quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

João Alberto pega em fio pelado

Senador João Alberto de Sousa pode ser afastado da presidência da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar
Quem diria que o nobre "Carcará" pegaria em fio pelado. É que o senador João Alberto de Sousa (PMDB), que preside a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar do Senado pode ser afastado da função após críticas do colega de parlamento, o senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP).

Na última segunda-feira (4), o senador amapaense usou as redes sociais para criticar e pedir o imediato afastamento do senador maranhense da Comissão de Ética. As declarações de insurgência de Randolfe Rodrigues ocorreu no mesmo dia em que o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF) determino o arquivamento da investigação contra ele, após o doleiro Alberto Youssef afirmar que não conhece o parlamentar.

As críticas do senador Randolfe Rodrigues fora externadas pelo Twitter. "É necessário que o Conselho de Ética do Senado funcione de fato. Para que isso ocorra, é necessário o afastamento do senhor João Alberto da presidência", declarou.

O senador João Alberto retrucou. "Ao ler o que ele escreveu na rede social, ele insinua que eu teria alga influência nua denúncia contra ele no processo da Operação Lava Jato da Polícia Federal", frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário