Banner da Prefeitura de São Luís

Banner da Prefeitura de São Luís

terça-feira, 28 de junho de 2016

Oposição é abafada na Câmara de São Luís

Os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PMB) acabaram sendo votos vencidos pela maioria do parlamento
Apenas quatro vereadores de oposição à gestão do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), votaram contra o projeto de correção salarial de 10,67% dos professores da rede municipal de ensino. Dos atuais 31 representantes no parlamento municipal, somente Fábio Câmara (PMDB), Rose Sales (PMB), Marlon Garcia (PTdoB) e Manoel Rego (PP).

Dos quatro vereadores contrários à proposta encaminhada pelo Executivo à Câmara Municipal, dois são pré-candidatos à Prefeitura da capital maranhense como é o caso de Fábio Câmara e Rose Sales, que se colocaram favoráveis à reivindicação dos professores que exigem 11,36% de reajuste salarial. Apesar disso, desde o dia 25 de maio uma parcela da categoria se mantém em estado de greve, deixando cerca de 80 mil alunos fora da sala de aula.

Apesar disso, a maioria dos vereadores considerou que o Legislativo fez a sua parte e cabe agora aos professores grevistas encerrarem o movimento paredista e voltar para a sala de aula.

Um comentário:

  1. Eu fiquei muito "orgulhosa' da posição dos nobres vereadores frente ao reajuste salarial dos professores e dos demais funcionários municipais, estes aliás, tiveram só 2% de aumento, o que nos deixou muito "felizes", mas queremos informar aos nossos parlamentares que nós e nossos familiares também votamos e fazemos questão de retribuir a gentileza pra eles e o subprefeito Edivaldo no dia 02 de outubro.

    ResponderExcluir