terça-feira, 26 de agosto de 2014

Acusado da morte do jornalista Décio Sá deixa a cadeia para ficar custodiado em casa

José de Alencar Miranada e seu filho Gláucio Alencar
Uma liminar, concedida na segunda-feira (25), converteu a prisão preventiva de José de Alencar Miranda Carvalho, 74, em prisão domiciliar.

O comerciante é acusado, com seu filho Gláucio Alencar, 36, de ser o mentor do assassinato do jornalista Décio Sá, ocorrido em 23 de abril de 2012, em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís.

A decisão foi do desembargador José Luís Almeida, que acatou argumento da defesa de Miranda de que ele tem a saúde abalada, pois é cardiopata grave. Com isso, Miranda vai cumprir o resto da pena sob cuidados familiares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário