Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Rejeição a presente de grego do governo em pleno Dia do Trabalho


Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira, 1, Dia Mundial do Trabalho, revela que 71% dos brasileiros são contrários às reformas trabalhista e da Previdência Social. As duas foram enviadas pelo presidente Michel Temer (PMDB) ao Congresso Nacional no fim do ano passado. Até o momento, só a reforma trabalhista já foi apreciada e votada na Câmara Federal e segue agora para o Senado.

Segundo o levantamento, entre os funcionários públicos que compreendem um universo de 6% da amostra, a rejeição chega a 83%. Pela proposta do governo, esse é um dos grupos mais ameaçados pelas alterações nas regras das aposentadorias e pensões.

A pesquisa destaca ainda que pelo menos 27% são contra a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e 25% se opõem à idade de 62 para mulheres. Prevendo uma derrota na análise do texto original, o relator, em acordo com o governo, fixou a idade mínima de aposentadoria para as mulheres em 62 anos e não mais 65 anos, deixando essa faixa etária para os homens.

O levantamento Datafolha realizou 2.781 entrevistas em 172 municípios nos dias 26 e 27 de abril, antes das manifestações ocorridas na última sexta-feira, 28, em todo país contra as propostas mirabolantes do presidente da República. Apesar da pressão popular, Temer já avisou que continuara com os projetos de reforma, mesmo a contra-gosto de muitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário