segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Justiça Eleitoral acerta detalhes das eleições 2014 no Maranhão

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) reuniu na sexta-feira (12), os juízes eleitorais, bem como os juízes de direito nomeados para presidirem as Juntas Eleitorais Especiais, para acertar os detalhes técnicos das eleições 2014. O encontro ocorreu no auditório Ernani Santos do prédio-sede do órgão. Durante a reunião, os magistrados receberam informações sobre segurança, procedimentos nas juntas eleitorais, transmissão, totalização, divulgação dos resultados, contrato com os Correios, votação paralela, acessibilidade e poder de polícia.

O desembargador José de Ribamar Froz Sobrinho, presidente do TRE-MA, iniciou falando sobre a confiança que tem no processo eleitoral em curso, solicitando a colaboração de todos para que a vontade popular nas urnas seja soberana. Pediu ainda que haja empenho na celeridade da apuração.Sob o comando do Tribunal, dois Gabinetes de Segurança Institucional funcionarão no estado: um em São Luís e outro em Imperatriz. A medida visa facilitar a logística de segurança pessoal e de material.

Nas cidades onde o reforço federal for autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral, a segurança será de responsabilidade do Exército. Em 2014, 10 municípios maranhenses tiveram seus pedidos encaminhados ao TSE.

O secretário estadual Marcos Afonso (Segurança Pública) informou uma novidade para este ano: Grupos de Pronto Emprego, formados pela Força Especial e GTA, ficarão encarregados de atuar se algum caso emergencial ocorrer.

A delegada-geral Cristina Menezes confirmou a presença de delegados em todos os municípios em que juízes e promotores se fizerem presente durante o processo eleitoral. Já o coronel Zanoni Porto falou acerca do quantitativo de viaturas novas em ação, destacando que os militares estarão atentos às práticas criminosas como a boca de urna, transporte de eleitor, transporte de valores e depredação de prédios públicos.

Números

Nestas eleições, o efetivo de policiais civis que atuará é de 300 e o militar 2.200 na região metropolitana e 2.300 no interior, mas estes números podem ser majorados de acordo com a necessidade demandada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário