Rádio Web Conexão

domingo, 31 de julho de 2022

Datafolha: Ameaças de Bolsonaro são vistas como graves por 56% dos brasileiros


A maioria dos brasileiros vê com preocupação os ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao sistema eleitoral e ao Judiciário. De acordo com um levantamento do instituto Datafolha, divulgado neste sábado, 30, 56% dos entrevistados consideram que Bolsonaro fala para valer quando ataca a segurança das urnas eletrônicas e ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Já para 36% das pessoas consultadas, as declarações do presidente não trarão consequências, e 8% não souberam avaliar. Os percentuais são os mesmos registrados pelo instituto em maio.

A pesquisa também questionou os entrevistados sobre a possibilidade de um golpe de estado. A maioria (56%) respondeu que não há qualquer chance de isso acontecer. Outros 36% acreditam que a ameaça é real e Bolsonaro pode, sim, tentar um golpe.

O instituto Datafolha realizou o levantamento nas últimas quarta (27) e quinta (28). A margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Com informações do portal ISTOÉ

sábado, 30 de julho de 2022

Braide deixa professores de escolas comunitárias há 7 meses com salários atrasados por falta de repasse do Fundeb


Professores e demais servidores de escolas comunitárias de São Luís denunciam que estão com os salários atrasados há sete meses e que até agora o prefeito Eduardo Braide (sem partido) e a Secretaria Municipal de Educação (Semed) não emitem nenhuma nota informando quando devem fazer o repasse às unidades escolares comunitárias da capital.

A categoria afirma que o atraso na remuneração entrará no oitavo mês e sem uma providência urgente as aulas podem ser suspensas em várias escolas comunitárias de São Luís, deixando milhares de crianças do ensino infantil fora da sala de aula, por tempo indeterminando, o que comprometeria o calendário escolar nesse segundo semestre letivo.

Vale lembrar que os recursos para pagamento dos profissionais das escolas comunitárias são provenientes do Governo Federal, por meio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), cujos convênios são firmados com a Prefeitura de São Luís.

Na capital maranhense existem cerca de 200 escolas comunitárias que estão aptas a formalizar convênios com o Executivo Municipal e que com o atraso salarial correm o risco iminente de fechar as portas por pura negligência do prefeito da gestão municipal.

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Roberto Rocha comemora perda de Dino em ação no STF em decisão de ministro bolsonarista


O senador Roberto Rocha (PTB), pré-candidato à reeleição, ainda comemora a vitória no Supremo Tribunal Federal (STF) contra seu arquirival, o ex-governador Flávio Dino (PSB), também pré-candidato ao Senado, no processo em que o ex-chefe dos Leões comuno-socialista tentava condenar o parlamentar petebista por haver denunciado gastos de R$ 1 milhão, durante a pandemia da Covid-19, em trufas, bacalhau, lagostas, camarões e canapés.

A decisão favorável a Rocha foi determinada pelo ministro bolsonarista André Mendonça ao recusar a queixa-crime nº 9505 de Dino contra seu arquirival, por haver escancarado a insasiável fome do socialista-mor dos Leões. 

Dino alegou ter havido suposta difamação do senador do PTB por haver postado em suas redes sociais o registro de preço para a compra das especiarias de luxo, enquanto a grande maioria do povo do Maranhão vive na extrema pobreza.

"Hoje é um dia histórico!", diz Weverton sobre convenção do PDT


O PDT do Maranhão oficializa nesta sexta-feira, 29, a partir das 16h, no estádio municipal Nhozinho Santos, área central de São Luís, a candidatura do senador Weverton Rocha ao governo do estado,tendo como companheiro de chapa a vice, o deputado estadual Hélio Soares (PL).

Além do PDT também farão parte da convenção os partidos PROS, Republicanos, PL e o PTB, que também homologará o nome do senador Roberto Rocha à reeleição. 

Durate a pré-campanha, o senador pedetista chegou a realizar 30 eventos que fizeram parte da caravana "Maranhão Mais Feliz",  considerado  um amplo debate com a população do estado, cujas sugestões farão parte do programa de governo do candidato.

Nas redes sociais, Weverton convidou a todos que querem um Maranhão melhor para ir à convenção.

"Hoje é um dia histórioco! Espero vocês às 16h no Nhozinho Santos. Obrigado a todos que participaram desta pré-campanha que mobilizou nosso estado. Hoje, temos amigos nos 217 municípios e escolhemos um lugar em que coubessem todos que se juntaram nesse caminho", declarou Weverton.

quinta-feira, 28 de julho de 2022

CONEXÃO POLÍTICA- 28/07/2022

O programa Conexão Política de hoje avalia que cada vez mais aumentam as narrativas dos institutos de pesquisas eleitorais pelo país. No Maranhão os dois principais postulantes ao Palácio dos Leões, o governador Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição, e o senador Weverton Rocha (PDT), tentam focar no voto útil para vencer nas urnas no pleito de outubro.

quarta-feira, 27 de julho de 2022

Datafolha: Lula lidera faixa jovem do eleitorado com mais de 50%, Bolsonaro patina na casa dos 20% e Ciro com 12%


Saiu uma nova pesquisa Datafolha nesta quarta-feira, 27, contratada pelo jornal Folha de S.Paulo, mostrando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 51% das intenções de voto entre adolescentes e jovens, na faixa etária entre 16 a 29 anos, contra 20% do presidente Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) aparece com 12%.

Esse novo levantamento ouviu 935 eleitores de 12 capitais brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Curitiba, Goiânia, Brasília, Manaus e Belém, nos dias 20 e 21 deste mês.

