quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Apoios incondicional e crítico ao petista Haddad no Maranhão


Depois do governador reeleito Flávio Dino (PCdoB) já ter declarado apoio incondicional ao candidato Fernando Haddad (PT), agora o senador eleito Weverton Rocha terá que manter uma espécie de "apoio crítico" ao postulante petista à Presidência da República, acompanhando decisão partidária.

Isso porque o PDT, partido do candidato derrotado Ciro Gomes, já ter anunciado na quarta-feira,10, “apoio crítico” à candidatura de Fernando Haddad no segundo turno da corrida eleitoral “para evitar a vitória das forças mais reacionárias e atrasadas do Brasil e a derrocada da Democracia”. A Executiva Nacional do partido se reuniu em Brasília e fez o anúncio por meio de uma nota.

"A Executiva Nacional do PDT reunida nesta quarta-feira na sede nacional do partido, em Brasília, declara seu apoio crítico à candidatura de Fernando Haddad para evitar a vitória das forças mais reacionárias e atrasadas do Brasil e a derrocada da Democracia", anunciou o partido.

Ciro Gomes ficou em terceiro lugar no primeiro turno das eleições, que ocorreu no último domingo (7), e recebeu 13,3 milhões de votos, 12,47% dos votos válidos. 

Com a disputa polarizada entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e o candidato do PT, Ciro foi visto como uma alternativa do centro para chegar ao segundo turno. Um manifesto virtual chegou a fazer um apelo por uma única chapa do centro, chamada “Alcirina”, liderada por Ciro e com apoio de Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede).

Com informações do Congresso em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário