terça-feira, 16 de outubro de 2018

Chico Carvalho e Maura Jorge já brigam por domínio do PSL no Maranhão


O vice-presidente do PSL no Maranhão e vereador de São Luís, Chico Carvalho, disse nesta terça-feira, 16, na Câmara Municipal, que vem sendo alvo de injúria e difamações do grupo ligado à candidata derrotada ao governo do estado, Maura Jorge, que o acusam de vender o partido e até de praticar atos de agiotagem.

Carvalho afirmou que já está tomando as providências necessárias na Justiça, por não compactuar com tais atitudes e que até mesmo um filho da então candidata Maura Jorge deve responder por ofensas diversas à sua pessoa.

Chico Carvalho declarou que nunca foi homem de vender partido e praticar atos de agiotagem. "Quem me conhece sabe disso", frisou.

Ele destacou que por conta do PSL ter crescido bastante no cenário nacional, com a possibilidade do deputado Jair Bolsonaro vencer a eleição presidencial no segundo turno, no próximo dia 28, a ciumeira e o olho gordo agora é grande. "Quando o PSL era pequeno, eu banquei o partido", declarou.

Há quem diga que a briga já visa cargos federais no Maranhão com a possibilidade de vitória do candidato Bolsonaro na corrida sucessória ao Palácio do Planalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário