quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Flávio Dino já está de olho no comando da esquerda para 2022


Com a possibilidade de fusão do PCdoB ao PT, já que a legenda comunista não atingiu a cláusula de barreira nestas eleições, o nome do governador reeleito do Maranhão, Flávio Dino, começa a ser sondado como uma das figuras de esquerda que poderá disputar uma eventual candidatura à Presidência da República, no pleito de 2022.

No entanto, sabe-se que o PT vem querendo comandar a frente de esquerda no Congresso Nacional contra o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). E a briga pela liderança da esquerda já é confrontada pelas hostes do PDT do candidato derrotado à Presidência, Ciro Gomes, que aqui no estado o deputado federal e senador eleito Weverton Rocha.

Além disso, o PT deve trabalhar um nome próprio, que venha da base petista, e terá quatro anos para se reinventar e até mesmo trabalhar o nome do candidato derrotado no segundo turno, Fernando Haddad, que obteve a expressiva votação de 47.039.291 (44,87%).

Caso o nome de Dino não seja referendado até lá, o atual governador pode deixar a corrida presidencial ao Planalto para depois e concorrer à única cadeira que será aberta ao Senado, daqui a quatro anos, justamente com o fim do mandato do senador e adversário político Roberto Rocha (PSDB).

Vale aguardar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário