Comercial da Prefeitura de SL

Comercial da Prefeitura de SL

segunda-feira, 13 de março de 2017

Parlamentar denuncia continuidade de crime ambiental no Batatã

O vereador Marcial Lima (PEN) fazendo a denúncia na tribuna da Câmara de São Luís (Foto de Paulo Caruá)
O jornalista e vereador Marcial Lima (PEN/foto) usou a tribuna da Câmara Municipal de São Luís nesta segunda-feira, 13, para denunciar que neste fim de semana mais uma empresa estaria fazendo serviços de medição na área do Parque Estadual do Bacanga, onde fica encravado  o Reservatório do Batatã, e trata-se de uma Área de Preservação Permanente (APP), que deveria ser protegida pelo Estado, que é responsável pela Unidade de Conservação (UC).

devastação na área do Parque, onde se encontra o Reservatório do Batatã, que abastece com água 40% dos bairros de São Luís, tem sido alvo de denúncias até mesmo ao Ministério Público Estadual (MPE). O Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Maranhão, que tem um comando dentro da área, esteve no local e apreendeu o maquinário que estava devastando a vegetação. Porém, segundo o vereador Marcial Lima, o crime ambiental continua às barbas das autoridades competentes.

Tudo teve início desde que a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) transferiu para uma pessoa física a posse de uma parte do terreno do Parque Estadual do Bacanga. A transferência teria ocorrido na gestão de Rubem Brito, na administração do saudoso governador Jackson Lago (PDT).

A denúncia deste escândalo é da Associação dos Geólogos do Estado do Maranhão (Agema), que encaminhou ofício ao Ministério Público, no dia 14 de fevereiro deste ano, denunciando essa transferência irregular dentro do Parque Estadual do Bacanga, que fica à margem da Avenida dos Franceses, próximo ao Terminal Rodoviário da capital maranhense, que agora está desmatada.

E até agora a direção da Caema se mantém muda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário