segunda-feira, 27 de julho de 2015

Prefeito Edivaldo anuncia fechamento do Aterro da Ribeira


A cidade de São Luís é uma das primeiras capitais a se adequar ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos. O prefeito Edivaldo anunciou oficialmente neste sábado (25) durante vistoria no Aterro da Ribeira o encerramento de operações de depósito de resíduos no local e o redirecionamento do descarte para a Central de Tratamento de Resíduos (CTR). O antigo aterro, em funcionamento há quinze anos, passará por um processo de recuperação ambiental.

"Este é um momento importante é histórico para a cidade porque obedece ao que rege a política nacional de resíduos sólidos. A partir de hoje, os resíduos serão destinados para um local ambientalmente correto. É um local moderno, que atende a todas as exigências legais. Estamos aqui selando uma nova etapa para as políticas públicas relacionadas ao meio ambiente em nossa cidade e buscando meios de desenvolvimento sustentável", afirmou o prefeito Edivaldo.

Desta forma e com a participação consciente do cidadão, São Luís terá um tratamento correto e adequado de resíduos, com impactos positivos dos pontos de vistas econômico e social. "O lixo não descartado corretamente é foco de doenças e podem ocasionar problemas sérios como enchentes devido ao entupimento de canais e galerias. A gestão de resíduos sólidos é também uma questão de saúde pública", pontuou Edivaldo.

De acordo com o cientista ambiental Marcio Vaz, consultor da São Luís Engenharia Ambiental (Slea), o Aterro da Ribeira sofrerá um monitoramento geométrico ambiental de águas superficiais, com drenagem e colocação de grama, para a recuperação da área. O Plano de Recuperação de Área Degradada tem duração entre 30 e 40 anos.

A partir deste sábado (25), todos os resíduos orgânicos coletados em São Luís pelas equipes de limpeza pública da Prefeitura de São Luís estão sendo descartados na CTR, administrada pela empresa Titara, localizada no povoado Buenos Aires, município de Rosário, a 60 quilômetros da capital maranhense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário