segunda-feira, 25 de julho de 2016

O carnê do baú do filho de Waldir Maranhão

O deputado federal Waldir Maranhão, o médico Thiago Augusto Maranhão, vai ter que devolver a bolada recebida
O filho do deputado federal Waldir Maranhão (PP), o médico Thiago Augusto Maranhão, não teve outra saída a não ser devolver aos cofres do Tribunal de Contas do Estado (TCE) a quantia de R$ 565.163,06, parcelado em 24 prestações, cujo fatiamento está sendo denominado na mídia nacional de "Carnê do Baú", numa alusão ao Carnê de Silvio Santos.
O filho do nobre parlamentar maranhense foi pego com a boca na botija, recebendo dinheiro sem pisar em São Luís, já que mora em São Paulo, mas estava nomeado assessor da corte estadual de contas por um aliado do pai, mas trabalhava como médico em São Paulo. Ele foi exonerado do cargo no dia 9 de maio, quando a imprensa revelou o caso.
Seu salário mensal no tribunal girava em torno de R$ 6,5 mil. Ele já estava lotado no gabinete do ex-presidente do TCE, conselheiro Edmar Cutrim, quando concluiu sua residência médica, no Rio de Janeiro.
Procurado pela coluna, o conselheiro que o empregava disse inicialmente que o filho de Waldir Maranhão ia ao trabalho “todo mês”. Depois se corrigiu e disse que o funcionário aparecia “duas, três, quatro vezes por semana”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário