Comercial da Prefeitura de São Luís

Comercial da Prefeitura de São Luís

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

"Nada foi feito na Funac da Aurora", diz deputada


A deputada estadual Andrea Murad (PMDB) esteve, na tarde de quarta-feira, 11, debaixo de chuva (foto), vistoriando as instalações da Funac, no bairro da Aurora em São Luís, e afirmou que nada foi feito pelo governador Flávio Dino (PCdoB) para melhorar o ambiente do local para receber os menores infratores no prédio. A comunidade da Aurora repudia a manutenção dos menores na área e cobram mais respeito por parte do governo. 

Veja o que diz no Facebook a parlamentar:

Depois de todo o alvoroço e impedimento do governo, finalmente, entramos na unidade da FUNAC na Aurora. Não sei por que tanta polícia para uma simples vistoria e com uma comitiva que mais tinha gente do governo do que deputados. Mas o fato é que constatei o que já suspeitava. NADA FOI FEITO NADA E NEM ESTAVA FUNCIONANDO COMO PREVÊ A LEI FEDERAL. Quando entramos, vimos provas claras de obras e adaptações ainda sendo feitas mesmo depois de um ano e meio a casa fechada e sendo pago o aluguel para o proprietário que é aliado do governador.
-No térreo são 4 quartos para 7 internos, capacidade para mais 10;
-dois pequenos espaços e um deles para refeições com uma mesa de plástico e bebedouro;
-em cima é um galpão onde não tinha nada, apenas goteiras, vários furos no forro e algumas salas sem nada dentro;
-fragilidade do forro que dá acesso à cobertura no pavimento superior;
-não tem circuito interno de câmeras;
-uma fiação estava exporta na parte externa da casa;
-não cumpre a norma de acessibilidade aos ambientes;
-não tem gerador de emergência como prevê os Parâmetros arquitetônicos para Unidades de Atendimento Socioeducativo.
E na área aberta mesmo não tinha nada que favorecesse os internos, apenas obras como o muro sendo aumentado e material de construção pelo terreno o que comprova que só agora o governo está realizando as adaptações que diz estar fazendo há mais de um ano. Questionei a todos sobre quais critérios para alugar este imóvel camarada e só justificaram dizendo que precisavam de um casa ampla com tantos quartos ou salas para funcionar a unidade. E ainda disseram que a casa por esse preço estava em conta, R$ 12 mil reais por mês. Então, diante de todas as constatações, ficou mais que claro que houve sim uma locação para beneficiar um filiado do PC do B, que fez do imóvel em 2014 comitê de campanha e agora está sendo recompensado pelo governo. E mais, funcionário comissionado de um órgão do governo estadual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário