sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Sistema de biometria facial é testado em ônibus de São Luís

Uma empresa de ônibus de São Luís está fazendo testes com o sistema de biometria facial. Quem tem direito a gratuidade ou meia passagem vai ser identificado por uma fotografia.

Caso seja comprovado que a pessoa está usando um cartão que não é seu, o cartão é bloqueado e liberado após pagamento de multa.

A identificação do rosto dos passageiros é uma das armas contra fraudes no transporte coletivo. A frota de ônibus reúne 1.185 que atendem 740 mil passageiros diariamente, segundo a Prefeitura de São Luís.

A utilização indevida do cartão de gratuidade é a maior, de acordo com o sindicato das empresas. Em levantamento recente, o índice  chegou a 20%. São passageiros que entram nos coletivos e na hora de passar na catraca apresentam cartões de outras pessoas.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Gil Cutrim é reeleito presidente da Famem

Prefeito Gil Cutrim, reeleito presidente da Famem
Em mais uma eleição de consenso realizada nesta quinta-feira (31), o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (PMDB), foi reeleito presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) para o biênio 2015/2016.

Liderando uma chapa única que reúne prefeitos e prefeitas de várias regiões do Estado e dos mais diversos partidos, Cutrim obteve 101 votos, o que corresponde a mais de 60% do total de filiados aptos a participar do pleito.

“Nossa reeleição mostra que o trabalho está dando certo e que os prefeitos e prefeitas do Maranhão querem que os avanços relacionados ao municipalismo continuem. Iremos arregaçar as mangas e trabalhar muito mais pelos municípios e pelo Maranhão”, afirmou Cutrim, cujo atual mandato (2013/14), para o qual foi eleito também de maneira consensual, encerra-se no dia 31 de dezembro. 

A eleição aconteceu durante todo o dia na sede da entidade municipalista, localizada em São Luís. Acompanhado de companheiros de chapa e de vários colegas prefeitos e prefeitas, Gil Cutrim votou no período da manhã e acompanhou, à tarde, a apuração dos votos, que teve início às 17h. 

O presidente reeleito destacou os avanços obtidos ao longo destes quase dois anos do seu primeiro mandato e garantiu que para o próximo biênio um dos objetivos será intensificar o trabalho no sentido conseguir, juntamente com as demais entidades municipalistas do Brasil, a tão sonhada readequação do atual pacto federativo injusto imposto pela União aos municípios.

“Neste primeiro mandato conseguimos várias conquistas, como é o caso da determinação da Justiça, motivada por uma ação da Famem, que obriga a União a restituir os municípios das perdas do FPM referentes aos últimos cinco anos. Esta questão ainda tramita na Justiça Federal, mas são grandes e reais as chances de obtermos vitória definitiva nos próximos meses. Também iremos atuar fortemente no sentido viabilizarmos recursos para construir a sede própria da entidade e estabelecermos novos mecanismos permanentes de diálogos com os Governos Federal e do Estado, por exemplo”, relatou.

TRE libera candidatura de Zeluis Lago

Zeluis Lago e a candidata a vice, Cristina Jansen
O médico José Luís Teixeira Lago (PPL) - Zeluis Lago - teve sua candidatura ao governo do Estado deferida nesta quinta-feira (31), de forma unânime, pelos membros do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA). Ele concorrerá compondo chapa com a advogada Cristiana Jansen de Mello Fonseca, candidata a vice, também do PPL. A decisão foi contrária ao parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE).

A candidatura do médico havia sido impugnada por Antônio Ferreira Martins, candidato ao cargo de deputado federal pela coligação ‘Por um Maranhão Mais Forte’ (PEN/PMN/PHS/PSC/PT do B), sob alegação de que ele não possuía filiação partidária há mais de ano da data da eleição, não preenchendo a condição de elegibilidade.

No entanto, o impugnado argumentou que estava devidamente filiado ao PPL e que a situação constante nos sistemas da Justiça Eleitoral não o exclui do quadro de filiados, apresentando documentos que comprovavam a sua filiação ao partido desde novembro de 2011.

“Não vejo prova de que José Luís não esteja filiado ao PPL. Pelo contrário, o que se percebe é que, de fato, há somente alguma pendência menor, pois a própria Justiça Eleitoral declara que o candidato encontra-se filiado, mesmo porque ninguém alheio aos quadros de um partido pode ser presidente estadual da agremiação”, destacou em seu voto o desembargador eleitoral Daniel Blume, relator do processo.

Além de José Luís Lago, até o momento o TRE deferiu as candidaturas de Flávio Dino (PCdoB), Prof. Josivaldo (PCB) e Saulo Arcangeli (PSTU). Os pedidos de candidaturas de Lobão Filho e Luís Pedrosa ainda não foram apreciados.

Com informações do G1 MA

Prefeitura de São Luís ocupa primeiro lugar nacional em transparência

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC)
A Prefeitura de São Luís é a primeira colocada no ranking nacional de transparência ao lado das Prefeituras do Rio de Janeiro e de João Pessoa. Essas três capitais obtiveram 6 pontos, na escala de 0 a 10 do estudo. Os dados constam de pesquisa inédita divulgada pelo portal do Instituto Nacional de Estudos Socioeconômico (Inesc). O Inesc é uma organização não partidária, sem fins lucrativos e não-governamental que atua no país desde 1979.

“Desde o início de nossa gestão temos nos preocupado em desenvolver uma política de diálogo e de transparência, que caminhe alinhada aos interesses da população. Fico feliz em ver o reconhecimento nacional da transparência com que temos conduzido a cidade, de maneira responsável, cautelosa e fidedigna na administração dos recursos”, disse o prefeito Edivaldo.

Segundo a pesquisa, a maioria das capitais brasileiras está distante da excelência no que se refere à transparência do ciclo orçamentário. Para alcançar um resultado positivo, o prefeito Edivaldo definiu a transparência como uma das metas prioritárias da gestão ainda no plano emergencial dos primeiros 120 dias de governo, lançado pelo prefeito em janeiro de 2013. Um dos primeiros procedimentos foi reativar o Portal da Transparência que estava desativado durante a gestão passada.

“O prefeito determinou à época que a administração iniciada se caracterizasse pelo máximo de transparência. Para isso, fizemos toda a adequação do sistema de informatização”, ressalta o secretário de Planejamento e Orçamento, José Cursino. No plano emergencial constavam várias ações destinadas, especificamente, para aproximar da excelência a transparência do ciclo orçamentário.

Segundo o secretário, durante este período foram realizadas pesquisas junto aos portais de transparência de todas as capitais brasileiras e de órgãos do governo federal. Embora seja objeto de Lei federal, na avaliação do secretário José Cursino, prefeituras e governos ainda não têm obedecido integralmente a Transparência da aplicação dos recursos. “No caso de São Luís, houve a orientação do prefeito para que a Lei fosse seguida à risca”, destaca Cursino.

Responsável técnica pelo Portal da Transparência, a secretária de Informação e Tecnologia, Tati Lima, reativou ainda no início do ano passado o sistema adquirido pela Prefeitura. “Passamos a funcionar como um sistema integrado, disponibilizando todos os módulos para que as secretarias alimentassem com informações”, explica Tati Lima.

Na avaliação da secretária, a melhoria da disponibilidade de dados é resultado da decisão do prefeito de priorizar a transparência sobre os dados orçamentários desde os primeiros dias da atual gestão. Ela acredita que a posição destacada do Portal da Transparência no ranking nacional é o reconhecimento do trabalho entre as secretarias, sendo que a Semit responde pelo conjunto de informações e manutenção do sistema.

O levantamento divulgado no portal do Inesc foi desenvolvido em parceria com a Gpopai-USP e financiado pela Web Foundation - entidade dirigida pelo britânico Tim Berners-Lee, um dos criadores da internet. Para montar o ranking das capitais, os responsáveis pela pesquisa avaliaram os 8 Princípios de Dados Abertos.

Os pontos foram conquistados por São Luís devido às informações orçamentárias serem completas (continham dados sobre receitas e despesas), processáveis (dados estruturados para possibilitar o seu processamento automatizado), não discriminatórios (dados disponíveis a todos, sem que seja necessária a identificação de registro), não proprietários (os dados estão disponíveis sobre um formato sobre o qual nenhum ente tenha controle exclusivo) e acessíveis (dados disponíveis para o público mais amplo possível, quando foi utilizada a tabela E-MAG de acessibilidade).

Superfaturamento pago por Flávio Dino é recorde histórico

Flávio Dino (PCdoB)
De O Estado

O candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB), quando presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), superfaturou o pagamento destinado aos serviços de uma empresa de manutenção em computadores e impressoras durante os anos de 2011, 2012 e 2013, caso que foi denunciado em maio do ano passado pela Controladoria Geral da União (CGU).

Foram pagos à empresa CPM Braxis Outsourcing  aproximadamente R$ 3 milhões para consertar 270 equipamentos- entre computadores e impressoras- durante os três , o que corresponde R$ 11.111,11 por máquina- repassada ou não.

O valor gasto com apenas um aparelho seria o sufiente para a compra  de pelo menos 20 impressoras ou 10 computadores de mesa para as estações de trabalho. Apesar de on contrato  com a Braxis. Outsourcing ter sido efetuado antes da chegada de Flávio Dino à Embratur, coube ao candidato comunista  na época renovar o acordo, apesar de ter opções mais baratas, conforme apresenta o relatório da CGU.

Com o gasto de Flávio Dino à frente da Embratur, seria possível renovar mensalmente os equipamentos , o que chocou a equipe de auditores da CGU.

TRE define plano de mídia e tempo dos candidatos no horário eleitoral gratuito


O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) divulgou, ontem (30), os tempos que os seis candidatos ao governo do estado terão para seus programas de rádio e televisão. Segundo a Justiça Eleitoral, Lobão Filho (PMDB), terá 9 minutos e 28 segundos; Flávio Dino (PCdoB), 5 minutos e 59 segundos; Pedrosa (PSOL), 1 minuto e 11 segundos; enquanto que Zeluis Lago (PPL), Saulo Arcangeli (PSTU) e Josivaldo Correa (PCB), terão 1 minuto e seis segundos, cada um.

Os dados fazem parte de minuta de resolução de audiência pública realizada na tarde de ontem, com a participação dos representantes de várias coligações que participaram das eleições majoritárias e proporcionais.

A divisão dos minutos foi realizada com base nos critérios previstos na Lei das Eleições - um terço é dividido igualmente entre todos e o restante leva em conta o tamanho das bancadas na Câmara dos Deputados.

A propaganda no rádio e na TV começa no dia 19 de agosto e será dividida em dois blocos diários de 25 minutos cada, um à tarde e outro à noite.

Plano de mídia

Além dos tempos de programas, foram definidas as emissoras que vão gerar os conteúdos para rádio e televisão. Por consenso, a TV Mirante ficará responsável pela geração de mídia; enquanto que a Rádio Timbira foi sorteada para distribuir os conteúdos para rádios.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Sistema Mirante define cobertura para as Eleições 2014

Foi realizada na manhã desta quarta-feira (30), na sede do Sistema Mirante, no São Francisco, a segunda reunião entre os representantes de partidos políticos e de emissoras e veículos do grupo para definir pontos da cobertura das Eleições 2014. Conduziram a reunião o diretor-geral de Mídias Eletrônicas, Rômulo Barbosa; o diretor de Jornalismo da TV Mirante, Roberto Prado; a chefe de redação da TV Mirante, Eveline Cunha; e o coordenador de Jornalismo da Rádio Mirante AM, Zeca Soares.

Na TV Mirante, a cobertura tem início no dia 4 de agosto, com a divulgação das agendas dos candidatos. Conforme ficou acordado entre os representantes, haverá rodízio na divulgação das agendas com imagens – com o acompanhamento do dia a dia de campanha – e por meio de gerador de caracteres. No primeiro dia, conforme ordem de sorteio, serão divulgadas as agendas de Flávio Dino (PCdoB, coligação "Todos pelo Maranhão"), Josivaldo Correa (PCB) e Saulo Arcangeli (PSTU); no segundo dia, serão divulgadas as agendas de Lobão Filho (PMDB, coligação "Pra frente Maranhão"), Luís Pedrosa (Psol) e José Luís Lago (PPL); seguindo a ordem nos dias subsequentes. A eles, serão feitas perguntas sobre as propostas de governo.

A emissora, também, vai realizar duas rodadas de entrevistas temáticas, ao vivo, nos telejornais JMTV 1ª edição – ao meio-dia – e JMTV 2ª edição – 19h15. As entrevistas no JMTV 2ª edição – telejornal que conta com 65% de participação na audiência, no Estado –, que abrem a série, têm início no dia 18 de agosto – antes do início da propaganda eleitoral obrigatória no rádio e TV –, e ocorrem de segunda a sexta-feira. Todos os candidatos terão o mesmo tempo, que, ainda, será definido para adequação à grade de programação da TV Globo. O primeiro a ser entrevistado, por ordem de sorteio, é Lobão Filho, seguido por Luís Pedrosa, Saulo Arcangeli, Josivaldo Correa, Flávio Dino e José Luís Lago.

A partir do dia 15 de setembro, ocorrem as entrevistas no JMTV 1ª edição – que conta com 69% de participação na audiência. Pela ordem de sorteio, serão entrevistados Saulo Arcangeli, Flávio Dino, Luís Pedrosa, Josivaldo Correa, Lobão Filho e, encerrando a última rodada no primeiro turno, José Luís Lago.
Áudios e imagens das entrevistas não poderão ser utilizados em seus programas eleitorais, assim como em outros telejornais da emissora. O candidato que se sentir ofendido terá direito de resposta concedido no mesmo telejornal no dia seguinte, com o tempo de um minuto. O candidato que faltar não terá compensação.

Debate

Foi discutida, ainda, a realização do debate entre os candidatos, prevista para ocorrer no dia 30 de setembro, transmitido, ao vivo, pela TV Mirante e o portal G1 Maranhão. Segundo o diretor de Jornalismo da TV Mirante, Roberto Prado, as regras do debate e o número de participantes serão definidos em outra reunião.

Rádio e portais

A cobertura das eleições da Rádio Mirante AM e portais Imirante.com e G1 Maranhão, também, estiveram na pauta da reunião desta quarta-feira. A rádio irá transmitir, a partir do dia 11 de agosto, uma rodada de entrevistas no programa Ponto Final, conduzido pelo jornalista e radialista Roberto Fernandes. As entrevistas de tema livre – mas seguindo os principais pontos das propostas de governo dos candidatos – serão ao vivo, ocorrem de segunda-feira a sábado, terão duração de 1h30 e serão transmitidas pelas 37 emissoras que compõem a Rede Mirante Sat de Rádio, das quais quatro são emissoras próprias. A transmissão simultânea ocorre, ainda, pela internet, em áudio pelo site da rádio e em áudio e vídeo pelo Imirante.com.

Participam das entrevistas, cinco jornalistas da rádio, jornal O Estado do Maranhão e portais Imirante.com e G1 Maranhão. Por ordem de sorteio, serão entrevistados, a partir do dia 11, Josivaldo Correa, Lobão Filho, José Luís Lago, Luís Pedrosa, Saulo Arcangeli e Flávio Dino.

Na segunda rodada, que tem início no dia 22 de setembro, as entrevistas ocorrem na seguinte ordem: Flávio Dino, Luís Pedrosa, Lobão Filho, Josivaldo Correa, José Luís Lago e, encerrando a segunda rodada, Saulo Arcangeli.

Os representantes participarão de, ao menos, outras duas reuniões previstas para o primeiro turno das eleições. Os pontos de discussão da reunião de hoje farão parte de um documento, assinado por todos os representantes, e serão protocolados nesta tarde, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

Eleitores de 45 a 59 anos estão na faixa etária predominante nas eleições 2014

Em um universo de 142.822.046 eleitores aptos a votar nas eleições de outubro, a faixa etária predominante é a de eleitores de 45 a 59 anos. São atualmente 33.790.849 (23,66%), número que, se comparado às eleições gerais de 2010, subiu cerca de 1%. Naquele ano, os eleitores nessa faixa etária somavam 30.753.427. Os dados constam das Estatísticas do Eleitorado 2014, disponíveis no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet.

Entre os idosos, com idades acima dos 60 anos, a evolução do eleitorado também subiu em relação a 2010. Em 2014, os eleitores idosos chegam a 24.297.096 (17% do total), cerca de 2% a mais do que em 2010, quando somavam 20.769.458 (15,29% do total da época).

Em relação ao eleitorado jovem de 16 e 17 anos, eles somam 1.638.751 (1,15%), número inferior à mesma faixa etária de 2010, quando chegavam a 2.391.352 (1,76% do total de eleitores à época). Vale destacar que as estatísticas de 2014 consideram a idade do eleitor no dia do primeiro turno das eleições (5 de outubro) e não mais no ato da regularização do título, como era feito anteriormente.

Nas eleições municipais de 2012, mais de 2,9 milhões de eleitores na faixa etária de 16 e 17 anos votaram para os cargos de prefeito e vereador. A Constituição Federal prevê o voto facultativo para os jovens maiores de 16 anos e menores de 18 anos.

Maranhão sofre redução no número de eleitores

Lenno Edroaldo/ G1 MA

O número de eleitores maranhenses diminuiu 1,34% em relação às últimas eleições, segundo estatística divulgada no início da tarde de terça-feira (29), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Estão aptos a votar nas eleições de 5 de outubro, 4.497.336, enquanto que em 2012, este número era de 4.558.855.
A estatística maranhense é contrária à registrada no país. De acordo com o TSE, houve um aumento de 5,17% no eleitorado nacional, saindo de 135.804.433 eleitores registrados na Justiça Eleitoral em 2012, para 142.822.046.

Em relação aos estados, o Maranhão ocupa o 11º lugar, atrás São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Ceará, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Já em relação à região Nordeste, o colégio eleitoral maranhense é o quarto maior.A cidade com maior número de eleitores é São Luís, com 619.682 eleitores, o que representa 13,7% do quantitativo estadual. Logo depois os nove maiores colégio eleitorais são Imperatriz, com 164.503 eleitores (3,6%); Caxias, 107.732 (2,39%); Timon, 107.676 (2,39%); Codó, 81.143 (1,85); São José de Ribamar, 80.943 (1,8%); Açailândia, 74.765 (1,6%); Bacabal, 66.503 (1,4%), Santa Inês, 57.413 (1,27%) e Balsas, 55.154 (1,22%).

A capital maranhense também possui o maior número de eleitores que votarão pelo sistema biométrico, com 619.682 aptos a votar. Em São José de Ribamar esse número ficou em 80.943 eleitores; em Paço do Lumiar, 52.922; e em Barra do Corda, 48.657. As outras cidades maranhenses que utilizarão o sistema são: Benedito Leite, Cajapió, Fernando Falcão, Jenipapo dos Vieiras, Nova Iorque, Pastos Bons, Raposa, São Domingos do Azeitão, São João Batista e São Vicente Ferrer.

Faixa etária

A maior parte dos eleitores maranhenses está compreendida entre 25 a 34 anos, 1.167.064 eleitores. Logo depois aparecem os eleitores entre 45 a 59 anos, exatos 872.578 eleitores. O menor quantitativo é de 16 anos, 34.208 (0,76%).

As mulheres continuam a ser a maior parte do eleitorado, 2.309.955 eleitoras (51,3%) aptas a votar. Já os homens são 2.185.201 eleitores (48,5%). Segundo o TSE, 75% dos eleitores maranhenses são solteiro, enquanto que apenas 23,1%, casados.