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 05688/2022.

Edivaldo vem sendo cortejado a deixar campanha ao Governo do Maranhão e se aliar a Brandão


Já circula nos bastidores políticos as reais tentativas palacianas comuno-socialista de retirar da disputa ao Governo do Maranhão a figura do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD), que concorre ao cargo pela primeira vez.

O ex-gestor da capital tem aparecido nas pesquisas de intenções de votos com uma média de 12%, ora ficando em terceiro, ora ficando na quarta posição, numa briga direta com o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PSC).

Vale lembrar que Edivaldo era aliado de primeira hora da gestão do ex-governador Flávio Dino (antes no PCdoB, hoje no PSB). No entanto, Edivaldo não leu na cartilha dinista e resolveu concorrer ao Palácio dos Leões, alinhando-se a políticos ligados à família Sarney.

Atualmente, Edivaldo vem sendo sondado por aliados do governador Carlos Brandão (PSB), que disputará a reeleição, para deixar a corrida sucessória ao Executivo Estadual e aliar-se ao projeto brandonista, numa clara tentativa de vencer as eleições no estado contra o senador Weverton Rocha (PDT), seu principal adversário nesta acirrada disputa aos Leões.

Pessoas próximas ao ex-prefeito Edivaldo afirmam que a possibilidade de sair da campanha ao governo nem passa pela cabeça do jovem Edivaldo.

Vale aguardar cenas dos próximos capítulos!

Deputado aliado de Dino e Brandão é o campeão em emendas do orçamento secreto na Câmara Federal


O líder do PP na Câmara Federal, deputado maranhense André Fufuca, também conhecido por "Fufuquinha", foi contemplado com nada mais, nada menos que R$ 41,3 milhões em emendas parlamentares do chamado "orçamento secreto", segundo dados divulgados pela própria Câmara Federal, em Brasília (DF).

A maior parte dos empenhos do nobre deputado Fufuquinha foi irrigado para a área da Saúde. Vale lembrar que o parlamentar é médico e natural do município de Alto Alegre do Pindaré e filho de ex-prefeito.

Fufuquinha também é um dos políticos aliados do ex-governador Flávio Dino e do atual governador do Maranhão, Carlos Brandão (ambos do PSB), que busca a reeleição ao Palácio dos Leões comuno-socialista.

Dino, inclusive, tem se mostrando um crítico ferrenho da indevida utilização do orçamento secreto, por entender que tais emendas parlamentares remetem a escãndalos de corrupção. No entanto, quando se tratam de aliados envolvidos, Dino se mantém surdo e mudo.

No Maranhão os municípios de Peritoró e Balsas estão no radar de receber, cada um, R$ 2 milhões para custeio da Saúde, por indicações do deputado André Fufuca.

terça-feira, 26 de julho de 2022

Roberto Rocha se irrita com levantamentos extremos apresentados pela Econométrica e Exata


O senador Roberto Rocha (PTB) criticou nas redes sociais, nesta terça-feira, 26, o que ele considerou resultados "tão díspares" entre os institutos de pesquisas Econométrica e Exata nas intenções de votos para o Palácio dos Leões, entre o governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), que busca a reeleição, e o senador Weverton Rocha (PDT).

Na pesquisa Econométrica, em parceria com o jornal O Imparcial, cujo levantamento foi realizado entre 19 a 22 deste mês, o governador Brandão aparece na liderança com 34,8%, enquanto seu principal adversário na disputa, o senador Weverton Rocha (PDT) surge, inexplicavelmente, com 23,6%.

Já no levantamento divulgado recentemente pela Exata, em parceria com a TV Guará, o senador pedetista lidera com 29% contra 27% do governador Brandão no quesito intenções de votos ao governo estadual, mostrando uma acirrada disputa entre ambos e um empate técnico no cenário atual.

Para Rocha, são duas pesquisas inteiramente diferentes na ótica eleitoral no estado, chegando a considerar que possa ter havido "má fé" por parte de um dos institutos e que o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) faz vista grossa.


Cara de pau: Edir Macedo quer que fiéis doem seus bens à Igreja Universal antes de morrer


Seria trágico se não fosse cômico, mas o líder espiritual e dono da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, também proprietário da Record TV, simplesmente teve a coragem de sugerir nas redes sociais que os fiéis possam doar todos os seus bens, propriedades e riquezas à instituição religiosa antes de morrerem, como forma de "agradar a Deus".

"Você meu amigo, minha amiga, senhor, senhora, pessoas que tenham bens, propriedades, que tenham riquezas, preste atenção, se você quer fazer algo que agrade a Deus, que vá beneficiar outras pessoas, antes de você morrer, antes de você passar para a eternidade, deixe o que você tem para a igreja. Envolver, ou melhor estimular ou avançar o trabalho de evangelização com essa missão de levar o Evangelho para outras criaturas. Tudo que supostamente é meu, não é meu, não tenho nada. Já está preparado para dar continuidade nesse trabalho de evangelização… Deus se agrada dessa oferta", disse o bispo Edir Macedo.

Edivaldo aparece com maior rejeição em pesquisa da Exata/TV Guará


Chamou bastante atenção no cenário político o fato do ex-prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Junior (PSD), aparecer com o maior índice de rejeição entre todos os demais pré-candidatos ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro deste ano.

Edivaldo, que concorre pela primeira vez ao Palácio dos Leões, depois de ter deixado o comando da Prefeitura da capital, surge com uma rejeição de 28%, seguido pelo governador Carlos Brandão (PSB) e o ex-secretário Simplício Araújo com 20%.

Analistas políticos acreditam que por ser um nome novo no cenário estadual, Edivaldo passa a ser ignorado pelo eleitorado que acaba rejeitando seu nome como postulante ao Executivo estadual.

O levantamento, encomendado pela TV Guará, entrevistou 1.475 eleitores, entre os dias 12 e 17 de julho, e foi registrado no TRE sob o protocolo MA-00040/2022. A margem de erro da pesquisa é de 3,2% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

Segue abaixo o gráfico com os índices de rejeição:

Pesquisa Exata/TV Guará confirma liderança de Weverton na disputa ao Governo do Maranhão


O senador Weverton Rocha (PDT), pré-candidato ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro, volta a aparecer na liderança das pesquisas de intenções de votos. Desta vez o cenário foi retratado pelo instituto Exata em parceria com a TV Guará.

Weverton se mantém na primeira posição com 29% das intenções do eleitorado contra seu principal adversário, que busca a reeleição, o governador Carlos Brandão (PSB) com 27%.

Na terceira posição aparece o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PSC) com 15%, seguido do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD) com 12%, o ex-secretário Simplício Araújo (Solidariedade) com 2%, Hertz Dias (PSTU) com 1% e Enilton Rodrigues (PSOL) não pontuou.

Não sabem ou não responderam 9% e brancos, nulos e nenhum contabilizaram o percentual de 5%.

O levantamento, encomendado pela TV Guará, entrevistou 1.475 eleitores, entre os dias 12 e 17 de julho, e foi registrado no TRE sob o protocolo MA-00040/2022. A margem de erro da pesquisa é de 3,2% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

Num eventual segundo turno, o senador pedetista manteria a liderança para o Governo do Estado e venceria o seu oponente por 42% a 39%.

segunda-feira, 25 de julho de 2022

Roseana disse estar abalada com a morte do empresário Fernando Junior


A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) disse estar profundamente abalada com o falecimento do amigo, radialista e empresário Fernando Junior. "A Márcia, sua esposa, seus filhos e familiares meus sentimentos de carinho e solidariedade", declarou ela nas redes sociais.

Fernando Junior faleceu no domingo, 24, na UTI dos Hospital São Domingos, aos 68 anos, por complicações de um câncer de próstata. Seu quadro piorou no último fim de semana, chegando o empresário, dono da Escutec Pesquisas, vir a ser entumbado.

Ele morreu por volta das 19h, após ter quatro paradas cardíacas. Fernando Junior começou sua carreira na Rádio Educadora no final da década de 1970 e início de 1980. Anos depois foi para a Rádio Timbira, emissora oficial do Governo do Maranhão, e em meados da década de 1990 resolveu criar o Instituto Escutec.

Prefeito de Caxias mostra para o governador Brandão como se faz política no Maranhão

O prefeito de Caxias, Fábio Gentil, se empolgou demais ao discursar ao lado do governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), ao afirmar que, literalmente, "pra fazer política tem que gostar de gente". Para mostrar que não estava brincando caiu nos braços do povo. Veja o vídeo!

sábado, 23 de julho de 2022

Gastão Vieira é hostilizado por prefeito de Coelho Neto em palanque de Dino, Brandão e Camarão


O ex-ministro e atual suplente de deputado federal Gastão Viera (PT) denunciou nas redes sociais ter sido hostilizado e impedido pelo prefeito de Coelho Neto, Bruno Silva, de subir no palanque da caravana "O Maranhão Não Pode Parar" do pré-candidato à reeleição, governador Carlos Brandão (PSB), e do pré-vice, Felipe Camarão (PT).

Segundo Gastão, sua pessoa foi desrespeitada pelo gestor municipal por "pura infantilidade", para não falar coisa pior. "Na noite passada, fui impedido pelo prefeito Bruno Silva de discursar no palanque do evento "O Maranhão não pode parar", do governador Carlos Brandão, em Coelho Neto. Impedido de falar para uma população no qual é mútuo o carinho".

O ataque a Gastão Viera ocorreu na noite de sexta-feira, 22, tendo o parlamentar afirmado que a hostil cena protagonizada pelo prefeito Bruno Silva só mostra como "estão se configurando algumas novas políticas no Maranhão".

Ele destacou ainda que sua imagem de homem público foi defendida pelo também petista e ex-secretário Felipe Camarão. Gastão disse que apesar do ocorrido, ficou tocado com a defesa do amigo que, assim como ele, foi secretário estadual de Educação.

Camarão teria dito o seguinte no palanque: "Por uma questão de justiça, quero registrar a presença aqui entre nós do ex- deputado federal e ex-ministro, Gastão Vieira, que implantou o IFMA de Coelho Neto. E ele foi um dos grandes responsáveis por essa pedra inicial para a educação aqui de Coelho Neto".

Gastão finalizou dizendo que reafirma seu apoio ao grupo político formado pelo governador Brandão, Camarão, o ex-governador Flávio Dino (PSB) e o ex-presidente Lula (PT).

"Reafirmo meu apoio ao grupo político formado por Carlos Brandão, Flávio Dino, Felipe Camarão e Lula. O Maranhão Não Pode Parar conta com os princípios que devem nortear a política voltada para as necessidades do Maranhão, não para fins individuais. Repudio como alguns atores políticos querem se beneficiar de maneira imoral de algo que deveria ser voltado para o povo".

sexta-feira, 22 de julho de 2022

Justiça mantém prisão de Eduardo DP no Complexo Penitenciário de Pedrinhas


O juiz Luiz Régis Bonfim, titular da 1ª Vara Federal de São Luís (MA), mantém o empresário-agiota Eduardo José Costa Barros, mais conhecido pela alcunha de "Eduardo DP ou Imperador", encarcerado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, apesar da defesa alegar que a prisão dele é ilegal e desnecessária.

Eduardo DP, figura bastante conhecida nos meios políticos, foi detido pela Polícia Federal, na quarta-feira, 20, na capital maranhense, acusado de fraudes licitatórias, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro oriundo de verbas da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do São Francisco e Vale do Parnaíba) repassadas pelo governo Jair Bolsonaro (PL).

Um dos alvos da operação foi a empresa Construservice C Empreendimentos e Construções, que tem como Eduardo DP uma espécie de sócio secreto.

De acordo com a PF, o esquema criminoso é o mesmo utilizado no Maranhão para desvio de verbas públicas desbaratado pela Operação Imperador em 2015, ainda no primeiro mandato do então governo Flávio Dino, à epoca no PCdoB.

Na oportunidade, Eduardo DP chegou a ser preso pela Polícia Civil do Maranhão, mas conseguiu liberdade logo depois. Apesar da extensa ficha criminosa, o empresário-agiota conseguia manter trânsito livre nas hostes do Palácio dos Leões com contratos milionários com o governo estadual e vários municípios maranhenses.

Veja o vídeo: Sarney defende a manutenção do regime democrático e eleições livres em discurso na ABL


O ex-presidente José Sarney, um dos caciques nacionais do MDB, fez um chamamento ao princípio democrático no país, contrariando discursos recentes do presidente Jair Bolsonaro (PL) que tem flertado contra a manutenção do regime democrático, caso não saia vitorioso nas urnas nas eleições de outubro.

Em seu discurso na Academia Brasileira de Letras (ABL), em comemoração aos 125 anos da instituição literária, Sarney lembrou ter sido aquele que na década de 1980 comandou a transição democrática no Brasil, após duas décadas de autoritarismo do regime militar.

Sarney disse que nesse momento não é só a cultura brasileira que precisa ser defendida. "A transição democrática se consolidou pela realização de eleições livres", declarou o decano constitucional do país.

Deputado do MDB diz não haver condições políticas para apoiar Flávio Dino ao Senado


O deputado federal Hildo Rocha (MDB) disse não haver condições nenhuma de apoiar uma candidatura do ex-governador Flávio Dino (PSB) ao Senado. "Ele não foi um bom governante para o Maranhão. O serviço que Flávio Dino fez foi aumentar a pobreza e deixar as estradas estaduais acabadas", declarou durante convenção da legenda, na quinta-feira, em São Luís.

Apesar disso, Hildo ressaltou que o MDB terá de apoiar uma chapa majoritária ao Senado. Segundo o parlamentar, muita gente no partido está tomando decisões por interese próprio e não em prol do Maranhão e do Brasil.

Hildo lembrou que qualquer decisão a ser tomada pelo MDB é de interesse da população, pois o partido é a maior sigla partidária do país.

Roseana leva MDB a apoiar reeleição de Brandão, mas deixa no vácuo aliança com Dino ao Senado


Não foi nenhuma surpesa a decisão da ex-governadora Roseana Sarney em levar o MDB no Maranhão a apoiar uma candidatura à reeleição do governador Carlos Brandão (PSB). No entanto, o entrave no partido ficou por conta da incerteza na aliança em torno da candidatura do ex-governador Flávio Dino (PSB) ao Senado da República para as eleições de outubro.

"A grande maioria é a favor de uma aliança com o governador Carlos Brandão, mas não tem uma definição sobre o Senado. A ata fica em aberta para uma decisão futura", disse Roseana na covenção estadual do MDB realizada na quinta-feira, 21, em São Luís.

Na oportunidade, o governador Brandão agradeceu a manifestação de apoio do MDB à sua candidatura à reeleição. "Roseana, quero agradecer você que é o grande nome desse partido, porque eu tenho certeza que você influenciou nessa decisão", afirmou o chefe do Palácio dos Leões.

quinta-feira, 21 de julho de 2022

Caciques do MDB no Maranhão não querem ver Flávio Dino nem pintado de ouro


Apesar de boa parcela dos caciques do MDB maranhense apostarem numa candidatura à reeleição do governador Carlos Brandão (PSB), o mesmo não pode ser dito com relação à candidatura do ex-governador Flávio Dino (PSB) ao Senado da República.

A própria ex-governadora Roseana Sarney, que preside o MDB no estado, já garantiu apoio à reeleição de Brandão, no entanto ela não engole, de jeito nenhum, que o partido seja levado para apoiar Dino, que rompeu com os 50 anos de oligarquia Sarney no Maranhão, em 2014.

A convenção do MDB maranhense, realizada nesta quinta-feira, 21, dá demonstrações de que o partido vai dividido também no quesito de apoio ao Palácio dos Leões, pois uma parcela da sigla pretende marchar com a candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao governo estadual.

Pelo visto, tudo ainda está indefinido nas hostes emedebistas no Maranhão.

Rocha pode rifar a pré-candidatura do Pastor Bel ao Senado


O senador Roberto Rocha (PTB) já busca o apoio do Agir36 na sua corrida à reeleição contra o seu principal adversário, o ex-governador Flávio Dino (PSB). Na quarta-feira, 20, o parlamentar esteve reunido com o presidente nacional da sigla no Maranhão, Evandro Campelo, e com o suplente de senador Pastor Bel.

A inquetação nessa nova empreitada do senador trabalhista é que o Pastor Bel continua na luta para manter sua pré-candidatura ao Senado. No entanto, Rocha espera que o Agir36 não saia com candidatura majoritária ao Senado da República, passando a apoiá-lo à reeleição.

Na foto acima o senador Roberto Rocha descreve o encontro nas redes sociais:

Com o presidente do Agir/MA, Evandro Campelo, e o pastor Bel, um dos meus suplentes no Senado. Vamos em frente, com fé e determinação!

Hildo diverge de Lobão no MDB do Maranhão e mantém apoio à candidatura de Tebet à Presidência


O deputado federal Hildo Rocha (MDB) divergiu do posicionamento do ex-senador Edison Lobão (MDB) ao afirmar nas redes sociais que, apesar de ter muito respeito ao ex-parlamentar no Maranhão defenderá que o partido mantenha a pré-candidatura da senadora Simone Tebet na disputa para a Presidência da República.

Para Rocha, a senadora do MDB reúne todas as qualidades de uma boa administradora e pode ser a eventual candidata da terceira via que pode fazer a diferença na polarização entre o ex-presidente Lula e o atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

Vale lembrar que no início dessa semana, 11 caciques do MDB, incluindo o ex-ministro Edison Lobão, se reuniram em São Paulo e defenderam o apoio da legenda à uma candidatura do ex-presidente Lula ainda no primeiro turnos das eleições de outubro, rifando o nome da emedebista Simone Tebet.

 

quarta-feira, 20 de julho de 2022

CONEXÃO POLÍTICA- 20/07/2022

Os candidatos a cargos eletivos devem centrar fogo no eleitorado feminino, que são maioria no Brasil, e também no eleitorado jovem, na faixa etária entre 16 e 17 anos, que segundo a Justiça Eleitoral aumentou consideravelmente no país. Os postulantes a cargos públicos que não estiverem sintonizados com esta realidade, correrão o risco de não emplacar nas urnas no pleito de outubro.

PDT oficializará candidatura de Ciro à Presidência da República pela quarta vez consecutiva


Mesmo sem ainda ter um vice definido o ex-ministro Ciro Gomes participa nesta quarta-feira, 20, em Brasília, da convenção nacional do PDT para homologação de sua candidatura à Presidência da República, para as eleições de outurbro deste ano.

Ciro passará a ser o primeiro pré-candidato ao Planalto a ter sua candidatura oficializada, iniciando assim o período estabelecido pela Justiça Eleitoral para a realização de convenções partidárias que vai de 20 de julho a 5 de agosto.

Logo que encerrar o prazo das convenções, os partidos políticos terão um prazo até o dia 15 de agosto para registrar suas candidaturas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No dia seguinte estará liberada a campanha eleitoral para todos os postulantes aos cargos de Presidente da República, Senador, Deputados Federais e Estaduais e Governador.

A ideia de Ciro ao sair na frente no calendário eleitoral é fazer com que o PDT possa aproveitar ao máximo a campanha à sucessão presidencial pelo Brasil.

terça-feira, 19 de julho de 2022

Lobão sai do casulo, contraria MDB e declara apoio à Lula em detrimento de Tebet


O ex-senador maranhense Edison Lobão (MDB) resolveu sair do casulo político em que se enclausurou, desde que deixou o mandato no Senado da República, em 2018, para declarar apoio à candidatura do ex-presidente Lula (PT) logo no primeiro turno das eleições de outubro, em detrimento da candidatura da senadora Simone Tebet do próprio MDB.

Lobão e demais 10 caciques do partido resolveram não embarcar numa candidatura majoritária de Tebet, para se aliar ao PT numa nova jornada eleitoral ao Palácio do Planalto. Vale ressaltar que o MDB tinha como vice da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) o emedebista Michel Temer, que é acusado de tramar o impeachment da petista e assumir o cargo com o afastamento da petista em agosto de 2016.

A participação do ex-senador Lobão na decisão do MDB se deu na reunião realizada na última segunda-feira, 18, com lideranças do partido na Zona Sul de São Paulo.

Apesar da decisão contrária ao apoio de parte do MDB em favor da candidatura de Simone Tebet, o presidente nacional da legenda, Baleia Rossi, negou o apoio à Lula nas redes sociais e confirmou a manutenção da pré-candidatura de Tebet até à convenção da sigla.

Governo do Maranhão libera imóveis rurais em terras indígenas e Ministério Público Federal entra com ação na Justiça


O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil na Justiça, com pedido de liminar, contra os governos federal e do Maranhão para que os povos indígenas possam dispor da totalidade de suas terras originárias Bacurizinho, localizadas no município de Grajaú, distante 560 Km de São Luís.

Segundo a ação, em junho de 2020 foram identificados aproximadamente 10 mil registros de imóveis rurais no CAR (Cadastro Ambientar Rural) em áreas destinadas a povos indígenas, sendo algumas dessas propriedades sobrepostas à Terra Indígena Bacurizinho.

Na época, o estudo foi encaminhado aos representantes da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão (CCR) do MPF, a fim de auxiliar no combate à grilagem de terras e crimes ambientais em terras indígenas.

A Terra Indígena Bacurizinho possui área original demarcada e regularizada pelo Decreto nº 88.600, de 9 de agosto de 1983. A área total de 82.514,80 hectares passou por processo de revisão administrativa, tendo sido aprovada a redefinição de seus limites pelo Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação (RCID).

Entretanto, até a finalização do processo administrativo de regularização fundiária, a posse e uso dos recursos naturais dessa Terra Indígena vem sendo alvo de controvérsias locais.

Inclusão- Em vista disso, o MPF pede à Justiça Federal de Balsas (MA) que determine à União, por intermédio do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), para que inclua no Sistema de Cadastro Ambiental Rural (Sicar), a totalidade da Terra Indígena Bacurizinho, em razão da aprovação da redefinição de seus limites.

Junto a isso, que o Estado do Maranhão altere as suas normas editadas, que dispõem sobre o procedimento para cancelamento de CAR em área sobreposta à Terras Indígenas, de forma a torná-las efetivas, céleres e sem lacunas. 

Além disso, considerando a integralidade da Terra Indígena Bacurizinho, apresente cronograma para avaliação dos cadastros pendentes e ativos, e quando constatada a sobreposição após processo administrativo, proceder ao imediato cancelamento dos cadastros.

segunda-feira, 18 de julho de 2022

CONEXÃO POLÍTICA- 18/07/2022

O programa Conexão Política avalia que o pré-candidato ao Governo do Maranhão, Edivaldo Holanda Braga Junior (PSD), pode sofrer um processo de investigação do Ministério Público Estadual (MPE) por suspeita de omissão e conivência com erros no processo de licitação dos transportes de São Luís. Tal fato seria uma pedra no sapato do ex-prefeito da capital em plena campanha eleitoral ao Palácio dos Leões.

Prefeito de Imperatriz segue mais sujo que pau de galinheiro para o Ministério Público do Maranhão


Ainda em meio à ressaca do aniversário de 170 anos do município de Imperatriz, considerada a segunda maior cidade do Maranhão, o prefeito Assis Ramos (União Brasil) vai tendo que encarar uma crise político-administrativa que pode até custar o seu mandato.

O imbróglio aumentou depois que o Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu 11 denúncias contra o gestor e outras autoridades do município. Segundo a Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), Ramos é acusado de comandar um esquema fraudulento em licitação na área da limpeza pública da cidade.

Um dia depois de ter participado ativamente de uma motociata ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL), na semana passada, o Ministério Público pediu a prisão do prefeito de Imperatriz e segue sendo o principal alvo das investigações.

Vale destacar que a peça de acusação do MP afirma que o prefeito “desempenha um papel de direção na empreitada criminosa ao praticar diversas ilegalidades como ordenador de despesa, especialmente na condução de processos licitatórios fraudulentos realizados no referido município”. 

domingo, 17 de julho de 2022

Pré-candidatos do PT levam um baita puxão de orelha de Anitta


A cantora Anitta proibiu o Partido dos Trabalhadores (PT) de usar sua imagem para promover outros pré-candidatos da legenda às eleições de outubro. No entanto, a artista publicou nas redes sociais, no sábado, 16, uma fala reforçando seu apoia à pré-candidatura do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto.

“Atenção candidatos do PT, atenção partido PT. Eu não sou uma apoiadora do PT e não sou petista. Não autorizo o uso da minha imagem para promover este partido e seus candidatos”, postou a cantora.

Anitta disse ainda que seus ideiais políticos ficarão para as próximas eleições. “Este ano meu foco é fazer minha parte para não dar brecha a esse possível pesadelo de reeleição. Não usem meu nome e minha imagem para promover a candidatura e o partido de vocês, porque quem usar, vai tomar logo um forão", alertou.

O ex-presidente Lula também se manifestou sobre assunto e respondeu à publicação feita por Anitta. “De fato você só declarou seu apoio por mim e sei que não é petista. O PT tem milhões de militantes, simpatizantes e também tem gente que não gosta do partido mas mesmo assim está conosco nesta caminhada, porque precisamos que o Brasil volte a ter democracia e paz”, escreveu Lula.

sábado, 16 de julho de 2022

Ex-secretário de Dino volta afirmar que o Maranhão não tem gestão governamental


O ex-secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo (Solidariedade), pré-candidato ao Governo do Maranhão, voltou a criticar nas redes sociais a falta de uma política de fomento à geração de emprego e renda no estado.

Além de tecer duras críticas à ausência de um Plano Diretor e de uma previdência complementar em São Luís, o candidatável ao Palácio dos Leões não poupou àcidas palavras a um Maranhão que não tem gestão pública e deixa milhares de pessoas desempregadas por falta de investimentos no mercado de trabalho.

Simplício tem batido nessa tecla ao longo de sua pré-campanha ao governo estadual e deve continuar nessa mesma trilha ao longo da campanha eleitoral. O problema é que ao baixar o sarrafo, o ex-secretário do ex-governo Flávio Dino (PSB) atinge diretamente uma administração estadual ao qual fez parte por dois mandatos, de 2014 até abril de 2022.

As críticas de Simplício também atingem o atual governador Carlos Brandão (PSB), que tenta ser a continuidade da gestão comunista passada, mentora de sua pré-candidatura à reeleição ao Palácio dos Leões.


sexta-feira, 15 de julho de 2022

Relatório dos transportes que pede indiciamento de Edivaldo está nas mãos do TCE e Ministério Público do Maranhão


O relatório final da CPI dos Transportes da Câmara Municipal de São Luís, que pede o indiciamento do ex-prefeito Edivaldo Holanda Junior (PSD), por omissão e conivência com os erros e equívocos na licitação do setor, já foi protocolado tanto no Tribunal de Contas do Estado (TCE) quanto no Ministério Público Estadual (MPE) para análises técnicas dos órgãos.

A CPI dos Transportes foi criada no Legislativo da capital para apurar supostas irregularidades no sistema do transporte público de São Luís. O relatório conclusivo foi assinado pelo vereador Álavro Pires (PMN) e pelos demais vereadores Chico Carvalho (Avante), que presidiu a comissão, Astro de Ogum (PCdoB) na condição de vice, Octávio Soeiro (Podemos) como secretário e o Coletivo Nós (PT) como membro.

O documento entregue ao TCE e ao MPE contém 200 páginas e aponta sugestões e recomendações como a revisão do processo de licitação dos transportes públicos no município.

Em seu conteúdo final, o relatório destaca as razões nas falhas de prestações de serviços no setor, solicita auditoria nas contas dos consórcios que envolvem as empresas de transporte público da capital maranhense e pede a intervenção no sistema para garantir a continuidade dos serviços prestados, com melhora na qualidade da operação de mobilidade dos passageiros.

Weverton aciona comissão federal para apurar fraude do governo na fiscalização de milhas naúticas na Baía de São Marcos


Apesar de estar licenciado do mandato, o senador Weverton Rocha (PDT) anunciou que já solicitou que uma comissão especial do Senado possa analisar as denúncias recentes feitas pela promotora de justiça de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, de que o Governo do Maranhão estaria burlando as milhas náuticas para evitar uma fiscalização federal no sistema do transporte aquaviário no estado.

Conforme denunciou a promotora, em entrevista coletiva à imprensa na última quarta-feira, 13, o poder de fiscalização do governo estadual no transporte aquaviário se limita até 12 milhas naúticas, sendo que a partir daí, o poder compete à esfera federal. 

Weverton alertou que o governo estaria burlando essa norma, visto que a distância atual corresponde a 13 milhas e meia, cuja fiscalização sairia da esfera estadual para a federal e que, no entanto, estariam encurtando esse alcance para evitar sair da vistoria do estado.

"Ouvi a entrevista da promotora Lítia Cavalcanti. É seríssimo aquilo que ela falou. Já pedimos uma comissão para acompanhar essa situação. Segundo a denúncia da promotora, até 12 milhas a fiscalização é do estado. A partir de 12 milhas a fiscalização é federal. Aqui são 13 milhas e meia e o estado informou uma rota menor para burlar a fiscalização federal. Essa é uma denúncia muito grave que precisa ser investigada e a questão do deslocamento também tem que ser resolvida. O povo da Baixada está sendo humilhado com essa situação. Só que esse governo não tem planejamento de nada”, destacou Weverton.

quinta-feira, 14 de julho de 2022

Um puxão de orelha para Lahésio se orientar no PSC ou perder a candidatura aos Leões


Ainda repercute intensamente o "puxão de orelha" que o deputado federal Aluísio Mendes, presidente regional do PSC no Maranhão, deu no ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim, pré-candidato ao Governo do Maranhão para as eleições de outubro.

Nos últimos dias, o jovem Lahésio, considerado bolsonarista de raiz, tem se manifestado à revelia do seu próprio partido, cuja legenda fechou questão em torno da pré-candidatura à reeleição do senador Roberto Rocha (PTB), em detrimento da pré-candidatura do Pastor Bel (Agir-36) ao Senado da República.

Pregando "independência política", Lahésio vem sendo uma pedra no sapato do PSC, com discursos inflamados que destoam da sigla cristã, o que acabou irritando o dirigente do partido, o deputado Aluísio Mendes, que não demorou a enquadrar o mancebo empolgado.

Em um discurso enfático, o dirigente estadual do PSC anunciou a sentença de Lahésio, que pode até perder a sigla pela qual pretende ser candidato ao Palácio dos Leões.

Como presidente do PSC estadual, não só em nome da minha pessoa, mas de todos os filiados do PSC, reafirmo apoio integral à pré-candidatura à reeleição do nosso senador Roberto Rocha, que é sem dúvida nenhuma a melhor opção para o nosso Maranhão. E aqueles filiados do PSC que não se sentirem confortáveis com a decisão da executiva estadual, estão liberados para procurar outro partido”, reverberou o deputado Aluísio Mendes.

CONEXÃO POLÍTICA- 14/07/2022

Enquanto a maioria dos estados já havia reduzido a alíquota do ICMS para 18%, o Maranhão passou a ser o último ente federado a assumir sua parcela de culpa pelo atraso na minoração do tributo, sendo salvo após enviar um projeto de lei à Assembleia Legislativa, que foi aprovado por unanimidade. Nesse meio termo o próprio governador Carlos Brandão (PSB) poderia ter baixado um Decreto acatando apenas uma lei federal, que limita o ICMS em 17%, vigente no país e não o fez por pura birra político-partidária.


Sociólogo petista satiriza, em charge, o naufrágio de um governo na Baía de São Marcos


Enquanto a novela do ferry boat José Humberto não vai tendo um final feliz no Maranhão, cuja embarcação está fundeada nas águas da Baía de São Marcos, o sociólogo Paulo Romão, pré-candidato a deputado estadual pelo PT, utiliza a crítica nas redes sociais, em forma de charge, para mostrar que seria trágico se não fosse cômico.

Para Romão, o ferry boat José Humberto "é um problema que o governo do Maranhão não consegue resolver de jeito nenhum".

Na charge, o sociólogo satiriza mostrando uma figura de uma embarcação naufragando mostrando o governador Carlos Brandão (PSB) pedindo que seus subalternos, Sebastião Madeira, Luís Fernando e o ex-governador José Reinaldo Tavares sorriam e acenem para o povo.

quarta-feira, 13 de julho de 2022

Ex-presidente da Câmara de Arame terá de devolver quase R$ 1 milhão aos cofres do Legislativo Municipal


A Justiça do Maranhão determinou o bloqueio liminar de R$ 879.012,59 do ex-presidente da Câmara Municipal de Arame, Elias Conceição, e do assessor jurídico Horácio Conceição, irmão do ex-gestor do Legislativo, para garantir o ressarcimento aos cofres públicos da Casa. Quem proferiu a decisão foi o juiz Felipe Soares Damous.

A ação judicial se deu por solicitação do Ministério Público Estadual (MPE), por entender que ambos estão envolvidos no desvio de verbas da Câmara de Arame, efetivados através de saques de cheques nominais das contas do Legislativo Municipal, no período de 2019 a 2020.

O caso envolvendo a Câmara de Vereadores de Arame é resultado de Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa ajuizada, no último dia 10, pelo promotor de justiça Felipe Augusto Rotondo. A manifestação ministerial foi motivada por denúncia à Ouvidoria do MPMA.

Após a primeira ação de improbidade administrativa, em 1º de novembro de 2021, foi instaurado Procedimento Investigatório Criminal (PIC), que apurou mais irregularidades, levando ao ajuizamento da segunda Ação contra o ex-presidente da Câmara, devido à apropriação indébita dos valores no mesmo período.

CRIMES

Segundo o Ministério Público, o ex-presidente cometeu crimes de peculato (devido ao saque de 33 cheques, no valor bloqueado); falsificação de comprovantes de transferência e falsidade ideológica na prestação de contas. 

“O assessor jurídico também cometeu crime de peculato por ser um dos responsáveis por ficar com o valor dos cheques sacados e a tesoureira, Jane Sousa, cometeu peculato culposo (sem intenção), porque foi a responsável pelos saques”, explica o promotor de justiça.

Assembleia Legislativa salva pescoço de Brandão e aprova redução do ICMS em 18% no Maranhão


Depois de um longo e tenebroso inverno, eis que a Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) aprovou nesta quarta-feira, 13, por unanimidade, um projeto de lei encaminhado à Casa pelo Executivo Estadual para redução de 18% na alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que inicidirá nos preços dos combustíveis, além de outros serviços como energia elétrica, transportes e comunicações.

Apesar disso, essa redução no ICMS já poderia ter acontecido, pois está em vigor no país, desde o mês passado, uma lei complementar aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que limita o percentual do tributo em 17%.

Observadores jurídicos atestam que não haveria necessidade da demora na diminuição da alíquota do ICMS, pois com a lei federal vigente no país, o governador Carlos Brandão (PSB) poderia já ter baixado um Drecreto emergencial para fazer cumprir a nova legislação.

Porém, o Governo do Maranhão levou o caso para o campo político, patinou na maionese e só resolveu lançar mão de um projeto de lei atrasado, jogando o estado na contramão de outras unidades da federação que baixaram o Decreto e reduziram o ICMS em 18%, impactando diretamento a baixa de preços dos combustíveis na bomba para os consumidores.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), disse que a Casa cumpriu seu papel ao votar um projeto que tem enorme anseio popular, em especial pela baixa nos preços dos combustíveis, mas ressaltou que a indexação do preço dos combustíveis ao mercado internacional pode fazer com que o produto sofra novas alterações no tabelamento.

Brandão quebra a cara com a Justiça Federal e ferry José Humberto não sai do lugar


Ao que tudo indica, a novela do ferry boat paraense José Humberto, estacionado em águas maranhenses, está longe de terminar. As cenas dos novos capítulos ficam por conta do indeferimento da Justiça Federal, na noite de terça-feira, 13, ao pedido liminar do governador Carlos Brandão (PSB) para que a embarcação pudesse voltar a operar na travessia São Luís/Baixada Maranhense.

No entanto, a Justiça Federal manteve a recomendação do Ministério Público Federal (MPF) que alertou a Capitania dos Portos do Maranhão a barrar a operação de travessia de passageiros, que vinha ocorrendo desde o dia 28 de junho, por conta de irregularidades na documentação e falta de segurança na estrutura do ferry, o que colocaria em risco a vida de milhares de vida na Baía de São Marcos.


O entendimento da Justiça Federal, ao negar o pedido de reconsideração do governador Brandão, foi de que não há nos autos nenhum documento que aponte de maneira transparente e fundamentada que "as deficiências pendentes seriam triviais" e não obstantivas de "plena segurança à embarcação e de seus usuários".

Vale lembrar que o ferry, anunciado em maio como "novo" pelo governador Brandão não passa de um arremedo de uma balsa, que já se envolveu até em acidentes naúticos no leito do Rio Amazonas e aportou no Maranhão como a panaceia da travessia da Baía de São Marcos, depois do sucateamento no setor aquaviário protagonizado pelo ex-governador Flávio Dino (PSB).  

terça-feira, 12 de julho de 2022

Roseana Sarney quer uma eleição mais pacifista e menos violenta


A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), pré-candidata a deputada federal, mais uma vez usou as redes sociais para se mostrar preocupada com o acirramento de ânimos durante o período pré-leitoral no país e em especial no Maranhão.

Para a ex-mandatária do estado, nesse momento o clima é bastante conturbado com espaços perigosos para a violência e agressões de ambas as partes.

Segundo ela, é preciso pensar na figura do eleitor, que terá a difícil missão de escolher seus novos representantes e para isso, o momento deve ser de ideias e propostas que possam agregar e pacificar a animosidade vigente.


Ministério Público aborta nova manobra política em Amarante do Maranhão

O Ministério Público do Maranhão recomendou que o prefeito de Amarante do Maranhão, Vanderly Gomes Miranda , exonere, imediatamente, nove pe...