Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Waldir Maranhão não quer ser comunista


Para quem pensa que o vice-presidente da Câmara Federal, deputado Waldir Maranhão (foto), não vai até as últimas consequências para retomar o comando do PP no Maranhão, não conhece o parlamentar. Destituído horas antes da votação do impeachment na Câmara dos Deputados, em Brasília, o astuto parlamentar agora resolveu comprar briga com o colega deputado federal André Fufuca, contrariando a orientação da legenda.

Waldir, que é investigado na Operação Lava jato, da Polícia Federal, e que votou contra o afastamento da presidente Dilma, caiu em desgraça após trair o partido que se declarou a favor do impeachment. A partir daí, a direção nacional resolveu destituí-lo da função, tendo delegado plenos poderes ao deputado Fufuca para comandar a sigla no Maranhão. 

Na última segunda-feira, 25, Waldir resolveu entrar na Justiça para tentar retomar o controle do PP no estado, tendo o caso sido distribuído à 14ª Vara Cível de São Luís. 

Como justificativa, o parlamentar alega que sua destituição do diretório estadual do PP representa uma "afronta ao princípio do contraditório e da defesa". Enquanto isso, o deputado Fufuca aguarda desdobramentos na esfera judicial sobre o caso.

Pelo visto, Waldir deve virar mesmo comunista, mesmo a contra-gosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário