com o carinho, apoio de orações da equipe.
Folded hands
Folded hands
Agradeço de coração a todas as demonstrações de confiança no trabalho sério que estamos desenvolvendo na saúde de São Luis.

PTB já sonha em lançar candidato à Prefeitura de São Luís


Enquanto o líder nacional do PTB, o mensaleiro Roberto Jeferson, corre o risco de ser preso por incitação a atos antidemocráticos contra o Supremo Tribunal Federal (STF), o partido já sonha em lançar o deputado federal Pedro Lucas Fernandes na disputa para prefeito de São Luís, nas eleições de outubro.

Nos bastidores políticos é dada como certa que a candidatura do nobre parlamentar trabalhista tem as digitais do consórcio de candidatos do Palácio dos Leões.

Voltas às aulas a partir de 1º de agosto no Maranhão


O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou nesta sexta-feira, em coletiva à imprensa, que as aulas da rede estadual ensino no Maranhão serão retomadas no dia 1º de agosto, seguindo protocolos sanitários rígidos.

"Ainda vamos intensificar oitiva com pais e mães, mas anunciamos de modo definitivo fixada data de 1º de agosto para a retomada das aulas com protocolos sanitários editados em decreto. Em relação às universidades e faculdades também poderão iniciar nesta data, ficando a cargo de fixar protocolos pedagógicos por meio de decisões dos colegiados superiores e conselhos, regras para funcionamento das aulas", afirmou o governador.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Flávio Dino comemora prisão de Queiroz nas redes sociais


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), comemorou a prisão, nesta quinta-feira, 18, em Atibaia (SP), do ex-militar Fabrício Queiroz, que trabalhava no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, hoje senador da República e filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O mandado de prisão contra Queiroz foi expedido em desdobramentos da investigação sobre suposto esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

O senador Flávio disse receber com "tranquilidade os acontecimentos de hoje" e que mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar a figura do presidente Bolsonaro.

Já o governador Flávio Dino disse, nas redes sociais que, "com mais integrantes da facção Bolsonaro presos, é provável que ele insista na intimidação sobre o Judiciário, usando a imagem das Forças Armadas. Espero que os comandos destas desautorizem o uso indevido. Queiroz, rachadinhas e fake news são assuntos judiciais, não militares".

quarta-feira, 17 de junho de 2020

PCdoB e a inquietação supostamente chargista e nazista de Bolsonaro



O PCdoB do governador Flávio Dino usou as redes sociais para protestar contra censura à charge que coloca a figura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como nazista, após suscitar a invasão de hospitais em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

No entanto, o mesmo PCdoB solicita à Polícia Federal e à Procuradoria Geral da República (PGR) para investigar chargistas. 

Durma com um barulho desses!

Governo Bolsonaro pede à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República abertura de inquérito para investigar chargistas, após críticas a Bolsonaro. Leia aqui: bit.ly/2YbsvQQ #PCdoBnaCâmara

Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...