segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Roseana tira o corpo e deixa Murad na berlinda na Operação aos Peixes


A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) já disse e reiterou não ter tido qualquer participação no suposto esquema de desvio de recursos públicos na  área da Saúde, durante sua gestão (2010 a 2014). 

A afirmativa foi feita por meio de nota pública lida, desde a quinta-feira passada, 18, pelo apresentador William Bonner, no horário do Jornal Nacional, da TV Globo. Na oportunidade, a ex-mandatária do Maranhão afirmou que seu nome não consta no inquérito que investiga eventuais desvios de recursos públicos.

Abandonado à própria sorte, o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, segue prestando depoimentos na sede regional da Polícia Federal, no bairro da Cohama, em São Luís.

O ex-secretário de Saúde do Maranhão Ricardo Murad é alvo de uma operação que apura desvios de recursos públicos. Agentes da Polícia Federal (PF) foram até a casa dele, na semana passada, para cumprir um mandado de prisão, mas não o encontraram. Murad se apresentou depois à Polícia Federal. 

Ele é cunhado de Roseana Sarney (MDB), ex-governadora do estado, e foi secretário estadual entre 2012 e 2014, durante o quarto mandato de Roseana no Maranhão.

Trata-se da sexta fase da Operação Sermão dos Peixes, chamada de Peixe de Tobias. A PF apurou indícios de que, entre os anos de 2011 a 2013, aproximadamente R$ 2 milhões destinados ao sistema de saúde estadual foram desviados para uma empresa sediada na cidade de Imperatriz (MA). A polícia verificou ainda pagamentos mensais a blogueiros.

O advogado de Ricardo Murad, Marcos Lobo, disse ao G1 que ainda não teve acesso à decisão judicial e que não pode respoder sobre o caso. 

A prisão de Murad já havia sido pedida em 2015, mas foi negada pelo juiz federal Roberto Carvalho Veloso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário