quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Professores decidem manter greve, mesmo com decisão judicial contrária


Por meio de um vídeo, postado no You Tube, o assessor jurídico do Sindicato dos Professores da rede de ensino de  São Luís, Antônio Carlos, fala sobre a decisão do desembargador Ricardo Duailibe, do Tribunal de Justiça do Maranhão, que determinou, na última terça-feira, 8, o retorno imediato da categoria às salas de aula, por entender que educação é um serviço essencial. 

A direção do Sindeducação já se pronunciou afirmando que a greve geral vai permanecer até que haja entendimento com o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) e com o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa. A categoria solicita um percentual de 7% nos vencimentos com aportes do Fundeb. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário